A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
16866 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Orquestra Sinfônica de Jerusalém apresenta-se em São Paulo
>>> Mostra Primeiros Passos
>>> José Patrício inaugura exposição inédita em Brasília
>>> Livro mostra a ambiguidade entre amor e desamor
>>> Red Bull Station estreia exposições de letrista e de coletivo feminino em julho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> A falta de compromisso com a educação
>>> A luz da alma - Haifa Israel
>>> Tempo & Espaço
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Papel do Produtor
>>> Experiências e Livros
>>> Brasilês - um idioma de muitos sotaques
>>> O turista imobiliário
>>> Edvaldo Pereira Lima
>>> Mais outro cais
>>> Um Furto
>>> Big Bang
>>> Poesia em Xadrez, BH
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
Mais Recentes
>>> Sede de Plenitude
>>> Amor é Prosa Sexo é Poesia. Crônicas afetivas.
>>> A Imensidão dos Sentidos. Um estudo psicológico da sensibilidade humana.
>>> Abilio Diniz, Caminhos e Escolhas. O equilíbrio para uma vida mais feliz.
>>> Viagem ao centro do computador. Série Meu Computador.
>>> Cause Impacto! O que toda mulher precisa saber para transformar todo o seu potencial em resultados na vida e no trabalho.
>>> A Imaginação na Cura
>>> Infância
>>> Psicologia Esotérica - Volume II - Tomo I
>>> Astrologia Esotérica - Volume III - Tomo II
>>> Direito Previdenciário - Série Provas e Concursos
>>> Arquivologia - Para os concursos de técnico e analista dos tribunais
>>> Dicionário de português Schifaizfayvore: crônicas lusitanas (2ª ed.)
>>> Como educar seus pais.
>>> Sortilégios, Magia Negra e Sexo
>>> O Tarô do Amor - Não acompanha cartas.
>>> Seu Imóvel - Como comprar bem
>>> Medicina da Habitação - Como detectar e Neutralizar as ondas nocivas
>>> O Livro de Ouro da Prosperidade e Boa Sorte - Da sabedoria de Salomão
>>> Magia dos Dragões
>>> Practical Spellcraft - a first course in magic
>>> Coisas de homem e coisas de mulher
>>> A Magia das Formas-Pensamento - Um sistema comprovado de desenvolvimento
>>> Poções Mágicas - Como preparar e usar incensos caseiros, óleos.
>>> The Mystical Tarot - Livro de bolso
>>> Iniciação à Escrita Mágica Divina - A Magia Simbólica dos Tronos de Deus
>>> A Magia Divina de Rubens Saraceni - O Mago a revelação dos mistérios
>>> O Código da Escrita Mágica Simbólica
>>> Umbanda dos Pretos Velhos
>>> Os Leopardos de Kafka
>>> A Sombra Materna
>>> O Silêncio dos Amantes
>>> O Escorpião da Sexta-Feira
>>> Manejando bem a Palavra da Verdade (Rightly DividingtheWord of Truth)
>>> Iniciação à fonética e à fonologia (9ª ed.)
>>> Deutsch Perfekt- revistas
>>> O Movimento Modernista Verde, de Cataguases- MG: 1927-1929
>>> Cavaleiro da Lua - Na Noite
>>> Cavaleiro da Lua - Os Mortos se Levantam
>>> Cavaleiro da Lua - Dos Mortos
>>> Introdução à Sociologia
>>> Filosofia Série Novo Ensino Médio
>>> África e Brasil Africano
>>> Biologia das Populações 3 - Genética, Evolução Biológica, Ecologia
>>> Literatura Brasileira - Tempos, Leitores e Leituras
>>> Fundamentos da Filosofia - História e Grandes Temas
>>> A Face Pintada Em Pano de Linho
>>> Lógica para principiantes
>>> Grande e estranho é o mundo
>>> Descartes
COLUNAS

Terça-feira, 25/7/2017
A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 1500 Acessos



A editora Iluminuras acaba de publicar A noite de um iluminado, de Pedro Maciel. O que está em jogo nesse romance é uma questão vital para a literatura contemporânea. Como lidar com o espelho quebrado da realidade e sua multiplicação de cacos e dos ecos desses cacos? É essa a obsessão da literatura verdadeiramente contemporânea, a de descobrir uma linguagem que poderia exprimir algo próximo desse mundo de miríades de pequenos átomos quebrados. Construir uma espécie de vitral com o que sobrou de nossas certezas aos pedaços, como sugeriu o dramaturgo Gerald Thomas.

Libertado das limitações das construções lógicas, científicas e da análise factual, que muitas vezes toma a mente dos escritores preocupados em dar conta da “realidade”, a literatura de Pedro Maciel se projeta como possibilidade ou tentativa de uma nova e genuína expressividade. Sem a ambição da totalidade como guia, o narrador não ocupa mais o lugar do sujeito que emite enunciados fechados, como se fosse um portador da verdade. Se para nós essa forma de se relacionar com a existência é quase um pesadelo kafkiano, para Pedro Maciel é o contrário: “Para mim, o pesadelo é um oráculo”. (p. 115)

Se seu romance (essa palavra, no caso de A noite de um iluminado, não tem relação alguma com o tradicional romance) tem como guia as estrelas, o que ele capta delas não é nenhum norte, pois o que ele vê são “reflexos das estrelas que se extinguiram há milênios”. São esses reflexos que perpassam a mente do narrador em tantas interrogações quanto respostas ao longo do livro.

Não há dúvida de que a riqueza do romance de Pedro Maciel também deriva das experiências no campo das reflexões do narrador a respeito da própria insuficiência da nossa linguagem tradicional. À permutabilidade das experiências da vida, sua literatura responde se distanciando deliberadamente do chamado “discurso objetivo” e da chamada “realidade objetiva”. Para isso, coloca o narrador sempre em crise com a criação, consigo mesmo e com o leitor.

Se os fenômenos da realidade não podem ser abarcados como um todo, resta-lhe comungar com as indeterminações. E o livro se articula a partir de questões que vão se sobrepondo, como se um espelho quebrado pudesse, dentro de cada caco, reproduzir o próprio caos da quebradeira. Para isso, Maciel forja construções que resultam num manancial imagético surpreendente.

Em Notas sobre literatura, Adorno vaticina: “Se o romance quiser continuar fiel à sua herança realista, e dizer como o mundo realmente é, deverá renunciar a um realismo que, na medida em que reproduz a fachada, contribui apenas para favorecer a sua função de produzir ilusões.”

Adorno está falando daquele romance específico da era burguesa que sofre no século XX uma tremenda crise, não conseguindo mais dominar artisticamente a existência. Não basta mais, portanto, a linguagem do relato, já que a narrativa se tornou impossível com a desintegração da identidade da experiência no pós-guerra. Com isso, acreditava o teórico da Escola de Frankfurt, os melhores romancistas seriam justamente os que apresentam as soluções mais inteligentes para essa “crise da narrativa”. Não sendo possível uma realidade filtrada e harmonicamente falsificada (na sua suposta possível compreensão), resta uma forma de exposição que não tem mais uma preocupação sistemática, na medida em que o autor apresenta fragmentariamente e/ou livremente suas ideias.

É nesse sentido que cada ideia dentro do livro de Pedro Maciel é uma soma de diversas percepções, de perguntas que vêm e vão, retornando dentro do reflexo dos cacos miúdos que se multiplicam, se encontram e se desencontram, somando-se infinitamente em derivadas que ecoam aquilo que, por si, já era um eco. Parece que estamos navegando dentro das formulações de Guimarães Rosa no seu Grande Sertão, que, aliás, seria o instrumento mais eficaz para se entender essa nova literatura: “O que falei foi exato? Mas teria sido? Agora, acho que nem não. São tantas horas de pessoas, tantas coisas em tantos tempos, tudo miúdo recruzado.”

Talvez as palavras de outro escritor, Martin Walser, em seu Unicórnio, também nos ajude a definir bem a experiência literária de Pedro Maciel: “Necessitaria de antipalavras. Palavras para a lembrança apresentam-se como um eco. Mas o eco é o próprio som, o MESMO ruído, lançado de volta ao meu ouvido.”

Um romance como esse não nos dá o norte, ao contrário, demonstra que o mapa celeste se recompõe a cada momento, já que o brilho de uma estrela não é mais o que existe, mas o que existiu. Tempo e espaço cósmicos são o laboratório dessa literatura, que não faz mais perguntas à “realidade do mundo”, mas à linguagem celeste da poesia, um espaço novo e aberto às perguntas fundamentais sobre a razão de nossa existência e um novo sentido para a escritura do romance.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 25/7/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico de Heloisa Pait
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker de Heloisa Pait
03. Lola de Elisa Andrade Buzzo
04. Tempos de Olivia, romance de Patricia Maês de Jardel Dias Cavalcanti
05. E+ ou: O Estadão tentando ser jovem, mais uma vez de Julio Daio Borges


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2017
01. A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri - 9/5/2017
02. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal - 26/12/2017
03. A poesia afiada de Thais Guimarães - 3/10/2017
04. Amy Winehouse: uma pintura - 28/3/2017
05. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux - 17/1/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O ENIGMA DOS LIVROS
MAYRANT GALLO
P55 EDIÇÕES
(2015)
R$ 15,00



ADRIENNE MESURAT
JULIEN GREEN
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 15,00



HERNANDES DIAS LOPES ( MENSAGENS SELECIONADAS VOLUME 2)
HERNANDES DIAS LOPES
HAGNOS
R$ 37,00
+ frete grátis



FIGARI - GÊNIOS DA PINTURA Nº 87
ABRIL CULTURAL
ABRIL CULTURAL
(1967)
R$ 8,29



O QUE É SOCIOLOGIA?
CARLOS BENEDITO MARTINS
BRASILIENSE
(2006)
R$ 8,00



DICIONÁRIO ESCOLAR ESPANHOL-PORTUGUES
LARROUSSE
LAFONTE
(2009)
R$ 20,00



OS FATOS SOBRE OS ANJOS
JONH ANKERBERG E JONH WELDON
CHAMADA DA MEIA NOITE
(1995)
R$ 4,00



OS RISCOS DA CABRA-CEGA
CID SEIXAS
UEFS
(2003)
R$ 35,00



O GLOBO 2000 - 1917 A ERA DOS CAMARADAS Nº 07
EDITORA GLOBO
GLOBO
(2000)
R$ 8,98



ROLAND BARTHES- UMA BIOGRAFIA
CALVET, LOUIS-JEAN
SICILIANO
(1993)
R$ 18,00





busca | avançada
16866 visitas/dia
1,1 milhão/mês