Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador | Heloisa Pait | Digestivo Cultural

busca | avançada
31833 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
>>> Pelagem de flor III: AMARELO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Companheiros de Jornada
>>> Aloysio Nunes sobre a mentira
>>> ambiguities and lies
>>> Literatura brasileira hoje
>>> Detefon, almofada e trato
>>> Noturno para os notívagos
>>> YouTube, lá vou eu
>>> O papel aceita tudo
>>> Orgulho e preconceito, de Jane Austen
>>> O Mistério dos Incas
Mais Recentes
>>> AFRICA de John Reader pela National Geographic (2001)
>>> LIFE: Our Century in Pictures for Young People de Richard B. Stolley pela Little Brown Young Readers (2000)
>>> Os Anos de Grace Kelly - Princesa de Mônaco de FAAP pela FAAP (2007)
>>> Ideia e Forma - Acompanha CD de Alexandre Gama pela FAAP
>>> O Cinema Em Cartaz de Fundação Armando Alvares Penteado pela MAB (2008)
>>> Prêmio Fundação Conrado Wessel de Fotografia de Fundação Conrado Wessel de Fotografia pela Talento (2002)
>>> Prêmio Fundação Conrado Wessel de Fotografia de Fundação Conrado Wessel de Fotografia pela Talento (2002)
>>> Hora da Vinganca: As Aventuras de Calvin e Haroldo de Bill Waterson pela Conrad (2009)
>>> SuperCroc de National Geographic pela National Geographic (2002)
>>> Graveyards of the Pacific - From Pearl Harbor to Bikini Atol de National Geographic pela National Geographic (2001)
>>> Momentos e Movimentos - Coleção de Fotografias do MAB de MAB fAAP pela MAB (2012)
>>> Auto Motor Esporte 20082009 de Reginaldo Leme pela Auto Motor (2009)
>>> Obras-Primas da Calábria - 700 Anos de Arte Italiana de Maria Izabel Branco Ribeiro pela Ministério da Cultura (2005)
>>> Sala São Paulo: Café, Ferrovia e a Metropole de IBRARP pela IBRARP (2001)
>>> São Paulo Imagens de 1998 de Rubens Fernandes Jr pela Marca D'Agua (1998)
>>> J R Duran de J. R. Duran pela W 11 (2003)
>>> Métodos de análise microscópica de alimentos I de Regina Morelli Silva Rodrigues pela Letras e Letras (1999)
>>> Cookies de Simon St. Laurent pela McGraw Hill (1999)
>>> Flash Fora do Ar de Amaury Jr. pela Elevação (1999)
>>> Além do Horizonte - Visões de um Novo Milênio de Walter Mercado pela Mandarim (1997)
>>> 99 Dias Virtuais de Arthur Ranieri Jr pela Mandarim (2001)
>>> O Que a Noite Conta para o Dia de Hector Bianciotti pela Siciliano (1995)
>>> Psicanálise do Teatro Infantil de Manoel de Lemos Barros Neto pela Traço (1984)
>>> Tênues Tensões de Maria Aparecida Saad pela Maltese (1996)
>>> O Livro do DVD de Egon Strauss pela Quark Books (1998)
>>> Full Disclosure - Como Aperfeiçoar o Relacionamento das Empresas de Francisco Augusto Tertuliano pela Maltese (1993)
>>> Boom - Como Prosperar na Competitiva Global do Século 21 de Frank Vocl e James Sinclair pela Futura (1996)
>>> Exercícios de Datilografia de Eli Rozendo Moreira dos Santos pela Ediouro (1987)
>>> Fabricação Classe Universal - A Próxima Década de Richard J. Schonberger pela Futura (1997)
>>> Ziriguidum de Oswaldo Sargentelli pela Lestra e Letras (1993)
>>> O Guia dos Guias de Orlando Volume II de Ginha Nader pela Panrotas (1998)
>>> Seu Peso Ideal - Como Alcançar e manter o Peso que lhe Convém de Jaap Huibers pela Hemus
>>> Cristal de Wilson Bueno pela Siciliano (1995)
>>> A Educação Sexual - O Sexo e o Amor I de David Saramon pela Pallas (1980)
>>> Arroz de Carreteiro, Churrasco e mais 100 Pratos da Região Sul de Vera Monteiro e Darci Pereira da Rocha pela Ediouro
>>> Da Impunidade de Laércio Laurelli pela Iglu (2000)
>>> Sistema Jurídico de Custeio dos Sindicatos de Eduardo Antônio Temponi Lebre pela Iglu (1997)
>>> Mc Cann 50 Anos em 2 de Jens Olesen e Altino Barros pela Siciliano (1995)
>>> Como Negociar Aumento De Salario: UM GUIA PARA O SUCESSO de George M. Hartman pela Singular Digital (1995)
>>> Sotaques na TV de Ana Lúcia Medeiros pela Annablume (2006)
>>> Contrabando (está com o postêr erótico da edição original) de Fernand de Villefond pela Pallas
>>> Brincando com as Neuroses de Nilson Bergonson pela Hermes (1989)
>>> Grupos de Pressão no Congresso Nacional de Murillo de Aragão pela Maltese (1994)
>>> Corrupção: Fator de Progresso? de Antenor Batista pela Letras e Letras (1999)
>>> São Paulo de Bar em Bar de Francesc Petit pela Siciliano (1995)
>>> Don Gil das Calcas Verdes de Tirso de Molina pela Ediouro
>>> Infertilidade - Tudo o que Devemos Saber de Pamela Patrick Novotny pela Ediouro (1995)
>>> Para Salvar a Universidade de Laurent Schwartz pela EDUSP (1984)
>>> Vidia e o Sumiço da Coroa - Disney Fadas de Haruhi Kato pela On line
>>> Variações sobre a Técnica de Gravador no Registro da Informação V de Maria Isaura Pereira de Queiroz pela TAQ (1991)
COLUNAS

Quinta-feira, 4/1/2018
Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
Heloisa Pait

+ de 2100 Acessos

Leia a primeira aventura de Mónika, À Beira do Abismo.

Mónika saiu do aeroporto um pouco baratinada. Disse ao aviador que ia ficar vendo os pousos mais um tempo, tomando café instantâneo. Só que o aeroporto não tinha movimento. A tarde já chegava ao fim, era hora de voltar ao hotel.

O ônibus não vinha.

Perguntou a um senhor de pé, com malas, se ele sabia do ônibus, logo quando uma caminhonete parou rangendo pneus. O motorista, um homem forte e altivo, desceu e cumprimentou o senhor; o senhor respondeu a Mónika que não sabia. O motorista se adiantou, ofereceu carona e limpou as tralhas do banco da frente, enquanto o senhor botava as malas no carro e voltava ao aeroporto.

– Você mora onde? – o homem perguntou já na estrada, seguro na caminhonete como um cowboy.

– Eu... Eu dou aulas na universidade. Você?

– Não está me reconhecendo?

Mónika conhecia muita gente, mas tinha péssima memória. Se encontrava algum aluno, perguntava o tema do trabalho que eles tinham apresentado no curso. Aí sabia o ano, a turma, tudo. O problema é que às vezes os alunos não lembravam.

– Desculpa, eu...

– Eu sou o Ronaldo Caiado.

– Mas Goiás... é assim tão perto daqui?

– Tenho um sítio em Ambaíba. Coisa pequena, umas ovelhas. – O senador dirigia um pouco rápido demais. – É um sítio que só eu cuido. Dou vacina, toso, compro ração. O dia-a-dia o seu Manoel é que faz, estou no Senado. Já visitou o Senado? O Senado é como uma criação de ovelhas, não é muito diferente não, doutora.

Era engraçado o senador a chamar de doutora, como os feirantes do seu bairro. Os alunos a chamavam pelo sobrenome, era moda; ela sempre achava que buscam o pai. Mónika perguntou, como se estivesse assistindo aula:

– Como assim?

– Um projeto de lei, por exemplo. Se você tosar antes da hora, não sai nada. Tem que aguardar o tempo. Se chamar as ovelhas no grito, de longe, também nem adianta que vão te ignorar. Tem que chegar perto e ir tocando. Aguardando. E aí faz a tosa e sai aquela belezura de lã!

O senador tinha as mãos no volante, como se ainda dirigisse. Mas havia parado o carro no acostamento, de frente para o sol poente que deixava o mundo alaranjado. Não havia perguntado se ela queria parar, se a incomodava ficar na estrada deserta ou não, estava acostumado a mandar.

– Entendi.

– Também tenho um cachorro, claro.

– No congresso?

– No sítio. Uma raça húngara, um bicho muito inteligente que de longe até parece uma ovelhinha. Uma coisa bonita, viu? Mais esperto que muito deputado!

O senador riu da própria piada. Mónika sentiu um ciúme profundo do cão congressista, bonito, inteligente. Caiado falava, falava, mas não lhe fazia um elogio, não perguntava nada dela. Pôs as mãos no rosto e inclinou a cabeça, como se rezasse. O senador se espantou:

– Você está bem? Fiquei falando coisas da roça, a doutora deve estar acostumada com conversas mais elevadas.

– Estou bem, estou bem. É que fiz um passeio... Mas fale do cachorro. Como ele é?

Estava do lado do Senador Ronaldo Caiado, que podia fazer um tremendo escarcéu com sua denúncia. Podia lhe resolver todos os problemas na universidade. Entretanto, lhe faltava a coragem. Ela que falava o que lhe dava na telha, agora lhe faltava a coragem. O encontro havia sido fortuito, e se depois perguntassem como tinha sido, eles diriam que tinha sido fortuito e ninguém acreditaria. A verdade sempre tão inverossímil.

– Que bobagem, falar do meu pastor! Quero saber no que você faz pesquisa! Deve ser coisa muito importante.

Mónika sentiu um bem estar tremendo. Mas as idéias se atrapalhavam na sua mente. Se contasse o que ela realmente estudava, o senador não compreenderia. Então falou de um projeto secundário. Suas pesquisas sobre os Pentagon Papers, Edward Snowden, Deep Throat, Vanunu, Bradley Manning e o impacto de suas revelações nas relações internacionais. Explicou que cada um deles seguia um ritual muito bem desenhado, como se se oferecesse à imolação numa cerimônia sacrificial arcaica. Só que era tudo nos dias de hoje, com declarações na TV, depoimentos na justiça. Começava a explicar a diferença entre eles e o casal Rosenberg quando Caiado a interrompeu.

– Olha só! A doutora precisa ir lá pra Brasília contar pra gente tudo isso! E no Brasil, tem esse negócio de whistleblower? Ou aqui o que tem é dedo-duro mesmo, doutora?

Era isso que Mónika defendia. Que era preciso uma legislação para proteger os whistleblowers, que aqui eram muito mal vistos. Que sem isso sempre teríamos os escândalos descobertos por acaso, sem dar oportunidade para as pessoas comuns relatarem o que vêem nas repartições, nas empresas, até no Itamaraty. Estava ali, falando para quem realmente importava no país, para quem podia mudar as coisas. Mas a idéia de que o senador no fundo não via a hora de brincar com seu cãozinho lhe perturbava o raciocínio.

– Aqui tem mais dedo-duro mesmo, senador.

Ficaram os dois pensativos, admirando o pôr-do-sol à frente. Tinham acabado de se conhecer, mas buscavam a mesma coisa: como botar o país de pé? Era isso o que os preocupava, cada um a seu modo.

– Olha, o que precisava mesmo, doutora, já que estamos só nós dois aqui, era liquidar uma meia dúzia como a gente faz com a criação quando tem bicho doente que também já resolvia bem, não? Queria ver se tinha corrupção, se tinha essa bandalheira toda.

Caiado lhe lembrava o sertanejo John Denver, com aqueles traços indígenas. Perguntou:

– Você é índio, senador?

– Ah, doutora, quem não é nesse Brasil? Minha avó – a mãe dela foi roubada da tribo pelo meu bisavô. Cataram a bugra e levaram pra fazenda. No laço.

O senador gostava de rir. Jogava a cabeça pra trás e ria gostoso, os dentes bem tratados, afiados, brilhantes. Mónika sorriu aliviada com o fim da conversa sobre suas pesquisas. Ele continuou:

– Agora, atitude de índio isso não tenho. Essa coisa de beber e não fazer coisa nenhuma o dia todo, o mês todo, isso não. – O senador fez uma pausa. – Se bem que tem índio melhor que muita gente. Que cuida da floresta lá deles, não incomoda ninguém, quando vem pra cidade é pra trabalhar, até pra se formar.

Mónika quis dizer algo, o senador continuou:

– Você sabia que já dei palestra pra índio estudando pra ser médico? Sabia disso?

Mónika não compreendia bem a taxonomia do senador. Os índios, as ovelhas, o cachorro, os congressistas, ele mesmo. Ela. Sabia bolar perguntas, mas que pergunta podia fazer que lhe elucidaria a mente do senador?

Agora era ele que a olhava inquisidor, como se avaliasse uma ovelha, pela lã, pelo leite, talvez pela carne. Atirou:

– Você não é daqui, né?

– Nasci na Europa, mas vim pequena.

– Na Europa?

– É.

– E a doutora pode dizer onde, na Europa, ou acha que está falando com um matuto?

– Bom, na Hungria.

– De onde veio o Renan!

– Que Renan?

– Meu cão pastor, no sítio, te falei dele! Vamos lá, vou te apresentar o Renan, vocês que são húngaros vão se entender que vai ser uma beleza. Vou fazer um churrasco daqueles!

O senador não estava brincando quando dizia que Mónika e o cão Renan se dariam bem. Via os dois como gente, capazes de travar amizade. Mas como é que Mónika podia contradizê-lo, se tinha ciúmes do cachorro? Então aceitou ir ao sítio, provar o churrasco, talvez até ser tosada como se fosse um parlamentar.

Está no ar a oitava aventura de Mónika, The Heroes of the World.

Esta é uma obra de ficção; qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência


Heloisa Pait
São Paulo, 4/1/2018



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Numa casa na rua das Frigideiras de Elisa Andrade Buzzo
02. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro
03. No palco da vida, o feitiço do escritor de Cassionei Niches Petry
04. Amores, truques e outras versões, de Alex Andrade de Jardel Dias Cavalcanti
05. Garanto que você não vai gostar de Carina Destempero


Mais Heloisa Pait
Mais Acessadas de Heloisa Pait em 2018
01. Uma Receita de Bolo de Mel - 25/10/2018
02. O Voto de Meu Pai - 18/10/2018
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba - 16/2/2018
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador - 4/1/2018
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World - 11/1/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITURGIA, DE CORAÇÃO
IONE BUYST
PAULUS
(2003)
R$ 28,82



AS HISTÓRIAS QUE OS PESCADORES NÃO CONTARAM
ALICE FOGAÇA MONTEIRO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



PSICOLOGIA GERAL E INFANTIL
FERNANDA BARCELLOS
EDIOURO
(1982)
R$ 34,00



É TARDE PARA SABER
JOSUÉ GUIMARÃES
L&PM
(1977)
R$ 5,05



ABUTRE
GIL SCOTT-HERON
CONRAD SÃO PAULO
(2002)
R$ 13,00



ADOÇÃO, GUARDA, INVESTIGAÇÃO DE PATERNIDADE E CONCUBINATO
J FRANKLIN ALVES FELIPE
FORENSE (RJ)
(1995)
R$ 23,28



ME ESQUECI COMPLETAMENTE DE MIM SOU UM DEPARTAMENTO DE CULTURA - 9076
CARLOS AUGUSTO CALIL / FLÁVIO RODRIGO PENTEADO (OR
IMPRENSA OFICIAL DE SÃO PAULO
(2016)
R$ 37,00



GUIA BRASILEIRO DE FONTES PARA A HISTÓRIA DA ÁFRICA 1 E 2
ARQUIVO NACIONAL
ARQUIVO NACIONAL
(1988)
R$ 25,00



AMAR PODE DAR CERTO
ROBERTO SHINYASHIKI
GENTE
(2019)
R$ 10,00



GUIA CAPRICHO - SEXO: COMO COMEÇAR BEM
LILIANE PRATA
MARCO ZERO
(2009)
R$ 18,00





busca | avançada
31833 visitas/dia
891 mil/mês