Quatro vampiros na TV | Félix Maier | Digestivo Cultural

busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Download: The True Story of the Internet
>>> Mistério em Moscou
>>> Sideways Rain: Pausa, Choque, Fluxo e Corpo
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Bowie, David
>>> A guerra das legendas e o risco da intolerância
>>> À beira do caminho
>>> Monteiro Lobato, a eugenia e o preconceito
>>> Vale Emprego
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
Mais Recentes
>>> Piadas Nerds: o Melhor Aluno da Classe Tambem Sabe de Ivan Baroni; Paulo Pourrat; Luiz Fernando G pela Verus (2011)
>>> Garota, Mulher, Outras de Bernardine Evaristo pela Companhia das Letras (2020)
>>> Gestão Empresarial na Prática VI Síntese dos Melhores Trabalhos de Dr. Almir Ferreira de Sousa e Outros pela Akademika (2011)
>>> Veredas do coração de Irapuan de Carvalho pelo espírito Bezerra de Menezes pela Acaocrista (2010)
>>> O Elogio ao Ócio de Bertrand Russell pela Sextante (2002)
>>> A Nova Estratégia do Marketing - Atendimento ao Cliente de Ron Zemke / Dick Schaaf pela Harbra
>>> Memórias de um Suicida de Yvonne A. Pereira pela Federação Espírita Brasileira (2013)
>>> Horta é Saúde de Edições Guia Rural pela Abril
>>> Histórias de Executivos dos Rhs Mais Admirados de Diversos Autores pela Leader
>>> O poder do subconsciente de Joseph Murphy pela Record
>>> Delegado por vocação de Benedito Nunes Dias pela Sem
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Atica (1996)
>>> A identidade do homem: uma exploração arqueológica de Grahame Clark pela Jorge Zahar (1985)
>>> Estruturas de Dados e Algoritmos Em Javascript de Loiane Groner pela Novatec (2017)
>>> Fundamentos da Filosofia de Marxista Leninist pela Sem (1987)
>>> Building Wealth de Lester C. Thurow pela Harper Usa (2000)
>>> Viagens fora do corpo de Robert A. Monroe pela Record
>>> Os Exiliados da Capela de Edgard Armond pela Aliança (1999)
>>> A arqueologia misteriosa de Michel Claude Touchard pela 70 (1972)
>>> Tudo Que Você Precisa Saber Sobre Arte Moderna de Marina Dana Rodna pela Ediouro (1994)
>>> Diga-me Seu Nome e Direi Quem Você é de Aparecida Liberato; Beto Junqueira pela Sextante (2007)
>>> De Olho no Dinheiro de Paulo Henrique Amorim pela Globo
>>> A Estrutura da bolha de sabão de Lygia Fagundes Telles pela Círculo do Livro (1991)
>>> O Primo Basílio - Coleção Bom Livro de Bartolomeu Campos Queirós pela Atica (1999)
>>> O Cavaleiro preso na armadura de Robert Fisher pela Record (2002)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2002

Quinta-feira, 5/9/2002
Quatro vampiros na TV
Félix Maier

+ de 3600 Acessos
+ 5 Comentário(s)

Foi pura coincidência a TV Globo lançar a novela "O clone" logo após os atentados de 11 de setembro de 2001. Estereótipos à parte, como convém a toda novela que se preze, pudemos constatar que os muçulmanos são pessoas bastante parecidas com todos nós, com algumas diferenças culturais, claro, mas nem todos rezando pelo Corão de Bin Laden.

Dia 20, começou de verdade um programa de vamp na TV, ainda que a Globo tenha marcado para o dia 26 a estréia de "O beijo do vampiro". Todos os dias, até lá pelo final de setembro, teremos que conviver com 4 vamps tentando abocanhar nossa jugular. Haja negaceio...

Como vampiro não pode ver luz solar, senão "kaput" sua imortalidade, os sets de filmagem foram todos planejados para ocorrer em interiores, em cenários feéricos, de luz negra, com rebatedores de luz cobertos por pele de morcego.

Inicialmente, tratemos do mais poderoso de todos os vampiros que vão se apresentar: Nosferatu. Criatura tornada imortal por obra de Doktor Murnau, que atualmente hiberna um longo e merecido descanso no Caixão do Planalto, Nosferatu é o mais poderoso dos 4 vampiros que têm encontro marcado com cada um de vocês, até outubro, ao meio-dia e à noite. Além do apoio pecuniário, que lhe será fornecido por toda a estrutura montada por Dr. Murnau, com ajuda do aprendiz de vamp do Banco (de Sangue) Central, cria dileta de Vamp Soros, Nosferatu abarrotou todos os hospitais com enormes bancos de sangue, quando foi Ministro da Saúde, além de ter em seu castelo um estoque de sangue estratégico para qualquer emergência.

Depois de Nosferatu, aparece o Conde Drácula, com destaque nas últimas rodadas de sangue. Jovem, com um filete de cabelos à testa, que à noite vira um punhal de madeira, Drácula é um dos mais preparados para substituir Dr. Murnau ano que vem, pois fez um curso de mestrado em Harwood, onde atuou com Tom Cruise em "Entrevista com o vampiro".

O terceiro vampiro, embora líder religioso cristão, não se dá bem com a cruz. E também não gosta de quem faz o sinal da cruz - já tentou proibir o Baixinho, agora tricolor, de se benzer no Maraca depois de cada gol que faz. O Vamp do Rio atuou recentemente em "As maldições de São Sebastião do Rio de Janeiro", que reinventou o empalamento, ao quebrar os ossos e executar um jornalista do Polvo Global, e que também se orgulha de ter inventado o "microondas", em que pessoas são assadas em tanques de óleo diesel depois de serem atacadas na jugular.

O quarto vamp é conhecido como Chupa-cabras. Uma incógnita para a maioria dos espectadores, pois ninguém o conhece mais, já que aparece tão fantasiado debaixo das maquiagens do vamp Dudaonça que se tornou irreconhecível. Barbudo, de orelhas viradas, é o que tem mais chances de cumprir as promessas feitas em sua campanha "4S" de qualidade total, uma vantagem formidável em relação aos outros candidatos, já que em sua mão espalmada aparecem as 4 palavras-chaves de seu futuro governo: samba, suor, sauna e serveja.

Todos os 4 vampiros estão sempre acompanhados de belas figuras femininas, esposas ou não, como convém a um vamp másculo e sexy. Uma morena e três louras, sendo uma dessas radicalmente careca, para facilitar o acesso à veia jugular, quem é que dos senhores não daria a essas beldades o pescoço para um rápido beijo? Ah! Quase desmaio só de pensar nisso...

O sonho de Dr. Murnau é que Nosferatu jogue o Conde Drácula para fora do camarim de filmagem, em plena luz do sol do cerrado de Brasília, que nesta época chega a 11% de umidade, para que vire uma geleca e evapore. É que o colega de Tom Cruise teve o desplante de chegar ao andar mais elevado do castelo, onde Dr. Murnau sonhava ver Nosferatu, não o mal-agradecido Drácula. Se Nosferatu levar uma estocada mortal de Drácula, Dr. Murnau, durante a segunda rodada de sangue, irá fazer uma campanha nacional de doação de sangue para Chupa-Cabras, de modo que este assuma seu caixão no Castelo do Planalto. Para que o plano não falhe de jeito nenhum, para que Drácula tropece e enfie o coração em um punhal de pau ferro colocado distraidamente por alguém em seu caminho, Dr. Murnau já mandou sua elite de segurança, a PF (Pau e Foice), vasculhar todos os aposentos do Castelo de Beach Park, para ver se encontra algum indício de que Conde Drácula tenha feito remessa ilegal de sangue para a Transuíça. Agindo assim, Dr. Murnau sonha ocupar definitivamente o Castelo de Drácula na Transilvânia.

Ah! Ia me esquecendo. Este ano, vai faltar a presença de Zé do Caixão. Revoltado, por não ter tempo na TV nem para dar uma rápida cheirada no cangote de alguém, Zé afirmou que ficaria sem graça ele aparecer na TV só para dizer "meu nome é Zé do Caixão".

- Você esqueceu de 2 vampiros - dirá um atento leitor-vamp.

Tem razão. Um deles também é Zé, o outro... qual é mesmo o nome do outro? É que eles passaram tão rápido na telinha de TV que não deu nem pra anotar a placa do caixão...


Félix Maier
Brasília, 5/9/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Da fatalidade do desejo de Elisa Andrade Buzzo
02. Jogando com Cortázar de Cassionei Niches Petry
03. Casa, poemas de Mário Alex Rosa de Jardel Dias Cavalcanti
04. Cuba E O Direito de Amar (2) de Marilia Mota Silva
05. Relatório de compra de Ana Elisa Ribeiro


Mais Félix Maier
Mais Acessadas de Félix Maier em 2002
01. Sionismo e resistência palestina - 14/11/2002
02. Bantustões brasileiros - 22/5/2002
03. Fome zero, malandragem dez - 28/11/2002
04. Sobre futebol e hinos nacionais - 11/7/2002
05. Brasilês - um idioma de muitos sotaques - 12/3/2002


Mais Especial Eleições 2002
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/9/2002
12h36min
Depois das suas excelentes tiradas sobre o ócio remunerado do professor da UERJ, você agora nos brinda com esta sátira aos candidatos a barnabé-mor da populosa folha de funcionários do nosso atual regime (prestes talvez a mudar, dizem os mais agourentos, para a "sofisticação" da salsa cubana). De minha parte estou entre o bom senso de não votar (ou seja, ausentar-me da jurisdição e "justificar") e apoiar o vampciro (sorry). E isso pelas razões que mais escandalizem os socialistas por quem vivo cercado: não pelas idéias do futuro eventual barnabé-mor e sim pela bela companheira que sua excelência - também não é trouxa - sempre traz a tiracolo.
[Leia outros Comentários de Toni]
5/9/2002
16h17min
Sairei de casa para anular o tal voto munido de título de eleitor + colar de alhos. Parabéns pelo texto.
[Leia outros Comentários de Rogério Prado]
5/9/2002
17h05min
Achei o texto bem-humorado, mas muito superficial. É fácil ficar na crítica pela crítica quando se trata de eleições... Ainda que não tenhamos candidatos dos mais admiráveis, ainda que eu não seja ingênua nem cegamente idealista, terei todo o prazer de exercer legitimamente o direito ao voto que tão duramente a humanidadede conquistou. Para tanto, eu e todos os brasileiros precisamos de textos elucidativos, não somente de críticas que apenas denotam o prazer da ironia. Abraço, Vanessa
[Leia outros Comentários de Vanessa Rosa]
25/9/2002
22h45min
Acho bom irmos nos acostumando ao fato de que o “quarto vamp” irá nos governar pelos próximos anos, ao que tudo indica. Quanto a “ninguém conhecê-lo mais”, poderíamos dizer que, apesar das mudanças, ele deve ser umas... digamos... vinte mil vezes mais conhecido e (re) conhecido que qualquer outro candidato que a direita considere como “não vampiresco”. Quem mandou não produzirem, em tantos anos, ninguém intelectualmente mais capaz, politicamente mais viável e moralmente mais confiável? Estando na oposição e se julgando tão superiores, poderão talvez começar a tentar, aos pouquinhos, como fez o Quarto Vampiro, cavar seu espaço para uma eleição futura. Aí, quem sabe?
[Leia outros Comentários de Helion]
26/9/2002
18h29min
Artigo de primeiríssima, como são os do autor! Humor fino, criatividade e malícia na dosagem certa. Acho que a sra. Vanessa Rosa não entendeu a ironia de que estaremos, quem votar, apenas escolhendo quem vai chupar o nosso sangue (impostos, taxas, etc.) pelos próximos quatro anos. Ela não vai exercer 'legitimamente seu direito ao voto' já que entre nós o voto é obrigatório. Ela vai exercer uma obrigação sem a qual a burocracia estatal vai atazanar a sua vida. Nas últimas eleições para Prefeito não votei por que houve um atrazo de vôo e chegeui quando as urnas já estavam desligadas, quase falei fechadas! Pois bem, a multa é irrisória, o pior é ter que dar explicações e receber lições de moral de uma funcionária 'pública', que deveria sentir-se minha empregada pois sou eu quem paga seu salário, mas que me tratou como um pária e relapso, me dando explicações sobre a importância do voto! Em países realmente democrático o voto é facultativo e estou certo de que se aqui fosse, a abstenção seria enorme. Mesmo sendo obrigatório não duvido que seja bem grande. Mas o eleito poderá dizer, de boca cheia, que foi eleito com tantos milhões de votos. Se não fosse aquela senhora do TRE, que desta vez a estrangularia, eu não iria lá. Como irei, anularei!
[Leia outros Comentários de Heitor De Paola]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Manual das rescisões trabalhistas
Julpiano Chaves Cortez
Ltr
(1993)



Désirée, Wife of Marshal Bernadotte
Aneemarie Selinko
Longman
(1977)



Le Symbole Perdu
Dan Brown
Livre de Poche
(2009)



A Festa na Fazenda
Márcio Hegenberg
Maltese
(1991)



Sonhos Incriveis: uma Historia de Ninar 1ªed. 1ªimpressão(2009)
Paul Frank, Lavinia Favero
Atica
(2009)



O Tempo Entre Costuras
María Dueñas
Planeta
(2010)



História - 1 - para o Ensino Médio - Coleção Compacta
Ricardo / Adhemar / Flávio

(1998)



A Moreninha
Joaquim Manuel de Macedo
Círculo do Livro



Jarbas Maranhão - o Legado Centenário de Probidade
Edson Monteiro
Letrcapital
(2016)



Valejando o Brasil
Geraldo Tollens Linck
Circulo do Livro
(1981)





busca | avançada
62339 visitas/dia
1,8 milhão/mês