Comentários de Félix Maier | Digestivo Cultural

busca | avançada
60303 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The more you ignore me, the closer I get
>>> Padre chicoteia coquetes e dândies
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> A terra das oportunidades
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Sudório dormiu na despensa
>>> A Mulher-mais-ou-menos
>>> Por que Harry Potter é boa literatura
>>> Cabeça de Francis
>>> Eat the Rich
Mais Recentes
>>> O Último dos Moicanos de J. F. Cooper pela Abril Cultural (1972)
>>> Os Lusiadas de Luís de Camões pela Martin Claret (2004)
>>> Capítulos de geografia tropical e do Brasil de Leo Waibel pela Desconhecido (1958)
>>> Panorama do Pensamento Emergente de Cristiana Tejo (cord.) pela Zouk (2011)
>>> O Mosaico Partido a Economia Além das Equações de Ladislau Dowbor pela Vozes (2000)
>>> Mulheres de Aço e de Flores de Fábio de Melo pela Planeta (2015)
>>> Arthur Ramos Luz e Sombra na Antropologia Brasileira de Maria José Campos pela Biblioteca Nacional
>>> Eu, Tu, Ele, Nós e a Dança: a Dança Sob um Outro Olhar de Deborah Lei pela Scortecci (2007)
>>> Feliz Ano Velho de Marcelo Rubens Paiva pela Brasiliense (1987)
>>> Os Lusíadas - Série Reencontro de Rubem Braga - Adap. pela Scipione (1997)
>>> Querido John de Nicholas Sparks; Patricia de Cia pela Novo Conceito (2010)
>>> Fórmulas Mágicas de Dr. Alex Botsaris pela Nova Era (2006)
>>> Sonhos Delirantes de uma Girafa no Sofá de Tarsila Xavier pela Polobooks (2018)
>>> Architectural Digest: Chateaux and Villas de Vários Autores pela Knapp (1982)
>>> You can get over Divorce de Pat Hudson, Ph. D. pela Prima (1998)
>>> Kalunga de Custódia Wolney pela Ícone (2011)
>>> Poemas In-Significantes de Rubens Bonatelli Moni pela Do Autor (2009)
>>> Greta de Monica de Castro pela Vida & Consciência (2005)
>>> Ultimo Tango Em Paris de Robert Alley pela Civilização Brasileira (1973)
>>> Notas para uma Definição de Cultura de T. S Elliot pela Perspectiva (2013)
>>> Fale Comigo! de Kris Rosenberg pela Ágora (1996)
>>> A Casa da Rússia de John Le Carré pela Record (1989)
>>> The Egyptian cat stage 2 de L L Keane pela Longman
>>> Minha Bela Putana de Wander Piroli pela Papagaio (2004)
>>> O Horror de Dunwich de H. P. Lovecraft; Felipe Castilho; Fred Rubim pela De Cultura (2019)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Segunda-feira, 16/1/2012
Comentários
Félix Maier


Quando eu trabalhava no Min...
Quando eu trabalhava no Ministério da Defesa (1999 a 2002), eu tinha por hábito ler o caderno Fim de Semana, do jornal Gazeta Mercantil. Tenho, até hoje, cópia de muitos textos valiosos, inclusive do Daniel Pizza, que sempre achei um escritor formidável. Para mim, era um dos melhores cadernos culturais publicados nos jornais. Aliás, é de Daniel Pizza a tirada de que o Brasil é conhecido no exterior por três bês: Brasil de bola (futebol), Brasil de bunda (mulata) e Brasil da batucada (samba). Passando pelo aeiou, eu diria que o Brasil é o país da batucada, da bebida, do bico, da bola e da bunda... Lamentável perda. Que a terra lhe seja leve, Daniel!

[Sobre "Para o Daniel Piza. De uma leitora"]

por Félix Maier
http://Piracema - Nadando contra a corrente
16/1/2012 às
15h08 200.140.140.197
 
É de dar um tiro na testa...
A Pilar tem razão: a TV mata... de tédio. Pelo menos a aberta, a única que o povão tem acesso, pois as TVs a cabo têm preços extorsivos. Uma Net, p. ex., tem bons filmes, noticiários e documentários, mas poucos podem ser assinantes. Para o povão, ter de agüentar diariamente as mesmas novelas da Globo (o tema é sempre o mesmo: sexo, traição, briga; briga, traição, sexo - só mudam as caras dos atores), Zorra Total, Faustão, Gugu e demais gagás, é mesmo de dar um tiro na testa.

[Sobre "Comunicado importante: TV mata!"]

por Félix Maier
17/9/2008 às
17h07 189.61.118.147
 
Carioca escreveria Braziu?
Esse Shultzês não daria certo, porque é totalmente artificial, mais artificial ainda que o Esperanto. Sem falar que iria abolir a origem das palavras. Só tem dificuldade em escrever as palavras portuguesas com s, sc, ss, x etc. quem nunca teve familiaridade com o Latim. Um pouco do antigo Latim que era ministrado antigamente nas escolas não faria mal a ninguém! E ajudaria uma barbaridade na análise sintática. A propósito: carioca escreveria Braziu? Braziuziuziuziuziuziu!!!

[Sobre "Contra reforma ortográfica"]

por Félix Maier
12/9/2008 às
09h45 189.61.118.147
 
A literatura nunca irá acabar
A literatura, seja a de ficção, de não-ficção ou o terceiro sexo da "auto-ajuda", nunca irá acabar. Porque sempre haverá leitores, mesmo que estes estejam cada vez mais emburrecidos, por passarem mais tempo em frente aos jogos de computador do que em frente a um livro.

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Félix Maier
31/7/2007 às
16h21 201.88.104.208
 
Cadê o prêmio, Raul Gil?
E aí, Raul Gil, você já pagou o prêmio à dupla Cris e Ivan? Vê lá, cara, não me decepcione! Caso não tenha pago, você é o maior cara de pau que já apareceu na TV, ao posar de bom moço e não cumprir um contrato.

[Sobre "Raul Gil e sua usina de cantores"]

por Félix Maier
5/6/2007 às
11h49 201.88.104.194
 
Livro é rádio, internet é TV
A realização plena de qualquer autor é ver sua obra publicada em papel, em livro, revista ou jornal, não numa página virtual. A internet ajuda a divulgar o nome do autor, não há dúvida. Ocorre que os dois formatos vão correr sempre juntos, assim como o rádio enfrentou a televisão e ainda existe. Alguém já imaginou ir à piscina ou à praia com um laptop para acessar um texto literário? Um livro a gente folheia, apalpa, abre em qualquer página, lê em qualquer local. É mais ou menos como acariciar uma mulher. O que não se pode fazer com o laptop.

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Félix Maier
15/5/2007 às
13h35 201.88.104.194
 
Cadê a conta, Emílio?
Faltou o Emílio me passar a conta do Instituto Liberal, para que lá possa retirar o dinheiro. Dou 50% para o Ê Milho, se me fizer esse favor...

[Sobre "Nem capitalismo, nem socialismo, nem morte"]

por Félix Maier
7/3/2007 às
16h40 201.34.233.201
 
Chávez:Venezuela para o abismo
É a velha ladainha dos socialistas: se o socialismo não deu certo no mundo, morte ao capitalismo! Chávez não passa de um sargentão golpista, um Idi Amin repaginado, que está desgraçando seu país. O maldito sistema econômico adotado pelo caudilho fanfarrão está levando a Venezuela para o abismo. No momento em que faltam muitos produtos de primeira necessidade nas prateleiras, por conta exclusiva de sua equivocada "revolução bolivariana", Chávez coloca, mais uma vez, a culpa nos EUA. É o mesmo chavão de sempre, igual ao de Fidel, o "coma andante": mete o sarrafo nos States, diz que não precisa do capitalismo para sobreviver, porém não se cansa de dizer que a desgraça cubana é obra dos malditos ianques, que promovem o bloqueio econômico (no caso de Cuba, existe embargo dos EUA, e apenas parcial, não bloqueio, como propalam Fidel, Chávez, Lula e outros mentirosos). De certa forma, o "mercado tremeu", como disse o Marcelo Spalding, especialmente o mercado de armas: 100.000 Kalashnikov fo

[Sobre "Nem capitalismo, nem socialismo, nem morte"]

por Félix Maier
7/3/2007 às
08h53 201.3.62.97
 
Alckmin: um novo Lacerda
Pena que Mr. Bloom ainda não entendeu a abissal diferença que existe entre Alckmin e Lula. Alckmin não tem nada do PSDB de FHC, Serra e curriola, todos esquerdosos manhosos, sequer ministro Alckmin foi do governo FHC. O Brasil ficaria outro em 4 anos se elegêssemos Alckmin, um tocador de obras que o País tanto precisa. Seria um Carlos Lacerda em nível nacional. Ou, se preferirem, seria um outro Joaquim Roriz, o governador que transformou radicalmente o Distrito Federal nos últimos 8 anos.

[Sobre "Por que votei nulo"]

por Félix Maier
18/10/2006 às
17h16 201.11.161.46
 
Eta Brasilzão!!!
Em tempo: tem um candidato em Brasília, veterinário, que, se eleito, promete "vacinar a cachorrada". Ou seja, botar os políticos na carrocinha... No Rio, o espetáculo também está garantido: tem uma candidata a deputada estadual que se apresenta como "Maria Chupetinha". Eta Brasilzão!!!

[Sobre "Meu nome é Gavião..."]

por Félix Maier
http://Mídia Sem Máscara
1/9/2006 às
09h50 201.3.62.126
 
Meu nome também no Google
Grato, Ana Elisa, pelas preciosas informações sobre o Google. O Google é para a Web o que a Microsoft é para o computador: não tem para ninguém. Freqüentemente, sirvo-me do Google para saber se meus artigos tiveram alguma repercussão na Rede. A propósito: alguém já batizou seu filho com o nome de "Google"? Tem louco pra tudo...

[Sobre "Digite seu nome no Google"]

por Félix Maier
18/4/2006 às
09h59 192.168.133.51
 
JK, o amante genérico
A novela história "JK", atualmente apresentada pela TV Globo, fez uma interessante inovoção, criando o "amante genérico". Sabe-se que JK teve várias amantes. Diz-se que morreu em acidente na Rodovia Dutra quando ia visitar uma amante no Rio. Porém, na história global - talvez uma exigência da parentada do ex-presidente -, esse fato passou a ser relatado de modo sui genereis, talvez único na literatura mundial: a atriz Letícia Sabatella faz uma interpretação na série que seria uma espécie de encarnação de TODAS as amantes de JK. Fica, assim, preservada a imagem do fogoso amante latino-americano: o implacável garanhão das Alterosas, o nosso querido "amante genérico"...

[Sobre "JK, um faraó bossa-nova"]

por Félix Maier
22/2/2006 às
12h28 192.168.133.47
 
Faltaram os Protocolos de Sião
Caro Coen, você tem total razão em falar da diáspora judia ocasionada pela perseguição árabe. É o caso do Egito, quando Nasser deu um prazo de uns 10 dias para que milhares de judeus sumissem do país - uma covardia sem tamanho. Porém, o assunto aqui foi focado no movimento judaico ocorrido na Palestina. Quanto às chibatadas sugeridas, perdoe-me se o ofendi. Foi uma maneira irônica de dizer que aqueles dois líderes nunca iriam conseguir um tratado de paz para valer, pois ambos tinham as mãos manchadas de sangue inocente. Quanto ao Triki, muita coisa do que escreve não deve ser levado em conta, pois é um anti-semita que acredita no mentiroso "Os Protocolos dos Sábios de Sião", texto criado pelo serviço secreto da Rússia czarista para dizer que os judeus têm um plano de dominação do planeta.

[Sobre "Sionismo e resistência palestina"]

por Félix Maier
20/6/2005 às
11h49 201.10.169.94
 
Lula: governo "bicombustível"
Lula é um sujeito dúbio, como é o próprio PT, que nem partido é, é apenas uma “frente”, onde se reúne gente de todo tipo, dos democratas aos totalitários marxistas mais retrógrados. A exemplo de alguns novos modelos de automóveis, Lula é “bicombustível”: queima gasolina para o patronato, mas também queima álcool para o MST, hoje o grupo marxista revolucionário de maior expressão no cenário mundial; bebe whisky em Davos, mas não deixa de engolir o mojito cubano. O socialismo caboclo caminha para uma combinação do fascismo de Mussolini (controle dos sindicatos e demais organismos sociais) com o comunismo chinês, porém às avessas: na China se assiste à implantação de enclaves capitalistas, enquanto que no Brasil proliferam bantustões comunistas (sovietes do messetê). No momento, Lula se encontra numa encruzilhada. Chegou a hora da verdade para o PT. Ou o PT se transforma num partido social-democrata, a exemplo de alguns partidos europeus, ou ele sai do armário para dizer à população brasileira que apóia integralmente a revolução comunista, agrária e urbana, desencadeada pelo MST e MTST. Afinal, todos sabem, o MST é o filho predileto e o “braço armado do PT”.

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Félix Maier
5/8/2003 às
18h08 200.193.254.89
 
Fora Sharom! Fora Arafat!
Parabéns, Heitor, pelo lúcido artigo. Embora já com bastante atraso, gostaria de também emitir algumas considerações nesse fórum, que continua atual como nunca./// Eu vivi 2 anos no Cairo e escrevi "Egito - uma viagem ao berço de nossa civilização", onde também abordo o conflito do Oriente Médio - assunto que poderá ser visto em meu artigo "Sionismo e resistência palestina", em www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=1629&cat=Ensaios./// O 8º capítulo do livro foi transcrito em "Islã, conflito com civilizações?", acessível em www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.phtml?cod=1097&cat=Ensaios./// Espero que todos os participantes deste fórum gostem do conteúdo.

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Félix Maier
11/11/2002 às
15h36 200.193.243.129
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A volta da Bruxa Boa
Lya Luft
Galerinha Record
(2007)



Livro - The Meaning of the Glorious Qur'an
Muhammad Marmaduke Pickthall
Idci
(2014)



E Agora, o Que Fazer? a Difícil Arte de Criar os Filhos
Magdalena Ramos; Leonardo Posternak
Best Seller
(1998)



Eu Sou Eles - Fragmentos
Francisco Azevedo
Record
(2018)



A história de Lula o filho do Brasil
Denise Paraná
Objetivo
(2009)



Doce Engano
Myretta Robens
Nova Cultural
(2006)



Literatura e Sociedade
Antônio Candido
Ouro sobre Azul
(2020)



Ofício de Mestre
Miguel G. Arroyo
Vozes



Atração E Seleção De Pessoas
Reinaldo Faissal (Autor)
Fgv
(2010)



Supernerd a Saga Dantesca
Laura Bergallo
Dcl
(2009)





busca | avançada
60303 visitas/dia
1,8 milhão/mês