No alto dos dezoito anos | Djabal

busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Livro ensina a lidar com os obstáculos do Transtorno do Déficit de Atenção
>>> João Trevisan: Corpo e Alma || Museu de Arte Sacra
>>> Samir Yazbek e Marici Salomão estão à frente do ciclo on-line “Pensando a dramaturgia hoje”
>>> Chá das Cinco com Literatura recebe Luís Fernando Amâncio
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> 4 de Agosto #digestivo10anos
>>> I do not want this
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> La Guerra del Fin del Mundo
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Alfredo Bosi e a dignidade da crítica
>>> Pi, o [fi]lme, e o infinito no alfa
>>> Sábia, rubra, gorda (e gentil)
Mais Recentes
>>> Short Cuts - Cenas da Vida de Raymond Carver pela Rocco (1994)
>>> Da Unidade Transcendente das Religiões de Frithjof Schuon, Fernando Guedes Galvão pela Martins (1953)
>>> Lilith, A Lua Negra de Roberto Sicuteri pela Paz e Terra (1985)
>>> Elementos Fundamentais Para Uma Ampliação da Arte de Curar de Rudolf Steiner e Ita Wegman pela Antroposófica (2007)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Trabalho de Richard Carlson; Joana Mozela pela Rocco (1999)
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber de Steven Carter; Julia Sokol pela Sextante (2006)
>>> O Menino Que Falava Com Cães de Martin Mc Kenna; Rosemarie Ziegelmaier pela Leya Casa da Palavra (2015)
>>> Ginastica para a Mulher Moderna de Nair G Fischer pela Ediouro
>>> A Vida do Bebe - Edição Compacta de Dr. Rinaldo de Lamare pela Bloch (1993)
>>> Dr. Jekyll e R. Hyde, o Medico e o Monstro de R L Steveron pela Ediouro (1971)
>>> Oh Duvida Cruel de Priscila Arida Velloso pela Record (2002)
>>> Juízo Final de Sidney Sheldon; A. B. Pinheiro de Lemos pela Record (2011)
>>> Momentos de Amor Com Deus de A Santini pela Record (1991)
>>> Fundamento de Organizações e Métodos de Michael e Addison pela Zahar (1976)
>>> Manual de Engenharia de Produção- Padroes de Tempo de Maynard pela Edgard Blucher (1970)
>>> Como Cuidar da Sua Beleza, Com Mais de 100 Figuras de Vera Sterblitch pela Ediouro (1979)
>>> Quo Vadis de Henryk Sienkiewicz pela Paulinas
>>> Manual de Engenharia de Produção- Administração Salarial de Maynard pela Edgard Blucher (1970)
>>> Filha Mãe Avó e Puta de Gabriela Leite pela Objetiva (2009)
>>> Revenue Management Maximização de Receitas de Robert G. Cross pela Campus (1998)
>>> A Coisa Terrível que Aconteceu com Barnab Brocket de John Boyne pela Companhia das Letrinhas (2013)
>>> Os Criminosos Vieram para o Chá de Stella Carr pela Ftd (2001)
>>> A Outra Face História de Uma Garota Afegã de Deborah Ellis pela Ática (2012)
>>> O Ladrao de Sonhos e Outras Historias de Ivan Angelo pela Atica (1994)
>>> A Gang do Beijo de José Louzeiro pela Nova Fronteira (1984)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 3/5/2007
Comentários
Leitores


No alto dos dezoito anos
Conversando ontem com meu filho, abordávamos a mesma revolução. Aquela revolução tão sonhada e tão distante; e que sob a perspectiva do tempo, ela fica cada vez mais longínqua. Confesso: sonhei muito. Ele, no alto dos seus dezoito anos, me alertou para o seguinte: "Pai, parece que não há jeito, sempre teremos explorados e exploradores." Dezoito anos e tanta sabedoria. Ou não?

[Sobre "Na pior em Parati e em Londres"]

por Djabal
http://nonliquet.havesometea.net
3/5/2007 às
08h36 200.207.119.199
(+) Djabal no Digestivo...
 
Boa
Grande texto, ser estudante de jornalismo e depois jornalista é realmente um choque. Gostei da abordagem, mas fica uma questão: o que precisa mudar nas universidades? Ou no mercado de trabalho? Ou nos dois???

[Sobre "Uma outra visão do jornalismo"]

por Lucas Santiago
http://www.luelucas.com.br
2/5/2007 às
23h25 201.14.112.137
(+) Lucas Santiago no Digestivo...
 
Sua Loli sabe das coisas
Seu texto é puro deleite. Amei sua Loli e todas as subversões. Também moro no mato, dou minhas aulas e, sempre, subverto a ordem de tudo que posso. Como meu cachorro que dorme nos meus pés. E fico pensando nos netos que ainda não tenho. Para conhecerem enquanto há tempo: pitangas, jambos, jabuticabas, o cheiro das folhas da canelinha, as orquídeas que florescem no mato... Loli sabe das coisas... Um abraço, Zizi. (E você: como deixa tudo muito bem no papel, para que saibamos também de coisas tão doces e tão suas...)

[Sobre "De cima da goiabeira"]

por Zizi Araujo
2/5/2007 às
19h43 200.196.224.243
(+) Zizi Araujo no Digestivo...
 
Ótimo aviso aos leitores!
Daniel, parabéns pelo texto! Precisamos de informações úteis como as elucidadas por seus textos. Defendendo seus argumentos, discordo do comentário do leitor Carlos E. F. Oliveira, pois, infelizmente, a maioria dos leitores não possui discernimento, nem tampouco tempo, para checar todas as informações lançadas ao seu conhecimento. Na era em que vivemos, é necessária a maior celeridade possível na obtenção de informações, o que leva até “pessoas informadas” (ressalte-se ainda que nenhuma pessoa pode ter conhecimento de tudo) a não só acreditarem, como divulgarem, informações obtidas em sites ou quaisquer outros tipos de fontes de pesquisa. Vale aqui citar o velho ditado: “A pressa é inimiga da perfeição”.

[Sobre "Wikipedia: prós e contras"]

por Vanessa Braz
2/5/2007 às
09h31 200.162.51.98
(+) Vanessa Braz no Digestivo...
 
O meu FUP
O meu Fup desencavei num balcão de encalhados numa das pouquíssimas livrarias de Macapá, uns dez anos atrás. Naquela época, eu costumava pôr a data de aquisição e o local. Infelizmente, neste não consta nada. Quando o peguei - pra mim um ilustre desconhecido - o que me atraiu foi o release da contracapa. “Uma pequena editora da Califórnia, em 1983, lança seu terceiro livro, tornando-se um sucesso graças à divulgação de seus entusiasmados leitores.” O quê? Como pôde uma história onde três personagens improváveis de se darem bem em qualquer núcleo familiar vira uma obra cult? E eu - que me julgava o cara mais ligado em qualquer coisa cult - não sabia disso? Pois é. E ainda tinha na capa um comentário do The New York Times (...um best-seller do underground). Além de Fup toda poser desfilando à beira de um rio (acho), sobre um fundo azul. Sem querer estragar a leitura de vocês não me prenderei à história. Termino dizendo que meu Fup é da Nova Fronteira, 4ª edição, de 1984. Pegue o seu logo!

[Sobre "Fup, de Jim Dodge"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
2/5/2007 às
08h03 200.164.55.17
(+) Pepê Mattos no Digestivo...
 
Tupi or not tupi (C.D.A.)
Pesquisa super instigante, mas a gente precisa lembrar que o inglês tem, por sua vez, 60% de latim e 40% de outras misturas linguísticas. O latim que influenciou o inglês, por sua vez, já era o latim vulgar, derivado da língua culta. E assim vai... Falar de "controle" linguístico seria demonstrar uma enorme ingenuidade em relação ao processo da fala humana, cujo enigma de nascimento até agora, afinal de contas, ninguém conseguiu decifrar: se a fala constitui a realidade ou é por ela constituída, eis a questão (lembrando outra vez o bardo). Isto posto, fico pensando como seria a aplicação de uma possível (e inaplicabilíssima) lei. E me provoca o riso sua aplicação. Ser censurado por falar ou escrever uma palavra estrangeira é, no mínimo, andar na mais absoluta contramão da História, negar todos os princípios de comunicabilidade humana e tentar desperdiçar os benefícios da tecnologia que nos dá, na primeira vez de todos os tempos, a oportunidade de mergulhar na babélica torre...

[Sobre "Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo?"]

por Marcia Rocha
1/5/2007 às
21h15 201.79.6.116
(+) Marcia Rocha no Digestivo...
 
alguma invasão no ar
Pecisamos separar a invasão da língua estrangeira da pura autoria das palavras por seus inventores. Quando os carros foram inventados, a língua francesa era considerada a mais culta, por isso carros tem palavras "francesas" como garage, embreage, marcha ré... O mesmo acontece com os computadores de autores (inventores) americanos. Agora, tem alguma invasão também. ;)

[Sobre "Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo?"]

por Diego
http://diegoschmidt.blogspot.com/
1/5/2007 às
19h13 201.21.252.93
(+) Diego no Digestivo...
 
Um post em busca de luz
Sim, ha' muito mais coisas no meio do caminho, e estas coisas fazem com que a gente nem perceba um post vazio. Se eu fosse preenche-lo, eu iniciaria vendendo o espaco vazio pra alguem que queria vender algo mais valioso do que o proprio espaco. Venderia todos os espacos, inclusive os espacos territoriais por precos acessiveis 'a populacao, dando a todos o direito de ter um terreno pra morar. Tanta terra sem usuarios neste mundo! Tanta gente em cima de gente em partes. Quem e' o dono das terras? Por que nao dividi-las? Por que uns tem muito e outros nao tem o basico? Quem decide isso? Senao nos mesmos usando um post para relatar e afetar outras cabecas a pensarem. Adorei o seu eloquente poema, mas ainda acho que podemos usar mais posts para tudo o que puder mover o dinheiro da mao de uns para a mao de outros. Um dia seremos a maioria, e teremos alguma coisa... gracas ao post vazio e o espaco nele contido. Ate' mais!

[Sobre "Um post vazio"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
1/5/2007 às
18h27 72.153.29.218
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
Em defesa da wikipedia
Mr. Bushatsky, adorei o seu texto. Estamos vivendo numa epoca onde a historia esta' sendo criada, escrita e apresentada ao mundo com a mesma velocidade. Existe enciclopedias boas alem da Wikipedia e, por falar nisso, as informacoes la' escritas necessitam de nossa verificacao pessoal, sim, e' por isso que a gente deve surfar na Net em busca de mais informacoes sempre, mas cabe lembrar que e' muito gratificante a gente poder pesquizar sobre um tema e ler varias coisas a respeito; coisas que se contradizem, entao, nem se fala. Nao quero perder a liberdade de me expressar, mesmo tendo um ponto de vista totalmente diferente. Sei que havera' alguem que debatera' minha opiniao. Se encontrares alguma coisa errada na wikepedia, ha' maneiras de alerta'-los sobre o erro em datas ou coisas provaveis. O resto sera' sempre uma opiniao de alguem. Devemos tomar cuidado com as receitas, pois fiz um bolo sem farinha, pois a autora esqueceu e eu nem me liguei. Um abraco!

[Sobre "Wikipedia: prós e contras"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
1/5/2007 às
18h12 72.153.29.218
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
O que não é cíclico?!
Sérgio Augusto: concordo com a superficialidade do jornalismo cultural na contemporaneidade, parece mesmo o retorno à crítica impressionista, somada a uma efemeridade intrínseca às novas tecnologias de informação e divulgação cultural. Por outro lado, penso que as novas extensões do homem na internet exigem um outro olhar sobre o conceito de "cultura", ao qual ainda não estamos adaptados, seja porque somos partes de um processo, seja porque a cultura na contemporaneidade é, ela mesma, processual. Os dinossauros, acredito, retornarão. Tempo a este tempo...

[Sobre "Sérgio Augusto"]

por Manuela Barreto
1/5/2007 às
17h24 201.32.220.155
(+) Manuela Barreto no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Independência
Edgard Luiz de Barros
Ática
(1990)



Enem por Habilidades - 2015
Ademar Caledônio Guimarães Junior
Sistema Ari de Sá de Ensino
(2015)



O Caminho da Montanha
Giselda Maria Cordeiro
Ação Set
(2012)



Bíblia Sagrada
Pastoral Catequética
Ave Maria
(2006)



Direito Constitucional Tomo I
Luis Carlos Hiroki Muta
Capus Juridico
(2007)



Lenigme Napoléon Résolue
René Maury François de Candé-montholon
Albin Michel
(2000)



Os Enigmas do Universo 3ª Edição (edição Portuguesa)
Ernesto Haeckel (capa Dura Moderna)
Livraria Cherdron (porto)
(1926)



Tópicos Gerenciais Contemporâneos
Valéria Rueda Elias Spers
Iesde
(2009)



Por Trás da Máscara - Maquiagem, Beleza e Segredos
Marimaria
Universo dos Livros
(2017)



A Luta Nas Classes - 1001 Maneiras de Detonar Seu Professor
Bernardo Jablonski e Ronald Fucs
Frente
(1997)





busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês