No alto dos dezoito anos | Djabal

busca | avançada
62566 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> Caí na besteira de ler Nietzsche
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Santa Xuxa contra a hipocrisia atual
>>> Há vida inteligente fora da internet?
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Nos porões da ditadura
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> Quem tem medo de escuro? de Sidney Sheldon pela Record (2017)
>>> Lembranças da Meia Noite de Sidney Sheldon pela Record (2013)
>>> Os Machões Não Dançam de Norman Mailer pela RioGráfica (1986)
>>> O Evangelho Perdido – O Livro de Q e as Origens Cristãs de Burton L. Mack pela Imago (1994)
>>> Eu Direi as Grandes Palavras, Seleção Poética de Augusto Frederico Schmidt pela José aguilar (1975)
>>> AStudy in Scarlet de Sir Arthur Conan Doyle pela Hub (2016)
>>> A Cabana de William P. Young pela Sextante (2008)
>>> A Cabana de William P. Young pela Arqueiro (2012)
>>> O Circo - A pitoresca turnê do Circo Garcia, através à África países asiáticos de Antolim Garcia pela Dag (1976)
>>> A Luz Que Vem de Dentro de Victoria Moran pela Rocco (2004)
>>> Como Prever e Dominar o Seu Futuro de Harold Sherman pela Record (1970)
>>> A Invenção do Futuro de Jorge Flores, Miguel Reale Júnior e Tércio Sampaio Ferraz Júnior (Org.) pela Manole (2006)
>>> A Doença Como Caminho de Thorwald Dethlefsen & Rüdiger Dahlke pela Cultrix (2015)
>>> Morte na praia de Agatha Christie pela Nova fronteira (2012)
>>> Autobiografia de um Iogue de Paramahansa Yogananda pela Self-Realization Fellowship (2013)
>>> Um Cidadão do Mundo Que Ama a Paz de Reverendo Sun Myung Moon pela Il Rung (2011)
>>> É Simples Você pode Recriar Sua Vida de Rosalia Schwark pela Edita (2008)
>>> Feliz Por Nada de Martha Medeiros pela L&PM (2011)
>>> Conversas com gestores de ações brasileiros - A fórmula dos grandes investidores para ganhar dinheiro em bolsa de Luciana Seabra/Prefácio de Felipe Miranda pela Portfólio/Penguin (2018)
>>> Seja Dono do Seu Nariz de Cheryl Richardson pela Sextante (2007)
>>> Sem Medo da Segunda-Feira de David Cottrell pela Negócios (2009)
>>> O Poder da Paciência de M. J. Ryan pela Sextante (2009)
>>> Uma Vida Com Propósitos de Rick Warren pela Vida (2010)
>>> Poirot perde uma cliente de Agatha Christie pela Nova Fronteira (1976)
>>> Paris Babilônia. A capital francesa nos tempos da Comuna de Rupert Christiansen pela Record (1998)
>>> O Poder da Energia de Brendon Burchard pela Novo Conceito (2013)
>>> Antes do dilúvio. Um retrato da Berlim nos anos 20 de Otto Friedrich pela Record (1997)
>>> Tratado da propriedade Intelectual - Tomo III de Denis Borges Barbosa pela Lumen Juris (2014)
>>> Mojo The Collector Series de Bob Dylan 1974-2020 pela Mojo (2020)
>>> Sigmund Freud & O Gabinete do Dr. Lacan de Peter Gay & Philip Rieff & Richard Wollheim et alii pela Brasiliense (1989)
>>> Vogue Magazine (UK) August 2020 de Judi Dench pela Condé Nast (2020)
>>> Combo Livros As Teias De Sírius - Volumes 1 E 2 de Carla Furlan Ferraz pela Independente (2016)
>>> Vogue Magazine (UK) July 2020 de The New FrontLine pela Condé Nast (2020)
>>> Os Doze Mandamentos de Sidney Sheldon pela Record (2011)
>>> Q Magazine December 2018 de The 1975 pela Emap (2018)
>>> O Professor do Desejo de Philip Roth pela Companhia das Letras (2013)
>>> 50 Contos de Machado de Assis pela Companhia das Letras (2007)
>>> Ego Transformado de Timothy Keller pela Vida Nova (2020)
>>> Quando Fui Outro de Fernando Pessoa pela Alfaguara (2006)
>>> A Sombra Da Nova Era de Alan Bleakley pela Siciliano (1989)
>>> A Era dos Extrems de Eric Hobsbawn pela Companhia das Letras (1995)
>>> O Ponto de Mutação. de Fritjof Capra pela Cultrix (1996)
>>> Um Cavalheiro em Moscou de Amor Towles pela Intrinseca (2018)
>>> Morte no Rio Nilo. de Ágatha Christie pela Nova Fronteira (2015)
>>> Minhas Histórias dos Outros. de Zuenir Ventura pela Planeta Do Brasil (2005)
>>> Estranho Irresistível. de Christina Lauren pela Universo dos Livros (2013)
>>> Sobre Lutas e Lágrimas de Mário Magalhães pela Companhia das Letras (2019)
>>> Educar Sem Culpa. A Gênese da Ética. de Tania Zagury pela Record (1999)
>>> Anjos Cabalísticos. de Monica Buonfiglio pela Oficina Cultural Monica Buonfiglio (1993)
>>> La Métaphysique - Aristote - Tome I e II de J. Tricot pela Librairie (1953)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 3/5/2007
Comentários
Leitores


No alto dos dezoito anos
Conversando ontem com meu filho, abordávamos a mesma revolução. Aquela revolução tão sonhada e tão distante; e que sob a perspectiva do tempo, ela fica cada vez mais longínqua. Confesso: sonhei muito. Ele, no alto dos seus dezoito anos, me alertou para o seguinte: "Pai, parece que não há jeito, sempre teremos explorados e exploradores." Dezoito anos e tanta sabedoria. Ou não?

[Sobre "Na pior em Parati e em Londres"]

por Djabal
http://nonliquet.havesometea.net
3/5/2007 às
08h36 200.207.119.199
(+) Djabal no Digestivo...
 
Boa
Grande texto, ser estudante de jornalismo e depois jornalista é realmente um choque. Gostei da abordagem, mas fica uma questão: o que precisa mudar nas universidades? Ou no mercado de trabalho? Ou nos dois???

[Sobre "Uma outra visão do jornalismo"]

por Lucas Santiago
http://www.luelucas.com.br
2/5/2007 às
23h25 201.14.112.137
(+) Lucas Santiago no Digestivo...
 
Sua Loli sabe das coisas
Seu texto é puro deleite. Amei sua Loli e todas as subversões. Também moro no mato, dou minhas aulas e, sempre, subverto a ordem de tudo que posso. Como meu cachorro que dorme nos meus pés. E fico pensando nos netos que ainda não tenho. Para conhecerem enquanto há tempo: pitangas, jambos, jabuticabas, o cheiro das folhas da canelinha, as orquídeas que florescem no mato... Loli sabe das coisas... Um abraço, Zizi. (E você: como deixa tudo muito bem no papel, para que saibamos também de coisas tão doces e tão suas...)

[Sobre "De cima da goiabeira"]

por Zizi Araujo
2/5/2007 às
19h43 200.196.224.243
(+) Zizi Araujo no Digestivo...
 
Ótimo aviso aos leitores!
Daniel, parabéns pelo texto! Precisamos de informações úteis como as elucidadas por seus textos. Defendendo seus argumentos, discordo do comentário do leitor Carlos E. F. Oliveira, pois, infelizmente, a maioria dos leitores não possui discernimento, nem tampouco tempo, para checar todas as informações lançadas ao seu conhecimento. Na era em que vivemos, é necessária a maior celeridade possível na obtenção de informações, o que leva até “pessoas informadas” (ressalte-se ainda que nenhuma pessoa pode ter conhecimento de tudo) a não só acreditarem, como divulgarem, informações obtidas em sites ou quaisquer outros tipos de fontes de pesquisa. Vale aqui citar o velho ditado: “A pressa é inimiga da perfeição”.

[Sobre "Wikipedia: prós e contras"]

por Vanessa Braz
2/5/2007 às
09h31 200.162.51.98
(+) Vanessa Braz no Digestivo...
 
O meu FUP
O meu Fup desencavei num balcão de encalhados numa das pouquíssimas livrarias de Macapá, uns dez anos atrás. Naquela época, eu costumava pôr a data de aquisição e o local. Infelizmente, neste não consta nada. Quando o peguei - pra mim um ilustre desconhecido - o que me atraiu foi o release da contracapa. “Uma pequena editora da Califórnia, em 1983, lança seu terceiro livro, tornando-se um sucesso graças à divulgação de seus entusiasmados leitores.” O quê? Como pôde uma história onde três personagens improváveis de se darem bem em qualquer núcleo familiar vira uma obra cult? E eu - que me julgava o cara mais ligado em qualquer coisa cult - não sabia disso? Pois é. E ainda tinha na capa um comentário do The New York Times (...um best-seller do underground). Além de Fup toda poser desfilando à beira de um rio (acho), sobre um fundo azul. Sem querer estragar a leitura de vocês não me prenderei à história. Termino dizendo que meu Fup é da Nova Fronteira, 4ª edição, de 1984. Pegue o seu logo!

[Sobre "Fup, de Jim Dodge"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
2/5/2007 às
08h03 200.164.55.17
(+) Pepê Mattos no Digestivo...
 
Tupi or not tupi (C.D.A.)
Pesquisa super instigante, mas a gente precisa lembrar que o inglês tem, por sua vez, 60% de latim e 40% de outras misturas linguísticas. O latim que influenciou o inglês, por sua vez, já era o latim vulgar, derivado da língua culta. E assim vai... Falar de "controle" linguístico seria demonstrar uma enorme ingenuidade em relação ao processo da fala humana, cujo enigma de nascimento até agora, afinal de contas, ninguém conseguiu decifrar: se a fala constitui a realidade ou é por ela constituída, eis a questão (lembrando outra vez o bardo). Isto posto, fico pensando como seria a aplicação de uma possível (e inaplicabilíssima) lei. E me provoca o riso sua aplicação. Ser censurado por falar ou escrever uma palavra estrangeira é, no mínimo, andar na mais absoluta contramão da História, negar todos os princípios de comunicabilidade humana e tentar desperdiçar os benefícios da tecnologia que nos dá, na primeira vez de todos os tempos, a oportunidade de mergulhar na babélica torre...

[Sobre "Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo?"]

por Marcia Rocha
1/5/2007 às
21h15 201.79.6.116
(+) Marcia Rocha no Digestivo...
 
alguma invasão no ar
Pecisamos separar a invasão da língua estrangeira da pura autoria das palavras por seus inventores. Quando os carros foram inventados, a língua francesa era considerada a mais culta, por isso carros tem palavras "francesas" como garage, embreage, marcha ré... O mesmo acontece com os computadores de autores (inventores) americanos. Agora, tem alguma invasão também. ;)

[Sobre "Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo?"]

por Diego
http://diegoschmidt.blogspot.com/
1/5/2007 às
19h13 201.21.252.93
(+) Diego no Digestivo...
 
Um post em busca de luz
Sim, ha' muito mais coisas no meio do caminho, e estas coisas fazem com que a gente nem perceba um post vazio. Se eu fosse preenche-lo, eu iniciaria vendendo o espaco vazio pra alguem que queria vender algo mais valioso do que o proprio espaco. Venderia todos os espacos, inclusive os espacos territoriais por precos acessiveis 'a populacao, dando a todos o direito de ter um terreno pra morar. Tanta terra sem usuarios neste mundo! Tanta gente em cima de gente em partes. Quem e' o dono das terras? Por que nao dividi-las? Por que uns tem muito e outros nao tem o basico? Quem decide isso? Senao nos mesmos usando um post para relatar e afetar outras cabecas a pensarem. Adorei o seu eloquente poema, mas ainda acho que podemos usar mais posts para tudo o que puder mover o dinheiro da mao de uns para a mao de outros. Um dia seremos a maioria, e teremos alguma coisa... gracas ao post vazio e o espaco nele contido. Ate' mais!

[Sobre "Um post vazio"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
1/5/2007 às
18h27 72.153.29.218
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
Em defesa da wikipedia
Mr. Bushatsky, adorei o seu texto. Estamos vivendo numa epoca onde a historia esta' sendo criada, escrita e apresentada ao mundo com a mesma velocidade. Existe enciclopedias boas alem da Wikipedia e, por falar nisso, as informacoes la' escritas necessitam de nossa verificacao pessoal, sim, e' por isso que a gente deve surfar na Net em busca de mais informacoes sempre, mas cabe lembrar que e' muito gratificante a gente poder pesquizar sobre um tema e ler varias coisas a respeito; coisas que se contradizem, entao, nem se fala. Nao quero perder a liberdade de me expressar, mesmo tendo um ponto de vista totalmente diferente. Sei que havera' alguem que debatera' minha opiniao. Se encontrares alguma coisa errada na wikepedia, ha' maneiras de alerta'-los sobre o erro em datas ou coisas provaveis. O resto sera' sempre uma opiniao de alguem. Devemos tomar cuidado com as receitas, pois fiz um bolo sem farinha, pois a autora esqueceu e eu nem me liguei. Um abraco!

[Sobre "Wikipedia: prós e contras"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
1/5/2007 às
18h12 72.153.29.218
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
O que não é cíclico?!
Sérgio Augusto: concordo com a superficialidade do jornalismo cultural na contemporaneidade, parece mesmo o retorno à crítica impressionista, somada a uma efemeridade intrínseca às novas tecnologias de informação e divulgação cultural. Por outro lado, penso que as novas extensões do homem na internet exigem um outro olhar sobre o conceito de "cultura", ao qual ainda não estamos adaptados, seja porque somos partes de um processo, seja porque a cultura na contemporaneidade é, ela mesma, processual. Os dinossauros, acredito, retornarão. Tempo a este tempo...

[Sobre "Sérgio Augusto"]

por Manuela Barreto
1/5/2007 às
17h24 201.32.220.155
(+) Manuela Barreto no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




É TRISTE MAS NÃO É DE SOLUÇAR
MARIA COELI
OPHICINA DE ARTE & P
(2012)
R$ 5,90



MINHA CAIXA DE SONHAR - HISTÓRIAS DE VIAGENS PARA JOVENS DE QUALQUER IDADE
LUZIA DE MARIA
GLOBO
(2001)
R$ 12,00



CULTURA E PARTICIPAÇÃO NOS ANOS 60
HELOISA BUARQUE DE HOLANDA
BRASILIENSE
(1995)
R$ 8,00



REFORMA ORTOGRAFICA 2009
NEUMAR CARTA WINTER
JURUÁ
(2009)
R$ 7,00



HARRY LAUS - CINE TEATRO - HARRY LAUS (TEATRO CATARINENSE)
HARRY LAUS
DZIGUAL
(1997)
R$ 8,00



LIFE OF PI
YANN MARTEL
CANONGATE
(2003)
R$ 9,00



QUANDO FUI MORTO EM CUBA
ROBERTO DRUMMOND
ÁTICA
(1982)
R$ 10,00



ZEN – EXPERIÊNCIA DIRETA DE LIBERTAÇÃO - COM DEDICATÓRIA DO AUTOR
NELSON COELHO
ITATIAIA
(1976)
R$ 6,90



THE HUMAN WORTH OF RIGOROUS THINKING
CASSIUS J. KEISER
SCRIPTA MATHEMATICA
(1940)
R$ 40,85



ALTERNATIVAS DO BRASIL
HELIO JAGUARIBE
JOSE OLYMPIO
(1989)
R$ 6,90





busca | avançada
62566 visitas/dia
2,2 milhões/mês