Uma outra visão do jornalismo | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evento de reinauguração da Praça do Centro de Convenções da Unicamp
>>> Oficina Som Entre Fronteiras está com inscrições abertas
>>> Projeto “Curtas de Animação” com estudantes da zona rural de Valinhos/SP
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vivo
>>> Assange: efeitos da internet em nosso cotidiano
>>> Nuvem Negra*
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Os Incríveis
>>> Erik Satie
>>> Ronnie James Dio em 1983
>>> O Leão e o Unicórnio
>>> O outro Carpeaux
>>> Something that grows
Mais Recentes
>>> Livro - Não Verás País Nenhum de Ignácio de Loyola Brandão pela Global (2000)
>>> Redes Ou Paredes a Escola Em Tempos de Dispersão de Paula Sibilia pela Contraponto (2012)
>>> Práticas Corporais - V. 2 Trilhando e Compar(trilhando) as Ações de Ana Márcia Silva / Iara Regina Damiani Orgs. pela Nauemblu Ciencia & Arte (2005)
>>> Termodinâmica de Gilberto Ieno pela N/d
>>> Nelson Rodrigues - Série Encanto Radical de Carlos Vogt pela Brasiliense (1985)
>>> Diário de um Banana 7 - Segurando Vela de Jeff Kinney pela V&r (2013)
>>> Palabras Compartidas. Español - Volume Único de Henrique Romanos pela Ftd (2014)
>>> A Lei do Trabalho de Percy Rubens Mello pela Universalista (1997)
>>> Princípios da Transmissão de Calor de Frank Kreith pela Edgard Blücher Ltda (1969)
>>> Livro - Sereias na Lua de Elizabeth Stuckey French pela Best Seller (2003)
>>> A Revolução Burguesa no Brasil: Ensaio de Interpretação Sociológica de Florstan Fernandes pela Kotter (2020)
>>> Livro - A Torre Negra - Traição de Stephen King pela Suma (2012)
>>> Fragmentos Históricos da Regulamentação da Profissão de Educação de Américo Valdanha Netto e Outros pela Cref4/sp (2019)
>>> O Mago de Fernando Morais pela Planeta (2008)
>>> A Família Substituta no Estatuto da Criança e do Adolescente de José Luiz Mônica da Silva pela Saraiva (1995)
>>> A revolução dos bichos em de George Orwell pela Do Brasil (2021)
>>> Da Importância de Criar Mancuspias de Amilcar Neves pela Garapuvu (2005)
>>> Olga de Fernando Morais pela Alfa-Omega (1985)
>>> Olga de Fernando Morais pela Alfa-Omega (1985)
>>> Georg Büchner - Série encanto radical de Fernando Peixoto pela Brasiliense (1983)
>>> Pato Donald: O Segredo do Castelo de Carl Barks pela Abril (2016)
>>> Livro - Os Trabalhos de Hércules de Agatha Christie pela Circulo do Livro (1997)
>>> A Terapia do Abraço de Kathleen Keating pela Pensamento (1987)
>>> Livro - A Torre Negra - o Longo Caminho para Casa de Stephen King pela Stephen King (2011)
>>> Combateremos a Sombra de Lídia Jorge pela Leya (2014)
COLUNAS >>> Especial 2000 Colunas

Terça-feira, 14/11/2006
Uma outra visão do jornalismo
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 5100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Quando, em setembro de 2003, fui efetivado como colunista deste Digestivo Cultural, sinceramente, não imaginava que, menos de dois anos depois, eu me tornaria o editor-assistente do site, numa ascensão não somente no âmbito profissional, como também no ponto de vista intelectual. Em 2003, como um jornalista médio, ingressei para o site acreditando que colocaria em prática aquilo que havia aprendido ao longo dos quatro anos de faculdade: em síntese, a prática de um jornalismo ligado aos ideais da profissão, um jornalismo isento e engajado. Como Gabriel García Márquez, à época de minha estréia, eu acreditava que o jornalismo era, sim, a melhor profissão do mundo. O que mudou de lá pra cá? Mudou tão somente a forma de ver as coisas.

De fato, essa visão romântica, quase ingênua, do jornalismo tinha muito a ver com a influência de meus anos de universidade. Para quem não estudou jornalismo, vai um breve histórico. Grosso modo, professores realçam elementos importantes da profissão, mas que não condizem muito com a realidade do chamado "mercado de trabalho". Para citar um exemplo, e sempre de maneira geral, os docentes buscam como modelo de redação jornalística os principais veículos de imprensa do país, apostando, assim, que os estudantes estariam melhores capacitados se soubessem as regras dos manuais de redação, que, por sua vez, não passam de cartilhas. Do mesmo modo, na universidade, os alunos criam determinados consensos em relação às publicações e a opiniões políticas. Assim, é fácil identificar os estudantes de jornalismo não somente por seu aspecto descolado, mas, sobretudo, por suas opiniões politicamente corretas sobre o estado das coisas. É a partir daí que ele, esse jornalista ainda em formação, pára de considerar o público um interlocutor interessante, preferindo, em geral, a opinião (ou o consenso) dos colegas, como se as idéias e as opiniões dependessem de uma eterna reunião de pauta. E comigo não era diferente até ingressar no jornalismo on-line via Digestivo Cultural.

O primeiro choque de realidade foi na redação dos textos. Nas minhas primeiras resenhas para o site, não foram poucas as vezes em que me perguntava por que cargas d'água eu tinha de escrever um texto tão longo, algo entre 5 e 10 mil toques (que hoje já não acho tanto), sobre um único livro. Como acabava de entrar para o site, ficava receoso de confrontar esse modelo logo de início, mas ainda assim me incomodava. Foi somente em um dos encontros entre os Digestores que, entre uma pizza e outra, lembro-me do Julio ter comentado sobre o fato de as resenhas serem excessivamente descritivas e curtas, quando, na verdade, havia tanto para se falar dos livros. Fiquei com isso na cabeça e vi que os modelos da imprensa-impressa não eram tão absolutos assim e que, na internet, era possível publicar textos com extensão e fôlego. Tudo isso porque os livros teóricos acerca de webwriting pregam o conteúdo mínimo e chegam ao absurdo de pregar parágrafos de três linhas. Por quê? Eu também fiquei sem resposta...

Pouco tempo depois, ainda conhecendo os colegas, lembro-me de ter lido um contundente texto do Eduardo Carvalho sobre os intelectuais. Em verdade, a história remonta ao mesmo jantar do parágrafo anterior. Acompanhe: Eduardo confidenciara que, em breve, escreveria um texto contra os intelectuais. Eu perguntei: quais? E ele, sorrindo, respondeu: "contra todos". Achei, a um só tempo, escarnecedor e instigante, mas não disse nada, justamente por não me sentir à vontade, vejam só o absurdo, para manifestar-me contrário a uma opinião que me incomodava. Em síntese: não quis polemizar. Foi só quando eu li o artigo, algumas semanas depois, que eu vi a importância da polêmica. Não digo a polêmica como um fim em si mesmo, mas a importância de um ponto de vista pessoal que, mesmo não sendo o da maioria, pode ser legítimo e genuíno. Talvez mais importante do que a isenção jornalística seja a sinceridade com os leitores, interlocutores e semelhantes. E num debate de idéias isso não só pode, como deve, ser estimulado. O consenso jornalístico, aquele da Copa do Mundo ou das Eleições, é nocivo para a tão proclamada diversidade cultural e pluralidade de idéias. Àquela lenga-lenga politicamente correta do jornalismo é preciso enfrentar com pontos de vista consistentes e claros, como aquele do Edu sobre os intelectuais ou este do Julio sobre os blogs dos jornalistas (ainda que eu discorde parcialmente deste último, mas isso é assunto para depois).

Outros exemplos poderiam ser citados (cobertura em Búzios, Rio das Ostras, Cuiabá; Concertos da Osesp; exposições de arte; etc), mas penso que este texto perderia seu foco (e sabe-se lá se já não perdeu), que é trazer um relato de um jornalista cujo batismo de fogo foi neste Digestivo. Em verdade, depois da experiência acadêmica, que considero fundamental, apareceu outra, tão importante quanto, nesta revista eletrônica. Qual das duas foi melhor?, qual das duas é mais necessária? Questões difíceis de serem respondidas com essa clivagem preto-e-branco. Prefiro dizer que a primeira não se consolidaria sem a segunda e que o repórter seria tão somente um digitador se não tivesse estudado. Ainda assim, foi no Digestivo Cultural que eu aprendi que o jornalismo está além de todas as expectativas de um estudante, principalmente se este estiver disposto a saber por que esta pode ser a melhor profissão do mundo.


Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 14/11/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meus melhores livros de 2008 de Rafael Rodrigues
02. Frida Kahlo e Diego Rivera nas telas de Julio Daio Borges
03. Pouca gente sabe de Rafael Lima


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2006
01. Orgulho e preconceito, de Jane Austen - 5/5/2006
02. Por que quero sair do Orkut (mas não consigo) - 2/2/2006
03. Desejo de Status - 21/4/2006
04. As crônicas de Ivan Lessa - 30/3/2006
05. Google: aprecie com moderação - 2/3/2006


Mais Especial 2000 Colunas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/11/2006
21h27min
Poxa, me deu um frio na barriga agora... estou formando.. estudando a hipermidia, com projeto experimental sobre..., para entregar na sexta... ai... não quero me decepcionar mesmo! Mas, em algumas parte, eu concordo com vc... a escola nos deixa "bitolados" a padrões... Complicado. Mas, q bom q a Internet está aí pra isso... pensa só... há alguns anos... qd os recém-formados não tinham por onde começar... onde mostrar o nome, o trab. Hj temos a rede e sites importantes q ajudam os jovens jornalistas a mostrarem a q vieram...
[Leia outros Comentários de Camila Martucheli]
24/11/2006
15h35min
Puxa, Fábio, fiquei feliz que lembrou da conversa e daquele texto. Escrevi sobre isso recentemente no blog. Seu texto, aliás, está muito bacana. Preciso depois escrever meu depoimento também. Abçs.
[Leia outros Comentários de Eduardo Carvalho]
2/5/2007
3. Boa
23h25min
Grande texto, ser estudante de jornalismo e depois jornalista é realmente um choque. Gostei da abordagem, mas fica uma questão: o que precisa mudar nas universidades? Ou no mercado de trabalho? Ou nos dois???
[Leia outros Comentários de Lucas Santiago]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Auditoria de Enfermagem - nos Hospitais e Operadoras de Planos....
Ana Leticia Carnevalli Mota
Iátria
(2013)



Doze Anos de Escravidão
Solomon Northup
Penguin
(2014)



A Outra Face de Deus
F. T. Farah
Rai
(2012)



As Aventuras de Pi
Yann Martel
Nova Fronteira
(2012)



Além da Medicina
Hans Holzer
Record
(1987)



Livro - Marx Hoje - Volume 1
J. Chasin / Outros
Ensaio
(1988)



Constituição e Política
Janaína Santin e Liton Lanes Sobrinho (orgs.)
Upf
(2006)



O Monstro do Seringal
Rubem Rocha Filho
Bagaço
(1996)



Jornal Nacional - A Notícia Faz História
Memória Globo
jorge zahar
(2004)



Janelas do Interior
Carlos Mendes
Cobra
(2006)





busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês