O que eu penso é o seguinte | Américo Leal Viana

busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto que une cultura e conscientização ambiental traz teatro gratuito a Minas Gerais
>>> Show da Percha com Circo do Asfalto
>>> Evento Super Hacka Kids reúne filmes, games, jogos de mesa e muita diversão para a família
>>> SESC BELENZINHO RECEBE RÁDIO DIÁSPORA
>>> Música de Feitiçaria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Direitos e Deveres, a torto e a direita
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Aina: dos álbuns conceituais até a ópera-rock
>>> Aina: dos álbuns conceituais até a ópera-rock
>>> Web-based Finance Application
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Entrevista com o tradutor Oleg Andréev Almeida
>>> O nome da morte
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Jornalismo: as aulas de Joel Silveira
Mais Recentes
>>> Piscicultura Fundamentos e Técnicas de Manejo de Antonio Ostrensky pela Agropecuária (1998)
>>> Romantically Correct Clueless de H B Gilmour pela An Archway Paperback (1997)
>>> Dibujar Es Facil 1 de Jose Llobera pela Afha
>>> Dibujar Es Facil 3 de Jose Llobera pela Afha
>>> Estudos de Redação de Douglas Tufano pela Moderna (1982)
>>> Guia da Saúde Familiar - Pressão Arterial de Albert Einstein pela Bradesco
>>> Uma Verdade Inconveniente de Albert Gore pela Manole (2006)
>>> Memórias e Patrimônios Históricos de Guarulhos de Gabriel Alves Pires pela Scortecci (2016)
>>> Real Mother, The de Judith Michael pela Avon Books (2005)
>>> Se Houver Amanha / Nada Dura para Sempre de Sidney Sheldon pela Best Bolso (2010)
>>> As Areias do Tempo / Juízo Final de Sidney Sheldon pela Best Bolso (2012)
>>> Rumo ao Farol de Virginia Woolf pela Folha (2003)
>>> Os Doze Cantos do Brasil de Johan Dalgas Frisch pela Dalgas (2002)
>>> The Girl Who Kicked the Hornets Nest Vintage Crime/black Lizard de Stieg Larsson pela Vintage (2010)
>>> Os Pensadores: Russell de Bertrand Russell pela Abril (1978)
>>> Vets Might Fly de James Herriot pela Pan
>>> Guia Sesc Brasil 2004 de Diversos pela Diversos (2004)
>>> Ler é Aprender 9 - Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco pela Estadão
>>> O Primo Basílio - Ler é Aprender de Eça de Queirós pela Klick (1997)
>>> Os Pensadores: Descartes de René Descartes pela Victor Civita (1979)
>>> Pediatria Em Consultório de Ana Maria Bara Bresolin e Outros. pela Sarvier (1985)
>>> Os Pensadores Vi- Confissões de Magistro de Santo Agostinho pela Victor Civita (1973)
>>> The Lord God Made Them All de James Herriot pela Pan
>>> Alices Adventures in Wonderland and Through the L de Lewis Carroll; John Tenniel pela Penguin Usa (1963)
>>> Crown Jewel de Fern Michaels pela Pooket Books Romance
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 19/7/2007
Comentários
Leitores


O que eu penso é o seguinte
Sabe, mano, parece que há uma grande confusão em tudo isso. Senão, vejamos: reclama-se que há muita "porcaria" sendo publicada, e que, em função disso, o mercado editorial está saturado e contaminado. Mas, por outro lado, reclama-se também de que não há espaço para novas publicações, em função de uma série de questões já bastante discutidas. O que eu penso é o seguinte: quem tem grana, banca sua própria publicação; quem não tem, deve insistir. Uma boa "saída" são os prêmios literários, principalmente para os escritores que ainda não são muito conhecidos e reconhecidos.

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por Américo Leal Viana
19/7/2007 às
09h23 200.223.252.194
(+) Américo Leal Viana no Digestivo...
 
Mudando o ângulo, ou o olhar
Escritor, jornalista, todos que expõem opiniões pessoais correm risco de incompreensão, Julio, por não se ter controle sobre a interpretação dos outros, assim como quem tenta falar do mesmo assunto por mais de um ângulo pode ser visto como contraditório. Não terá ocorrido isso com você? A mim pareceu que os seus textos pretendiam informar, conscientizar iniciantes de uma dura realidade, que infelizmente é fato, mas eu, em particular, mesmo tendo compreendido, acho absurdo ninguém ajudar a ser diferente, aceitarem que um escritor, por exemplo, não possa viver da sua produção, mesmo quando os livros têm boa vendagem, porque recebe apenas 10% do valor de cada um, porque quando vem a ser reconhecido já está velho, perto de morrer, ou já morreu; os frutos do trabalho, do seu esforço e dedicação vão pra outros. E todos acham que deve ser assim mesmo, aceitam, não fazem nada pra ser diferente. Será que já não é hora disso mudar, de se escrever com a mesma força em defesa desse outro lado? Bjs

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por Cristina Sampaio
18/7/2007 às
18h09 201.50.190.109
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
O tédio da ilustração
Será que somente eu não consigo inventar um enredo quando vejo uma pintura? O que você irá fazer quando bater os olhos num Klein??? Abs!!!

[Sobre "Comum como uma tela perfeita"]

por José Mianutti
18/7/2007 às
17h50 200.146.82.206
(+) José Mianutti no Digestivo...
 
A crônica
O jornalismo escrito pede leitor: se você estabelecer a arte, seja da crônica, da poesia e dos pequenos contos e artigos, verá que uma série imensa de informações estão a serviço do processo de comunicação. Escrever a crônica é narrar os acertos os conflitos, a contradições sociais e estabelecer uma forma humana de jornalismo. Não que o sangue das matérias policiais não seja importante, não que os espaços políticos tradicionais não seja importante, mas, além disso, temos que ter a arte, e as relações sociais longe do foco oficial. Ou seja: um local na qual quem manda é o bandido não será importante retratar, pra mostrar que o governo é de apenas um segmento social, e não da população como um todo. É preciso socializar a notícia, de forma que ela seja abrangente... Mas é preciso trazer a arte para o cotidiano das pessoas!

[Sobre "Crônica: o novo jornalismo?"]

por manoel messias perei
http://www.pop.com.br
18/7/2007 às
17h12 201.42.175.232
(+) manoel messias perei no Digestivo...
 
o declínio da literatura BR
O fenômeno que você disse que acontece com a poesia, não acontece só com ela, mas com a literatura em geral. Com a baixa demanda, o preço dos livros aumenta cada vez mais (40 reais por um livro não é um preço aceitável) e, assim, o leitor compra menos livros ainda... É o declínio crônico da literatura do país, que só acompanha o descaso total da educação.

[Sobre "Bate-papo com Rodrigo Capella"]

por Bruno Larragoiti
18/7/2007 às
15h03 201.19.27.25
(+) Bruno Larragoiti no Digestivo...
 
Elegância
Não pensei que fosse possível falar de um livro desses com essa elegância, ou seja, sem compactuar com a obra e sem malhar explicitamente. Só uma fina ironia. Já é o suficiente, conforme o chavão: para bom entendedor, meia palavra basta. Eu, como sempre, lembro do Millôr: "o inacreditável é até crível, mas o impossível não é possível." Beleza de texto, Tais.

[Sobre "Qual é O Segredo?"]

por Guga Schultze
18/7/2007 às
14h04 201.80.110.48
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
O povo precisa de poesia
Sim, sim, sim! A poesia não deve morrer, mas continuar cada vez mais forte. O povo precisa de poesia, mesmo que não saiba. Gostaria de ainda estar viva para poder comprar e ler o livro: "Poesia vende, sim!". Tomara que o Rodrigo Capella não desista. Parabéns pela entrevista.

[Sobre "Bate-papo com Rodrigo Capella"]

por Adriana
18/7/2007 às
13h31 201.58.176.1
(+) Adriana no Digestivo...
 
Reconhecimento? Grana? Onde?
Oi, Julio. Acho que o problema todo se resume em duas palavrinhas: reconhecimento e grana. Reconhecimento quer dizer aqui premiações, leitores, críticas acadêmicas e jornalisticas. De fato, não se premia, nem se consagra (a não ser no mundo internauta) nada que não tenha sido publicado em papel. Quanto a grana, esqueça-se: tá mais que provado (o gosto é amargo, reconheço) que se vive de literatura (boa) tanto quanto se pode viver só de ar. Se vc não tem quem pague a publicação do seu texto (no papel), pior ainda. Acho que o suporte do texto não é secundário, na medida em que ele representa, principalmente, "reconhecimento" (e para algumas pessoas, "grana"). Resta mudar os critérios que norteiam o "reconhecimento" e fazer com que a "grana" role. Mas não me pergunte como. Beijão pra vc!

[Sobre "Ainda sobre publicar em papel"]

por paula mastroberti
http://www.mastroberti.art.br
18/7/2007 às
07h20 201.37.111.97
(+) paula mastroberti no Digestivo...
 
O jornalismo já vem morrendo
Se o futuro for escrever de graça para a internet, podem ter certeza de que a mídia oficial (entre aspas) tirará proveito disso, colhendo o que for de interesse como destaque (também entre aspas). Acho que o jornalismo vem morrendo faz tempo. Lentamente. Para não ficar perceptível a fusão de interesses e a dependência dos setores de capitais... Quem mantém a mídia? A indústria, o comércio, o poder do capital. São esses os assassinos do jornalismo real, investigativo. Se sobrar algo, em milhões de bytes, pode se dizer futuramente que era pura ficção. Ou já não é dessa forma que a coisa é feita, e a gente ainda não se deu conta. Exemplo: os dossiês da ditadura. Sumiram? Cadê um repórter investigativo para saber por que sumiram tais documentos. Tá todo mundo com medo. A gente vive um fascismo sem precedentes, por ser quase não percebido. Onde vamos parar é a pergunta principal, cuja resposta talvez jamais exista...

[Sobre "O velho jornalismo está morrendo"]

por Ana Peluso
http://poesfera.wordpress.com
18/7/2007 às
04h12 201.52.30.176
(+) Ana Peluso no Digestivo...
 
a leitura ajuda na minha fala
Tive a sorte de gostar de ler no ensino fundamental; me mandaram ler O Escaravelho do Diabo até certo dia, gostei tanto da esperiência que continuo a praticar até hoje. Além de ser muito prazeroso, a leitura ajuda na minha fala - sou gago - e com o passar dos anos já diminui bastante com a leitura.

[Sobre "Os dez mandamentos do leitor"]

por Lucas R. Bispo
17/7/2007 às
23h40 189.18.69.146
(+) Lucas R. Bispo no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Magia da Dança dos Tangarás
Reginaldo França
Juruá
(2007)



Do Cidadão
Thomas Hobbes
Martin Claret
(2006)



Livro - Ligações - Romance
Rainbow Rowell
Novo Século



Escrava Isaura, A
Ivan Jaf
Ática
(2012)



100 crônicas
Mario Prata
Estadão
(1997)



La Fontaine e o Comportamento Humano
Francisco do Espírito Santos Neto
Boa Nova



Livro - Por Enquanto Sou Pequeno
Pedro Bandeira
Moderna
(2002)



Física 1 - Mecânica e Gravitação - 3ª Edição
Serway
Ltc
(1996)



O Pequeno Vampiro Em Perigo
Angela Sommer-bodenburg
Martins Fontes
(1993)



Filadélfia
Christopher Davis
Record
(1994)
+ frete grátis





busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês