Relativismo fácil. | pedroservio

busca | avançada
41560 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 10/4/2002
Comentários
Leitores


Relativismo fácil.
Daniela, teu texto pareceu-me razoavelmente equilibrado , faltou contudo um posicionamento mais claro , o relativismo q faz com q não exista “razão” sempre favorece o opressor. Toda a aparente complexidade da situação é , a meu ver , falaciosa. A situação em sua essência é bastante simples . Nada de muito novo ocorre na região. A palavra chave é colonização. Tudo se resume a 2 grandes arbitrariedades:primeiro da ONU contra a comunidade árabe e segundo de Israel contra os palestinos. Por mais q nós ocidentais queiramos tergiversar, a ONU simplesmente não tinha o direito de expropriar 78% da palestina e entregar aos judeus. Isso só foi posível devidoa ótica colonialista ainda vigente , se bem q já ferida de morte, à época. Imaginar q algum dia os árabes vão “se conformar” com isso é rematada tolice. Foi um ato colonialista, e só pela força será mantido. Em essência: uma arbitrariedade. Inútil tentar justificar, só dá para explicar. No entanto isso hojé já é história. Depois de tentarem inutilmente opor-se pela força, a meu ver legítimamente, contra a 1a arbitrariedade, os arábes deram-se por vencidos. Não tem outra opção, são a parte mais fraca. Sempre foi assim (escrevo esse texto em território Tupinambá, conquistados pelos meus manes da mesma forma). Os árabes já ofereceram a aceitação do “status quo” definido pela 1a arbitrariedade, a da ONU. Renderam-se finalmente. A Segunda arbitrariedade, essa extemporânea e “fora de moda”, cometeu o estado judeu tentando colonizar os 22% q sobraram aos palestinos. Compreendo perfeitamente a ocupação militar da Cisjordania, quando da tentativa árabe de retomar pela força suas terras (como compreendendo, e acho razoável, a própria tentativa árabe em si). Assim sempre foram as guerras de definição de território. Israel tinha mesmo q ocupar a Cisjordania e lá permanecer até atingir seus objetivos “legais”. Agora, tentar colonizar as terras q ocupou para se defender da justa tentativa dos ex-donos de “joga-los ao mar” é q é o “x” do problema. Foi aí, quando começou a “colonizar a Cisjordania” é q Israel cometeu o crime q ainda hoje a pôe “fora da lei”. Em resumo, a primeira arbitrariedade já está consolidada, é história. A segunda, terá q esperar os mesmo 50 anos da primeira para se legitimar. No momento ainda “não é história”. Na lógica do 3o milênio Israel está errado! Como a comunidade árabe já desistiu de usar a força militar, cabe aos palestinos resistir a seu modo , com pedras e essa pseudo novidade q tem até tradução em japones: Kamikase. Ou render-se. Nada de novo entre o céu e a terra. Fosse ha 100 anos e a extrema direita judia já teria “jogado os palestinos prá lá do Jordão”, q é sua politica oficial e assumida. É fácil Israel “ficar com a razão”. Basta propor devolver 100% do q não é seu ao preço dos palestinos acatarem a 1a arbitrariedade ONU (acho q eles topam). Talvez não mudasse nada “de fato”, mas mudaria “de direito”. Compreendo q só proponham devolver 95%, pois teriam q “ matar os seus proprios kamikases” (literalmente) e não existe clima político para isso no momento. Mas aí é “problema deles”.Estamos no 3o milênio. Colonização agora só no espaço sideral. Eles estão errados!

[Sobre "Nas garras do Iluminismo fácil "]

por pedroservio
10/4/2002 às
06h19 200.191.179.122
(+) pedroservio no Digestivo...
 
Minha teoria
Eu tenho uma teoria a respeito do Falcon: ele é o amante secreto da Barbie! Não é possível que com aqueles peitões, andando sempre na ponta do pé, com aquela cara de satisfeita, ela seja fiel ao Ken! Aquele Falcon barbudo e musculoso nunca me enganou! No intervalo das batalhas bem que ele pegava a Barbie na casa cor-de-rosa dela! É a única explicação! Os meninos não concordam? :o)

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Assunção Medeiros
10/4/2002 às
03h10 200.184.36.107
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Falcon
É isso mesmo, Pedro. Viva o Falcon: nunca vou me recusar a dizer isso. Os dois que eu tinha foram se desmembrando com o tempo, mas na minha mente ainda estão inteiros. O mais velho se lembra bem das históricas batalhas com Torak, entre 81 e 84 (não sei bem porquê nenhum livro de história toca no assunto). Obrigado e um abraço- Alexandre

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Alexandre
10/4/2002 às
02h26 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Nem paz nem solução
Concordo com você Antonio Oliveira. É quase insano pensar que uma ofensiva como a posta em prática pelo exército isrelense possa trazer a paz. A única maneira de Israel conquistar a paz através de uma ação militar, é aniquilando cada palestino e cada simpatizante da causa pelestina. Atacar, invadir e matar, mesmo que seja de forma seletiva como o exército israelense vem afirmando, não vai gerar nada de "construtivo", em especial para o povo israelense. Sharon pode até pensar ter cumprido seu dever, mas uma retaliação é quase óbvia se sobrar algum palestino em pé. E como um genocídio palestino não pode ser cogitado, Israel no fim das contas piorou sua situação com a investida militar. A tranquilidade, nem vou usar a palavra paz, é quase inviavel agora. Até a questão dos balcãs era mais solucionavel do que o conflito Israel-palestinos. Tenho lido aqui textos que colocam a ação militar de Israel como uma resposta aos ataques terroristas, mas não é bem assim. Todos nós acompanhamos que a situação foi se alimentando nos atos de violência dos dois lados. A cada ataque terrorista palestino, Israel contra-atacava, e a bola de neve foi se formando. Acredito que o grande erro de Israel foi ter mantido os assentamentos em áreas da Csijordânia e ter retaliado os atentados com força militar extrema, bombardeando prédios nas cidades palestinas por exemplo. Isso só inflamou os ânimos de jovens palestinos desiludidos. O governo israelense precisa urgentemente perceber que deve fazer conseções, se pretende que seu povo viva com certa tranquilidade. Se continuar a lutar por todos os territórios que deseja possuir, a guerra jamais vai cessar.

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Pedro Ghirotti
10/4/2002 à
01h45 200.207.129.69
(+) Pedro Ghirotti no Digestivo...
 
Acabei de perdoar
Depois de acordar todos os meus vizinhos com gargalhadas altíssimas, choro convulso e algumas palavras de baixo calão, tipo "isso está bom pra C....!!!!Devo confessar, Fábio, que você está mais que perdoado por não ter lido Tolkien... Mas você ia gostar... E muito obrigada pelas belas palavras a respeito do livro de meu general! Colunistas como você e o Alexandre valem quase tanto quanto a minha coleção completa do Asterix! Beijo da Sue

[Sobre "bbb"]

por Assunção Medeiros
10/4/2002 à
01h03 200.184.36.169
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Uma internauta -admiradora
Caro Heitor : Através de uma amigaem comum, Maria Ines Carneiro , tive a grata satisfação de ler seu artigo sobre a situação no Oriente Medio, você mostra um conhecimento de causa incrivel e um discernimento total da situacão vigente por lá.Do muito que já li até agora, penso que o que você diz é o mais lúcido, inteligente e tristemente verdadeiro , sem conotação alguma de parcialidade ou proteccionismos bobos. Golda Meir disse muitas coisa inteligentes e pertinentes e uma delas diz respeito a situação que se vive por lá : "o dia que os palestinos amarem a seus filhos mais do que odeiam ao Estado de Israel , aí sim haverá Paz em Israel ". Isso é dito meio como um chiste , mas é a mais clara e simples idéia do que se passa por lá. Concordo ipsis-leteri em tudo que você diz e gostaria muito de poder enviar a meus amigos e filhos o seu artigo. Meus filhos vivem em Israel e sabem dessa dura realidade, do que é querer viver , crescer e deixar os outros também viverem , pois sempre foram do movimento "Paz Agora" , mas hoje está difícil querer alguma coisa. A Paz sempre foi perseguida e como você bem disse , nunca algúem quis dar tanto aos palestinos , como o Barak e o que ele teve ? O recrudescimento da Intifada e suas trágicas consequências com tantas perdas para ambos os lados . Quando meu primeiro neto nasceu em Israel (tenho tres) pensei, de verdade, que talvez ele já não tivesse que servir e quem sabe o serviço militar já pudesse até ser facultativo. Quanta ingenuidade a minha , mas isso foi há quase nove anos atrás e tanta coisa se passou... Agradeço , poder ler suas sensatas e verdadeiras mensagens e espero sempre poder lê-las e passá-las adiante. Obrigada e continue iluminando as pessoas com sua verdadeira e clara luz, sua mais nova leitora e admiradora, Beti Mayer

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Beti Mayer
9/4/2002 às
21h36 200.191.168.52
(+) Beti Mayer no Digestivo...
 
Bom, Belo, Bonito e Bem Bolado
Fábio Ás vezes é desagradável elogiar a alguém o próprio dito cujo - parece que não soa bem - mas vez em quando precisamos nos vencer. Apreciei muitíssimo seu artigo e nas suas diversas camadas. Gosto do seu estilo escorreito (ainda se usa isso ?) a) achei muito bacana sua crítica ao colega (concorrente ?) (sei que não) Alexandre SS e seu "Coisa Não Deus". Na época em que estamos parece estranho elogiar o trabalho do oficial do mesmo oficio. Por isso mesmo é bonito e esperançoso ver isso acontecer. Meus parabéns duplos. A propósito do "Coisa Não Deus" procurei em várias livrarias e não tenho encontrado...pena. b)Dudley Moore. Fiquei triste por sua partida e já estava por sua doença. Tenho dêle muito boas lembranças e só boas. Quando lembrava dele ficava de bom humor, agora com saudade. Que seja feliz, pelos tão bons momentos que nos deu. c) Billy Wilder - eu não sou um entendedor de cinema. Cinema, para mim, ou gosto ou não gosto, sem me preocupar com quem fez. Sei que estou errado, mas é assim. Mas se "Se Meu Apartamento Falasse" e Quanto Mais Quente Melhor" se devem a êle, eu tiro o meu chapeu, me curvo e bato no peito e digo: me perdoe. Me perdoe por não ter sabido de você mais cedo, embora só eu tenha sido o prejudicado. d) Rainha Mãe. Não importa o Partido. Não importa a nacionalidade. Não importa a cor. Como tão bem você diz em seu texto, a classe, a educação, o charme e a beleza dessa Senhora, foram um encantamento para todos os felizes que ainda tenham um pouco de sensibilidade. Continue a nos deleitar com seus pensamentos. Obrigado por eles. V. de Carval

[Sobre "bbb"]

por Valentim de Carval
9/4/2002 às
21h04 195.23.129.36
(+) Valentim de Carval no Digestivo...
 
Digestivo fica mais Cultural
É surpreendente o Oswald em cissiparidade de acordo com a teoria de Giron. Fiquei com vontade de ler mais sobre a personalidade angustiada do autor de João Miramar. Congratulações a Julio D. Borges pela iniciativa de dar espaço a ensaios em seu prestigioso site.

[Sobre "Um homem sem profissão nem esperança"]

por Silvio Brandão
9/4/2002 às
19h19 200.177.16.182
(+) Silvio Brandão no Digestivo...
 
Satisfeito, general?
Pronto, General. Dei um lustre no rifle, ele está lubrificado e pronto para uso! Não engasga mais! Agora posso voltar sossegada meu nariz para dentro do livro e viajar junto com a Companhia do Anel. A! Elbereth Gilthoniel!/silivren penna míriel /o menel aglar elenath,/ Gilthoniel, A! Elbereth! / We still remember, we who dwell / In this far land beneath the trees / The starlight on the Western Seas.

[Sobre "Costume Bárbaro"]

por Assunção Medeiros
9/4/2002 às
17h23 200.184.36.25
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Errata
Errata. A última frase de meu comentário acima tem um "não" a mais. Leia-se: Portanto, não creio que a paz esteja por trás das intenções de Sharon.

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Antonio Oliveira
9/4/2002 às
16h33 200.236.109.20
(+) Antonio Oliveira no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CULTURA TURISMO E TEMPO - FRUICAO DO INTANGIVEL
OLIMPIO BONALD NETO
JOSÉ OLYMPIO
(1983)
R$ 8,91



VEIL: AS GUERRAS SECRETAS DA CIA
BOB WOODWARD
BEST SELLER
(1987)
R$ 12,15



PRIMO E PRIMA
MARIA VILMA DE OLIVEIRA
DO BRASIL
R$ 10,00



COISAS DE INDIO
DANIEL MUNDURUKU
CALLIS
(2000)
R$ 30,00



MARKET LEADER INTERMEDIATE PRACTICE FILE
DAVID COTTON; DAVID FALVEY; SIMON KENT
LONGMAN DO BRASIL
(2003)
R$ 4,99



ANEDOTAS - CONTRIBUIÇÃO PARA UM ESTUDO - VOLUME 2
A. MACHADO GUERREIRO
EDITORIAL IMPÉRIO
(1997)
R$ 10,00



ARTISTAS DE OUTRAS ERAS - LAFAYETTE SILVA
LAFAYETTE SILVA
IMPRENSA NACIONAL
(1939)
R$ 28,00



AIDS E AGORA?
LUIZ CLAUDIO CARDOSO
SCIPIONE
R$ 8,00



MIGRAÇÕES: DA PERDA DA TERRA À EXCLUSÃO SOCIAL
ANA VALIM
ATUAL
(1996)
R$ 6,90



QUE É HISTÓRIA?
E. H. CART
PAZ E TERRA
(1982)
R$ 11,50





busca | avançada
41560 visitas/dia
1,3 milhão/mês