Como Conrad contaria | Albarus Andreos

busca | avançada
82307 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Casa Flutuar apresenta agenda cultural com grandes nomes da música eletrônica brasileira
>>> Sarau do Vale participa do projeto de 10 anos do Grupo Rosas Periféricas
>>> Cia Linhas Aéreas serve aperitivo para a temporada presencial de 2022
>>> Rosas Periféricas apresenta Labirinto Selvático e Ladeira das Crianças em novembro
>>> SESI-SP apresenta Filó Machado 60 Anos de Música em teatros de São Paulo e Piracicaba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> I know you
>>> Vanguarda e Ditadura Militar
>>> Na Campus Party 2009 II
>>> Um piano pela estrada
>>> The Good Wife visita Private Practice
>>> Glamour e mistério em Belíssima
>>> Um fim de semana no campo
>>> O PSDB e o ensino superior
>>> Avatar e um mundo novo
>>> Senhores do tempo
Mais Recentes
>>> Torto arado de Itamar Vieira Junior pela Todavia (2020)
>>> O Investidor Inteligente de Benjamin Graham; Lourdes Sette pela Harper Collins (2017)
>>> O Profeta de Gibran Khalil Gibran pela Acigi
>>> Duna 1 - Edição Especial de Neil Gaiman; Frank Herbert; Maria Do Carmo Zanini pela Aleph (2017)
>>> Duna 1 - Edição Especial de Neil Gaiman; Frank Herbert; Maria Do Carmo Zanini pela Aleph (2017)
>>> Quando o Amor Triunfa de Giseti Marques pela Boa Nova (2016)
>>> Baía da Esperança de Jojo Moyes pela Intrinseca (2016)
>>> Milena de Denise Corrêa de Macedo pelo espírito Milena pela Eme (2019)
>>> Episódio da Vida de Tibério de J.W.Rochester Vera Kryzhanovskaia pela Eme (2018)
>>> Técnicas de Venda - Vendas X Produção de Vários pela Quantum (2000)
>>> O Livro da Verdadeira Cruz de Caravaca de Naasson Vieira Peixoto pela Eco
>>> Música, Ídolos e Poder: do Vinil ao Download de Andre Midani pela Nova Fronteira (2008)
>>> La Grande Aventure de La Criminologie de Jurgen Thorwaldo pela Albin Michel (1967)
>>> Português no Ginásio - Gramática e Antologia para 3ª Série de Raul Moreira Lêllis pela Companhia Nacional (1960)
>>> Tipos e Aspectos do Brasil de Sem Autor pela Ibge (1966)
>>> Historia Gráfica del Arte de Joseph Gauthier pela Victor Leru (1944)
>>> Garibaldi una Grande Vita in Breve de Denis Mack Smith pela Lerici (1959)
>>> Arte de Ensinar e Arte de Aprender de Varios pela Fundação Getúlio Vargas (1974)
>>> O Uruguai de José Basilio da Gama pela Academia Brasileira (1941)
>>> Aqui e Agora de Francois Miterrand pela Nova Fronteira (1982)
>>> Nossos Clássicos - Poesia de Fernando Pessoa pela Agir (1959)
>>> Cem Dias Entre Ceu e Mar de Amyr Klink pela Jose Olympio (1985)
>>> Cidade do Salvador - Caminho do Encantamento de Darwin Brandão & Motta Silva pela Nacional (1958)
>>> Frutas: Aromas, Cores e Sabores do Brasil de Guilherme Aragão pela Lulu (2016)
>>> Everybodys Favorite Elementary Accordion Pieces de Lary Yester pela Amsco Music
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 14/8/2007
Comentários
Leitores


Como Conrad contaria
Belo texto Guga. Ao Lê-lo me lembrei um pouco do livro Juventude, de Joseph Conrad. Conrad foi marinheiro de verdade e conta neste livro uma aventura naval. O clima é sombrio e pessimista. Nada de extravagâncias, já que tratava da realidade que ele conhecia e amava, embora ficcional. Contudo, a história não nos conta de seus sonhos e aspirações, mas de como conseguiu sobreviver a eles e, depois de muitos anos, olhar para trás e sentir alívio.

[Sobre "Retrato 3X4 de um velho jornalismo"]

por Albarus Andreos
http://www.charranspa.blogspot.com
14/8/2007 às
16h33 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Abaixo Harry Potter
Concordo. Também é isso que penso. Valeu. Adriana

[Sobre "Não, não gosto de Harry Potter"]

por Adriana
14/8/2007 às
11h45 201.58.189.8
(+) Adriana no Digestivo...
 
cinema de autor é passado
Existem inúmeras maneiras de fazer um filme, e cada um teria sua resposta diferente. No sistema de Hollywood, por exemplo, o diretor é literalmente um nada. É a peça mais substituível de todas. O roteirista é outro nada: um sujeito propõe alguma coisa, milhões mexem até chegar ao resultado final. A peça mais importante nesse contexto é o assistente de direção, que é quem garante que o filme sai mesmo. Mas também tem o filme em que um mesmo sujeito escreve, filma e monta. Tem o filme em que alguém resolve sair com uma câmera em cima do ombro. E assim por diante. De qualquer forma, cada vez mais o cinema "de autor", aquele que permite ao mesmo tempo as pontas soltas, as imperfeições e as genialidades, é coisa do passado. Não se pode mais brincar e arriscar a perder dinheiro. O controle é cada vez maior, o cinema está cada vez mais entregue a fórmulas. Se ele pode se perguntar quem é o autor, é porque o cinema não quer mais saber de autores.

[Sobre "Quem é o autor de um filme?"]

por osrevni
http://paralersemolhar.blogspot.com
14/8/2007 às
09h23 83.202.32.114
(+) osrevni no Digestivo...
 
Classificados e editoriais...
Não sei muito do "ser contra" ou "a favor", tenho lido muito sobre a finalidade do jornalismo de fundar algum sentido crítico na sociedade, sinceramente, não acredito. Não atribuo aos jornalistas a primazia de desenvolver nenhuma tese ou postura politica, que deva ser de desejo de cada individuo. O jornalismo que me atrai é o da diversidade, feito entre o trágico e o cômico e não uma leitura ordinária do cotidiano. Há também a referência econômica do veículo que não deve ser ignorada, então resta ao jornalista a coragem de sê-lo e a vocação para o nada. A isca da atenção é o escandalo e o extraordinário, e os jornais sabem disto e usam este conhecimento à exaustão. A sobrevivência de um veiculo de informação está no lastro de leitores regulares que ele consegue captar e tudo o que possa ser apresentado e oferecido a este público: notícia, entretenimento; formação política e cultural é só uma possibilidade cuja a responsabilidade é individual e está fundada no senso crítico, se há um...

[Sobre "A favor do jornalismo contra"]

por Carlos E. F. Oliveir
14/8/2007 às
08h09 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
all around
você viu, julio, você viu. a discussão está all around :)

[Sobre "A tal literatura independente"]

por Olivia
http://www.verbeat.org/blogs/forsit
14/8/2007 às
07h12 201.1.181.95
(+) Olivia no Digestivo...
 
no universo dos taxistas
Eu também tenho uma teoria de como o tempo está passando mais rápido, mas deixo isso pra lá, se eu perder tempo nessas coisas acabo não conseguindo enxugar todo esse gelo que escorre aqui da geladeira velha de casa, minha própria calota polar aqui na cozinha. Além do fato de eu não ter autorização de passar meu tempo em outros universos, afinal, um estudante de jornalismo não tem autorização para mexer no universo dos taxistas. Um abraço!

[Sobre "Meta-universo"]

por Renan De Simone
http://pensologoeescrevo.blogspot.com
13/8/2007 às
22h14 201.68.208.218
(+) Renan De Simone no Digestivo...
 
companheirismo, honra, coragem
Li um livro quando guri, chamava-se "A Guerra dos Botões", autor não lembro... tratava-se da mesma historia, dois grupos de crianças, brigas, verdadeira guerra declarada... companheirismo, honra, coragem... muito parecidas as duas historias para ser mera coicidencia...

[Sobre "Os meninos da rua Paulo"]

por Luciano Borba Stecke
13/8/2007 às
21h19 201.64.80.59
(+) Luciano Borba Stecke no Digestivo...
 
Jornais devem conscientizar
É mais difícil ser contra, ainda mais numa sociedade que evita o conflito das discussões quando há discordância, por considerá-las apenas ataques e não possibilidade de ver além, de modificar o rumo de algo que pode não estar bom ou o melhor possível. Não nos falta mais liberdade, faltam ideais, leitura, reflexão, crítica, sem falar em seriedade, responsabilidade, porque passamos do estágio da proibição para o "tudo é permitido". Ninguém quer que voltem as proibições, ou um moralismo rígido, com valores intocáveis, mas será que faz sentido o vale-tudo? A situação política mostra que não. Existem coisas que precisam ser defendidas, preservadas e é preciso fazer pensar a respeito. O mundo talvez seja melhor se as pessoas tiverem não apenas liberdade, mas também autonomia; se não apenas absorverem informações, muitas vezes sendo manipuladas, mas também questionarem, contribuirem com as próprias percepções. Jornalistas têm a função de despertar, conscientizar, não apenas informar. Bom texto!

[Sobre "A favor do jornalismo contra"]

por Cristina Sampaio
13/8/2007 às
20h43 201.50.145.80
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
Pobre jornalismo!
Que texto maravilhoso! Sou jornalista e estou enojada com a atitude servil da mídia de modo geral. Aqueles que ousaram criticar esse governo são desqualificados imediatamente. Não sou leitora assídua de Mainardi, mas gosto de sua coragem. Aqui no Ceará os jornais são subservientes e poucos, raríssimos articulistas conduzem seus textos de modo distanciado, estimulando o leitor a olhar com senso crítico. Parabéns pelo texto.

[Sobre "A favor do jornalismo contra"]

por alzira aymoré
http://www.futricas.blospot.com
13/8/2007 às
16h43 201.8.232.134
(+) alzira aymoré no Digestivo...
 
os dois sustentam um filme
Entendo que o roteirista escreve a história e o diretor "conta a história" através das imagens. Se houver dois diretores contando a mesma história, um desconhecendo o trabalho do outro, certamente teremos dois filmes diferentes. Quando me aventurei num curso academico de cinema, o professor de roteiro, excelente roteirista no meu amadoristico julgamento, dizia que um diretor poderia contar mal uma boa hisória, mas dificilmente uma má história poderia ser bem contada por um diretor por mais talentoso que fosse. Não resolve a polêmica, mas indica que os dois pilares, diretor/roteirista, sustentam o filme. Quanto a equipe, não vejo polêmica. Cinema é luz. O diretor de fotografia é fundamental para contar a história através das imagens. Equipe é a base de tudo, mas quem diz onde a câmera vai ser colocada, para contar a história que o roteirista escreveu, é o diretor. E agora?

[Sobre "Quem é o autor de um filme?"]

por Helio Araujo
http://www.heliosun.blogger.com.br
13/8/2007 às
10h31 189.4.197.123
(+) Helio Araujo no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Loucura Nuclear os Enganos de Acordo Nuclear Brasil - Alemanha
Kurt Rudolf Mirow
Civilização Brasileira
(1979)



Sociedade Tecnológica
Ciro Marcondes Filho
Scipione
(1994)



Temas de Psicologia: Entrevista e Grupos - Coleção Textos de Psicologia
José Bleger
Wmf Martins Fontes
(2011)



Coisas que toda garota deve saber.
Samantha Rugen
Melhoramentos
(1997)



Eles Voltaram
F. C. Xavier
Ide



Madeira Reciclar
Veronica Bonar
Scipione
(1996)



Revision English
Ronald Forrest
Longman
(1979)



Coragem para Se Entregar
Tommy Hellsten
Best Seller
(2010)



Terra e Capitalismo, a Questão Agrária na Colômbia 1848-1853
Cristiane Checchia
Alameda
(2007)



Novas dimensões da história militar
Russel F.Weigley
Biblioteca do Exército
(1981)





busca | avançada
82307 visitas/dia
1,8 milhão/mês