o que vem sendo feio agora | edimar filho

busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Pêndulo de Mussa
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> Cassionei Niches Petry
>>> 27 de Dezembro #digestivo10anos
>>> Sem ressentimentos
>>> 1992 e hoje
>>> Festa da Itália em BH
>>> Comentaristas de Seriados
>>> O NAVEGANTE DO TEMPO
>>> Meu amigo Paulo Francis
Mais Recentes
>>> Mind the gap: Porque o relacionamento com os clientes vem antes do marketing de Márcio Oliveira, Leonardo Barci e Marcelo Moreira pela Alínea (2021)
>>> The Diary of a Young Girl de Anne Frank pela Penguin (2008)
>>> Soccernomics de Simon Kuper e Stefan Szymanski pela Tinta Negra (2010)
>>> Filosofia da Vida de Will Durant pela Nacional (1970)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Círculo do Livro (1989)
>>> O evangelho segundo o Espiritismo de Allan Kardec pela Ide (2009)
>>> Grandes Chistes para Chicos - 6 de Pepe Muleiro pela Grijalbo (2010)
>>> Teorias da Personalidade Coleção Ciências do Comportamento de C. S. Hall e G. Lindzey pela Epu (1973)
>>> Teorias da Personalidade Coleção Ciências do Comportamento de C. S. Hall e G. Lindzey pela Epu (1973)
>>> Os onze : O STF, seus bastidores e suas crises de Felipe recondo e Luiz Weber pela Companhia das Letras (2019)
>>> Dicionário Escolar Michaelis Francês-Português-Francês de Michaelis pela Melhoramentos (2009)
>>> 200 Melhores Piadas de Hector Eco pela Hermes (1990)
>>> Aquarela Brasileira Vol. 3 de Beth Cançado pela Corte (1995)
>>> O segundo olhar de Mario Quintana pela Alfaguara (2018)
>>> Revista Associação Atlética Vila Isabel - nº.28 de Não Informado pela Irmãos Di Giorgio & Cia (1957)
>>> Estação Carandiru de Drauzio Varella pela Companhia Das Letras (1999)
>>> Longa caminhada até a liberdade de Nelson Mandela pela Nossa Cultura (2012)
>>> A viagem do descobrimento de Eduardo Bueno pela Objetiva (1998)
>>> Os Anjos Inspiradores da Criatividade de Terry Lynn Taylor pela Pensamento (1993)
>>> Ansiedade de Jorge Alberto Costa Silva Sandra Inês Ruschel pela Científica Nacional
>>> Fit For Growth de John Plansky; Vinay Couto; Deniz Caglar pela Wiley (2017)
>>> Tao Te Ching: o Livro Que Revela Deus de Lao Tsé pela Martin Claret (2004)
>>> Náufragos, traficantes e degredados de Eduardo Bueno pela Objetiva (1998)
>>> O livro dos médiuns de Allan Kardec pela Ide (2008)
>>> A Terapia do Abraço de Kathleen Keating pela Pensamento (1983)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 5/6/2008
Comentários
Leitores


o que vem sendo feio agora
Sugiro ao Sr. Diogo Salles que freqëente mais os festivais que andam rolando por todo o país. Mas que não faça como metade dos jornalistas que vejo em festivais: conversando do lado de fora, na hora do show, e tomando todas o tempo todo. Assista os shows, compre os discos e ouça em casa. E, cara, não necessariamente o que foi feito anteriormente é melhor do que o que vem sendo feio agora, ou virá a ser... O tempo passa, as coisas mudam, as pessoas mudam... Ainda bem que nem o rock, nem a literatura, nem o cinema, e nem nada é igual era há 30 anos atrás... Ainda bem!!!

[Sobre "A indigência do rock e a volta dos dinossauros"]

por edimar filho
5/6/2008 às
15h31 189.5.114.68
(+) edimar filho no Digestivo...
 
Nem 8 nem 80 II - a missão
Acho que não dá pra ser tão radical. Arte não é matemática, assim não há como estipular que são x ou y bons escritores, a cada x ou y anos. Além disso, o conceito de "bom escritor" é relativo. Acho que há uma distinção a ser feita: o fato de um autor não ter seu trabalho reconhecido, seja através das vendas ou através das críticas, não significa que ele não tenha valor. Aliás, livros de auto-ajuda vendem muito bem e nem por isso têm qualidade excepcional (eu pessoalmente os acho insuportáveis, mas tem quem goste...). Continuando: Há autores que morreram sem ser reconhecidos (tiveram reconhecimento póstumo) - já pensou se não tivessem sido publicados? Há mesmo muita coisa ruim, mas com isso forma-se massa crítica para que textos de valor surjam... E qualquer autor tem o direito de achar o seu trabalho o máximo, e de tentar ser publicado, certo?

[Sobre "A saturação dos novos autores"]

por Flavia
http://ladyrasta.wordpress.com
5/6/2008 às
14h36 201.6.132.156
(+) Flavia no Digestivo...
 
A culpa é do ensino curricular
Daniel, simplesmente fantástico o fato de você levantar essa questão. Concordemos ou não, discutir isso abertamente já é um ganho! Concordo com você em vários pontos, mas vejo como culpada a má-formação literária do brasileiro, fruto de um currículo escolar obrigatório e muito pouco arejado. Num país em que o ensino se pauta voltado apenas para o Vestibular, não há margem para crescimento intelectual de verdade. Do antigo ginásio para o colegial, o aluno sobre uma "descompressão" literária: acostumado a ter prazer com textos didaticamente adequados (como a famosa "Coleção Vaga-lume", da Ática), se vê diante de estruturas complexas e temáticas adultas, cuja identificação é forçada e a apreciação pouco natural... A leitura, quando deixa de ser uma jornada prazerosa e se torna pura obrigação acadêmica, assina seu atestado de óbito.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Leonardo de Moraes
http://ragazzodifamiglia.blogspot.com
5/6/2008 às
13h36 189.56.255.5
(+) Leonardo de Moraes no Digestivo...
 
Dêem-me um salva-vidas!
Temos um exemplo capital no texto acima e nos comentários que os seguem. Vejamos: 1) Um texto é escrito; 2) Há os que o detestam e 3) Há os que o adoram. É e será sempre assim. Que isso sirva de lição aos muitos letrados que fazem da sua subjetiva retórica o laço da própria forca. Pôr uma opinião assim, sem pé nem cabeça, Márcia, cria vínculos com o passado e passa a fazer parte de sua biografia. Sua opinião é digna de respeito, porém é limitada pela generalidade como você trata o corpus. E mais uma vez, criticar os Novos e generalizar... é um chover no molhado que não pára nunca!!! Até para (bem) escrever, em site ou blog, é preciso relevância. Se o seu problema são os Novos Escritores, o meu são eternos os críticos dos Novos, com seu pastiche interminável e o discurso "copia e cola", sem qualquer novidade ou corroboração lógica. Há os bons e há os ruins, ué (ou caralho, se você "prefere"... Um salva-vidas, por favor...

[Sobre "A saturação dos novos autores"]

por Albarus Andreos
http://www.charranspa.blogspot.com
5/6/2008 às
10h16 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Esperança
Ana Elisa. Um conto, um conto de fadas se quem lê, prentende, um dia, ver um livro próprio, nas estantes, uma livraria. O melhor é saber que a protagonista tem apenas 33 anos! Que maravilha! Quanto tempo pela frente, quanta tinta, papel, inspiração para trabalhar sem pressa. Nestas horas lamento morar tão longe, tão distante da cidade pela qual morro de amores, descaradamente, confessados. Vivi mais de 33 anos na "desvairada". Mudei, ganhei a paisagem da Guanabara, perdi as livrarias, deixei para trás os amigos que sobraram, vivos, a vibração e a delícia de viver em São Paulo. Perdi o lançamento deste livro, e de outros de outros autores... O texto nos remete à emoção que só o escritor pode ter e só o poeta pode transmitir com tanta sensibilidade. Agora é comprar o livro, ler, e esperar que, um dia, você venha autografar por aqui. Parabéns, Ra

[Sobre "Ao leitor, com estima e admiração"]

por R Almeida
http://contubernioideocratico.blogspot.com
5/6/2008 às
09h26 201.8.123.3
(+) R Almeida no Digestivo...
 
Generalizações....
Daniel! Apenas para finalizar, comentei sobre as generalizações, porque entristeceu-me ver você cometer esse peculiar erro! Primeiro, identificou alguém que te abordou de forma ingênua/babaca, nacionalista, como sendo alguém do ME (movimento estudantil); segundo, imaginou a leitura desses militantes. Digo-te, meu amigo, que ao entrar para o ME, coisa do Século Passado, fui, primeiramente, apresentado a uma pauta de leitura, que não era, de modo algum, nacionalista. Os grandes líderes, e alguns militantes de base, que conheci, à época, eram grandes intelectuais, com uma formação cultural universalista e humanista. Sempre me recomendaram a boa literatura, que, tirando um ou outro, sempre é formada por uma lista mais ou menos igual... De clássicos a populares... E, quem me fez gostar de literatura, dos nove aos doze anos, foi um cidadão chamado Samuel Langhorne Clemens, mais conhecido como Mark Twain! Abraços!

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por paulo vilmar
http://www.caldodetipos.blogspot.com
5/6/2008 à
00h47 189.10.226.12
(+) paulo vilmar no Digestivo...
 
Coisa que dá pano pra manga
Dan, te digo que eu gosto do Machado, mas não me sinto evoluída intelectualmente por isso. Gosto, mas não o considero o melhor escritor brasileiro. Sou mais um Aluísio, um Augusto dos Anjos, um Dalton Trevisan, um Guimarães Rosa, dentre outros singularmente geniais para mim. Como educadora, vejo que é um erro curricular de nossas escolas privar culturalmente seus estudantes de terem acesso à literatura de outros países. Lembro que no 2º ano disse a minha professora de literatura que o Romantismo francês e alemão era muito mais vivo e empolgante; ou você não acha Vitor Hugo mil vezes melhor que o José de Alencar? E só um particular, aquele pequeno que te abordou com um livro do Alencar na mão com certeza devia ser um idiota, pois até onde eu sei, os grandes militantes do movimento estudantil devoram Orwell (conheci o autor através de discussões e debates promovidos pelo M.E), e de preferência em sua lingua materna, para evitar a dertupação das traduções.

[Sobre "Não gostar de Machado"]

por Gerusa
http://www.overboestar.blogspot.com
4/6/2008 às
23h12 201.32.48.123
(+) Gerusa no Digestivo...
 
Corajoso, você
Até que enfim alguém corajoso para falar abertamente contra essa onda de falsas vanguardas e falsos vanguardistas. Para mim, o verdadeiro vanguardista é aquele que, pelo seu labor dedicado à Arte, conseguiu produzir uma arte original e de qualidade. Eu apontaria, de imediato, dois artistas que não estão incluídos nas vanguardas oficiais mas produziram uma obra que tem uma personalidade única, que não é imitação de movimentos importados que despudoradamente se copia sem nenhuma crítica em nome da modernidade, para alimentar nossa condição infeliz de cultura colonizada pelo pior tipo de colonização que é a consentida e até desejada e estimulada (ao contrário da imposta pela força das armas), o que indica uma triste mentalidade submissa de escravo. Os dois artistas a que me referi acima são: o baiano Rubem Valentim e o pernambucano Francisco Brennand.

[Sobre "A arte contemporânea refém da insensatez"]

por Fernando Torres
4/6/2008 às
23h05 201.29.153.188
(+) Fernando Torres no Digestivo...
 
A verdade é sempre cruel
Márcia, você está mais afiada do que nunca! Sou seu fã desde os outros cometas. Depois desse ciclo de publicações vazias a que você se refere, só uma coisa não mudou absolutamente nesses anos: a sua verve cáustica, mordaz e certeira, que sem rodeios junta vaca gorda e cavalo manco no mesmo curral. A verdade é sempre cruel, mesmo pra quem não a percebe. Que dirá pra quem não a aceita? Beijos.

[Sobre "A saturação dos novos autores"]

por Guto Maia
http://www.doisdobrasil.com
4/6/2008 às
20h58 189.78.127.2
(+) Guto Maia no Digestivo...
 
Chorei, cara...
Tô passando por essa situação e é EXATAMENTE isso que sinto! Incrível!!!

[Sobre "Receita para se esquecer um grande amor"]

por Eddie
4/6/2008 às
19h19 189.68.20.71
(+) Eddie no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Solta o Sabiá
Ruth Rocha, Gonzalo Carcamo
Salamandra
(2013)



A Técnica do Direito - a Técnica de Interpor Recursos Cíveis
Gilberto Caldas
Jurídica Brasileira



A Hora Terna do Crepúsculo
Richard Seaver
Biblioteca Azul
(2013)



O Hoje foi o Amanhã Ontem
Renato Wagner
Aleph
(2007)



Como Fazer Alguém Se Apaixonar por Você Em Até 90 Minutos
Nicholas Boothman
Universo dos Livros
(2011)



La era del Imperio 1875 -1914
Eric J. Hobsbawm
Crítica
(2011)



O Ateneu
Raul Pompéia
Klick
(1997)



O Encontro
Richard Paul Evans
Lua de Papel
(2012)



Celebrações Espirituais - 1ª Edição
Maggie Oman Shannon
Pensamento
(2009)



Espelho de Artista
Katia Canton
Cosac & Naify
(2004)





busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês