Vive la differénce! | Adriana

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mais espetáculo que arte
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
Mais Recentes
>>> Livro Que Ninguém Vai Ler de Sylvia Orthof pela Ediouro (1998)
>>> Adega Imaginária - Formato Convencional de Armindo Trevisan pela L&pm (2013)
>>> Objeçoes de um Rottweiler Amoroso de Reinaldo Azevedo pela Tres Estrelas (2014)
>>> Awakening, The de Margo Culley pela Ww Norton (1994)
>>> El 8° Hábito de La Efectividad a La a Grandeza de Stephen R. Covey pela Paidós
>>> O Primo Basílio de Eça de Queirós pela Scipione (2013)
>>> Manifestação dp Partido Comunista - Sebo Tradição de Max Engels pela Martin Claret (2001)
>>> O Machista de Gilberto Moog pela Jose Olympio
>>> Eurico o Presbítero de Alexandre Herculano pela Mérito
>>> Direito do Trabalho (9ª Edição - Atualizada Com a Ec Nº 45/04) de Pedro Paulo Teixeira Manus pela Atlas Juridico (2005)
>>> Revista Brasileira de História - Espaços da Política de Vários Autores pela Geral
>>> O Leitor de Bernhard Schlink; Pedro Sussekind pela Record (2009)
>>> Servidores de Redes Com Linux de Craig Hunt pela Market Books (2000)
>>> Executivo Sincero de Adriano Silva pela Rocco (2014)
>>> Encyclopedie Extraits de Denis Diderot pela Bordas (1993)
>>> O Primo Basílio - Coleção Reencontro de Eça de Queirós pela Scipione (2015)
>>> O Portal do Escorpião de Richard A. Clarke pela Record (2007)
>>> Memoral de Aires de Machado de Assis pela Atica (2002)
>>> O Meu Primeiro Livro de Raquel Pinheiro; Pedro Reisinho pela Leya Didáticos (2012)
>>> Histórias de Sucesso de Fabiana Monteiro pela Global
>>> Sexo na Cabeça de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2002)
>>> A Senhora das Vela de Walcyr Carrasco pela Arx (2007)
>>> Saúde e Prosperidade de Masaharu Taniguchi pela Seicho-no-ie (2004)
>>> Efeitos da Reprodução Humana Assistida de Ivelise Fonseca da Cruz pela Srs (2008)
>>> The Elder Scrolls, Vol. 2: o Senhor das Almas de Greg Keyes pela Benvirá (2017)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 27/9/2002
Comentários
Leitores


Vive la differénce!
Concordo com seu comentário, Simone. Acho que agora que as relações tradicionais foram "sacudidas", há espaço para a construção de novas formas de relacionamento entre homens e mulheres. Devbemos exigir os mesmos direitos civis, mas também devemos respeitar as diferenças entre os sexos. Afinal, essa é a parte boa do negócio!

[Sobre "Menos Guerra, Mais Sexo"]

por Adriana
27/9/2002 às
16h35 200.151.217.162
(+) Adriana no Digestivo...
 
Parabéns
Eduardo, parabéns pela ótima comparação. Um dos poucos textos que li que consegue retratar bem o senso de proporçõe merecida a cada festa.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Gustavo Peres
27/9/2002 às
15h32 200.203.181.34
(+) Gustavo Peres no Digestivo...
 
Velhinha Sensata X Homem Sério
Olá, grande Alexandre Um "Por quê?" onipresente, a cryptonita contra os monstros! Bela alegoria! Sabemos que o número de velhinhas sensatas é bem inferior ao de Homens Sérios. O ideal seria criar, em laboratório, um "Por quê" altamente contagioso e espalhá-lo por aí, principalmente nas portas das universidades. Que tal?

[Sobre "Maldita Ciência"]

por Rogério Prado
27/9/2002 às
14h17 200.217.219.4
(+) Rogério Prado no Digestivo...
 
gostei do seu artigo
Adriana, gostei do seu artigo, mas é preciso ressaltar que tudo começou quando lá atrás foi negado o direito do voto a mulher. Praticamente eramos excluidas de tudo, a penas serviamos para parí. Quando lutamos por igualdade e justiça queremos ser respeitadas e termos o direito de ir e vir sem ser apontada na rua. Não é atoa que somos maioria no mercado de trabalho cerca de 60% das mulhres estão trabalhando, bem mais que o homem. A questão não é roubar o espaçó masculino é simplesmente o fato de sermos maioria e termos capacidade para exercer qualquer profissão, inclusive mecânica. Acredito que essa mudança no universo feminino foi fundamental para o homem, pois eles agora não precisam ser tão somente responsáveis, pois eles tem do lado parceiras inteligêntes e decididas que podem perfeitamente dividir tudo até as tarefas domésticas, isso não é maravilhoso? assim nós mulheres não ficamos tão sobrecarregadas de tantos afazeres e deveres. Sobre a mulher ter deixado de lado os galanteios isso não é verdade, talvez isso seja atribuido para os dois lados. Uma ou o homem deixou de ser cavalheiro ou o romantismo deixou de exestir de ambas as partes. Hoje em dia tudo é muito mais pratico e direto," nada é mais como era antigamente" já dizia a música de Renato Russo. Vivemos uma realidade muito confusa pela luta de igualdade e respeito. Não somente por mulheres e homens mais também por pais e filhos, patrão e empregado, professor e aluno, gay e sociedade, enfim vivemos com repletas e inumeras diferenças todos os dias. Beijos

[Sobre "Menos Guerra, Mais Sexo"]

por Simone Rodrigues
27/9/2002 às
10h48 200.197.181.226
(+) Simone Rodrigues no Digestivo...
 
Voto: ireito ou obrigação?
Artigo de primeiríssima, como são os do autor! Humor fino, criatividade e malícia na dosagem certa. Acho que a sra. Vanessa Rosa não entendeu a ironia de que estaremos, quem votar, apenas escolhendo quem vai chupar o nosso sangue (impostos, taxas, etc.) pelos próximos quatro anos. Ela não vai exercer 'legitimamente seu direito ao voto' já que entre nós o voto é obrigatório. Ela vai exercer uma obrigação sem a qual a burocracia estatal vai atazanar a sua vida. Nas últimas eleições para Prefeito não votei por que houve um atrazo de vôo e chegeui quando as urnas já estavam desligadas, quase falei fechadas! Pois bem, a multa é irrisória, o pior é ter que dar explicações e receber lições de moral de uma funcionária 'pública', que deveria sentir-se minha empregada pois sou eu quem paga seu salário, mas que me tratou como um pária e relapso, me dando explicações sobre a importância do voto! Em países realmente democrático o voto é facultativo e estou certo de que se aqui fosse, a abstenção seria enorme. Mesmo sendo obrigatório não duvido que seja bem grande. Mas o eleito poderá dizer, de boca cheia, que foi eleito com tantos milhões de votos. Se não fosse aquela senhora do TRE, que desta vez a estrangularia, eu não iria lá. Como irei, anularei!

[Sobre "Quatro vampiros na TV"]

por Heitor De Paola
26/9/2002 às
18h29 200.255.208.167
(+) Heitor De Paola no Digestivo...
 
Orgulho de ser FFLCH-USP
Caro eduardo, é melhor escolher o silêncio quando não se tem nada a dizer.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Paulo
26/9/2002 às
16h59 200.216.23.67
(+) Paulo no Digestivo...
 
Não tem nada a VER
O cara, até concordo um pouco contigo, na verdade ainda vivemos num mundo comparável a idade média, veja os problemas com USA/Iraque, atentados, violência urbana, enfim um caos e um monte de macacos usando gravatas fingindo fazer negócios, acho que este episódio na GV seria normal num contexto de um mundo mais evolúido, todos seres humanos tem vontade de fazer sexo e o fazem também para reprodução.Veja por exemplo o ato de fazer cocô, vulgo "cagar", porque achamos engraçado? Somente porque toda sociedade acha engraçado, na verdade se formos pensar bem é apenas o ato de eliminar a comida que não serve mais para o corpo, mas num cointexto de sociedade primnitiva, é obceno e engraçado, assim como sexo.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Larry
26/9/2002 às
14h16 200.205.95.10
(+) Larry no Digestivo...
 
sua comparação
Que esse pessoal fotografado foi prejudicado é fato; mas procurar isentar a GV do caso e ainda por cima atacar a FFLCH dizendo que lá sim acontecem festas doentias é burro demais. Aliás, sua comparação entre as duas faculdades, a GV uma "Escola em que se ensina a trabalhar no mundo como ele é" e a FFLCH uma "Faculdade em que certos alunos pretendem trabalhar para transformar o mundo em como eles querem que ele seja", demonstra uma prepotência e falta de informação notável. Antes de querer ser escritor ou seja lá o que for, é melhor livrar-se desses preconceitos e parar de escrever generalizações ou hipocrisias do tipo "só fui conferi-las (as fotos), por questões profissionais".

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Villela
26/9/2002 às
13h08 200.176.241.173
(+) Villela no Digestivo...
 
entendo a polêmica
Eduardo, Bom texto... embora eu não tenha ido à festa (particularmente eu não gosto dessas bobagens), entendo a polêmica criada, e como disse um colega, foi uma ação de crianças. Crianças no pior sentido da palavra - são pessoas total e completamente isentas de massa cinzenta que bateram as fotos, e como aluno da própria faculdade, acho um mínimo de bom senso a expulsão do indivíduo imediatamente - embora ninguém "saiba" quem ele seja. Há mais coisa no assunto, mas muito deve ser descartado por ser mera especulação. Outra coisa que venho a perceber é o claro ódio que certas pessoas possuem da FGV. Ela é sim a melhor da AL, e quem acha que "nós" somos prepotentes é por que possui ou inveja ou não conhece a faculdade (eu acredito que sejam os 2) - pelo menos os professores aqui não entram em greve uma vez por mês, e assim não somos prejudicados por essas tolices. Pena que a formação de alguns seja melhor que a de outros por esses motivos.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Francisco
26/9/2002 às
12h01 200.153.112.50
(+) Francisco no Digestivo...
 
Carpeaux
Nada mais justo que este erudito e simpático texto sobre o austro-brasileiro Carpeaux. A idade traz problemas, mas freqüentemente é sinônimo de privilégios. Um destes é o ter acompanhado 'ao vivo' as maravilhosas crônicas do Carpeaux no Correio da Manhã, sem dúvida um marco que dificilmente será ultrapassado no jornalismo brasileiro. Ótimo, também, o comentário de Martim Vasques.O Olavo está fazendo um trabalho digno dos caçadores de tesouros do fundo do mar que só trará benefícios a quantos se interessam por verdadeira cultura.

[Sobre "O melhor presente que a Áustria nos deu"]

por Heitor De Paola
26/9/2002 às
08h01 200.255.208.209
(+) Heitor De Paola no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Moça Com Brinco de Pérola - 7ª Edição
Tracy Chevalier
Bertrand Brasil
(2004)



Cura
Francisco Candido Xavier
Geem



Equilibrio Em Pauta Manual do Professor - Capa Dura
Ana Cecilia Falcato Baldochi e Outros
Atualidades Pedagógicas



Internacionalização Das Empresas Brasileiras
Forum de Lideres
Cobreet
(2007)



Coleção Grandes Museus do Mundo 2 - National Gallery Londres
Daniela Tarabra
Mediafashion
(2009)



O Alquimista
Paulo Coelho
Sextante
(2015)



Gêmeas Não Se Separa o Que a Vida Juntou
Mônica de Castro
Vida & Consciência
(2009)



Os Saltimbancos da Porciúncula
Antonio Carlos Villaça
Record
(1996)



O Verdadeiro Segredo
Omair Cordeiro
Wca



O Par Perfeito / Teia de Amor - Especial Inverno
Charlotte Moore
Nova Cultural





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês