Sulcos | maria da graça

busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Livro beneficente ensina concurseiros a superar desafios e conquistar sonhos
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A história do Olist
>>> Kubrick, o iluminado
>>> Mr. Sandman
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Reflexões na fila
>>> Papo com Alessandro Martins
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (I)
Mais Recentes
>>> Otávio de Ennio pela Paulinas (1960)
>>> Conhecimento bancario - Resolva e Multilique suas Posssibilidade - Exercio de Guilherme Cabral e Ricardo Oliveira pela Vestcon (2012)
>>> Portais Corporativos de José Cláudio Cyruneu Terra pela Negócios (2002)
>>> Para Gostar de Ler - Contos Brasileiros 3 - Volume 10 de Outros; Aluísio Azevedo pela Atica (2012)
>>> Herois de Verdades de Roberto T Shinyashiki pela Gente (2005)
>>> Jogo, Mediação Pedagógica e Inclusão de José Francisco Chicon pela Fontoura
>>> Poesia - Use Várias Vezes ao Dia de Constança Lucas pela Patuá (2014)
>>> Antologia Pessoal de Charles Kifer pela Mercado Aberto
>>> Gestão de Pessoas: Consultoria Interna de Recursos Humanos de Penhalbel e Castelhano pela Senac (2018)
>>> Reunião de Meg Cabot pela Record (2005)
>>> Cura dos Órgãos Respiratórios Com Plantas Medicinais de Jaap Huibers pela Hemus (1983)
>>> Paranóia: a Sindrome do Medo de Stella Carr pela Ftd (1993)
>>> Papos de Anjo - 6ª de Sylvia Orthof pela Galera Junior (2014)
>>> Nosso Homem Em Havana de Henry Graham Greene pela Abril Cultural
>>> O Poder Milagroso de Alcançar Riquezas Infinitas de Joseph Murphy; Luzia Machado da Costa pela Record (2000)
>>> O Caminho do Anhanguera de Nestor Goulart Reis; Beatriz Cannabrava pela Via das Artes (2014)
>>> Principios de Fisiologia Animal de Dennis W. Wood pela Universidade São Paulo (1973)
>>> Um Romance de Geraldo Lima pela Lge (2009)
>>> Quimica Volume Unico de Usberco & Salvador pela Saraiva (2003)
>>> Destemida 1 - as aventuras fascinantes de uma garota corajosa de Natalie Jane Prior pela Fundamento (2006)
>>> Eu Escolhi Esperar Um Amor Para a Vida Inteira de Nelson Junior pela Above (2012)
>>> Os Últimos Passos de um Vencedor de José Roberto Burnier pela Globo (2011)
>>> Solteira e Feliz da Vida de Amanda Ford pela Butterfly (2007)
>>> Análise de Credito de Wolfgang Kurt Schrickel pela Atlas (1997)
>>> O Pato Donald Nº 1036 de Walt Disney pela Abril (1971)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 19/12/2003
Comentários
Leitores


Sulcos
Talvez só um riso escancarado/ aliviasse o amargor do ricto/ que nos envelhece a face./ Não adianta a maquiagem./ Na solidão de um ventrículo vazio,/ na seriedade de um ventríloquo mudo,/ não há disfarce que suavize/ uma boca entre parênteses./ maria da graça almeida

[Sobre "Considerações Sobre a Segunda Divisão Poética"]

por maria da graça
19/12/2003 às
04h55 200.168.95.19
(+) maria da graça no Digestivo...
 
Escrever
A escrita distraída, na caneta, de saída, flui com volteios mansinhos e nos despe aos pouquinhos. A boca, maior orifício, desnuda, enquanto veículo, a emoção que em amplo espaço tropeça nos próprios laços. Assim, prefiro escrever, uma vez que o leitor, tão discreto esse ser, oculta-se atrás dos livros, quando, disposto a saber. O difícil é falar, tendo logo e bem à frente, olhos que fitam a gente, ansiosos, aguardando por dizeres indulgentes. Falando, faço-me breve, escrevendo, mais eu me estendo... O som esvai-se ao vento, mas, as letras no papel, seguras, vencem o tempo. maria da graça almeida

[Sobre "Como se fosse fácil escrever"]

por maria da graça
19/12/2003 às
04h21 200.168.95.19
(+) maria da graça no Digestivo...
 
hitler entre nós
Caro Sérgio, existe uma tradução de "Minha Luta" de Hitler que circula pelas livrarias brasileiras. inclusive aqui, em campinas, tem várias livrarias que comercializam o livro. não me lembro qual a editora, mas o livro está aí e, pelo que eu saiba, não vi confusão nenhuma por aqui em relação a ele. inclusive a livraria que ocmercializa o livro o expõe de frente para a rua e esta livraria fica próxima a um templo judáico. Wilhelm Reich foi quem fez uma análise interessante do conteúdo do livro de Hitler, no seu famoso "psicologia de massas do fascismo", editado no brasil pela martins fontes. abraço, jardel

[Sobre "Achtung! A luta continua"]

por jardel
18/12/2003 às
13h27 200.218.225.10
(+) jardel no Digestivo...
 
Herança do Bom Gosto
Quando alguem surge e de alguma forma impressiona, naturalmente e louvado. Neste mundo carente de densidade, e natural a exaltaçao. Ai misturam-se sentimentos de todos os tipos, emoçao, contrariedade, inveja, devoçao. Somente pessoas de talento especial provocam este efeito... E compreenssível todas as reaçoes. Maria Rita surge e assume-se como uma cantora que esta em principio de carreira, com muito a crescer. E começa muito bem, com um timbre que lembra Elis mas pode ser explorado de outras formas, atraves dos artificios de interpretaçao. Ela vai crescer com certeza! Fui ao seu show e e um pecado afirmar que ela nao tem "emoçao", como fez uma leitora abaixo em seu comentario. Afirmaçao estranha, pois que ser humano nao tem emoçao?? E se M. Rita nao tivesse emoçao ao interpretar nao provocaria reaçoes que estamos vendo... Acho que ela e seus musicos podem experimenar mais nos arranjos para que soem mais contemporaneos, mas do jeito que esta funciona muito! M. Rita vai inspirar novos talentos e motivar as gravadoras a apostarem novamente em qualidade artistica.

[Sobre "Maria Rita: música em estado febril"]

por Patricia Rocha
18/12/2003 às
10h25 200.150.40.140
(+) Patricia Rocha no Digestivo...
 
Abençoada por Deus
Perfeito, Jardel. Não desmerecendo outros cantares, Maria Rita é uma singular e grata surpresa... Nossos ouvidos agradecem, e com certeza, nossas emoções também.

[Sobre "Maria Rita: música em estado febril"]

por Leila Eme
18/12/2003 às
09h53 200.180.170.11
(+) Leila Eme no Digestivo...
 
a fofoca inventou a língua
Adriana,esses dias passou na Seleções do RD atual (Discovery Channel)um documentário onde se verificou que 60% de toda palavra proferida pelo sapiens sapiens refere-se a fofoca, ou seja, conversas sobre a vida alheia. Uma teoria foi apresentada defendendo a tese de q foi a fofoca que "inventou" a língua. Saber quem eram os outros e o que faziam, teria sido fundamental para a nossa sobrevivência em priscas eras. Seríamos os herdeiros q a seleção natural separou, entre os q melhor fofocavam. A acreditar nessa tese as manchetes deveriam ser fofocas. Os "Murdochs" e seus jornais q o digam.

[Sobre "Jornalismo cultural: da futilidade à prioridade"]

por Pedro Sérvio
17/12/2003 às
18h02 200.179.47.2
(+) Pedro Sérvio no Digestivo...
 
Uma proposta modesta
Excelente o artigo, descrevendo de forma exata o desastre que processa cotidianamente em nossas escolas. Idealmente acredito que a Literatura deveria ser ensinada nas escolas não como parte do currículo de Língua Portuguesa, mas como uma disciplina independente voltada para a reflexão sobre a vida. Com esse contexto englobaria a literatura de outras línguas em boas traduções e ofereceria um leque de opções ao aluno. Assim, a cada mês o professor ofereceria uma lista de, digamos, 5 livros dentre os quais o aluno escolheria livremente aquele de sua preferência. No final, faria uma rápida redação contando de forma resumida a história e as reflexões que esta lhe inspirou. Além disso, seria também oferecida uma coletânea de poesias relativas ao período histórico estudado para que o aluno descobrisse vários poetas e adotasse aquele de sua preferência. É uma sugestão simples, sensata e razoável. E por isso mesmo não vai pegar :-) Abraços. Daniel

[Sobre "Formando Não-Leitores"]

por Daniel Malaguti
17/12/2003 às
17h21 200.152.34.150
(+) Daniel Malaguti no Digestivo...
 
Mandou bem, Lem
Belo texto, Lem. Contudo, lamento que não haverá essa reforma no ensino que você espera. Só uma ação de mercado bem ordenada e a extinção de uma série de incentivos e recompensas aos academicismos, dará resultado. Afinal as escolas não estão nem conseguindo fazer as crianças aprenderem a ler, quanto mais se tornarem leitoras.

[Sobre "Formando Não-Leitores"]

por Lisandro Gaertner
16/12/2003 às
17h13 200.165.198.60
(+) Lisandro Gaertner no Digestivo...
 
Sobre a Segunda Divisão
Imagine, Daniel, ter que passar três anos da faculdade de Letras com um professor de literatura profundamente concreto. Ter que ter a 'inspiração' (bah!) para produzir poemas concretistas e defender o movimento, sob pena de levar bomba. Nós, alunos, costumávamos nos animar uns aos outros, dizendo: 'Arbeit macht frei'.

[Sobre "Considerações Sobre a Segunda Divisão Poética"]

por Barbara Pollacsek
14/12/2003 às
09h22 192.168.133.51
(+) Barbara Pollacsek no Digestivo...
 
Terror Nota 10
Desde que o vi o 1º Evil Dead, me encantei, não pelos efeitos, mas pela história e pelas idéias do autor, o 1º e o 2º são realmente clássicos do Terror. Neles, há o que realmente se quer em um filme de terror, há sangue, mortes, cenas de angústia e medo. Realmente nota 10!!!

[Sobre "Trilogia Evil Dead"]

por Márcio Marchesini
13/12/2003 às
21h13 200.102.197.90
(+) Márcio Marchesini no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mais uma Vez é Preciso Recomeçar
Marise Ceban pelo Esp. Sofia
Ceac
(2009)



Além do Nascimento e da Morte
A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupãda
The Bhaktivedanta Book Trust
(1972)



A Cruzada de Ouro
David Gibbins
Imago



Beer School: Bottling Success at the Brooklyn Brewery
Michael R. Bloomberg (Prólogo), Steve Hindy (Autor), Tom Potter (Autor)
John Wiley & Sons
(2005)
+ frete grátis



A Lei de Murphy Segunda Parte
Arthur Bloch
Record
(1980)



Afinal, o Que Querem os Homens ?
Zoe Strimpel
Gente
(2018)



Sociologia Aplicada á Administração
Cyro Bernardes
Atlas
(1995)



Só Tenho Olhos para Voce
Bella Andre
Novo Conceito
(2013)



Você Não Pode Evitar Todos os Conflitos
Tim Ursiny
Saraiva
(2012)



O Valor do Professor
Gabriel Perissé
Autêntica
(2011)





busca | avançada
51839 visitas/dia
1,8 milhão/mês