Escritores pós-pop | Danicast

busca | avançada
75720 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Renato Morcatti transita entre o público e o íntimo na nova exposição “Ilê da Mona”
>>> Site WebTV publica conto de Maurício Limeira
>>> Nó na Garganta narra histórias das rodas de choro brasileiras
>>> TODAS AS CRIANÇAS NA RODA: CONVERSAS SOBRE O BRINCAR
>>> Receitas com carne suína para o Dia dos Pais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
Últimos Posts
>>> O cheiro da terra
>>> Vivendo o meu viver
>>> Secundário, derradeiro
>>> Caminhemos
>>> GIRASSÓIS
>>> Biombos
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Três paredes e meia
>>> All That Jazz
>>> A proposta libertária
>>> It’s only rock’n’roll but I like it
>>> Maurice
>>> Diversões
>>> Fetiche por película
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> Literária, colorida, sonante, tropical
>>> O Gmail (e o E-mail)
Mais Recentes
>>> A Batalha das Rainhas de Jean Plaidy pela Record (1978)
>>> Um Certo Capitão Rodrigo de Erico Verissimo pela Círculo do Livro
>>> O Livro de San Michele de Axel Munthe pela Círculo do Livro
>>> O Espião Que Morreu de Tédio de George Mikes pela Círculo do Livro
>>> O Santo Inquérito - Coleção Prestígio de Dias Gomes pela Ediouro (2004)
>>> Confissões Eróticas de Iris e Steven Finz pela Record (2001)
>>> Diários do Vampiro Vol 1 Origens Ddiários de Stepan de L. J. Smith - Kevin Williamson - Julie Plec pela Galera Record (2011)
>>> Peão da Rainha de Victor Canning pela Record (1969)
>>> Paris - uma Agenda de Bons Endereços de Elisabeth Vanzolini pela Ediouro (1998)
>>> Obras Incompletas - Coleção Os Pensadores - 2 Volumes de Friedrich Nietzsche pela Nova Cultural (1991)
>>> Ensaios Escolhidos - Coleção Os Pensadores de Bertrand Russell pela Nova Cultural (1992)
>>> Diálogos - Coleção Os Pensadores de Platão pela Nova Cultural (1991)
>>> Ensaio Acerca do Entendimento Humano de John Locke pela Nova Cultural (1991)
>>> Do Contrato Social e outros textos - Coleção Os Pensadores de Rousseau pela Nova Cultural (1991)
>>> Tratado da Correção do Intelecto e outros textos - Coleção Os Pensadores de Espinosa pela Nova Cultural (1991)
>>> Os Pensadores - Galileu e Newton de Dois autores pela Nova Cultural (1991)
>>> Obras Escolhidas - Coleção Os Pensadores de Schelling pela Nova Cultural (1991)
>>> Ensaios Filosóficos - Coleção Os Pensadores de Montaigne pela Nova Cultural (1991)
>>> O Príncipe e Escritos Políticos - Coleção Os Pensadores de Maquiavel pela Nova Cultural (1991)
>>> Ayurveda: A Ciência da Autocura - Um Guia Prático de Dr. Vasant Lad pela Ground (2020)
>>> Rio de Assis: Imagens machadianas do Rio de Janeiro de Aline Carrer (concepção e design) pela Casa da Palavra (1999)
>>> Fala, Preto-Velho de Wanderley Oliveira & Pai João de Angola pela Dufaux (2018)
>>> Um Encontro Com Pai João de Wanderley Oliveira & Pai João de Angola pela Dufaux (2016)
>>> História do Espiritismo de Arthur Conan Doyle pela Pensamento (2015)
>>> Recursos Desumanos de Pierre Lemaitre pela Vestigio (2015)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 1/12/2005
Comentários
Leitores


Escritores pós-pop
Pois é, a internet inventou o "escritor de cinco minutos" que abre um blog hoje, posta meia dúzia de pensamentos e já começa a planejar em como publicar seu próximo livro, acreditando ser o novo Tchecov digital.

[Sobre "A república dos bugres"]

por Danicast
1/12/2005 às
09h30 200.170.114.156
(+) Danicast no Digestivo...
 
por trás de cada blog...
Gostei muito do seu artigo. Talvez pq seja eu mesma uma blogueira. Afinal, quem tem algo a dizer, gosta de escrever, quer ser lido, só pode mesmo ter um blog. Mas fazer um simples diário de coisas corriqueiras deixa o blog muito aquém do que se espera que seja. E fotinhas dos bebês da família são um porre. O bom é se perceber que existe vida inteligente por trás de cada blog...

[Sobre "Blogues: uma (não tão) breve história (I)"]

por Dalila Flag
1/12/2005 às
05h38 200.222.193.243
(+) Dalila Flag no Digestivo...
 
Quanta mediocridade!
Deixo aqui minha indignação frente a tanta bobabem escrita sobre Paulo Coelho, subescritor que não merece uma linha que seja, de nossa consideração. Tão ruim quanto ele talvez Marcelo Mirisola. Que tempos, quanta mediocridade!

[Sobre "Paulo Coelho para o Nobel"]

por isa fonseca
30/11/2005 às
21h50 200.234.72.213
(+) isa fonseca no Digestivo...
 
resposta ao Jardel
Olá, Jardel. Eu não quis dizer que o olhar das crianças é mais acurado que o dos adultos. Apenas utilizei o olhar juvenil como metáfora de uma atitude fresca e descondicionada de valores estéticos mais conservadores. Também não signifiquei que só o que é contemporãneo presta e o que é antigo deve ser enterrado. Há tanta coisa boa e ruim em arte contemporãnea quanto nas produções passadas. Contudo, só há um jeito de aprendermos a discernir (e veja que mesmo entre a crítica especializada não há consenso): é experenciando e nos informando à respeito. Minha proposta com este texto é fazer uma provocação e um apelo: é preciso que os adultos aprendam com as crianças esta atitude desprendida, relaxada e, porque não dizer – irreverente – em relação a arte dos nossos tempos. Deixando para assumir uma postura crítica e reflexiva para quando realmente souber do que está falando. Abç, Paula

[Sobre "Arte para quem?"]

por Paula Mastroberti
30/11/2005 às
19h16 200.176.231.170
(+) Paula Mastroberti no Digestivo...
 
resposta ao mediador
Ok, Rodolfo. De fato, quando a gente escreve um artigo – ainda mais para a web! – a gente tende a simplificar certas asserções a fim de dar mais destaque ao tema sobre o qual se está refletindo. No caso, eu apenas introduzi a imagem do visitante jovem como ponto de partida para uma reflexão que se pretende maior, e que tema ver com o seu comentário: a receptividade às novas linguagens artísticas. É preciso, muitas vezes, vir despreparado, ou descondicionado, no mínimo desapegar-se dos vícios que uma educação demasiado tradicional nos incute. Tenho noção da caricatura do meu texto, mas fiz isso em nome de uma visão desconstrutiva. Parti de uma radicalização para depois estruturar uma nova idéia ou perspectiva, associando a juventude, ou inexperiência, a uma maior aceitação da sensação de estranhamento que nos acomete quando em frente a arte contemporânea. Abraço, Paula.

[Sobre "Arte para quem?"]

por Paula Mastroberti
30/11/2005 às
19h03 200.176.231.170
(+) Paula Mastroberti no Digestivo...
 
mediador da bienal do mercosul
Paula, trabalho como mediador da bienal do mercosul e as coisas não são tão fáceis quanto parece. Quando tu colocas que o mediador deve se limitar a dar algum contexto histórico e social e nada mais, por experiência própria, esta abordagem funciona com menos de 1% dos visitantes. Uma grande parte deles não sabem nem que uma obra tem uma placa que identifica o título e o autor, por isso, além de termos que lidar com o enorme estranhamento das pessoas, temos que indicar como iniciar a quebra do gelo entre eles e a obra. É claro que a nossa tarefa não é mastigar esta linguagem para os outros, mas devemos chamar a atenção das relações existentes entre as obras, seus títulos e os elementos que elas contém. Pelo que pude notar nas mediações, as reações independem da faixa etária, o que importa é que os visitantes estejam receptivos, tanto para procurar “fruir” a arte ou até mesmo para demonstrarem e procurarem discutir o “desprezo” que sentem.

[Sobre "Arte para quem?"]

por Rodolfo
30/11/2005 às
14h19 200.176.230.52
(+) Rodolfo no Digestivo...
 
a vida é feita dia a dia
Não existe mais receita de sucesso. O título, porém, permanece. É mais "bem visto" se você disser que é médico, engenheiro, arquiteto, advogado, artista (artista sempre está em alta no Brasil) do que se disser que é vendedor, professor, diagramador, atendente de loja, caixa ou assistente administrativo. E aí não importa se é bem ou mal sucedido financeiramente. O dinheiro é um episódio à parte: se você tem, pode ser dono de mecânica de automóvel, o dinheiro irá lhe conceder o status que a função não concede. As pessoas esquecem que a vida é feita dia a dia e que não adianta ter dinheiro ou posses ou mesmo família e amigos se você está infeliz 99% do tempo. Viver deveria ser sempre encarado como uma oportunidade única e que precisa ser aproveitada. Mas não é. Só se tem essa consciência quando se atinge a velhice. É pena.

[Sobre "A ousadia de mudar de profissão"]

por DaniCast
30/11/2005 às
12h02 200.170.114.156
(+) DaniCast no Digestivo...
 
Pq o casamento não acabou...
O casamento não acabou porque é uma opção voluntária. Não é lei. E tem muita gente boa feliz no casamento... Perguntem a um tal de Sir. Paul McCartney.

[Sobre "E você, quer casar?"]

por Ram
30/11/2005 às
04h16 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
a espiritualidade coca-cola
Não sei, não. Se este é o único coelho na cartola, acho que teremos que comer guisado... Li Paulo Coelho quando tinha 14 anos de idade. Mais precisamente, no primeiro ano do segundo grau. Tive que ler, porque 3 livros dele foram leitura obrigatória... Ao mesmo tempo estava descobrindo os clássicos nacionais, de Amado a Machado, de Aluizio Azevedo a Mario de Andrade. E posso dizer, sem papas na lingua, Paulo Coelho escreve livros bem piores que estes. Suas estórias são superficiais e um tanto previsíveis, e o português básico. Talvez esteja aí o seu mérito. O brasileiro já não quer ler coisas sofisticadas... Não digo só o brasileiro, o cidadão médio do mundo não quer nada muito complexo. Nada melhor que livros que tenham sempre uma entonação positiva, envolvam uma magiazinha aqui e ali - a espiritualidade coca-cola que todos andam buscando - e voilà. Claro, tem seu mérito. Assim como Metallica tem seu mérito no rock: vender. E nem por isso vamos compara-los aos Rolling Stones..

[Sobre "Paulo Coelho para o Nobel"]

por Ram
30/11/2005 às
04h10 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
adentrar a Alma do Mundo
Giron, você lembra que no romance “O alquimista”, Paulo Coelho tece uma homenagem a diversos autores que teriam “entrado na Alma Do Mundo”? Estou convicto de que ele, como Jorge Luis Borges e Oscar Wilde, entre outros homenageados, também adentrou a Alma do Mundo, belíssimo termo da Alta Mística. Nela estiveram os Beatles, Eliot, Chico Buarque, Magritte, Borges, Millôr Fernandes, e todos os que desejando ou não, deram toques e retoques no Surreal Triângulo do Amor, da Poesia e da Liberdade. A magia do complô chega a ponto do anti-metafísico Millôr ter promovido ainda mais o recente Zahir de Coelho, comentando (provocativamente, Millôr?) “O Zahir” de Borges, como exemplo de texto que não dá para ser melhorado. De Paulo Coelho li só os dois primeiros livros. Talvez por culpa de “O Zahir” e outros de Borges, que leio ad libitum. Não acredito que a Instituição Nobel tenha decaído a ponto de contemplar Paulo Coelho ou J. K. Rowling Potter. Ambos, como diria o místico Pessoa, são “Médias”.

[Sobre "Paulo Coelho para o Nobel"]

por Mário G. Montaut
29/11/2005 às
19h22 200.161.17.83
(+) Mário G. Montaut no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Contador de Histórias
Harold Robbins
Circulo do Livro
(1985)



Direito Constitucional
Gabriel Dezen Júnior
Vestcon
(1998)



Top 10 Miami & the Keys
Jeffrey Kennedy
Dk
(2003)



Metal sem Húmus
Dércio Braúna
7 Letras
(2006)



Geoatlas
Maria Elena Simielli
Ática
(2006)



Como Amar um Libriano - 1ª Edição
Mary English
Pensamento
(2014)



Solucionando Problemas
José e Lydia Siqueira
Iae
(1991)



Os 7 caminhos para criar uma poderosa força de vendas humana
José Luiz Tejon, Edílson Lopes
Literare Books International
(2019)



Marketing Cinematográfico e de Games
Edmir Kuazaqui
Cengage Learning
(2015)



Quem mexeu no meu queijo?
Spencer Johnson, M.D.
Record
(2005)





busca | avançada
75720 visitas/dia
2,6 milhões/mês