Lulu Santos versus Faustão | Urariano Mota | Digestivo Cultural

busca | avançada
46580 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Digestivo Cultural
O que é?
Quem faz?

Audiência e Anúncios
Quem acessa?
Como anunciar?

Colaboração e Divulgação
Como publicar?
Como divulgar?

Newsletter | Disparo
* Histórico & Feeds
TT, FB e Instagram
Últimas Notas
>>> Daily Rituals - How Artists Work, by Mason Currey
>>> Fernando Pessoa, o Livro das Citações, por José Paulo Cavalcanti Filho
>>> A Loja de Tudo - Jeff Bezos e a Era da Amazon, de Brad Stone
>>> Reflexões ou Sentenças e Máximas Morais, de La Rochefoucauld
>>> O Capital no Século XXI, de Thomas Piketty, o livro do ano
>>> Trágico e Cômico, o livro, de Diogo Salles
>>> Blue Jasmine, de Woody Allen, com Cate Blanchett
>>> The Devil Put Dinosaurs Here, do Alice in Chains
Temas
Mais Recentes
>>> Wilhelm Reich, éter, deus e o diabo (parte I)
>>> Noites azuis
>>> O Bigode
>>> A jornada do herói
>>> Bonecas russas, de Eliane Cardoso
>>> Proposta Decente?
>>> Lares & Lugares
>>> O turista imobiliário
>>> Tectônicas por Georgia Kyriakakis
>>> Miguel de Unamuno e Portugal
Colunistas
Mais Recentes
>>> O Digestivo nas Copas
>>> Idade
>>> Origens
>>> Protestos
>>> Millôr Fernandes
>>> Daniel Piza (1970-2011)
Últimos Posts
>>> Clube de Leitura Sesc do Carmo
>>> Nicolau Sevcenko & jornalismo
>>> Mongólia:ainda dá tempo
>>> Uma Suíte Americana
>>> Petite Messe Solennelle
>>> Stevie Ray Vaughan em Montreux
>>> The Innovators Walter Isaacson
>>> Suassuna no Digestivo
>>> Fire Phone by Jeff Bezos
>>> Trágico e Cômico, o debate
Mais Recentes
>>> Harold Ramis (1944-2014)
>>> Sergio Britto & eu
>>> Para o Daniel Piza. De uma leitora
>>> Joey e Johnny Ramone
>>> A Cultura do Consenso
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> Delírios da baixa gastronomia
>>> Jane Fonda em biografia definitiva
Mais Recentes
>>> Jaime Pinsky
>>> Luis Salvatore
>>> Catarse
>>> Chico Pinheiro
>>> Sheila Leirner
>>> Guilherme Fiuza
Mais Recentes
>>> Digestivo Books
>>> Caixa Postal
>>> Nova Seção Livros
>>> Digestivo no Instagram
>>> 2 Milhões de Pageviews
>>> 40 mil seguidores no Twitter
Mais Recentes
>>> Manoel de Barros: poesia para reciclar
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Vocabulário Grego da Filosofia
>>> Uma lição de solfejo
>>> Fim
>>> O amor é um jogo que ganha quem se perde
>>> Para o Daniel Piza. De uma leitora
>>> Charles Darwin 2 - O Poder do Lugar
>>> Paris, a festa continuou
>>> Kubrick, o iluminado
LIVROS
Mais Recentes
>>> As Aventuras do Capitão Pirata da Barba Verde
>>> Avantesmas: 13 Histórias Clássicas de Fantasmas
>>> Assim É Como Termina
>>> Assassinato no Expresso do Oriente
>>> Aniquilação - Volume 1
>>> Amo Você, Papai!
>>> Almanaque Ciência em Show Master Pop
>>> Alimentos para o bem-estar
>>> Aliens Vs. Cientistas Loucos no Fundo do Oceano
>>> Alegria, Culpa, Raiva, Amor
>>> Eduardo Campos - Um Perfil (1965-2014)
>>> O Alienista
>>> Ai, Meus Deuses!
>>> Agente da Polícia Federal - Gabaritado e Aprovado
>>> Adeus, Aposentadoria
>>> O adeus à Europa
>>> 52 Lições de Fotografia Digital
>>> 4 Semanas de Prazer
>>> 4 Ps da Oab 2 Fase - Prática Trabalhista
>>> 4 Ps da Oab 2 Fase - Prática Constitucional
>>> A 25ª Hora
>>> (As) 51 Personalidades (Mais) Marcantes do Brasil
>>> Curso de Direito do Trabalho
>>> Invisível
>>> Infinity Drake - Os filhos da Scarlatti
>>> Hotéis
>>> Um Homem Morto a Pontapés
>>> A História da Culinária em 100 Receitas
>>> Hello Kitty - Minha familia e amigos
>>> Hello Kitty - Quebra-cabeças
>>> O Forte De Nove Torres
>>> A festa da insignificância
>>> Fala, memória
>>> Eu Sou Saint German
>>> Um divã no campo de batalha
>>> A Mente Suja de Robert Crumb
>>> Diários de Adão e Eva
>>> Tudo que eu Pensei mas não Falei na Noite Passada
>>> Black Blocs
>>> Gabo - Memórias de uma Vida Mágica
>>> O Encanto do Mar e o Som do Trovão
>>> Empreendedorismo Criativo
>>> Dossiê Michel Vaillant - Ayrton Senna
>>> Direito das Sucessões
>>> Desafiando o Destino
>>> Os deixados para tras - Capa da série
>>> Half Bad
>>> Guia Londres de Bicicleta
>>> O Guia Do Herói Para Invadir O Castelo
>>> Guia Berlim de Bicicleta
COLUNAS

Sexta-feira, 11/7/2003
Lulu Santos versus Faustão
Urariano Mota

+ de 25400 Acessos
+ 19 Comentário(s)

A última pérola expulsa pelo Porcão da tevê foi uma jóia de rara educação. Para quem não sabe, relataremos os antecedentes brevemente.

No domingo 22/6, o compositor e intérprete Lulu Santos foi ao Domingão do Faustão. Ali deveria cantar uma série de músicas, e para isso mobilizou toda uma equipe, que permaneceu à disposição da emissora durante pelo menos 10 horas. No entanto, logo ao fim da primeira canção, o compositor foi interrompido, porque deveria ceder o espaço e o lugar às “videocassetadas”, uma sucessão de quedas, pancadas e dor filmadas que são um sucesso.

Os acontecimentos imediatos a essa interrupção, fora do ar, podem ser conhecidos no blog do compositor, o www.lulusantos.com.br. O certo é que Lulu Santos, por estranhar o descumprimento do que fora acertado, foi tratado à base de “'grandes merdas', 'grandes merdas' você é”, pela produção do programa. Para quem acha que esse tratamento a um artista chegou ao extremo, vem mais. A capacidade de insulto é uma criação.

No domingo 29/6, o Porcão da tevê, muito indignado, pôs no ar toda a força e potência do seu veículo contra o humilde blog do artista. Dentre outras coisas, afirmou, dizendo melhor, escoiceou: “Lulu, vamos deixar de frescura!”. E completou, sem transporte e sem pausa, como se se dirigisse à produção do programa: “Solta a franga!”. Em ambas exclamações, o que se insinuou, o que se insinuou não, o que se expressa é: “Lulu, vamos deixar de melindres, pára com o excesso de delicadeza, isto é coisa de maricas”.

Passando ao largo do evidente conteúdo de grosseria, fechando os olhos ao absoluto desrespeito a uma pessoa que apenas reclamou um legítimo direito, este caso, esta patada, encerra algumas claras lições:

* Lição 1 – Não espere delicadeza e civilização do mundo atual. Isso de um modo geral. Mas de um modo particular, não se frustre: a lei geral permanece.

* Lição 2 – Arte e Artista são mercadorias. Diferentes das demais mercadorias, é claro. Jamais um artista atingirá a dignidade de um carro zero quilômetro.

* Lição 3 – Portanto, artista nenhum se julgue uma personalidade. Em algum lugar, sempre haverá um Faustão para fazer o artista cair em si. Mas ele deve, antes de cair, olhar bem se já não lhe retiraram a cadeira.

* Lição 4 – Um traço, um poema, uma canção. Arte é essa coisa inútil, supérflua, que qualquer animal faz. Por que esses indivíduos se julgam tão importantes? Qualquer artista sempre recebe mais do que merece. Aliás, nenhum deles merece nada.

* Lição 5 – Qualquer empreendimento, qualquer jornal, qualquer programa de tevê passa muito bem sem a arte. A oportunidade que se dá a um artista de aparecer em um programa é uma obra filantrópica. No dia em que as campanhas contra o câncer forem mais agressivas, a arte desaparecerá da televisão.

* Lição 6 – Adaptado a esse contexto, Antônio Maria foi um profeta, quando afirmou que era a favor do câncer. E Stanislaw Ponte Preta é um iluminado, pois escreveu que a cultura recebe um importante estímulo da televisão, desligada.

Para os limites deste artigo, o número de lições já basta. De passagem, anotemos que o mundo atual envolve e polui até mesmo a criação que deveria contestar o grande mercado. Por exemplo, para falar da casa na própria casa: a veiculação de artigos, ensaios e produções literárias na internet.

Quantas vezes os editores de sites se impedem de pedir algo mais que a redação de matérias a seus colaboradores? O impedimento que sentem se dá em razão de, sendo o seu um site livre (vale dizer, prestem atenção: LIVRE=SEM DINHEIRO), o impedimento se dá porque os editores não têm com que pagar as colaborações que recebem. (Como se já não houvesse outra moeda de troca: o prestígio do site que divulga o nome do autor na rede.)

Esse peso do grande mercado também se dá nos Prêmios aos textos veiculados na Internet. Entre os critérios eleitos não há um só que premie a Liberdade de Pensamento, que é, salvo engano, a principal característica do meio. Pelo contrário, elegem-se os avanços e recursos técnicos, que fariam a substituição da palavra poética, liberta, que não sobrevive na grande imprensa. Elege-se, enfim, uma tradução do Oscar para efeitos especiais de Hollywood.

De volta à poluição direta sobre a arte, importa muito pouco escrever-se que televisão é business, é negócio. Isso, que para um artista é um pesar, uma tristeza, para os empresários é uma leda, risonha e óbvia constatação. Seria como dizer que a água é um precioso líquido, ou, no seu caso, que dinheiro é sólido, é concreto, é gozo e beleza pura. No que, reconheçamos os que vivemos sem, têm boa e certa razão. Mas esse reconhecimento, despertamos além de nossas necessidades, vai longe de ser um conformismo à conformação do mundo que esse business faz.

Se a arte, para o bom burguês, é um quadro que decora a sua sala, se ele compra por metro quadrado essa produção da alma; se a assinatura do pintor é griffe, se um poema, para o burguês, é uma declaração melosa à luz do luar ou do contrário nada é; se um romance só vale se for uma reencarnação de Harry Potter, se uma música só vale se entreter as viagens de um veículo, automóvel, avião, ou as idas e vindas de uma fornicação; se uma canção tiver o seu valor na medida em que aumente a venda de sabões e sabonetes, e se, finalmente, o artista é um vagabundo, a quem todo homem prático deve expulsar da sua frente todas as vezes em que esse vagabundo se julgar possuidor de alguma dignidade, então àqueles que defendem essa machucada pérola da arte não cabe calar.

A porcos não se deitam pérolas. A Porcões muito menos, porque as misturam a sua ração, e as mergulham por entre o tubo digestivo. O resultado já se sabe: descomem-nas, em meio a excremento. Como no Domingão do penúltimo domingo.


Urariano Mota
Olinda, 11/7/2003

Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Enriquecer é Glorioso! de Marilia Mota Silva
02. Tons por detrás do rei de amarelo de Eugenia Zerbini
03. Escola (e escolinha) de Julio Daio Borges
04. Desejo do momento é o caramba de Marta Barcellos
05. O armário que me pariu de Lisandro Gaertner


Mais Urariano Mota
Mais Acessadas de Urariano Mota em 2003
01. Lulu Santos versus Faustão - 11/7/2003
02. A nova escola - 29/8/2003
03. Alfredo Bosi e a dignidade da crítica - 18/4/2003
04. O chimpanzé, esse nosso irmão - 20/6/2003
05. O rei nu do vestibular - 8/12/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/7/2003
08h43min
Quer dizer então que o subproduto de Lulu Santos é arte? Achava que era mercadoria. Agradeço ao articulista pelo esclarecimento. P.S. Aos incautos, aviso que se trata de uma ironia.
[Leia outros Comentários de Fabio Cardoso]
14/7/2003
12h44min
enfim, a melhor definiçao do que o apresentador do "Domingao" possa ser.Acho ate que o Sr.Urariano foi muito gentil com este repulsivo especime da televisao de fim de semana.
[Leia outros Comentários de Madja]
19/7/2003
09h48min
O melhor eh nao assistir! Recomendo, pra quem quer qualidade, assistir aa TV CULTURA e EDUCATIVA.
[Leia outros Comentários de Aridio Schiappacassa]
21/7/2003
11h22min
Não vejo diferença nenhuma entre Lulu Santos e Faustão
[Leia outros Comentários de Heraldo Vasconcellos]
21/7/2003
18h57min
Isso é que dá ficar fazendo as tais "concessões" a troco de migalhas... Sujeitam-se a receber insultos de tipos como Faustão, Jô Soares, Gugu Liberato e outros batráquios menos votados. O Lulu Santos não merecia, mas, enfim...
[Leia outros Comentários de Elidio Goncalves]
4/8/2003
13h55min
Este programa do Sapão é uma afronta que resume, em vídeo cacetadas, o quão desinstrutivo um programa de TV pode ser.Mas levanta uma bola - e aí agradeço a existência do Faustão - que é a pouca exigência qualitativa de quem assiste a um programa deste tipo. Para estes pobres brasileiros, o Sapão faz um pacotão do que há de pior na cultura ,ou subcultura, brasileira , senão vejamos : axé music,vídeo-cacetadas,venda de cirurgias milagrosas ao vivo,novidades tecnológica(brinquedos) da China,e por aí vai...
[Leia outros Comentários de Paulo Meirelles]
5/8/2003
21h55min
Faustão pode ser "porcão", mas Lulu Santos está longe de ser "arte"...
[Leia outros Comentários de Roque V.]
9/8/2003
02h54min
Se Lulu Santos não é arte, então o que é arte pra vocês ? Gostaria de saber isso dos internautas aparentemente cultos e grandes entedidos de música popular brasileira que aqui expressaram suas opiniões. Infelizmente, existem os "Porcões" (Faustão & cia) e os "Espíritos de Porco", os invejosos que adoram criticar trabalhos bem feitos e uma carreira indiscutível. Sem mais até o momento, André Luís Guedes
[Leia outros Comentários de André Luís Guedes]
9/8/2003
9. Lulu
10h10min
Eduacação, bom senso e gentileza são atributos de nossa personalidades, cativados durante os anos... Faustão é um ser deseducado...triste figura que não olha para seu umbigo, talvez por seu excessivo tamanho. Lulu Santos é um artista nacional, e aos que não gostam dele, respeitem os milhares de fãs, entre eles, eu. Lulu não precisa passar pelo que passou, o reconhecimento pelo seu trabalho está nos muitos anos em que mantém-se no mercado, sem necessitar adular pessoas como este Porcão. O talento vencerá o poder da Globo. A falta de sensibilidade será suprida pela racionalidade. Lulu Santos é muito mais que qualquer programa vazio de domingo a tarde.
[Leia outros Comentários de Daniela Almeida]
11/8/2003
08h43min
Fausto Silva não merece receber em seu "programa" pessoas com talento, ele q continue exibindo as porcarias q sempre exibiu. Pessoas de bom gosto sabem reconhecer o talento de um artista como o Lulu. E bom gosto são duas palavras q não existem no dicionário desse chucro apresentador.
[Leia outros Comentários de Rose Pavan]
21/1/2004
19h58min
Todos chamam o Faustão de porcão. Eu o considero simplesmente repulsivo. Mas, pelo visto, todos aqui dão suas espiadinhas no programa dele. Quanto à qualidade aritística do Lulu, bom... nem cheira nem fede. O que se coloca em questão aqui é o desrespeito à pessoa de artista por um indivíduo medíocre e oportunista como o Faustão.
[Leia outros Comentários de José Tibúrcio ]
24/5/2006
19h41min
Tanto tempo já se passou e nada serviu de lição para o Faustão, a Globo e muito menos para as demais emissoras de TV que estão cada vez piores, excetuando-se, é claro, a TV Educativa e a TV Cultura... (que às vezes até já andam pecando também, apresentando certos artistas que a mídia impõe). Se ninguém realmente assistisse a estes programas de baixo nível, a coisa já teria mudado... mas todos falam e continuam assistindo!
[Leia outros Comentários de Givaldo Kléber]
31/7/2006
10h59min
Tomara que qualquer dia o verdadeiro artista brasileiro (da melhor qualidade), evite e deixe de ir a esse programa. Tem que haver uma mobilização nacional (artística) contra essa emissora. Deixem só o Roberto Carlos com sua exclusividade...
[Leia outros Comentários de carlos eduardo]
9/9/2006
09h22min
Todo trabalho deve ser respeitado em qualquer profissão ou área. Lulu é profissional da música. O Faustão faltou com respeito ao seu próprio público: é só ver a própria programação...
[Leia outros Comentários de washington s xavier]
15/7/2007
17h57min
Faustão é tão bom que qualquer coisa que passe na TV, no mesmo horário, tem que tirar o dele do ar (vide: futebol, F1, entre outros). O Lulu não precisa disso: 25 anos de carreira não são 25 dias. Deixa aquele programinha para quem precisa aparecer...
[Leia outros Comentários de andré costa]
1/1/2008
23h03min
Quem tem amor a "arte" deve respeitar Lulu Santos, que tem uma obra invejável durante seus 25 anos de carreira e foi eleito por críticos como o maior cantor pop rock dos ultimos 20 anos. E Faustão, foi eleito o que?
[Leia outros Comentários de Vanderlei de Lellis ]
7/1/2008
12h28min
Urariano Mota, incrível como você relatou muito bem esse episódio, parabéns! A produção consegue a atração e ele estraga a apresentação... Não tem nem modos pra falar com as atrações, destrata as pessoas na frente de todos, corta a conversa de um jeito que nem editando o programa dá pra disfarçar. É uma verdade: o programa não acrescenta quase nada à cultura dos brasileiros.
[Leia outros Comentários de kezia oliversl]
22/2/2008
14h38min
Sou músico e acredito que nenhum artista gosta de ser mal tratado. Lulu foi uma vitima da falta de educação de Faustão. É uma pena, o Faustão bem que poderia revaliar o seu modo de abordar as pessoas. Mas o tempo vai ensinar.
[Leia outros Comentários de Adriano Ferreira]
13/3/2011
20h39min
Fiquei surpreso quando vi você chamar o Faustão pelo mesmo apelido que eu ("porcão"). Pois quando vejo ou penso algo que tem Faustão na parada, resmungo "porcão". Bem, essa atitude dele, e de seu programa, creio ser perfeitamente previsível. Há um bom tempo, aconteceu o mesmo com o Milton Nascimento: deixaram-no com todos os seus músicos, muitos, para o final e, qual não foi a minha surpresa, quando, após a primeira música, começaram a rolar os créditos e acho que o Milton ficou surpreso também, e puto. Enfim, infelizmente o que você contou aqui é um comportamento, para mim, mais que esperado, desse apresentador e do programa em si. Hoje é domingo e, como um preceito religioso, a TV está desligada a essa hora, 20h30, quando houver programa ou filme possíveis, eu ligo...
[Leia outros Comentários de José Solon]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




>>> PAZ, instalação de Regina Carmona no lago do Parque Ibirapuera
>>> Comediante Felipe Hamachi apresenta noite de humor com a participação de convidados no Mahôe Bar
>>> O CLUSTER - Especial lançamento da Revista Digital
>>> Caleidos Cia Dança abre inscrições para seleção de elenco
>>> O ADVERSÁRIO
>>> Limão Rosa Café completa um ano e passa a oferecer almoço aos sábados
* clique para encaminhar

Civilização Brasileira
Busca Sebos
Bertrand Brasil
Companhia das Letras
Hedra
Editora Conteúdo
Editora Perspectiva
Arquipélago Editorial
Best Seller
Cortez Editora
Editora Record
José Olympio
Intrínseca
Globo Livros
Nova Fronteira
Primavera Editorial
WMF Martins Fontes
LIVROS


A FESTA DA INSIGNIFICÂNCIA
Por R$ 35,95
+ frete grátis



AS AVENTURAS DO CAPITÃO PIRATA DA BARBA VERDE
De R$ 39,90
Por R$ 33,85
Economize R$ 6,05



(AS) 51 PERSONALIDADES (MAIS) MARCANTES DO BRASIL
Por R$ 68,95
+ frete grátis



O CONTO DO COVARDE
Por R$ 39,95
+ frete grátis



O ARTÍFICE
Por R$ 33,95
+ frete grátis



REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Por R$ 85,95
+ frete grátis



BEETHOVEN
Por R$ 35,95
+ frete grátis



MANUAL DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM ABDOMINAL DE CÃES E GATOS
Por R$ 159,95
+ frete grátis



COMO CONVENCER ALGUÉM EM 90 SEGUNDOS
Por R$ 28,95
+ frete grátis



O CORÃO - UMA BIOGRAFIA
Por R$ 53,95
+ frete grátis



busca | avançada
46580 visitas/dia
1,5 milhão/mês