As 16 Datas que Mudaram o Mundo | Nanda Rovere | Digestivo Cultural

busca | avançada
45452 visitas/dia
1,5 milhão/mês
Mais Recentes
>>> TV Brasil transmite desfile do Grupo de Acesso de São Paulo
>>> Documentário "Trieletrizado" destaca a malha multicultural do carnaval de Salvador
>>> Fotógrafo celebra esporte e felicidade no samba
>>> TV Brasil apresenta atrações do Carnaval de Salvador nesta sexta (5)
>>> A AUTOESTIMA DO SEU FILHO,
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carles Camps Mundó e a poética da desolação
>>> A proposta libertária
>>> O regresso, a última viagem de Rimbaud
>>> E Foram Felizes Para Sempre
>>> O Olhar das Bruxas: Quatro Versões de 'Macbeth'
>>> Lira da resistência ao futebol gourmet
>>> Com quantos eventos literários se faz uma canoa?
>>> Terna e assustadora realidade
>>> De louco todos temos um pouco
>>> A coerência de Mauricio Macri
Colunistas
Últimos Posts
>>> Patuá em festa
>>> Literatura: direito humano
>>> Geraldo Rufino no #MitA
>>> Portal dos Livreiros: 6 meses!
>>> Ryley Walker
>>> Leia Mulheres - BH
>>> Adagio ma non troppo
>>> Psiu Poético 30 anos
>>> Uma cidade se inventa
>>> Vale a pena ver de novo
Últimos Posts
>>> Entrevista Anti Crise -
>>> ARQUITETURA ONÍRICA
>>> Sem pesos de consciência
>>> Falando das flores
>>> O espelho
>>> O que a morte disse para Hércules?
>>> Uber confusão
>>> Na solidão dos objetos (Objetos)
>>> AÇÃO DE GRAÇA
>>> Metáfora em cedro
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Em 2016, pare de dizer que você tem problemas
>>> Nostalgia
>>> De louco todos temos um pouco
>>> O Free, de Chris Anderson
>>> O beatle George
>>> Cisne Negro
>>> Eugênio Christi
>>> A deliciosa estética gay de Pierre et Gilles
>>> Seu Mauro
>>> Rousseau e a Retórica Moderna
Mais Recentes
>>> A Paixão Segundo GH
>>> Diálogos
>>> A Paixão
>>> O self essencial
>>> Lenin: capitalismo de estado e burocracia
>>> Jericoacoara sonhada
>>> História geral das civilizações - Vol. 7
>>> O Sócio
>>> O Júri
>>> O Caibalion
>>> Drive
>>> Conexões
>>> A Identidade Bourne
>>> Como Desenhar 101 Mangás Irados - Com Ilustrações Passo a Passo
>>> O Monstro do Esgoto
>>> Livro de pré-coisas
>>> Contos populares de Angola
>>> Paris: a festa continuou
>>> Os melhores jornais do mundo
>>> A linguística hoje - n. 32
>>> Será Que A Gente Combina?
>>> The Useless Mouths
>>> EXPERIMENTAR CRISTO como as OFERTAS PARA APRESENTÁ-LO NAS REUNIÕES DA IGREJA
>>> O Segundo Sexo 1. Fatos e Mitos
>>> O caminho dos doze passos- tratamento de dependência de álcool e outras drogas
>>> A DROGA- drogas e toxicômanos
>>> Como Conquistar as Pessoas
>>> O ministério celestial de Cristo
>>> JONAS- Um estudo sobre compaixão a do Senhor e a sua
>>> Vendo Cristo no Novo Testamento Vol 4 e 5
>>> Instruções Espirituais- Diálogos com Motovilov
>>> Revista Planeta 5 e 6
>>> Revista Planeta 3 e 4
>>> Rvista Planeta 1 e 2
>>> Morte em Pemberley
>>> Coleção A Ditadura - 4 volumes
>>> Bagagem perdida
>>> French Mapping Of The Americas - The De L' Isle, Buache, Dezauche Succession (1700-1830)
>>> Os redentores - Ideias e poder na América Latina
>>> Guia da medicina homeopática
>>> Pensar é transgredir
>>> O tempo é um rio que corre
>>> Pelas portas do coração
>>> Sementeira de Luz
>>> É tudo tão simples
>>> Mulheres audaciosas da Antiguidade
>>> As melhores histórias da mitologia - vol. 1
>>> Ghostlight - A Luz Espiritual
>>> Adeus Volodia
>>> A Viúva
COLUNAS

Segunda-feira, 12/1/2004
As 16 Datas que Mudaram o Mundo
Nanda Rovere

+ de 15600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Em outubro fui passar uns dias em Fortaleza/CE. Estava em um restaurante na praia de Cumbuco, não vi um degrau, caí e quebrei duas costelas. Por esse motivo, passei dois meses um pouco distante do computador e não escrevi para o Digestivo.

Neste tempo, li alguns livros, entre eles As 16 Datas que Mudaram o Mundo, de autoria do historiador Pierre Miquel (professor emérito da Sorbonne).

Assim que acabei de ler, fiquei pensando nos motivos que me levaram a estudar História.

No colégio sempre me interessei pelo passado (do Brasil, do mundo e da minha família). Estudava com muita dedicação os temas propostos em sala de aula, mas tinha vontade de me aprofundar nos assuntos; entender, por exemplo, o porquê de tanta guerra, de tanta miséria e desrespeito no mundo.

Gostava de estudar História Antiga, Medieval e Contemporânea, mas sentia falta de uma abordagem por parte dos professores e dos livros didáticos sobre a História "mais atual" (no colégio nunca vi, por exemplo, nada sobre o Estado Novo, sobre a Primeira Guerra Mundial...).

No cursinho tive um professor maravilhoso que me animou a prestar vestibular para História. Acabei passando na PUC/SP e terminei o curso há alguns anos. Confesso que ainda não compreendo muitas coisas, mas consegui ter uma idéia geral sobre a História do Brasil e do Mundo e senti falta de um estudo sobre a África, por exemplo. E por que isso não acontece, ou ao menos não acontecia? Ora, a valorização da cultura americana e européia sempre permeou o universo da maioria dos pensadores, escritores, historiadores, etc., tanto que as datas e fatos considerados importantes num âmbito mundial estão ligadas a países pertencentes a essas regiões Ocidentais e à formação dos mesmos!

Neste sentido, As 16 Datas que Mudaram o Mundo não é um livro inovador. Obviamente os critérios usados na escolha das 16 datas, em detrimento de outras, foram subjetivas, mas o Historiador não deixou de seguir basicamente o que a "História Oficial" estabeleceu como marco. Não que essas datas não sejam importantes, pois realmente elas contribuíram para a transformação do mundo e traçaram a nossa realidade presente, mas sempre me pergunto: "Será que não é preciso dar mais valor à História dos países que sempre foram renegados ao segundo plano, será que a História desses países teve realmente papel secundário na modificação do panorama mundial?

Quanto mais eu leio e estudo, percebo que ainda tenho muito o que aprender. Por isso deixo essa questão em aberto...

Mas voltando à abordagem do livro, As 16 Datas que Mudaram o Mundo, vale a pena ressaltar que a leitura desta obra é interessante por oferecer ao leitor um painel dos momentos considerados mais importantes da História Mundial.

Escolher os 16 acontecimentos em detrimento de outros também importantes não foi uma tarefa muito fácil, mas segundo Pierre Miquel esses 16 fatos oferecem uma sequência significativa da História, útil aos contemporâneos.

O autor estabeleceu como ponto de partida o nascimento de Cristo e como término o atentado de 11 de setembro de 2001, em Nova York. Ao todo, são 16 capítulos onde o professor Pierre Miquel analisa cada fato histórico, explicando a causa desses acontecimentos e as transformações ocorridas após os mesmos, pois na sua concepção o depois sempre dá seu sentido ao antes.

Analisa acontecimentos como o nascimento de Cristo, A Hégira (a fuga de Maomé de Meca), O Descobrimento da América, Martinho Lutero, A Revolução Francesa, A Declaração Balfour (Inglaterra dá apoio ao povo judeu para estabelecer-se na Palestina), a Independência da Índia e do Paquistão, o 11 de Setembro em Nova York, etc.

A Independência da Índia (1947), por ex., tornou-se inevitável pela quantidade de revoltas eclodidas no país e pela resistência passiva de Gandhi. O antes de 1947 era a persistência do sistema colonial em todo o mundo. Depois da Independência da Índia, vários países começaram a lutar pela sua independência, deflagrando uma longa marcha de descolonização em todo o mundo.

Também achei interessante a abordagem sobre A Declaração Balfour, pois apesar dos conflitos entre Israelenses e Palestinos, terem a sua origem na Antigüidade, A Declaração impulsionou a ida de judeus para a Palestina (ocupada pelos árabes durante a expansão islâmica). Desde então, a região se tornou palco de conflitos entre esses dois povos... Desconhecia esse episódio histórico, importante para a compreensão da atual situação no Oriente Médio.

O Historiador não vai "a fundo" nas discussões - e nem esse foi o seu objetivo, mas certamente acende no leitor uma curiosidade de estudar mais profundamente os assuntos abordados. Após cada capítulo há uma cronologia,que sintetiza os fatos e orienta os leitores interessados em procurar mais informações sobre os conteúdos.

Consegue atingir qualquer tipo de leitor, visto que a obra não é direcionada aos acadêmicos, mas a todos que se interessam por História. Este é um dos méritos do livro, pois muitos historiadores analisam os fatos históricos utilizando uma linguagem inacessível à maioria das pessoas.

Confesso que não conhecia Pierre Miquel e fiquei um pouco decepcionada ao procurar alguma informação sobre ele na Internet, porque não encontrei nada em Português.

De qualquer maneira, esse trabalho merece ser prestigiado e criticado - pelo menos, na minha opinião, a importância de uma obra está na discussão que ela proporciona, não importa se favorável ou não às idéias que o autor defende.

Através do estudo da nossa História, podemos compreender a origem das guerras e desigualdades existentes no mundo atual. Quem não conhece o seu passado, não entende o seu presente (dificilmente consegue refletir sobre a realidade em que vive) e não tem condições de lutar por um mundo mais justo. Por esse motivo, todos os livros que buscam discutir a nossa História são bem-vindos.

Para ir além






Nanda Rovere
São Paulo, 12/1/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O que não fazer em época de crise de Fabio Gomes
02. A escrita boxeur de Marcelo Mirisola de Jardel Dias Cavalcanti
03. A grande luta das pessoas comuns de Guilherme Carvalhal
04. Livro das Semelhanças, de Ana Martins Marques de Jardel Dias Cavalcanti
05. Como Steve Jobs se tornou Steve Jobs de Julio Daio Borges


Mais Nanda Rovere
Mais Acessadas de Nanda Rovere em 2004
01. As 16 Datas que Mudaram o Mundo - 12/1/2004
02. Por Mares Nunca Dantes, de Geraldo Carneiro - 8/3/2004
03. Com Ela presta homenagem à Cássia Eller - 2/2/2004
04. União entre música e poesia - 16/2/2004
05. Impressões sobre São Paulo - 26/1/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/1/2004
00h29min
História é realmente muito fascinante... pretendo estudar após a faculdade de jornalismo... enquanto isso, pretendo me render a esses livros que tentam explicar, cada um à sua maneira, o antes, o agora e o depois... acho que por isso a história é fascinamente.
[Leia outros Comentários de Alan - desacomodado]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS VIOLENTOS
JOHN MACDONALD
ABRIL
(1984)



JONAS- UM ESTUDO SOBRE COMPAIXÃO A DO SENHOR E A SUA
O. PALMER ROBERTSON
CULTURA CRISTÃ
(2011)



OLHO MÁGICO
JOSÉ CARLOS DE LUCCA
PETIT
(2003)



DOIS PARA CONQUISTAR
MARION ZIMMER BRADLEY
CÍRCULO DO LIVRO
(1991)



DIAS NA BIRMÂNIA
GEORGE ORWELL
NOVA FRONTEIRA
(1983)



MUNDO ORIENTAL: O MUNDO DA ARTE ENCICLOPÉDIA DAS ARTES PLÁSTICAS EM TODOS OS TEMPOS
JEANNINE AUBOYER E OUTRO
LIVRARIA JOSÉ OLYMPIO EDITORA



A BÍBLIA IOHANAN ( O EVANGELHO SEGUNDO JOÃO)
ANDRÉ CHOURAQUI
IMAGO
(1992)



O SENHOR VENTURA
MIGUEL TORGA
NOVA FRONTEIRA
(2006)



O NOVO NASCIMENTO
T.L. OSBORN
GRAÇA EDITORIAL
(2001)



A MULHER EMERGENTE UMA EXPERIÊNCIA DE VIDA
NATALIE ROGERS
MARTINS FONTES
(1980)





busca | avançada
45452 visitas/dia
1,5 milhão/mês