Orkut: fim de caso | Lisandro Gaertner | Digestivo Cultural

busca | avançada
38458 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Orkut

Sexta-feira, 10/2/2006
Orkut: fim de caso
Lisandro Gaertner

+ de 8400 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Querida,

Eu sei que pode parecer um pouco estranho eu lhe enviar essa carta usando o correio normal, mas a privacidade necessária ao assunto que vou tratar tornou essa a única opção. Afinal, um e-mail poderia ser facilmente repassado e uma mensagem do Orkut iria acabar atingindo pessoas que não tem nada a ver com o caso. Por falar em Orkut, vou começar o nosso papo daí, já que ele foi o responsável pelo começo de tudo ou melhor pelo nosso recomeço.

Fazia uns anos que a gente não se via. Desde a nossa formatura no segundo grau, quando você foi estudar em Sampa, eu lamentavelmente perdi o contato contigo. Claro que você surgia no meu pensamento. Uma amiga tão legal não se esquece da noite pro dia. Mas os anos passaram, a faculdade acabou, você ficou em Sampa mesmo, entramos na vida adulta e enfim você se tornou apenas uma boa lembrança.

Um dia tudo mudou: um amigo me convidou para o Orkut. Ele me disse que o Orkut era uma ferramenta maneira, em que a gente reunia os amigos e encontrava ou reencontrava pessoas legais. Assim, logo que aceitei o convite, uma das primeiras coisas que fiz foi te procurar. Só que toda a vez que eu procurava o teu nome, nada de te encontrar. Eu já tinha até esquecido disso, quando, um dia eu recebi o seu convite. Para ser seu amigo.

Eu já era seu amigo, isso a gente sabe, mas naquele ponto, ser chamado para ser seu amigo virtual, era reviver todos os nossos bons momentos de adolescência. Sabe aqueles momentos que a gente usa para acalmar a mente antes de dormir? São bons, né? Essa era a minha oportunidade de tirar isso da memória direto pro mundo real. Então, sem pestanejar, eu te adicionei.

Fiz o de praxe. Li o teu profile, vi as suas fotos (você continuava uma gata), e, sem perceber, acabei te mandando um scrap engraçadinho. Até pensei em redigir um testimonial, mas, apesar de seu profile mostrar que você estava solteira, como fazia muito tempo que não nos víamos, achei isso um pouco precipitado. Para a minha surpresa, você respondeu rapidamente e recomeçamos a nos comunicar. Um scrap aqui, um scrap alí, um convite para uma comunidade que nós dois íamos curtir, como aquela do Garfield, e pimba: eu te escrevi um testimonial. Você não deixou por menos. Retribuiu com um testimonial carinhoso e meigo e, meio sem querer, só para saber aonde as coisas iam chegar, te botei na minha crush list. Qual não foi a minha surpresa receber a mensagem dizendo que você me tinha na sua crush list também. Era o amor...

Não perdi tempo e arrumei uma viagem para Sampa a pretexto de trabalho e nos reencontramos. Fisicamente. Confesso que, a princípio, foi meio constragedor te rever depois de tanto tempo, mas assunto, graças ao Orkut, não faltou. Falamos das comunidades que odíavamos, das pessoas chatas que queriam nos adicionar e de como as pessoas tinham a cara dura de participar da comunidade "Como ou não como". Com tantas afinidades, as coisas não podiam terminar de outro jeito: começamos a namorar.

Eu sei que romance à distância não é fácil, mas, convenhamos, o Orkut facilitou muito. Ao contrário de simplesmente trocar e-mail ou falar no telefone, nós fazíamos parte de comunidades ativas onde discutíamos bem mais do que o trivial "eu te amo", "eu também". E os nossos amigos também estavam lá, vivenciando o nosso romance, exatamente como um namoro deve ser. Se lembra? Eles até criaram uma comunidade para nós: "O casal mais fofo da ponte aérea". Ah, se eles soubessem o que estava por vir...

É, o tempo passou, o romance e o Orkut viraram coisa do dia-a-dia. Logo a proximidade virtual não era mais suficiente para aplacar a distância real, e eu sucumbi ao ciúme. Assim, inconscientemente, vez ou outra me pegava passeando pelos seus amigos que eu não conhecia, vendo fotos, lendo os scraps e testimoniais que eles te mandavam, procurando sarna pra me coçar. Enfim achei.

Não negue. Eu sei o que está acontecendo. Aquele seu amiguinho marombado do trabalho, cujas paixões são Curintians (sic) e Asa de Águia, tem te mandado uns scraps bem esquisitos e o testimonial que ele escreveu, valha-me Deus, é justificativa para os mais hediondos crimes passionais. Quando o li, cheguei a me desesperar e fiquei uma semana me perguntando por que você aceitou aquela declaração? Logo de um cara que faz parte de uma comunidade tão imbecil. Mas como eu sou um cara centrado, me acalmei, disse para mim mesmo que estava exagerando, me fiz de morto e engoli o sapo.

Só que hoje, abri o meu Orkut e o meu mundo caiu. Fui só de brincadeira na sua home e descobri que você apagou o campo relacionamento e me tirou das suas paixões no seu profile. Aí também já é demais. Para piorar a situação, só faltava descobrir você numa comunidade dessas bem vagabundas. Mas como eu não faço parte da comunidade "Tenho sangue de Barata", me sinto obrigado a pedir satisfações. E aí? O que eu faço? Posso colocar solteiro e namoro (mulheres) no meu profile ou você tem alguma coisa a dizer que possa me convencer do contrário?

Injuriado,

Seu quase ex-namorado.

P.S. - Caso a gente termine, vamos resolver isso já: qual de nós sai do Orkut e vai para o Gazzag?

* * *

"Querido",

Recebi a sua carta, mas resolvi responder por e-mail. Pode ficar no Orkut, essa coisa já deu o que tinha que dar. Ah, e vê se aproveita para entrar nessa comunidade que tem tudo a ver com você.

Fui,

Sua ex-namorada.

P.S. - Bem que me disseram que quem gosta de Orkut não é lá essas coisas.


Lisandro Gaertner
Rio de Janeiro, 10/2/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. São Paulo e o medo no cinema de Elisa Andrade Buzzo
02. O bosque das almas infratoras de Elisa Andrade Buzzo
03. O que não fazer em época de crise de Fabio Gomes
04. As janelas de Guilherme de Elisa Andrade Buzzo
05. Silêncio de Verônica Mambrini


Mais Lisandro Gaertner
Mais Acessadas de Lisandro Gaertner em 2006
01. E Viva a Abolição – a peça - 1/6/2006
02. Cuidado: Texto de Humor - 28/7/2006
03. Orkut: fim de caso - 10/2/2006
04. Escritora de Bom Censo - 4/8/2006
05. Votos Úteis - 14/7/2006


Mais Especial Orkut
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/2/2006
18h24min
Muito interessante o texto de vocês. Ótimo. Parabéns
[Leia outros Comentários de Mauro Gorenstein]
8/2/2006
22h47min
Excelente. Gostei muitíssimo. Interessante as imagens de homem e mulher traçadas aqui. Ele, apaixonado, sonhador e ciumento, colocando a decisão final nas mãos da amada. Ela, segura e determinada, "foi" embora numa boa e ainda debochou. Não pensem que foi pelas imagens que gostei; podia ser o contrário. Gostei porque o texto é bom, bem escrito e bem humorado.
[Leia outros Comentários de cecile]
9/2/2006
14h25min
É extremamente importante que se discuta assuntos como esse. O lance do contato e a forma como se apresentam as pessoas é algo que pode influenciar os desavisados. Como o texto relata, é um instrumento facilitador no contato e integração com o mundo. Todavia, não podemos esquecer de que corremos os ríscos do envolvimento sentimental, uns para com os outros. Embora, o que se deva ter certeza é do que estamos buscando. Fora isso, é maravilhoso fazer parte de um universo de informações, de uma Era onde o conhecimento está cada vez mais ao nosso alcance. Parabéns ao Lisandro Gaertner!
[Leia outros Comentários de Daniel Menacho Lopes]
12/2/2006
20h25min
Toda essa tecnoligia deixa a gente embriagada de tanta informação. O Orkut e' um exemplo disso. As relações humanas estão se transformando com tanta rapidez que o nosso lado pscologico talvez não esteje tão preparado...
[Leia outros Comentários de Patricia Rosa Lara]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




2001-2010 - RENASCIMENTO NO MEIO DO CAOS
ARNALDO MOURTHÉ
REVAN
(2002)
R$ 31,28



ERNESTO TORNAGHI
HERMES GUIMARÃES (AUTOGRAFADO)
VOZES
(1979)
R$ 13,00



CONHEÇA A ALMA DOS ANIMAIS
SEVERINO BARBOSA
EME
(2009)
R$ 12,00



PAULO, O MONTANHÊS
ARNALDO GAMA
INCM
(1981)
R$ 20,00



THE AUDIO VISUAL: THE AVAILABILITY AND EXPLOITATION OF NON PRINT
EVELYN J. A. EVANS (GENERAL EDITOR) CAPA DURA
ANDRE DEUTSCH (LONDON)
(1975)
R$ 49,82



TEORIAS DA ADMINISTRAÇAO
RIBEIRO ANTONIO DE LIMA
SARAIVA
R$ 19,82



PROGRAMAÇÃO - CONCEITOS TÉCNICAS E LINGUAGENS
MARCOS VIANNA VILLAS
CAMPUS
(1987)
R$ 13,00



ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS - VOL I
LUIS CÉSAR G. DE ARAÚJO
ATLAS
(2008)
R$ 90,00



O JAPÃO
MAX DERRUAU
DIFUSÃO EUROPÉIA DO LIVRO
(1970)
R$ 6,00



O COSMOS DAS CORES
GUNTER KOLLERT
GOETHE
R$ 14,00





busca | avançada
38458 visitas/dia
1,4 milhão/mês