Orkut: fim de caso | Lisandro Gaertner | Digestivo Cultural

busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Mostra de Teatro traz quatro peças para assistir on-line
>>> Festival Som na Faixa apresenta edição online com atrações da música instrumental
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> A busca
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Papa Francisco
>>> Pequena notável
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> USP: 75 anos de histórias várias
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Minicursos na PUC Minas
>>> 7 de Setembro
>>> Dublinenses
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
Mais Recentes
>>> O Estranho Caso do Cachorro Morto de Mark Haddon pela Record (2011)
>>> Barriga de Trigo: Livre-se do Trigo, Livre-se dos Quilos a Mais e Descubra seu Caminho de Volta para a Saúde de William Davis pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Pecados sagrados de Nora Roberts; Alda Porto pela Bertrand Brasil (2009)
>>> Orgullosamente Lupita de Marta Anchustegui Y Amparin Serrano pela Independente (2008)
>>> As Crônicas de Bane de Cassandra Clare; Sarah Rees Brennan; Maureen Johnson pela Galera Record (2014)
>>> Quem Manipula os Povos Indígenas Contra o Desenvolvimento do Brasil de Lorenzo Carrasco; Silvia Palacios pela Capax Dei (2013)
>>> FIlho do Hamas de Mosab Hassan Yousef pela Sextante (2010)
>>> Decida você - Como e quanto viver de Renato Maia Guimarães pela Saude e Letras (2008)
>>> O jardim de ossos de Tess Gerritsen; Alexandre Raposo pela Record (2009)
>>> Perdas Necessárias de Judith Viorst pela Melhoramentos (2005)
>>> O corretor de John Grisham pela Rocco (2005)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James; Juliana Romeiro pela Intrinseca (2015)
>>> Esta Terra Tem Dono - Esta Tierra Tiene Dueño - Co Yvy Oguereco Yara de Alcy Cheuiche pela Age (2012)
>>> A Odisseia da Filosofia: Uma Breve História do Pensamento Ocidental de José Francisco Botelho pela Abril (2015)
>>> Pureza mortal de Nora Roberts; J. D. Robb; Renato Motta pela Bertrand Brasil (2011)
>>> A Hisótira da Ciência Para Quem Tem Pressa: De Galileu a Stephen Hawking em 200 Páginas de Nicola Chalton; Meredith MacArdle pela Valentina (2017)
>>> Contos da seleção o principe e o guarda de Kiera Cass; Cristian Clemente pela Seguinte (2014)
>>> 1808 de Laurentino Gomes pela Planeta do Brasil (2007)
>>> Dublinenses de James Joyce pela Biblioteca Folha (2003)
>>> Viaje a Ixtlan de Carlos Castaneda pela Fondo de Cultura Económica (2009)
>>> História do amor no Ocidente de Denis de Rougemont pela Ediouro (2003)
>>> As cidades invisíveis - coleção biblioteca folha de Italo Calvino pela Biblioteca Folha (2003)
>>> O evangelho segundo o espiritismo de Allan Kardec pela Ide (2004)
>>> Breves Respostas para Grandes Questões de Stephen Hawking pela Intrínseca (2018)
>>> Presença do Vinho no Brasil. um Pouco de História de Carlos Ernesto Cabral de Mello pela Cultura (2018)
>>> Uberizacao de Tom slee pela Elefante (2020)
>>> O Processo de Franz Kafka pela 1117 (2012)
>>> União 100 anos - Receitas que fazem nossa história de Açucar União pela Gold (2000)
>>> Os Miseráveis de Victor Hugo; Walcyr Carrasco pela Moderna (2012)
>>> La Religión Dentro de los Límites de la Mera Razón de Immanuel Kant pela Alianza Editorial (2009)
>>> A Dama das Camélias de Alexandre Dumas Filho pela Nova Alexandria (2015)
>>> Mentes Inquietas: TDAH - Desatenção, Hiperatividade e Impulsividade de Ana Beatriz Barbosa Silva pela Objetiva (2004)
>>> A primeira história do cristianismo de Daniel Marguerat pela Paulus, Loyola (2003)
>>> As erras mais primitivas da terra (Tomo 1 e 2) de G. H. Pember pela Ed Clássicos (2003)
>>> The Witcher Livro 1: O Último Desejo de Andrej Sapkowski pela WMF Martins Fontes (2011)
>>> O Hobbit de J. R. R. Tolkien pela WMF Martins Fontes (2013)
>>> O Silmarillion de J. R. R. Tolkien pela WMF Martins Fontes (2011)
>>> Livro de Uma Sogra – Obra Completa Nº 5 de Aluísio Azevedo pela Waldré (1982)
>>> O Mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (1992)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Abril (1979)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Abril (1979)
>>> Decamerão (2 volumes) de Giovanni Boccaccio pela Abril (1981)
>>> Relações entre a Igreja e o Estado de Rafael Llano Cifuentes pela José Olympio (1989)
>>> A Interpretação do Homem de Renato Kehl pela Francisco Alves (1951)
>>> Envelheça Sorrindo de Renato Kehl pela Francisco Alves (1949)
>>> O Milagre de Lourdes de Ruth Cranston pela Melhoramentos (1955)
>>> Diário de um pároco de aldeia de Georges Bernanos pela Agir (1964)
>>> A Doutrina Social da Igreja de G. C. Rutten, O. P. pela Agir (1947)
>>> Maria e o Evangelho de Jean Galot pela Aster (1961)
>>> O que sobrou do paraíso? de Jean Delumeau pela Companhia das letras (2003)
COLUNAS >>> Especial Orkut

Sexta-feira, 10/2/2006
Orkut: fim de caso
Lisandro Gaertner

+ de 8600 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Querida,

Eu sei que pode parecer um pouco estranho eu lhe enviar essa carta usando o correio normal, mas a privacidade necessária ao assunto que vou tratar tornou essa a única opção. Afinal, um e-mail poderia ser facilmente repassado e uma mensagem do Orkut iria acabar atingindo pessoas que não tem nada a ver com o caso. Por falar em Orkut, vou começar o nosso papo daí, já que ele foi o responsável pelo começo de tudo ou melhor pelo nosso recomeço.

Fazia uns anos que a gente não se via. Desde a nossa formatura no segundo grau, quando você foi estudar em Sampa, eu lamentavelmente perdi o contato contigo. Claro que você surgia no meu pensamento. Uma amiga tão legal não se esquece da noite pro dia. Mas os anos passaram, a faculdade acabou, você ficou em Sampa mesmo, entramos na vida adulta e enfim você se tornou apenas uma boa lembrança.

Um dia tudo mudou: um amigo me convidou para o Orkut. Ele me disse que o Orkut era uma ferramenta maneira, em que a gente reunia os amigos e encontrava ou reencontrava pessoas legais. Assim, logo que aceitei o convite, uma das primeiras coisas que fiz foi te procurar. Só que toda a vez que eu procurava o teu nome, nada de te encontrar. Eu já tinha até esquecido disso, quando, um dia eu recebi o seu convite. Para ser seu amigo.

Eu já era seu amigo, isso a gente sabe, mas naquele ponto, ser chamado para ser seu amigo virtual, era reviver todos os nossos bons momentos de adolescência. Sabe aqueles momentos que a gente usa para acalmar a mente antes de dormir? São bons, né? Essa era a minha oportunidade de tirar isso da memória direto pro mundo real. Então, sem pestanejar, eu te adicionei.

Fiz o de praxe. Li o teu profile, vi as suas fotos (você continuava uma gata), e, sem perceber, acabei te mandando um scrap engraçadinho. Até pensei em redigir um testimonial, mas, apesar de seu profile mostrar que você estava solteira, como fazia muito tempo que não nos víamos, achei isso um pouco precipitado. Para a minha surpresa, você respondeu rapidamente e recomeçamos a nos comunicar. Um scrap aqui, um scrap alí, um convite para uma comunidade que nós dois íamos curtir, como aquela do Garfield, e pimba: eu te escrevi um testimonial. Você não deixou por menos. Retribuiu com um testimonial carinhoso e meigo e, meio sem querer, só para saber aonde as coisas iam chegar, te botei na minha crush list. Qual não foi a minha surpresa receber a mensagem dizendo que você me tinha na sua crush list também. Era o amor...

Não perdi tempo e arrumei uma viagem para Sampa a pretexto de trabalho e nos reencontramos. Fisicamente. Confesso que, a princípio, foi meio constragedor te rever depois de tanto tempo, mas assunto, graças ao Orkut, não faltou. Falamos das comunidades que odíavamos, das pessoas chatas que queriam nos adicionar e de como as pessoas tinham a cara dura de participar da comunidade "Como ou não como". Com tantas afinidades, as coisas não podiam terminar de outro jeito: começamos a namorar.

Eu sei que romance à distância não é fácil, mas, convenhamos, o Orkut facilitou muito. Ao contrário de simplesmente trocar e-mail ou falar no telefone, nós fazíamos parte de comunidades ativas onde discutíamos bem mais do que o trivial "eu te amo", "eu também". E os nossos amigos também estavam lá, vivenciando o nosso romance, exatamente como um namoro deve ser. Se lembra? Eles até criaram uma comunidade para nós: "O casal mais fofo da ponte aérea". Ah, se eles soubessem o que estava por vir...

É, o tempo passou, o romance e o Orkut viraram coisa do dia-a-dia. Logo a proximidade virtual não era mais suficiente para aplacar a distância real, e eu sucumbi ao ciúme. Assim, inconscientemente, vez ou outra me pegava passeando pelos seus amigos que eu não conhecia, vendo fotos, lendo os scraps e testimoniais que eles te mandavam, procurando sarna pra me coçar. Enfim achei.

Não negue. Eu sei o que está acontecendo. Aquele seu amiguinho marombado do trabalho, cujas paixões são Curintians (sic) e Asa de Águia, tem te mandado uns scraps bem esquisitos e o testimonial que ele escreveu, valha-me Deus, é justificativa para os mais hediondos crimes passionais. Quando o li, cheguei a me desesperar e fiquei uma semana me perguntando por que você aceitou aquela declaração? Logo de um cara que faz parte de uma comunidade tão imbecil. Mas como eu sou um cara centrado, me acalmei, disse para mim mesmo que estava exagerando, me fiz de morto e engoli o sapo.

Só que hoje, abri o meu Orkut e o meu mundo caiu. Fui só de brincadeira na sua home e descobri que você apagou o campo relacionamento e me tirou das suas paixões no seu profile. Aí também já é demais. Para piorar a situação, só faltava descobrir você numa comunidade dessas bem vagabundas. Mas como eu não faço parte da comunidade "Tenho sangue de Barata", me sinto obrigado a pedir satisfações. E aí? O que eu faço? Posso colocar solteiro e namoro (mulheres) no meu profile ou você tem alguma coisa a dizer que possa me convencer do contrário?

Injuriado,

Seu quase ex-namorado.

P.S. - Caso a gente termine, vamos resolver isso já: qual de nós sai do Orkut e vai para o Gazzag?

* * *

"Querido",

Recebi a sua carta, mas resolvi responder por e-mail. Pode ficar no Orkut, essa coisa já deu o que tinha que dar. Ah, e vê se aproveita para entrar nessa comunidade que tem tudo a ver com você.

Fui,

Sua ex-namorada.

P.S. - Bem que me disseram que quem gosta de Orkut não é lá essas coisas.


Lisandro Gaertner
Belo Horizonte, 10/2/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Encontre seu motivo para blogar de Adriana Baggio


Mais Lisandro Gaertner
Mais Acessadas de Lisandro Gaertner em 2006
01. E Viva a Abolição – a peça - 1/6/2006
02. Cuidado: Texto de Humor - 28/7/2006
03. Orkut: fim de caso - 10/2/2006
04. Escritora de Bom Censo - 4/8/2006
05. Votos Úteis - 14/7/2006


Mais Especial Orkut
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
8/2/2006
18h24min
Muito interessante o texto de vocês. Ótimo. Parabéns
[Leia outros Comentários de Mauro Gorenstein]
8/2/2006
22h47min
Excelente. Gostei muitíssimo. Interessante as imagens de homem e mulher traçadas aqui. Ele, apaixonado, sonhador e ciumento, colocando a decisão final nas mãos da amada. Ela, segura e determinada, "foi" embora numa boa e ainda debochou. Não pensem que foi pelas imagens que gostei; podia ser o contrário. Gostei porque o texto é bom, bem escrito e bem humorado.
[Leia outros Comentários de cecile]
9/2/2006
14h25min
É extremamente importante que se discuta assuntos como esse. O lance do contato e a forma como se apresentam as pessoas é algo que pode influenciar os desavisados. Como o texto relata, é um instrumento facilitador no contato e integração com o mundo. Todavia, não podemos esquecer de que corremos os ríscos do envolvimento sentimental, uns para com os outros. Embora, o que se deva ter certeza é do que estamos buscando. Fora isso, é maravilhoso fazer parte de um universo de informações, de uma Era onde o conhecimento está cada vez mais ao nosso alcance. Parabéns ao Lisandro Gaertner!
[Leia outros Comentários de Daniel Menacho Lopes]
12/2/2006
20h25min
Toda essa tecnoligia deixa a gente embriagada de tanta informação. O Orkut e' um exemplo disso. As relações humanas estão se transformando com tanta rapidez que o nosso lado pscologico talvez não esteje tão preparado...
[Leia outros Comentários de Patricia Rosa Lara]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA
SCOTT TUROW
RECORD
(1987)
R$ 5,00



ONTEM À NOITE ERA SEXTA-FEIRA
ROBERTO DRUMMOND
SICILIANO
(1991)
R$ 8,90



CAMPANHA DA BIRMÂNIA
MICHAEL CALVERT
RENES
(1978)
R$ 9,90



COLEÇÃO OBJETIVO PORTUGUÊS LITERATURA BRASILEIRA LIVRO 4
COLEÇÃO OBJETIVO
CERED
R$ 6,90



TUA FÉ TE GUIARÁ
TECA JORGE / JANAINA VIEIRA
GENTE
(1999)
R$ 10,00



O PRIMEIRO TREM EM BRASÍLIA; A BOMBA DO TERROR - SÃO PAULO;
REVISTA MANCHETE, Nº 837 DE 1968
BLOCH
(1968)
R$ 35,28



REVISTA BRASILEIRA DE OFTALMOLOGIA Nª 3
SOCIEDADE BRASILEIRA DE OFTALMOLOGIA
SOCIEDADE BRASILEIRA DE OFT
(1977)
R$ 11,66



PROBLEMÁTICA DA CIVILIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA
WILSON DE LIMA BASTOS
EDIÇÕES PARAIBUNA
(1974)
R$ 9,28



BOM LIVRO - MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS
MANUEL ANTONIO DE ALMEIDA
ATICA
(1973)
R$ 6,90



HISTÓRIAS QUE TRAZEM FELICIDADE - 3ª EDIÇÃO
RICHARD SIMONETTI
CEAC
(2005)
R$ 7,00





busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês