Cuidado: Texto de Humor | Lisandro Gaertner | Digestivo Cultural

busca | avançada
44704 visitas/dia
2,9 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Espetáculo inspirado na vida cotidiana do Bixiga volta ao cartaz comemorando 28 anos do Teatro do In
>>> Semana Gastronômica do Granja
>>> Mulheres em meio ao conflito:sobre inclusão, acolhimento e sororidade incondicional
>>> Arsenal da Esperança faz ensaios de teatro com moradores em situação de rua
>>> Vem pra Feira do Pimp Estoque: Economia Circular com catadoras, catadores e artistas!
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
>>> O tipógrafo-artista Flávio Vignoli: entrevista
>>> Deixe-me ir, preciso andar, vou por aí a procurar
>>> Olimpíada de Matemática com a Catarina
>>> Mas sem só trapaças: sobre Sequências
>>> Insônia e lantanas na estreia de Rafael Martins
Colunistas
Últimos Posts
>>> Inteligência artificial e o fim da programação
>>> Temer fala... (2023)
>>> George Prochnik sobre Stefan Zweig (2014)
>>> Hoffmann e Khosla sobre inteligência artificial
>>> Tucker Carlson no All-In
>>> Keleti: de engenheiro a gestor
>>> LeCun, Bubeck, Harris e a inteligência artificial
>>> Joe Satriani tocando Van Halen (2023)
>>> Linger by IMY2
>>> How Soon Is Now by Johnny Marr (2021)
Últimos Posts
>>> Toda luz que não podemos ver: política e encenação
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Culpa não tem rima
>>> As duas faces de Janus
>>> Universos paralelos
>>> A caixa de Pandora do século XX
>>> Adão não pediu desculpas
>>> No meu tempo
>>> Caixa da Invisibilidade ou Pasme (depois do Enem)
>>> CHUVA
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sites que mudaram o mundo
>>> Textos, contextos e pretextos
>>> Dicas da Semana
>>> 19 de Abril #digestivo10anos
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> O perfeito cozinheiro das almas deste mundo
>>> O sol na cabeça
>>> Ozzy e Justin Bieber
>>> André Esteves e Felipe Miranda
>>> Ave Caesar, morituri te salutant
Mais Recentes
>>> Ressonância - apresente histórias visuais que encantam o público de Nancy Duarte pela Alta Books (2012)
>>> Influencie! de Michael Pantalon pela Lua De Papel (2012)
>>> Feedback para resultados na gestão por competências pela avaliação 360º de Rogerio Leme pela Qualitymark (2012)
>>> Guia Completo da Bíblia de Seleções do Reader's Digest pela Reader's Digest (2003)
>>> Cartas Dos Campos De Batalha Do Paraguai de Richard Francis Burton pela Fisicalbook (1997)
>>> O Soldado e o Estado - teoria e política das relações entre civis e militares de Samuel P. Huntington pela Biblioteca do Exército (1996)
>>> Formação Do Oficial Do Exército de Jehovah Motta pela Biblioteca Do Exército (1998)
>>> O Sal Da Terra de Joseph Ratzinger pela Imago (1997)
>>> História Política de Sergipe 3º volume de Ariosvaldo Figueiredo pela Do Autor (1989)
>>> Fundamentos de matemática Elementar 10 - geometria Espacial posição e métrica de Gelson Iezzi pela Atual (1978)
>>> Dá pra Consertar? Empresas que iam muito bem de repente passaram a ir mal de Julio Ribeiro pela Dash (2014)
>>> Fundamentos de matemática Elementar 5 - Combinatória, Probabilidade de Gelson Iezzi pela Atual (1977)
>>> Fundamentos de matemática Elementar 4 - Sequências, Matrizes, Determinantes, Sistemas de Gelson Iezzi pela Atual (1977)
>>> Fundamentos de matemática Elementar 3 (Trigonometria) de Gelson Iezzi pela Atual (1978)
>>> Feitas para o Cliente de Roberto Meir - Daniel Domeneghetti pela Padrão Editorial (2012)
>>> O Cerne Da Discordia: A Guerra Do Paraguai E O Nucleo Profissional Do Exercito Brasileiro de Vitor Izecksohn pela Biblioteca Do Exercito (1997)
>>> Execução - A Disciplina para Atingir Resultados de Larry Bossidy - Ram Charan pela Campus (2005)
>>> Os Visitantes da Noite de James Herbert pela Best Seller (1986)
>>> Vultos do Ensino Militar de Arivaldo Fontes pela Não Indicado (1991)
>>> História de Uma Alma - manuscritos autobiográficos de Santa Teresa do menino Jesus e da Sagrada Face pela Paulinas (1975)
>>> A Revolucão Fintech - O Manual das Startups Financeiras de Susanne Chishti - Janos Barberis pela Alta Books (2017)
>>> História Militar Do Brasil. -- ( Biblioteca Do Exército. Coleção General Benício ; 366 ) de Gustavo Barroso pela Biblioteca Do Exército. Bibliex (2000)
>>> Retalhos do Passado de J. Procópio Filho pela Do Autor (1966)
>>> A Vida de Santa Filomena dd de Cônego João Carneiro pela Não Indicada (1957)
>>> Plano de negócios com o modelo Canvas - Guia Prático de avaliação de ideias de negócio a partir de exemplos de Jose Dornelas e outros pela Gen - Ltc
COLUNAS

Sexta-feira, 28/7/2006
Cuidado: Texto de Humor
Lisandro Gaertner
+ de 13600 Acessos
+ 10 Comentário(s)

Algo que sempre me espanta quando publico qualquer coisa no Digestivo é a reação dos leitores. Alguns elogiam, me recompensando o esforço com pequenas cócegas no ego, enquanto outros levam o texto a sério demais ou simplesmente não aceitam que eu tenha tratado o assunto com tanta leviandade. Durante um certo tempo, eu não entendia o porquê disso, mas, depois de ler com atenção os comentários deixados nos meus artigos, cheguei a uma terrível conclusão. Infelizmente, nessa terra de A Praça é Nossa, em que Jô Soares é considerado um dos maiores intelectuais, eu tento fazer humor. E qual o problema com isso? Nenhum, nenhum. Mas essa conclusão me levou a um questionamento: existe espaço para o humor no Digestivo?

Sim e não. Grande parte dos mais bem humorados escritores que conheço me foi apresentada por essa publicação. Rafael Lima, velho amigo, Alexandre Soares Silva, Polzonoff, Paulo Salles, Fabio Danesi Rossi, dentre tantos colunistas que já deixaram a sua marca aqui, usaram de humor em excelentes colunas sobre os mais variados assuntos. Mas, por outro lado, eles não eram, nem se apresentavam como humoristas. Para complicar, o Digestivo é um lugar também de ensaios e artigos escritos por grandes figuras como Sérgio Augusto e Sonia Nolasco. Gente que, quando faz algum comentário bem humorado, não conta piada, ridiculariza a realidade. Como posso, então, eu, colunista popularesco, formado pela coleção Para Gostar de Ler e pela revista MAD, me encaixar aqui? Depois de analisar longamente esse dilema, durante duas viagens de ônibus, com engarrafamento, diga-se de passagem, cheguei a três respostas para essa questão.

A primeira, sair daqui. Peço desculpas ao Julio e, usando um dos meus já famosos pretextos para não publicar me despeço dizendo: "Os leitores não me entendem". Contudo, essa não me parece uma opção razoável. Afinal, quando o escritor diz uma coisa dessas, pode crer, o problema é dele mesmo que, por não prestar atenção suficiente nas aulas de redação, pontuação e gramática, resolveu transformar a sua falta de habilidade com a língua portuguesa num gênero literário marginal. Imaginem, só, se eu me dou a um desfrute desses? Daqui a pouco vocês iriam me ver na FLIP participando de uma mesa redonda sobre o papel do solvente e da maconha na criação literária. Brrrr... Tétrico.

Minha segunda opção é tentar me adequar aos leitores. Coisa dificílima por essas bandas. Quando eu tinha uns 10 anos de idade, nem briga de moral eu ganhava. E olha que o mais capaz dos meus opositores só tinha lido metade de Os Meninos da Rua Paulo. Agora, se eu fosse desafiado por algum de vocês, apesar de não ter o físico necessário, eu preferiria partir mesmo é pra porrada, mesmo antecipando a surra que iria levar. O abismo intelectual entre nós é tão sério que, acredito, nunca houve um descompasso tão grande entre o colunista e os que o lêem desde a publicação da Clarah Averbuck na Tribuna da Imprensa ou mesmo da Maria Mariana na Capricho. Desculpem o último comentário, mas me senti obrigado a deixá-lo no texto final só para mostrar como sou baixo. Tá vendo? Até cachorro morto, eu chuto.

A terceira e derradeira opção é contar com a sua compreensão. Isso mesmo, com a sua compreensão. Eu sei que lá no fundo você tem alguma. Você agüenta os grupos de pagode que circundam os bares sem atirar pedras nos pretensos músicos, conversa com o seu síndico numa descida de elevador sem ter um surto psicótico e participa de todas as festas do escritório sem sugerir que enfiem a cara do maldito aniversariante dentro do bolo. Viu, só? Você é uma pessoa muito compreensiva. Por isso, eu lhe peço: toda vez que vir um artigo assinado por mim, mesmo que o título mencione Crise no Oriente Médio, Congresso Nacional, Final de Novela das Oito ou Gravidez de Estrela Global, tenha cuidado, provavelmente é um texto de humor.

Ou não, como diria o nosso por enquanto ministro da Cultura, Ozzy Osbourne. Pêra aí, nosso ministro não é o Ozzy, é o Gil. Desculpe o engano. Sabe como é: os dois não falam coisa com coisa e têm filhas gordas e escandalosas. As similaridades são tantas que a gente confunde...

Ai, esse é um dos problemas de fazer de humor: a gente nunca sabe quando, onde, como e por que parar.


Lisandro Gaertner
Rio de Janeiro, 28/7/2006

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (III) de Cassionei Niches Petry
02. O tipo que faz promessa de Ana Elisa Ribeiro
03. Tempo vida poesia 4/5 de Elisa Andrade Buzzo
04. O aniversário mais triste de São Paulo de Débora Carvalho
05. Introdução à lógica do talento literário de Ana Elisa Ribeiro


Mais Lisandro Gaertner
Mais Acessadas de Lisandro Gaertner em 2006
01. E Viva a Abolição – a peça - 1/6/2006
02. Cuidado: Texto de Humor - 28/7/2006
03. Orkut: fim de caso - 10/2/2006
04. Escritora de Bom Censo - 4/8/2006
05. Um presidente relutante - 18/8/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/7/2006
10h35min
é sempre interessante ver alguém entregando os pontos, a não ser, é claro, que vc esteja fazendo humor agora também. pôxa, agora caiu a ficha! é de morrer de rir!!!
[Leia outros Comentários de eassis]
26/7/2006
12h33min
Acredite, eu te entendo. O meu humor é muito mais ácido e corrosivo que o seu, mas as pessoas que lêem o Digestivo também não o compreendem, em sua maioria. Às vezes dou sortte e pego um leitor inteligente e com fino senso de humor que aprecia o que escrevo, mas eu recebo cada pedrada... mas eu não ligo. Continuo escrevendo o que me dá na telha.
[Leia outros Comentários de Daniela Castilho]
26/7/2006
14h52min
Hilário. Simples assim... E não, não é ironia... O quê? Mas eu juro que não é!... Não, pela minha mãe mortinha, não, que aí você já tá extrapolando... E quer saber? Larga a mão de ser temperamental, oras! Passar bem!
[Leia outros Comentários de Lívia Santana]
26/7/2006
15h20min
Até gosto do Gilberto Gil. Mesmo para ministro da cultura. Mas a comparação foi demais. Contei para os colegas daqui do trabalho e foi risada geral. Continue com o humor, que é fundamental. Toda conversa de bar, de festa, de churrascada, tem que ser regada a humor inteligente. E só leio artigos de quem sabe usar humor para criticar coisa séria (ou não muito séria). Comentários inflamados e ofendidos são o combustível disto tudo. E viva a vaia.
[Leia outros Comentários de Sergio Colotto]
26/7/2006
22h01min
É. Acho que será possível continuar lendo os seus textos... "continuar" do verbo "eu já lia antes". Não cometa suicídio, por favor. Abraços
[Leia outros Comentários de Mourão Paiva]
27/7/2006
09h25min
Lisandro, vou considerar que este seu texto agora também é uma piada, digo, apenas gozando da gente. Não vá embora. Humor inteligente hoje em dia está tão raro que seria uma grande perda sua saida. Um grande abraço, Ivo Samel
[Leia outros Comentários de Ivo Samel]
27/7/2006
09h27min
Eu gosto muito de ler seus textos. Assemelham-se a um leve desabafo ou a uma conversa com os próprios botões. Gosto dessa sua naturalidade despreocupada com que desenvolve seus temas e pensamentos. Não importa se sua formação veio dos livros Para Gostar de Ler, o melhor de você é por você ser você. Saudações Poéticas!
[Leia outros Comentários de Versos & Acordes]
30/7/2006
19h22min
E cada vez mais, convenço-me de que a humildade não é atributo de escritores de qualquer gênero. Nossa, alguns leitores estão até desesperados! Ou será que eu não entendi o texto?
[Leia outros Comentários de Joyce]
10/8/2006
09h54min
Bingo! Depois deste, não deixo de ler nunca mais seus textos. Perfect!
[Leia outros Comentários de Jaque]
3/11/2006
06h08min
De vez em quando me pego conversando coisa séria em barzinho. E barzinhos definitivamente não foram feitos para papos sérios (só de qdo em vez). Preciso ler mais seus textos caramba!
[Leia outros Comentários de carlos eduardo perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Histórias Que a Umbanda nos Conta
Marco Boeing
Coração Brasil
(2008)



/Mônica Nº 179
Mauricio de Souza
Globo
(2001)



Livro Literatura Estrangeira An Abundance of Katherines
John Green
Speak
(2006)



Toda Mulher Tem 7 Homens autógrafo da autora
Vera Lucas
Vermelho marinho
(2012)



D. Pedro I e o Brasil - Revisão da História
Avertano Cruz
Pallas
(1981)



Amar de Novo
Danielle Steel
Record
(1987)



O Fabuloso Patrocínio Filho 311
R. Magalhães Júnior
Lisa



A Vida dos Invertebrados
F.Harvey Pough / Christiane M. Janis/ John B. Heiser
Atheneu
(2008)



Memória, História e Imaginação
Teócrito Abritta
Oficina do Livro



Golpe de Vista
Palaoro
Atual
(2010)





busca | avançada
44704 visitas/dia
2,9 milhões/mês