Cuidado: Texto de Humor | Lisandro Gaertner | Digestivo Cultural

busca | avançada
75847 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Semana de 22 e Modernismo: um fracasso nacional
>>> Narciso revisitado na obra de Fabricius Nery
>>> A campanha on-line de Obama
>>> Entrevista de Emprego
>>> Três e Dez para Yuma
>>> Três e Dez para Yuma
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
>>> 1984, de George Orwell, com Fromm, Pimlott e Pynchon
>>> O Afeto Autoritário de Renato Janine Ribeiro
>>> Deepak Chopra Speaker Series
Mais Recentes
>>> Return of Sherlock Holmes de Arthur Conan Doyle pela Wordsworth Classics
>>> Arte e Medicina: Interfaces de uma Profissão de André Mota (org.) pela Usp (2010)
>>> A Viagem de Théo de Catherine Clément; Eduardo Brandão pela Companhia das Letras (2002)
>>> Lágrimas Negras de Nieves Hidalgo pela Esencia (2014)
>>> Cobras Criadas de Luiz Maklouf Carvalho pela Senac Sp (2001)
>>> A Ilha Prometida - a História de Nova York de Anka Muhlstein pela Companhia das Letras (1991)
>>> La Ciencia En una Sociedad Libre de Paul Feyerabend pela Siglo Veintiuno Editores (1982)
>>> Moderna Plus - Biologia - V. 02 de Amabis Martho pela Moderna (2009)
>>> Senhora - Série Bom Livro de José de Alencar pela Ática (1998)
>>> Hospital: Fui Bem Atendido!!! a Vez do Brasil de Victor Mirshawka pela Makron Books (1994)
>>> Alvenaria Burguesa de Carlos A. C. Lemos pela Nobel (1985)
>>> Mathematics - Unlimited de Vários pela Harcourt (1991)
>>> Vinte anos depois Vol III de Alexandre Dumas pela Fittipaldi (1957)
>>> Desonrada de Mukhtar Mai; Marie Thérèse Cuny pela Best Seller (2007)
>>> Ulisses de James Joyce / Antonio Houaiss - Tradução pela Civilização Brasileira (1975)
>>> Destruição e Equilibrio de Sergio de Almeida Rodrigues pela Atual
>>> Saque - a Seda Líquida de Antonio Campis pela Senac (2012)
>>> Para Viver Juntos - Ciencias 9º Ano - Ensino Fundamental ii de Bezerra; Lia Monguilhott pela Sm Didáticos (2014)
>>> Lei das Sociedades por Ações de Vários Autores pela Atlas (2003)
>>> Do Que os Homens Gostam de Dra. Laura Schlessnger pela Sextante (2005)
>>> O Caso Debray - um Crime Monstruoso de Jean-paul Sartre pela Edições Dorell (1968)
>>> Tudo Vai Dar Certo de Cesar Romão pela Academia de Intelige (2008)
>>> 2 Vols. os Donos do Poder de Raymundo Faoro pela Globo (1977)
>>> Kindness Counts de Jan Berenstain; Stan Berenstain; pela Zondervan Usa (2010)
>>> Morte de um Dissidente de Vários Autores pela Companhia das Letras (2007)
COLUNAS

Sexta-feira, 28/7/2006
Cuidado: Texto de Humor
Lisandro Gaertner

+ de 13200 Acessos
+ 10 Comentário(s)

Algo que sempre me espanta quando publico qualquer coisa no Digestivo é a reação dos leitores. Alguns elogiam, me recompensando o esforço com pequenas cócegas no ego, enquanto outros levam o texto a sério demais ou simplesmente não aceitam que eu tenha tratado o assunto com tanta leviandade. Durante um certo tempo, eu não entendia o porquê disso, mas, depois de ler com atenção os comentários deixados nos meus artigos, cheguei a uma terrível conclusão. Infelizmente, nessa terra de A Praça é Nossa, em que Jô Soares é considerado um dos maiores intelectuais, eu tento fazer humor. E qual o problema com isso? Nenhum, nenhum. Mas essa conclusão me levou a um questionamento: existe espaço para o humor no Digestivo?

Sim e não. Grande parte dos mais bem humorados escritores que conheço me foi apresentada por essa publicação. Rafael Lima, velho amigo, Alexandre Soares Silva, Polzonoff, Paulo Salles, Fabio Danesi Rossi, dentre tantos colunistas que já deixaram a sua marca aqui, usaram de humor em excelentes colunas sobre os mais variados assuntos. Mas, por outro lado, eles não eram, nem se apresentavam como humoristas. Para complicar, o Digestivo é um lugar também de ensaios e artigos escritos por grandes figuras como Sérgio Augusto e Sonia Nolasco. Gente que, quando faz algum comentário bem humorado, não conta piada, ridiculariza a realidade. Como posso, então, eu, colunista popularesco, formado pela coleção Para Gostar de Ler e pela revista MAD, me encaixar aqui? Depois de analisar longamente esse dilema, durante duas viagens de ônibus, com engarrafamento, diga-se de passagem, cheguei a três respostas para essa questão.

A primeira, sair daqui. Peço desculpas ao Julio e, usando um dos meus já famosos pretextos para não publicar me despeço dizendo: "Os leitores não me entendem". Contudo, essa não me parece uma opção razoável. Afinal, quando o escritor diz uma coisa dessas, pode crer, o problema é dele mesmo que, por não prestar atenção suficiente nas aulas de redação, pontuação e gramática, resolveu transformar a sua falta de habilidade com a língua portuguesa num gênero literário marginal. Imaginem, só, se eu me dou a um desfrute desses? Daqui a pouco vocês iriam me ver na FLIP participando de uma mesa redonda sobre o papel do solvente e da maconha na criação literária. Brrrr... Tétrico.

Minha segunda opção é tentar me adequar aos leitores. Coisa dificílima por essas bandas. Quando eu tinha uns 10 anos de idade, nem briga de moral eu ganhava. E olha que o mais capaz dos meus opositores só tinha lido metade de Os Meninos da Rua Paulo. Agora, se eu fosse desafiado por algum de vocês, apesar de não ter o físico necessário, eu preferiria partir mesmo é pra porrada, mesmo antecipando a surra que iria levar. O abismo intelectual entre nós é tão sério que, acredito, nunca houve um descompasso tão grande entre o colunista e os que o lêem desde a publicação da Clarah Averbuck na Tribuna da Imprensa ou mesmo da Maria Mariana na Capricho. Desculpem o último comentário, mas me senti obrigado a deixá-lo no texto final só para mostrar como sou baixo. Tá vendo? Até cachorro morto, eu chuto.

A terceira e derradeira opção é contar com a sua compreensão. Isso mesmo, com a sua compreensão. Eu sei que lá no fundo você tem alguma. Você agüenta os grupos de pagode que circundam os bares sem atirar pedras nos pretensos músicos, conversa com o seu síndico numa descida de elevador sem ter um surto psicótico e participa de todas as festas do escritório sem sugerir que enfiem a cara do maldito aniversariante dentro do bolo. Viu, só? Você é uma pessoa muito compreensiva. Por isso, eu lhe peço: toda vez que vir um artigo assinado por mim, mesmo que o título mencione Crise no Oriente Médio, Congresso Nacional, Final de Novela das Oito ou Gravidez de Estrela Global, tenha cuidado, provavelmente é um texto de humor.

Ou não, como diria o nosso por enquanto ministro da Cultura, Ozzy Osbourne. Pêra aí, nosso ministro não é o Ozzy, é o Gil. Desculpe o engano. Sabe como é: os dois não falam coisa com coisa e têm filhas gordas e escandalosas. As similaridades são tantas que a gente confunde...

Ai, esse é um dos problemas de fazer de humor: a gente nunca sabe quando, onde, como e por que parar.


Lisandro Gaertner
Belo Horizonte, 28/7/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O homem que não gostava de beijos de Rafael Rodrigues
02. Lennon engano de Guga Schultze
03. Valsa para Bruno Stein de Rafael Rodrigues
04. Com a palavra, as gordas, feias e mal amadas de Marcelo Spalding
05. Sete tecnologias que marcaram meu 2006 de Ram Rajagopal


Mais Lisandro Gaertner
Mais Acessadas de Lisandro Gaertner em 2006
01. E Viva a Abolição – a peça - 1/6/2006
02. Cuidado: Texto de Humor - 28/7/2006
03. Orkut: fim de caso - 10/2/2006
04. Escritora de Bom Censo - 4/8/2006
05. Um presidente relutante - 18/8/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/7/2006
10h35min
é sempre interessante ver alguém entregando os pontos, a não ser, é claro, que vc esteja fazendo humor agora também. pôxa, agora caiu a ficha! é de morrer de rir!!!
[Leia outros Comentários de eassis]
26/7/2006
12h33min
Acredite, eu te entendo. O meu humor é muito mais ácido e corrosivo que o seu, mas as pessoas que lêem o Digestivo também não o compreendem, em sua maioria. Às vezes dou sortte e pego um leitor inteligente e com fino senso de humor que aprecia o que escrevo, mas eu recebo cada pedrada... mas eu não ligo. Continuo escrevendo o que me dá na telha.
[Leia outros Comentários de Daniela Castilho]
26/7/2006
14h52min
Hilário. Simples assim... E não, não é ironia... O quê? Mas eu juro que não é!... Não, pela minha mãe mortinha, não, que aí você já tá extrapolando... E quer saber? Larga a mão de ser temperamental, oras! Passar bem!
[Leia outros Comentários de Lívia Santana]
26/7/2006
15h20min
Até gosto do Gilberto Gil. Mesmo para ministro da cultura. Mas a comparação foi demais. Contei para os colegas daqui do trabalho e foi risada geral. Continue com o humor, que é fundamental. Toda conversa de bar, de festa, de churrascada, tem que ser regada a humor inteligente. E só leio artigos de quem sabe usar humor para criticar coisa séria (ou não muito séria). Comentários inflamados e ofendidos são o combustível disto tudo. E viva a vaia.
[Leia outros Comentários de Sergio Colotto]
26/7/2006
22h01min
É. Acho que será possível continuar lendo os seus textos... "continuar" do verbo "eu já lia antes". Não cometa suicídio, por favor. Abraços
[Leia outros Comentários de Mourão Paiva]
27/7/2006
09h25min
Lisandro, vou considerar que este seu texto agora também é uma piada, digo, apenas gozando da gente. Não vá embora. Humor inteligente hoje em dia está tão raro que seria uma grande perda sua saida. Um grande abraço, Ivo Samel
[Leia outros Comentários de Ivo Samel]
27/7/2006
09h27min
Eu gosto muito de ler seus textos. Assemelham-se a um leve desabafo ou a uma conversa com os próprios botões. Gosto dessa sua naturalidade despreocupada com que desenvolve seus temas e pensamentos. Não importa se sua formação veio dos livros Para Gostar de Ler, o melhor de você é por você ser você. Saudações Poéticas!
[Leia outros Comentários de Versos & Acordes]
30/7/2006
19h22min
E cada vez mais, convenço-me de que a humildade não é atributo de escritores de qualquer gênero. Nossa, alguns leitores estão até desesperados! Ou será que eu não entendi o texto?
[Leia outros Comentários de Joyce]
10/8/2006
09h54min
Bingo! Depois deste, não deixo de ler nunca mais seus textos. Perfect!
[Leia outros Comentários de Jaque]
3/11/2006
06h08min
De vez em quando me pego conversando coisa séria em barzinho. E barzinhos definitivamente não foram feitos para papos sérios (só de qdo em vez). Preciso ler mais seus textos caramba!
[Leia outros Comentários de carlos eduardo perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Liberdade Emocional
Judith Orloff
Rocco
(2011)



Valentine - Princess (capa Dura,
Meg Cabot
Harper Collins
(2006)



A Galinha Preta -
Martina Schlossmacher
Martins Fontes
(2000)



A Irmã da Lua - as Sete Irmãs - Livro 5
Lucinda Riley
Arqueiro
(2018)



Estrutura da Notícia - 2ª Edição
Nilson Lage
Ática
(1987)



Adorável Impostora
Roxane St. Claire
Harlequin Books
(2007)



Zapp! the Lightning of Empowerment
William C. Byham Jeff Cox
Ballantine Books
(1992)



Redes de Computadores das Lans Mans e Wans às Redes Atm
Luiz Fernando Gomes Soares - Guido Lemos - Sérgio
Campus
(1995)



As Uvas da Raiva
Sergio Bermudas
Nova Fronteira
(2002)



Dez Anos da Comissão de Direitos Humanos
Maria Luíza Marcílio
Universidade de São Paulo
(2007)





busca | avançada
75847 visitas/dia
1,8 milhão/mês