Nas redes do sexo | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> Conrado Hubner fala a Pedro Doria
Últimos Posts
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
>>> Cinema: Curtíssimas terá estreia neste sábado (28)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A todos que passem por aqui
>>> João Paulo Cuenca e seu Corpo Presente
>>> Neruda, oportunista fantasiado de santo
>>> VTEX e Black & Decker sobre transformação digital
>>> Apresentação
>>> Fetiches de segunda mão
>>> Em busca do vampiro de Curitiba
>>> Millennials
>>> Um ano de blog
>>> Aracy Guimaraes Rosa
Mais Recentes
>>> Evangelho por Emmanuel - Comentários ao Evangelho Segundo Mateus de Francisco Cândido Xavier pela Feb (2015)
>>> A Casa do Califa de Tahir Shah pela Roça Nova (2008)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Francisco - o Sol de Assis de Divaldo Franco e Cezar Braga Said pela Leal (2014)
>>> Salomé - o Encanto das Mulheres Que Surgem do Céu de Sandra Carneiro pela Vivaluz (2014)
>>> Eight early tantras of the great perfection - elixir ambrosia de Christopher wilkinson pela Christopher wilkinson (2016)
>>> O Homem Que Amava os Cachorros de Leonardo Padura pela Boitempo (2014)
>>> O fogo invisível: O segredo mais importante da humanidade está prestes a ser revelado de Javier Sierra pela Planeta (2018)
>>> Moreira da Silva: O último dos malandros de Alexandre Augusto pela Sonora (2013)
>>> O Bairro: Viva a Nossa Turma - Geografia e História de Aracy do R. Antunes; Maria de L. de A. Trindade pela Access (2013)
>>> Antes de Nascer o Mundo de Mia Couto pela Companhia das Letras (2016)
>>> Teogonia: A Origem dos Deuses- edição revisada e acrescida do original grego de Hesíodo pela Iluminuras (1995)
>>> Bíblia de Jerusalém - Média Encadernada de Deus e Vários autores pela Paulus (2004)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Abril Cultural (1979)
>>> Gente pequena também tem direitos de Malô Carvalho pela Autêntica (2012)
>>> Gramatyka? Dlaczego nie?!: Ćwiczenia gramatyczne dla poziomu A1 de Joanna Machowska pela Universitas (2014)
>>> Você e a Mediunidade de M. B. Tamassia pela O Clarim (2001)
>>> Depois da Queda de Dennis Lehane pela Companhia das Letras (2018)
>>> Erros e Acertos de Célia Xavier De Camargo pela O Clarim (2002)
>>> História Moderna e Contemporânea de Alceu Luiz Pazzinato; Maria Helena Valente Senise pela Ática (1998)
>>> Atlas Visual Compacto do Corpo Humano de Rúbia Yuri Tomita pela Rideel (1999)
>>> Tranca ruas das almas de João Ribeiro & Decelso pela Eco (1974)
>>> Umbanda dos pretos velhos de Antonio Alves Teixeira pela Eco (1985)
>>> O livro da bruxa de Amadeo de Santander pela Eco (1974)
COLUNAS

Quarta-feira, 25/8/2010
Nas redes do sexo
Guilherme Pontes Coelho

+ de 15600 Acessos
+ 2 Comentário(s)

O nome dela pode ser Renata. Suponha que formou-se aos 22 anos em secretariado executivo, numa faculdade não muito longe de casa, custeada tanto pelo auxílio dos pais quanto pelo próprio esforço. Ela teve alguns empregos durante o curso. O mais estável deles foi numa agência de eventos, onde ainda estava quando se graduou, que realizava modestas formaturas universitárias (ela foi responsável pela formatura da própria turma), casamentos em áreas pouco abastadas e festas infantis bem aquém da opulência que vemos nas novelas do horário nobre. Sempre teve o que comer, o que vestir, onde estudar, onde dormir. Sempre morou na mesma casa. É a mais velha de duas filhas. Seu pai formou-se contador e era funcionário público (aposentado), e sua mãe costura para fora.

Ela perdeu o emprego. A agência fechou. Ela aceitou o primeiro bico que apareceu. Demonstradora numa feira erótica. Manequim de lingerie. "Vamo lá, você tem o corpo bonito, não quero ir nessa sozinha", disse a ela uma amiga também desempregada. Esta amiga, 14 meses depois da tal feira erótica, passaria num concurso público ― para o qual estudou dez meses com afinco ― e seria transferida para outra cidade. Contato só virtual.

Nada de mais aconteceu durante a feira. Ao contrário do que pensou quando a amiga a convidou para o trabalho, o ambiente lá era dos mais profissionais (o que não a livrou das cantadas baratas, às quais toda mulher está sujeita, seja onde for). Mas, no segundo dia de trabalho, conheceu uma mulher educada, aparentando uns quarenta anos, que lhe elogiou a beleza e lhe deu um cartão de visitas, onde leu Fulana de Tal, caça-talentos, telefone.

Esse encontro tão despretensioso abriria um novo mundo a Renata. Um mundo no qual ela pode bancar a faculdade que faz hoje, fisioterapia; no qual ela pode morar bem, um flat só para ela; no qual ela pode ajudar a família a ter um pouco mais de conforto. Aos 25 anos de idade, Renata é garota de programa e faz aparições na indústria pornô brasileira.

Demorou para que seus pais aceitassem sua atividade profissional (eles não sabem da prostituição). Muitas brigas, muitas conversas. Mas ela deixou claro que é uma atividade temporária. Ela tem para si que o pornô é só uma maneira de "se colocar na vitrine" e poder cobrar mais caro pelos programas.

* * *

A história da nossa personagem Renata poderia ser uma das histórias reais do livro Nas redes do sexo ― Os bastidores do pornô brasileiro, de María Elvíra Díaz-Benítez (Jorge Zahar, 2010, 240 págs). Renata ilustra bem o quanto de clichê e de verdade há na vida de quem ingressa no pornô. Ela quebra o preconceito dos mais retrógrados, aqueles que desclassificam quem trabalha com pornô ― mas que não param de consumir seus filmes ― porque não há nada traumático na vida dela que a tenha feito escolher este "negócio sujo". Infelizmente, o mesmo não se pode dizer dos atores gays, em alguns casos, e, na maioria deles, dos travestis: pessoas que sofrem preconceito de forma cruel, desde dentro de casa.

Renata personifica um comportamento habitual dos performers do pornô: o de que fazer sexo por dinheiro em frente às câmeras é um meio de bancar projetos de vida ― o pornô em si não é um projeto de vida, pelo menos não é para maioria das mulheres. Renata dá exemplo de duas realidades: a de que não é tão fácil viver do pornô no Brasil e a de que a prostituição de luxo é um ramo paralelo rentável e confortável.


Terry Richardson © (http://www.terryrichardson.com/)

Não existia na nossa indústria do entretenimento a figura da porn star. Figuras como Jenna Jameson, Janine Lindemulder, Silvia Saint. São estrelas genuinamente pornôs. Recentemente, tendo por desbravador Alexandre Frota, muitas celebridades decadentes emprestaram sua fama a produções eróticas. Esta "migração", digamos, não diminuiu o desdém hipócrita em relação aos atores e atrizes pornôs, porque as tais celebridades fazem incursões rápidas nesse meio (da mesma forma como almeja Renata), deixando claro que é indigno viver disso, ou mesmo ter uma carreira longeva. Não há, no pornô nacional, atrizes genuinamente pornôs com a longevidade de uma Nina Hartley. Hoje, Mônica Mattos é a atriz pornô brasileira que encarna a porn star nos moldes profissionais como conhecemos noutros países. (Curiosamente, o status de porn star é conferido a mulheres e atores gays. Atores heterossexuais como Rocco Siffredi são exceções.)

* * *

María Elvíra Díaz-Benítez, antropóloga, a autora do Nas redes do sexo, pesquisou durante dois anos a indústria pornô brasileira onde ela é mais forte, São Paulo. Trabalhou com os três tipos principais de filmes eróticos: hétero, gay e travesti. Por meio da observação participante, Díaz-Benítez escreveu um livro esclarecedor. Um estudo antropológico, escrito em linguagem acessível e repleto de notas, sobre como funciona o milionário mundo do sexo audiovisual, desde a hora em que são recrutados novos performers até o momento em que o consumidor final verá o desempenho deles na tela.

Desempenho é a palavra-chave. É o que liga todos os elos da cadeia de produção do pornô. O espectador tem sede de desempenho, os atores e atrizes têm sede de desempenho, assim como os diretores. O filme erótico é a espetacularização do sexo, feita tanto para quem carece de desempenho quanto para quem emula o que vê na tela.

Para ir além






Guilherme Pontes Coelho
Águas Claras/Brasília, 25/8/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Alma indígena minha de Elisa Andrade Buzzo
02. A barata na cozinha de Luís Fernando Amâncio
03. O Brasil que eu quero de Luís Fernando Amâncio
04. Bruta manutenção urbana de Elisa Andrade Buzzo
05. Literatura, quatro de julho e pertencimento de Guilherme Carvalhal


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho em 2010
01. Nas redes do sexo - 25/8/2010
02. A literatura de Giacomo Casanova - 19/5/2010
03. O preconceito estético - 29/12/2010
04. O retorno à cidade natal - 24/2/2010
05. O mundo pós-aniversário - 3/2/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
25/8/2010
07h59min
Essas atividades eróticas, pornográficas, fazem parte de um comércio e de um mercado no qual o objeto da venda e o obejto do desejo do comprador é simplesmente o corpo humano.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
12/6/2012
15h50min
A galera que cresceu aprendendo sexo com vídeo pornô não sabe lidar com uma mulher de verdade na cama. Na vida real mulher não gosta de ser "pegada" nem de "pegar" do jeito que aparece nesse tipo de vídeo. Aí abrem-se as portas do brejo dentro do relacionamento. Pior - o homem também não gosta, só que, se foi assim que aprendeu, demora um tempo para desaprender e aprender a ter uma relação mais quente, bem mais quente e apimentada do que o que se mostra nesses vídeos.
[Leia outros Comentários de Débora Carvalho]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cinquenta tons de cinza
E L James
Intrínseca
(2012)



Estandartes das Tribos de Israel
Plínio Martins Filho
Atiliê Editorial
(2001)



O Fabricante de Terremotos
Wilson Rocha
Ática
(1995)



Contornos do Dia Que Vem Vindo - 1ª Edição
Leonora Miano
Pallas
(2009)



Inglês: Guia de Conversação para Viagens
Folha de São Paulo
Publifolha
(1999)



O Círculo Matarese
Robert Ludlum
Nova Fronteira
(1979)



Os Portais do Santuario
Os Portais do Santuario
Esotera
(2001)
+ frete grátis



Soltando os Bichos Em Três Tempos
Lindomar da Silva
Rhj
(2011)



É Facil Decorar/ Bolos-doces-salgados Vol Ii
Francisco / Elza Henriques
Calçada
(1958)



A Estrutura do Tesão Melissa
Claudia Riecken
Universidade Quantum
(2012)





busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês