O mundo pós-aniversário | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual
>>> Usina
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Web 2.0 reloaded
>>> Lendas e mitos da internet no Brasil
>>> A loucura das causas
>>> Queen na pandemia
>>> Nerd oriented news
>>> 13 de Agosto #digestivo10anos
>>> O cão da meia-noite
Mais Recentes
>>> Vidas que nos Completam de Américo Simões pela Barbara (2011)
>>> Uma O Tau. Um Sinal Espiritualidade de Mariano Bigi pela Vozes (2004)
>>> Diálogo Com A Cidade de Cardeal Dom Cláudio Hummes pela Paulus (2005)
>>> Patologia das Fundações de Jarbas Milititsky, Nilo Cesar Consoli, Fernando Schnaid pela Oficina de Textos (2005)
>>> Escrita chinesa de Viviane Alleton pela L&Pm (2010)
>>> Caderno de revisão Química Conecte de M. Esther Nejm et al pela Saraiva (2014)
>>> A Igreja. 51 Catequeses do Papa Sobre a Igreja de Felipe Aquino pela Cleofas (2004)
>>> O Sono dos Hibiscos de Lygia Barbiere Amaral pela Lachatre (2005)
>>> Paris: uma história de Yvan Combeau pela L&Pm (2010)
>>> Vem!... de Cenyra Pinto pela Lachatre (1993)
>>> Plano diretor do Mercado de Capitais - Parceria Público-Privada de Sucesso de Ney Carvalho pela Publit Soluções Editoriais (2014)
>>> Cartas extraviadas e outros poemas de Martha Medeiros pela L&Pm (2009)
>>> Maigret E A Morte Do Jogador de Georges Simenon pela L&Pm (2009)
>>> Milagres a luz do espirito Aloha de Carmem Balhestero pela Madras (2014)
>>> Madeira de ponta a ponta - O caminho desde a floresta até o consumo de Sérgio Adeodato, Malu Villela, Luciana Stocco Betiol, Mario Monzoni pela FGV Rae (2011)
>>> Matemática Caderno de Competências de Conecte pela Saraiva (2014)
>>> Orgulho e preconceito de Jane Austen pela L&Pm (2010)
>>> Filho Herói de Elisa Medhus pela Paulus (2005)
>>> Maigret E O Sumiço Do Sr. Charles de Georges Simenon pela L&Pm (2009)
>>> Tragédias gregas de Pascal Thiercy pela L&Pm (2009)
>>> Controle de Custos de Implantação de Projetos Industriais de Sérgio Conforto & Mônica Spranger pela Taba Cultural (2016)
>>> Livro do Catequista: Fé, Vida de Vários Autores pela Paulus (1994)
>>> King Kong - O gorila mais conhecido em todo o mundo de Edgar Wallace pela Record (1977)
>>> Viagem por Mundos Sutis de Trigueirinho pela Pensamento (2011)
>>> Coisas da vida de Martha Medeiros pela L&Pm (2009)
COLUNAS

Quarta-feira, 3/2/2010
O mundo pós-aniversário
Guilherme Pontes Coelho

+ de 6400 Acessos

"Vou dobrar à esquerda" ― só pensar isso não vai fazer com que você, enquanto caminha, tome outra direção. Há algo mais, algo fronteiriço entre a intenção e a ação que determina qual o próximo evento que você causará. Será a vontade? Dobrar à esquerda ou não, é o seu destino em jogo, sua história sendo escrita. "Vou permanecer aqui" ― só isso também não será suficiente. O acaso está além de qualquer controle. É preciso alguma coisa mais substancial que a pura teimosia contra os acasos que nos põem à prova. Será o controle? Ou princípios?

Quando há amor envolvido, as indagações do primeiro parágrafo são plenamente inúteis.

Irina McGovern é ilustradora de livros infantis. Mora na Inglaterra há alguns anos com seu companheiro, Lawrence Trainer, um pesquisador num instituto de estudos estratégicos. Ambos são norte-americanos. Moram juntos, dividem as contas, têm rotina. São casados na prática, mas eles, ao contrário de nós, brasileiros, não veem nisso um casamento ― e esta palavra, na relação deles, nunca é mencionada sem extrema cautela.

Jude Hartford, a editora, e por um certo tempo amiga, de Irina, convidou a ambos, ela e Lawrence, para comemorarem o aniversário de seu marido, um famoso jogador de sinuca inglês, Ramsey Acton. Famoso porque no Reino Unido este esporte é popular e milionário. O aniversário, 6 de julho. Essa festinha virou tradição dos casais quarentões e desde 1992 acontecia. Até chegar o ano de 1997 e o mundo se dividir em dois.

A tradição já estava meio capenga em 1996. Jude e Irina romperam relações de maneira hostil, por motivos aparentemente profissionais, e Jude e Ramsey se separaram, por razões também profissionais, digamos. Neste ano Ramsey foi sozinho à casa dos norte-americanos comemorar seu aniversário com um jantar feito pela própria Irina ― ela, uma exímia chef. E o jantar foi madrugada adentro, com Ramsey enchendo a cara de vinho, conversando alegremente com Irina, e Lawrence lavando os pratos do jantar ruidosamente, indignado com o convidado espaçoso. Justo ele, telespectador de sinuca e fã confesso do Ramsey. Nas prévias comemorações a quatro, Lawrence era quem mantinha o grupo coeso. Bom falador, muito informado em política internacional, fã de sinuca ― tinha os elementos necessários para impedir que a histérica e falsa alegre Jude ditasse o tom das conversas, para que Ramsey ainda se sentisse o centro das atenções e para que Irina não sentisse a responsabilidade de entabular conversas. Mas ela também se sentia podada.

Um ano depois, Lawrence viajaria. Deixando o já desfalcado grupo desfeito. Mas por força da tradição, Irina foi jantar com Ramsey (por sugestão do próprio Lawrence). Jantam, conversam, bebem. Ele a leva para casa (dele), descem pro porão, fumam maconha. Mais uma aulinha particular de sinuca.

Então as coisas chegam àquele ponto de tensão sufocante. Aquele que exige uma atitude enérgica, visto que falamos de uma mulher casada em seu primeiro encontro semiclandestino. Aquele ponto em que ela ou sucumbe ao desejo ou o nega resolutamente.

No livro de Lionel Shriver, O mundo pós-aniversário (Intrínseca, 2009, 544 págs.), Irina faz as duas coisas. Naquele ponto, no porão de Ramsey, a história se desdobra em duas: numa, Irina e Ramsey se atracam voluptuosamente; noutra, Irina foge, firme, à tentação ― alimentando, assim, a subterrânea dúvida do "E se naquele dia eu e Ramsey...". São duas histórias, em universos paralelos, que Shriver conta.

É o segundo livro romance de Lionel Shriver publicado no Brasil. O primeiro, Precisamos falar sobre o Kevin. Ambos pela Editora Intrínseca, ambos competentemente traduzidos. Noutra coluna, já foi dito o quão boa é Shriver, o quão forte é seu poder de análise ― sem que isso atrapalhe o ritmo da história contada. Sagacidade crua e dura, sem fazer concessões a nada e, ainda assim, ou talvez por isso mesmo, sem defender teses. Escreve intensamente, sobre pessoas de verdade, que transpiram, mijam e tudo o mais, sem jamais cair na vulgaridade barata, nem no criticismo vazio. Além do mais, se contar uma história bem contada já é coisa de mestre, imagine contar duas, simultaneamente, sobre os mesmos personagens, em universos paralelos.

É um livro para adultos. O que deixa muito evidente como todos nós, ainda "adultos", continuamos nos comportando como crianças, com as mesmas necessidades de sermos amados e de termos o nosso amor reconhecido (o que dá na mesma). Necessidades eternas, intrínsecas ao ser humano.

Essa reflexão parece ser feita sob medida para os homens de Shriver, Lawrence e Ramsey. Tão opostos, tão parecidos. Os homens ganharão muito lendo este livro. É impossível não se sentir mais maduro, mais homem, mais ligado à vida de verdade (razão de ser da literatura, aliás) depois de lê-lo.

N'O mundo pós-aniversário, você lerá as duas vidas de Irina, duas vidas contrastantes, nas quais os mesmos sentimentos, ou melhor, o mesmo sentimento ― a vontade de amar ― submerge e emerge ao ritmo ditado pela maior das realidades: o cotidiano.

Para ir além






Guilherme Pontes Coelho
Águas Claras/Brasília, 3/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Desperte seu lado Henry Ford de Débora Carvalho


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho em 2010
01. Nas redes do sexo - 25/8/2010
02. A literatura de Giacomo Casanova - 19/5/2010
03. O preconceito estético - 29/12/2010
04. O retorno à cidade natal - 24/2/2010
05. O mundo pós-aniversário - 3/2/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Quando a Cristandade Morre
Emmanuel Mounier
Paz e Terra
(1972)



Dias de Guerra no Atlântico Sul
Paulo de Q. Duarte
Biblioteca do Exército
(1968)



Pequenas Licões
Legrand
Soler
(2008)
+ frete grátis



It Girl Garota Inesquecível
Cecily Von Ziegesar
Galera Record
(2009)



Milagres de Amor e Amizade
Yitta Halberstam; Judith Leventhal
Butterfly
(2005)



O Garanhão das Praias
José Mauro de Vasconcelos
Melhoramentos
(1969)



Starters
Lissa Price
Novo conceito
(2012)



Cenas de um Casamento
Ingmar Bergman
Círculo do Livro
(1975)



Cavalo Encilhado Não Passa Duas Vezes
Antonio B. Carrelhas
Peirópolis
(2010)



O Inédito Viável
Emerson Weslei Dias
D Livros
(2013)





busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês