Spamzines, blogs e literatura | Ana Eliza Nardi | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
Mais Recentes
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> A Arte da guerra de Sun Tzu pela Pé da letra (2016)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2006)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
COLUNAS >>> Especial Autores novos

Segunda-feira, 22/5/2006
Spamzines, blogs e literatura
Ana Eliza Nardi

+ de 9300 Acessos
+ 10 Comentário(s)

Eu já quis fazer parte da nova literatura, mas percebi que o tempo passou, não serei parte dos chamados "novos autores", talvez por falta de talento ou indisciplina, só sei que não serei um deles. Lá pelo fim dos 90 fui apresentada a um spamzine, a CardosOnline, que foi minha primeira incursão no mundo da "literatura de internet". Era 1999 e eu me encantei com os textos que recebia em minha caixa de e-mails. Era só abrir minha caixa postal pra ter contato com pessoas da mesma idade que eu e que estavam dispostas a mostrar o que escreviam. Foi graças a isso que comecei a escrever com mais vontade, afinal, eu queria ser como eles quando crescesse.

Uns três anos mais tarde, quando criei meu primeiro blog, estava fuçando na internet quando caí no blog da Clarah, o Brasileira Preta, e voltei a me interessar pelo que escrevia "essa gente de internet". Aqui cabe dizer que graças a Clarah nasceu uma geração de pós-adolescentes adoradores de Bukowski e Leminski, e que são só isso: adoradores. Mal leram e entenderam os dois autores e saem por aí alardeando essa adoração boba, pra não dizer infantil, e isso definitivamente me irrita. Li Máquina de Pinball, influenciada muito mais pelo que ela escrevia no blog do que pelo que já tinha lido da autora no COL, e não gostei.

Notei que a grande maioria dos blogs que me interessavam eram escritos por pessoas que tinham as mesmas referências literárias e musicais que eu, e tive a certeza de que grande parte daqueles autores se tornariam escritores. Não demorou muito e virei fã de carteirinha do Randall Neto, do Febre Alta, autor de Além das Portas, Clichê de Verão e do inédito (e delicioso) Filho do Meio. Sem contar que li e reli algumas vezes o Clube dos Corações Solitários do André Takeda. Sou leitora voraz de gente interessante, e vejo os blogs como sendo literatura, sim, se não fossem eles eu nunca teria lido Inagaki, Carpinejar, Daniela Langer, além dos autores supracitados, que são escritores melhores do que alguns membros da ABL. A maior parte, pra não dizer todos, dos "novos autores" usaram a internet para serem lidos e conhecidos antes de conseguirem publicar livros de papel, tem muita gente boa escrevendo e ainda surgirão outros tão bons ou melhores, tudo isso graças aos blogs e sites literários. É literatura fácil, quase gratuita e acessível.

Assim como eu, muita gente procura literatura boa nos blogs e sites literários e fazem desses autores referências. Muito do que li e consumi nos últimos anos veio dos blogs que costumo ler. Foram resenhas, opiniões, citações soltas, que despertaram em mim o interesse de comprar determinado livro ou de ouvir certa música. Também já me emocionei, já chorei, já senti raiva lendo blogs. Por tudo isso que pra mim não há muita diferença entre ler um bom post de um dos meus autores de internet preferidos e um texto de algum autor consagrado (e não de internet) que me agrade. O objetivo é um só: ler textos de boa qualidade.

Não comparo os "novos autores" com autores já consagrados da literatura brasileira, pois, aqui cabe um clichê, cada um é cada um. Quando começou a ser publicado, Machado de Assis era autor de folhetim, mas o tempo e os leitores fizeram dele um dos maiores autores brasileiros. Então por que não posso aceitar que, talvez, um desses autores de blog vire um dos grandes nomes da literatura brasileira no futuro? É ingênuo achar que não surgirão autores melhores do que os já consagrados. Soa como aqueles roqueiros quarentões que gostam de dizer que depois do Pink Floyd não surgiu nenhuma outra banda decente de rock no mundo. Gênios nascem todos os dias.

Mas não é porque acredito que existam ótimos escritores na internet que generalizarei a ponto de dizer que tudo o que é publicado nos blogs e sites literários é aproveitável. Se o fizesse, a ingênua (e estúpida) seria eu, por não conseguir localizar a quantidade de subliteratura maquiada que existe publicada na grande rede. É preciso, antes de mais nada, de uma boa dose de discernimento para encontrar bons autores na infinidade de sites e weblogs existentes.

Voltando aos "novos autores", eles já saíram do underground literário da internet e estão caindo no gosto popular. Há algumas semanas a revista Veja falou sobre o Mãos de Cavalo, o novo livro do Daniel Galera, "sim, aquele mesmo que eu lia na COL, o garoto da Livros do Mal" pensei quando li a notícia, e é bem interessante ver que aqueles autores de internet hoje são "escritores de verdade" e amanhã serão referências literárias no país. Senti a mesma coisa quando vi o livro do Cardoso numa livraria ou o do Roger Jones na loja de conveniência aqui perto. É um misto de orgulho, felicidade e satisfação ver aqueles que, até poucos anos atrás eu já lia e quase ninguém conhecia(sim, esse quase ninguém é um exagero, eu sei), estão sendo lidos, comentados e conhecidos por aqueles que movimentam a indústria literária no país. E não é porque não faço parte dessa leva de novos autores que não vibro com o sucesso deles, sinto-me quase como uma participante especial nisso tudo. E é isso, eu não sou nem serei parte deles mas me orgulho de cada linha deles publicada.


Ana Eliza Nardi
Campinas, 22/5/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Do canto ao silêncio das sereias de Cassionei Niches Petry
02. Mais outro cais de Elisa Andrade Buzzo
03. A Delicadeza dos Hipopótamos, de Daniel Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
04. 'Eu quero você como eu quero' de Ana Elisa Ribeiro
05. Primórdios da exploração do tabuleiro de Carla Ceres


Mais Ana Eliza Nardi
Mais Especial Autores novos
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/5/2006
00h59min
Ana, somos sim participantes disso. Afinal, estamos lendo os "novos" e escrevendo sobre eles. Temos nossa "parcela de culpa". Gosto de ver isso acontecer e poder participar disso.
[Leia outros Comentários de Rafael Rodrigues]
21/5/2006
11h02min
Aninha, é isso aí, gênios nascem todos os dias... inclusive no dia 13/01! Beijo
[Leia outros Comentários de Ana Rita ]
22/5/2006
18h39min
Ana, parabéns pelo texto simpático e coerente! Realmente, o que importa é a qualidade das idéias e a intensidade dos sentimentos, e não o veículo pelo qual são passados! Grande abraço!
[Leia outros Comentários de Leonardo de Moraes]
22/5/2006
21h15min
Finalmente, alguém por nós.
[Leia outros Comentários de Claire]
27/5/2006
15h39min
Ana, é interessante observar que a internet não veio tomar o lugar do livro (claro!), mas sim do mimeógrafo. Não tenho saudade do cheiro do álcool, confesso. De qualquer forma, não deixe de observar isso, seja em literatura "marginal" ou qualquer novo nome que tenha. Ame, odeie, mas não fique indiferente a ela. Sinceramente, Ayron de Melo
[Leia outros Comentários de ayron de melo]
30/5/2006
09h46min
Ana, foram perfeitas as suas colocações. E, como disse a Claire, "finalmente, alguém por nós". Abraços.
[Leia outros Comentários de Janethe Fontes]
18/9/2006
12h53min
Li o seu artigo. Realmente a internet é um instrumento de produção e divulgação de literatura. Claro que há de tudo: da má qualidade ao exibicionismo; do oportunismo ao discurso vazio; do puro entretenimento ao uso pragmático. O que importa é que, em meio a tudo isso, há oásis, territórios de poesia e invenção. É o que tento demonstrar no meu blog - Poemargem. Creio que se você conferir não irá se decepcionar. Um abraço, José Antônio Cavalcanti
[Leia outros Comentários de José Antônio]
18/9/2006
19h09min
É mesmo difícil cavar um lugarzinho nesse universo de letras e de letrados. A internet, porém, resolveu o problema. Liberou geral. Agora é o leitor quem escolhe a leitura, não o mercado editorial, sempre cifrado, ou a Academia, sempre canônica, ou seja, sempre escolhendo por nós excluídos. Concordo que o discernimento é a ferramenta mais segura contra a "subliteratura maquiada". Mas aí vale a pergunta: sub de quem, cara pálida? Como diria uma amiga, acho que vou retocar a maquiagem subjetiva. Viva a escolha! Forte abraço.
[Leia outros Comentários de Mauro Almeida Noleto]
21/10/2006
12h51min
Pesquisando na internet, deparei-me com seu texto e adorei. Quero que saibas que a juventude está dentro da gente. Parabéns!
[Leia outros Comentários de antenor santos]
26/3/2007
01h27min
É muito bom, estimulante, saber que há pessoas como você, Ana Eliza, do outro lado dos blogs. Publicar num blog, para um autor nacional e desconhecido, é uma maneira de driblar a "via crucis" de publicar o primeiro livro neste país. Também é uma loucura, a exteriorização de uma necessidade.
[Leia outros Comentários de Adriano Holtz]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




K KKK
VASSILIS VASSILIKOS
ENSAIO
(1995)
R$ 20,00



A HISTORY OF MODERN FRANCE FRANCE OF THE REPUBLICS 1871-1962
ALFRED COBBAN (VOLUME 3)
PENGUIN BOOKS
(1990)
R$ 19,28



NA SEMEADURA
EDGARD ARMOND
ALIANÇA
(1977)
R$ 9,90



MÚSICA CAIPIRA
JOSÉ HAMILTON RIBEIRO
REALEJO
(2015)
R$ 73,40



A BÍBLIA ANTIGO E NOVO TESTAMENTO COLEÇÃO COMPLETA 8 VOLUMES
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(1964)
R$ 699,00



MENSAGENS PARA MEDITAR - II
ANTONIO MARIA FAILDE
ÔNIX
(2008)
R$ 12,00



A EMPRESA FLEXÍVEL
ALVIN TOFFLES
RECORD
(1985)
R$ 7,00



QUEM SE DEBATE É AFOGADO
RICARDO REDISCH
MASSAO OHNO
(1980)
R$ 10,00



ANISTIA INTERNACIONAL UMA PORTA PARA O FUTURO
RODOLFO KONDER
PONTES
(1988)
R$ 8,00



A VERDADE SOBRE A TRAGÉDIA DOS ROMANOV
MARC FERRO
RECORD
(2017)
R$ 30,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês