As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Kleber Mendonça volta a Cannes com 'Bacurau'
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Humor: artigo em extinção
>>> Armandinho, o subversivo, versus o Cabeça de Melão
>>> Por que ler poesia?
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Woody Allen
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 89 FM, o fim da rádio rock
>>> Crítica à arte contemporânea
Mais Recentes
>>> Postal de Alice Springs - um Romance Entre Mulheres de Diana Simmonds pela Gls (1996)
>>> A Linguagem do Meu Filho de Regina Celi Machado Cupello pela Revinter (1993)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Record
>>> Pensão Riso da Noite de José Condé pela Record (1987)
>>> Corcovado de Jean-paul Delfino pela Record (2005)
>>> A Ideologia Alemã I Crítica da Filosofia Alemã mais Recente de Karl Marx e Friedrich Engels pela Martins Fontes (1980)
>>> Pássaros de Vôo Curto de Alcione Araújo pela Record (2008)
>>> Metamorfoses do Pássaro - Vol. 3 de Alcione Araújo (autografado) pela Civilização Brasileira (1990)
>>> O Paraíso é uma Questão Pessoal de Richard Bach pela Record (2003)
>>> A Trajetória de um Brabo de Stalin a Giacominho de Evado Diniz pela Record (1984)
>>> O Galo Músico de Fernando Sabino pela Record (1999)
>>> Meio Século de Presença Literária (1919-1969) de Tristão de Athayde pela José Olympio (1969)
>>> O Rei das Estrelas de Edmond Hamilton pela Sabiá (1971)
>>> Um Céu numa Flor Silvestre de Rubem Alves pela Verus (2010)
>>> As Atribulações de uma Caixa de Supermercado de Anna Sam pela Record (2009)
>>> Administração de recursos humanos de Idalberto Chiavenato pela Atlas (1999)
>>> Iracema de José de alencar pela Panda books (2015)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Melhoramentos (2014)
>>> Cultura Brasileira, Temas e situações de Alfredo Bosi pela Ática (2008)
>>> O escravo dos escravos de Rosa freua de carvalho pela Feesp (2012)
>>> Obras completas - volume 7 - O cancioneiro de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 9 - O banquete, Da monarquia de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 10 - Da monarquia, Da linguagem vulgar, Epístolas, A questão da água e da terra de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Minha Formação de Joaquim Nabuco pela W.M. Jackson (1948)
>>> Deus um Fracasso Amoroso de E. L. Doctorow pela Record (2003)
>>> Os carneiros de Panúrgio de Bezerra de menezes pela Feesp (2012)
>>> Obras completas - volume 5 - A Divina Comédia - O purgatório de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 4 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Memórias de um Delegado de Polícia de Renato Augusto de Lima pela Do Autor (1972)
>>> Obras completas - volume 3 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 2 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> O Pai do Vento - Cordel de Chico Salles pela Graúna
>>> Obras completas - volume 1 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Vie et Règne de l'Amour de Søren Aabye Kierkegaard pela Aubier
>>> Rumo à Cultura de L. Riboulet pela Globo (1960)
>>> No lar e no magistério de Esther Menna Barreto Costa pela Não consta
>>> Amor sem Fim de Ian McEwan pela Companhia das Letras (2001)
>>> Rei Édipo, antígone, Prometeu Acorrentado (Tragédias gregas) de Sófocles, Ésquilo pela Ediouro
>>> OMC Manual Prático da Rodada Uruguai de Ligia Maura Costa pela Saraiva (1996)
>>> Contos de I. L. Peretz de J. Guinsburg pela Perspectiva (2001)
>>> RS: Modernização & Crise na Agricultura de Elomar Tambara pela Mercado Aberto (1983)
>>> Terra: Planeta Em Perigo de Vinícius Bertoletti pela Chiado (2016)
>>> Sociedade e Estado Volume X - Número 2 de Vicente de Paula Faleiros e Outros pela Unb (1995)
>>> Antimémoires de André Malraux pela Gallimard (1967)
>>> Da Matéria dos Sonhos de Rosana Rios pela Saraiva (1995)
>>> O Último Portal de Eliana Martins e Rosana Rios pela Companhia das Letras (2003)
>>> Hqs Quando a Ficção Invade a Realidade de Rosana Rios pela Scipione (2007)
>>> A Pequena Dorrit de Carlos Dickens pela Bruguera (1969)
>>> Jacare-de-papo-amarelo de Rosana Rios pela Scipione (2003)
>>> La Divina Comedia - 2 volumes de Dante Alighieri pela Sopena (1942)
COLUNAS

Terça-feira, 22/1/2019
As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 2200 Acessos

Em um tempo não muito remoto, os rios e riachos não eram ainda poluídos por redes de esgoto ou lixo. A roupa era lavada nesses rios de água límpida, pois, em geral, as redes de água não serviam à toda cidade.

O pintor mineiro Elias Layon ainda guarda lembranças desse tempo, pois segundo sua memória, sua mãe lavava as roupas de casa num desses riachos. Duas telas recentes do artista, final de 2018, visitam essa prática comum daqueles tempos. “As lavadeiras” refaz o trabalho dessas mulheres que desciam para o rio com seus baldes e com suas trouxas de roupas, que eram carregadas sobre a cabeça até o local do trabalho.



Mariana, a primeira cidade de Minas Gerais e cidade do artista, é o cenário dessas telas. Além da paisagem do rio e árvores, observa-se ao fundo igrejas e casarios coloniais típicos da região. Não é objetivo do artista fazer papel de historiador, tratando o tema das lavadeiras como documento. A arte não é documento, é uma invenção, fruto da fantasia e das lembranças do artista, que refaz uma dada situação em termos de trabalho artístico, buscando tingir a realidade, ou ultrapassá-la no que ela tem de prosaico, para transformá-la numa supra-realidade ou fato estético.

O tema das lavadeiras não é uma novidade no campo da representação artística, e para ficar em apenas dois exemplos, veja-se os desenhos e telas de Honoré Daumier sobre as lavadeiras do rio Sena, em Paris, ou as “Lavadeiras nas margens do rio Touques” (1890), de Boudin. Cumpre dizer que a aproximação temática aqui se diferencia, no caso de Layon e Daumier, sendo que no primeiro caso, há uma perspectiva de se fazer da pintura uma experiência estética pura (apesar da memorialística que o tema lhe traz), enquanto em Daumier há uma preocupação social de denúncia do trabalho pesado a que as lavadeiras profissionais são submetidas.



Já em Boudin, pode-se inferir uma aproximação com Layon que é de natureza mais poética e próxima ao impressionismo, no sentido de uma pintura de empastes, cores e luminosidade.



Há também na lírica de Victor Hugo uma menção às lavadeiras, talvez uma ode a essas trabalhadoras:

Ô laveuse à la taille mince, Ó lavadeira com cintura fina,
Qui vous aime est dans un palais. Quem te ama está em um palácio.
Si vous vouliez, je serais prince; Se você quisesse, eu seria o príncipe;
Je serais dieu, si tu voulais. Eu seria deus, se você quisesse.

Layon é um poeta das tintas, das cores, das texturas e luminosidades diáfanas. Faz o mundo mergulhar numa espécie de neblina, que nos transporta, dessa forma, para um universo quase onírico. O tempo da lembrança, talvez, só possa ser assim reavivado, como um espaço da sensibilidade tingido pelas tintas da emoção e que encontram, nessa superfície diáfana das telas de um artista, seu lugar privilegiado para existir.

O espaço da tela “As Lavadeiras” é submetido a uma veladura delicada e fina que diminui a presença da luz que esbate-se sobre as figuras impedindo que sejam vistas nitidamente em seus contornos. Assim também opera nossa memória, nossas lembranças e emoções passadas.

O que vemos nas duas telas é o cenário de um riacho, onde mulheres lavam a roupa, algumas dentro do riacho, outras fora, algumas esfregando a roupa e outras carregando a trouxa, enquanto crianças no entorno brincam livremente soltando pipa ou jogando bola, hábitos também comuns naquele tempo quando suas mães traziam as crianças para o espaço do trabalho. Nos varais, algumas peças de roupas secam, ao lado de uma mata que emoldura acima a aparição da cidade com suas casas e igrejas.

Layon, como excelente colorista que é, pincela brilhos aqui e ali sob o impacto de variações cromáticas que se harmonizam como numa bela composição musical. Seus pincéis dão substancial trato a cada pequeno espaço dentro das telas: o chão, as árvores, o casario, as montanhas, o céu, recebem uma gama variada de cores que torna a composição como um todo uma experiência visual encantadora.



A veladura discreta que dilui a paisagem e os personagens numa indefinição delicada nos faz pensar nas descrições impressionistas do escritor Marcel Proust ou na música de Debussy. Um mundo acariciado pela cortina de neblinas como a memória resgatada sob a impressão de um sentimento nostálgico.

O mundo reencontrado nessas telas, onde não há nenhum sinal de urbanização desenfreada, faz da convivência entre natureza, personagens e trabalho uma comunhão ímpar. Os delicados tons de rosas ou azuis que perpassam as telas nos convidam a olhar delicadamente este mundo: um lugar especial do tempo perdido e aqui reencontrado, que o artista recria para que possamos voltar na história, não como quem analisa um documento, mas como alguém que mergulha profundamente nas texturas, cores, cheiros e movimentos internos da natureza que estariam perdidos para sempre se não fosse o trabalho do artista.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 22/1/2019


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A poesia afiada de Thais Guimarães de Jardel Dias Cavalcanti
02. A morte de Sardanapalo de Delacroix de Jardel Dias Cavalcanti
03. Os dilemas da globalização de Gian Danton
04. A verdade que as mulheres contam de Pilar Fazito
05. Orwell na pior em Paris e Londres de Gian Danton


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti
01. Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica - 17/12/2002
02. Davi, de Michelangelo: o corpo como Ideia - 3/11/2009
03. Felicidade: reflexões de Eduardo Giannetti - 3/2/2003
04. Vanguarda e Ditadura Militar - 14/4/2004
05. Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I) - 20/12/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CAMBIO: FORMACIÓN Y SOLUCIÓN DE LOS PROBLEMAS HUMANOS (2308)
PAUL WATZLAWICK E OUTROS
HERDER
(2007)
R$ 90,00



A UNIFICAÇÃO DA EUROPA
VAMIREH CHACON
SCIPIONE
(1992)
R$ 6,00



LIVRO NADA A PERDER 1
EDIR MACEDO
PLANETA
(2012)
R$ 12,00



NOVO TESTAMENTO
D. VICENTE M. ZIONI E PE. E. TINTORI
EDIÇÕES PAULINAS
(1969)
R$ 80,00
+ frete grátis



TEOLOGIA DO CATIVEIRO E DA LIBERTAÇÃO
LEONARDO BOFF
CÍRCULO DO LIVRO
(1989)
R$ 24,00



LA PSYCHOLOGIE DIFFERENTIELLE
HENRI PIERÓN
PRESSES UNIVERSITAIRES
(1949)
R$ 26,82



REPRESENTAÇÕES E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS PARA AS ESCOLAS DE FRONTEIRA
GREICI LENIR REGINATTO CAÑETE
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



COMO A MÚSICA FICOU GRÁTIS - O FIM DE UMA INDUSTRIA... 1ª EDIÇÃO
STEPHEN WITT
INTRÍNSECA
(2015)
R$ 18,00



SUPERE-SE SEXUALMENTE
SARAH BREWER
MANOLE
(1998)
R$ 10,00



HOMENS DE NEGÓCIO, COMPANHIAS E COMÉRCIO
CLARA DE A. FARIAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00





busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês