Ao pai do meu amigo | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
45069 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto cultural leva cinema até paradas de descanso de caminhoneiros
>>> HOMENS NO DIVÃ Ano XV
>>> Paulo Goulart Filho é S. Francisco de Assis na peça de Dario Fo
>>> Momo e o Senhor do Tempo estreia dia 15 de janeiro
>>> Rafa Castro leva canções de Teletransportar ao palco do Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
>>> O tempo é imbatível
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Outliers, de Malcolm Gladwell
>>> Nem morta!
>>> A América de John Steinbeck
>>> 7 de Setembro
>>> Como num filme
>>> É proibido proibir
>>> Museu dos brinquedos
>>> O engano do homem que matou Lennon
>>> 1º de Novembro de 2014
>>> Overmanos e Overminas do Brasil, uni-vos!
Mais Recentes
>>> Tratado Geral dos Portais de Libertação de Ortiz Belo de Souza pela Portais de Libertação (2008)
>>> Jornada dos Anjos de Sandra Carneiro; Lucius pela Vivaluz (2010)
>>> Uma Sistematização Sobre a Saúde do Trabalhador: do Exótico ao Esotérico de Paulo Rogério Albuquerque de Oliveira pela Ltr (2011)
>>> Cultura Geral - Tudo o que se deve saber de Dietrich Schwanitz pela Martins Fontes (2007)
>>> Renascer das Emoções de Marco Antonio Maiuri Miranda pelo espírito Lucio pela Mnêmio (1998)
>>> Tietê - Imagens que o Brasil Não Vê de Denis Ferraz pela Não especificado (2000)
>>> Os Dez Mandamentos da Ética de Gabriel Chalita pela Nova Fronteira (2003)
>>> Desejo Paixão e Ação na Ética de Espinosa de Marilena Chauí pela Companhia Das Letras (2011)
>>> Desejo Paixão e Ação na Ética de Espinosa de Marilena Chauí pela Companhia Das Letras (2011)
>>> Os Florais do Dr. Bach - As Flores e os Remédios de Antonieta Barreira Cravo pela Hemus
>>> Chic[érrimo] - Moda e etiqueta em novo regime de Gloria Kalil pela Códex (2004)
>>> Labirinto de Ossos de Rick Riordan pela Atica (2009)
>>> Bilionários Por Acaso: A Criação do Facebook de Ben Mezrich pela Intrínseca (2010)
>>> Vertigem Digital - Por que as Redes Sociais... de Andrew Keen pela Zahar (2012)
>>> Le Nouveau Bescherelle - L'Art ded Conjuguer-Dictionnaire de 12000 Verbes de Bescherelle pela Ao Livro Técnico (1984)
>>> As Mais Belas Páginas da Literatura Árabe de Mansour Challita pela Civilização Brasileira
>>> Cartas de Mário de Andrade e Oneyda Alvarenga pela Duas Cidades (1983)
>>> O Século do Martírio - Os extermínios colectivos e o martírio dos cristãos do século XX de Andrea Riccardi pela Quetzal (2002)
>>> Medicina Oriental: diagnose, fisiologia e curas de Michio Kushi pela Sol Nascente
>>> 26 Poetas Hoje - Antologia 1976 de Heloisa Buarque de Hollanda - Organizadora pela Companhia Das Letras (2021)
>>> Vida com Esperança - Segredos para ter saúde e qualidade de Vida de Mark Finley - Peter Landless pela Casa Publicadora Brasileira (2014)
>>> O Livro de Ouro do Futebol Brasileiro de Celso Unzelte pela Ediouro (2002)
>>> Código Civil Comentado de Regina Beatriz Tavares da Silva pela Saraiva (2008)
>>> A Primeira História do Brasil de Pero de Magalhães Gândavo pela Zahar (2004)
>>> Seleções de Livros de Vários autores pela Reader's Digest (2009)
COLUNAS

Segunda-feira, 14/6/2021
Ao pai do meu amigo
Julio Daio Borges

+ de 2400 Acessos

O Cris foi meu primeiro melhor amigo.

Nunca gostou da escola e não ia bem. Só que lia como ninguém.

Detestava os livros que a escola indicava, mas, graças a ele, comecei a ler Stephen King, de quem ele já havia lido tudo.

Penso que o importante, na adolescência, não é ler Machado de Assis - mas ler. Simplesmente.

Pois quem não adquire o hábito da leitura na adolescência ou na juventude, dificilmente adquire depois.

Ainda mais no mundo de hoje.

O nosso mundo já era o do videogame, do videocassete e do microcomputador. E a música era o centro da nossa vida. Mas nós líamos.

Além das mil aventuras da adolescência, obviamente, nunca vou esquecer o Cris por isso. Sem a influência dele, eu provavelmente não seria o leitor que acabei me tornando.

Infelizmente, perdi contato com o Cris quando mudei de escola, no colegial. Tinha notïcias dele, por amigos em comum, até a época do cursinho. E, nos anos da faculdade, só nos vimos uma vez.

Depois, brevemente, na rua Augusta - quando eu, recém-formado, era trainee do Itaú e, justamente, fazia um treinamento no Conjunto Nacional (de Visual Basic, se não me engano).

E, se não me falha a memória, a família dele tinha montado uma empresa de serviços gráficos, cuja sede era na Augusta. Eu avistava o Cris quando subia ou descia a pé, do estacionamento para o Conjunto Nacional - e vice-versa.

Trocamos mensagens nas redes sociais. No Orkut, imagino, e no Facebook. Mas aquela coisa rápida, breve, mais para saber como o outro está, sem se aprofundar ou encontrar.

Curiosamente, quem passou a comentar meus textos e a me cumprimentar, nos meus aniversários, foi o Mario, o pai do Cris. E acabamos desenvolvendo uma relação cordial, mesmo que à distância, passados tantos anos... Em 2021, trinta e seis anos.

Hoje soube pelo Giuliano, irmão do Cris, que o Mario se foi. (Ainda não consegui descobrir se foi Covid...)

Fiquei triste. Não é o primeiro pai de amigo que se vai. Quando eu soube que o pai de um grande amigo estava com um câncer terminal, aquilo me tocou fundo. Passei dias pensando nele (no pai do meu amigo).

Recentemente, quando soube que o pai do Bruno se foi - outro grande amigo meu -, a notícia igualmente me tocou. Até porque eu tinha encontrado ele - o pai do Bruno - na praça Vinicius de Moraes, rapidamente, quando ele veio me perguntar: “Ei, você não é o Julio?”

Na época do cursinho, eu concluí, com outro grande amigo, que, quando gostamos muito de alguém, gostamos, quase automaticamente, da família da pessoa (quando chegamos a conhecê-la).

Lembro do Mario, por exemplo, nos levando - eu, o Cris e o Giuliano - na Up&Down (uma “danceteria”, alguém se lembra? Na Pamplona).

Lembro também que o Mario gostava muito de cinema - e alugava tantas fitas de uma só vez... que alugava “por semana” na locadora. (Eu nem sabia que existia essa modalidade.)

O consumo de cultura, da família, me impressionava. (É verdade que meus amigos sempre gostaram muito de música - difícil eu me relacionar com alguém que não gostasse...)

Hoje, fui escutar, de novo, os áudios que o Mario me deixou, a cada mês de janeiro. Foi bom ouvir sua voz grave novamente, senti ele próximo, senti calor humano.

Para a minha surpresa, havia um último áudio, que ele havia me deixado este ano - e que eu não havia escutado (no turbilhão dos cumprimentos simultâneos)...

“Julio” - ele pontuou - “os amigos, a gente não esquece. Feliz aniversário!”

Não esquece mesmo, Mario.


Julio Daio Borges
São Paulo, 14/6/2021


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu malvado favorito de Renato Alessandro dos Santos
02. Freud explica de Renato Alessandro dos Santos
03. Meu Sagarana de Renato Alessandro dos Santos
04. O massacre da primavera de Renato Alessandro dos Santos
05. Sinédoque São Paulo de Duanne Ribeiro


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges
01. Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges - 29/1/1974
02. Freud e a mente humana - 21/11/2003
03. A internet e o amor virtual - 5/7/2002
04. É Julio mesmo, sem acento - 1/4/2005
05. Frida Kahlo e Diego Rivera nas telas - 25/4/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Felizes para Sempre
Wendy Paris
Manole
(2002)



Monet
Birgit Zeidler
Konemann
(2000)



Educação Fundamental
Samael Aun Weor
Igb
(2011)



Sociologia Jurídica no Brasil
José Eduardo Faria; Celso Fernandes Campilongo
Sérgio Antonio Fabris
(1991)
+ frete grátis



Orando Diariamente o Pai Nosso
W. Phillip Keller
Vida
(2008)



Louco por Viver Desperte a Sua Paixão pela Vida
Roberto Shinyashiki
Gente
(2013)



Usando Linux - Soluções Simples, Técnicas Essenciais
Boll Ball
Campus
(1999)



O Livro da Beleza - Como Tratar Bem do Seu Rosto e do Seu Corpo
Miriam Stoppard - Editora Chefe
Círculo do Livro
(1980)



A Grande Descoberta
Não informado
Cemear
(1997)



Drimz, uma História de Podes e Não-podes
Rosana Rios, Dino Bernardi
Ftd
(1992)





busca | avançada
45069 visitas/dia
1,9 milhão/mês