Ao pai do meu amigo | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para ler o Pato Donald
>>> Prossiga
>>> Mozart 11 com Barenboim
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
>>> Arte é entropia
Mais Recentes
>>> Ensaio Geral - Poemas de Olavo Drummond pela Nova Fronteira (1984)
>>> Inveja e gratidão de Melanie Klein pela Imago (1974)
>>> O Estado e a Revolução de V. I. Lênin pela Expressão Popular (2010)
>>> Tendências Contemporâneas na Literatura de Otto Maria Carpeaux pela Ediouro
>>> Os Chakras e os Campos de Energia Humanos de M.D. Shafica Karagulla pela Pensamento (1991)
>>> As Águas Glaucas de Pedro Xisto pela Berlendis & Vertecchia (2006)
>>> Damas Turcas - Coleção Estante Policiais Paulistanos (Autografado - Como Novo) de Carlos Castelo pela Global (2012)
>>> Assassinato no avião da meia-noite salve-se quem puder de Gaby Water pela Scipione
>>> Mecânica - Física para 2 grau de Luiz Alberto Guimarães e Marcelo Fonte pela Harbra (1997)
>>> Milagres - Deus faz coisas extraordinárias na vida de quem tem fé de Estevam Hernandes pela Thomas Nelson Brasil (2013)
>>> Cristais de Carmen Cerqueira Cesar pela Massao Ohno (1988)
>>> Esperando por Doggo de Mark B. Mills pela Novo Conceito (2015)
>>> A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar de Esther Earl C3B3 2014 pela Intrínseca (2014)
>>> Historias escolhidas de Lygia Fagundes Telles pela Boa leitura (1961)
>>> Sandman: o livro dos sonhos - 2 volumes de Neil Gaiman e Ed Kramer pela Conard (2001)
>>> A família que se fala, a família que se sofre de J.a Gaiarsa pela Ágora (2005)
>>> L'existentialisme Est Un Humanisme - Sartre de Arnaud Tomes pela Ellipses (1999)
>>> Herculanum:(romance da época romana) de J. W. Rochester pela Conhecimento (2007)
>>> Para viver um grande amor de Vinícius De Moraes pela Publifolha (2008)
>>> A Coragem para Liderar - Trabalho Duro, Conversas Difíceis, Corações Plenos de Brené Brown pela BestSeller (2023)
>>> Hora do espanto o fantasma do porão de Edgar J Hyde pela Ciranda Cultural (2016)
>>> Pink Floyd A Biografia Ilustrada de Marie Clayton pela Lafonte (2014)
>>> O Estreito do Lobo de Olivier Truc pela Tordesilhas (2015)
>>> Discriminação e recismo de Rubens Miranda de Carvalho pela Espaço do autor (2004)
>>> Ética e sociabilidade de Manfredo Araújo de Oliveira pela Edições Loyola (2007)
COLUNAS

Segunda-feira, 14/6/2021
Ao pai do meu amigo
Julio Daio Borges
+ de 3000 Acessos

O Cris foi meu primeiro melhor amigo.

Nunca gostou da escola e não ia bem. Só que lia como ninguém.

Detestava os livros que a escola indicava, mas, graças a ele, comecei a ler Stephen King, de quem ele já havia lido tudo.

Penso que o importante, na adolescência, não é ler Machado de Assis - mas ler. Simplesmente.

Pois quem não adquire o hábito da leitura na adolescência ou na juventude, dificilmente adquire depois.

Ainda mais no mundo de hoje.

O nosso mundo já era o do videogame, do videocassete e do microcomputador. E a música era o centro da nossa vida. Mas nós líamos.

Além das mil aventuras da adolescência, obviamente, nunca vou esquecer o Cris por isso. Sem a influência dele, eu provavelmente não seria o leitor que acabei me tornando.

Infelizmente, perdi contato com o Cris quando mudei de escola, no colegial. Tinha notïcias dele, por amigos em comum, até a época do cursinho. E, nos anos da faculdade, só nos vimos uma vez.

Depois, brevemente, na rua Augusta - quando eu, recém-formado, era trainee do Itaú e, justamente, fazia um treinamento no Conjunto Nacional (de Visual Basic, se não me engano).

E, se não me falha a memória, a família dele tinha montado uma empresa de serviços gráficos, cuja sede era na Augusta. Eu avistava o Cris quando subia ou descia a pé, do estacionamento para o Conjunto Nacional - e vice-versa.

Trocamos mensagens nas redes sociais. No Orkut, imagino, e no Facebook. Mas aquela coisa rápida, breve, mais para saber como o outro está, sem se aprofundar ou encontrar.

Curiosamente, quem passou a comentar meus textos e a me cumprimentar, nos meus aniversários, foi o Mario, o pai do Cris. E acabamos desenvolvendo uma relação cordial, mesmo que à distância, passados tantos anos... Em 2021, trinta e seis anos.

Hoje soube pelo Giuliano, irmão do Cris, que o Mario se foi. (Ainda não consegui descobrir se foi Covid...)

Fiquei triste. Não é o primeiro pai de amigo que se vai. Quando eu soube que o pai de um grande amigo estava com um câncer terminal, aquilo me tocou fundo. Passei dias pensando nele (no pai do meu amigo).

Recentemente, quando soube que o pai do Bruno se foi - outro grande amigo meu -, a notícia igualmente me tocou. Até porque eu tinha encontrado ele - o pai do Bruno - na praça Vinicius de Moraes, rapidamente, quando ele veio me perguntar: “Ei, você não é o Julio?”

Na época do cursinho, eu concluí, com outro grande amigo, que, quando gostamos muito de alguém, gostamos, quase automaticamente, da família da pessoa (quando chegamos a conhecê-la).

Lembro do Mario, por exemplo, nos levando - eu, o Cris e o Giuliano - na Up&Down (uma “danceteria”, alguém se lembra? Na Pamplona).

Lembro também que o Mario gostava muito de cinema - e alugava tantas fitas de uma só vez... que alugava “por semana” na locadora. (Eu nem sabia que existia essa modalidade.)

O consumo de cultura, da família, me impressionava. (É verdade que meus amigos sempre gostaram muito de música - difícil eu me relacionar com alguém que não gostasse...)

Hoje, fui escutar, de novo, os áudios que o Mario me deixou, a cada mês de janeiro. Foi bom ouvir sua voz grave novamente, senti ele próximo, senti calor humano.

Para a minha surpresa, havia um último áudio, que ele havia me deixado este ano - e que eu não havia escutado (no turbilhão dos cumprimentos simultâneos)...

“Julio” - ele pontuou - “os amigos, a gente não esquece. Feliz aniversário!”

Não esquece mesmo, Mario.


Julio Daio Borges
São Paulo, 14/6/2021

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Pílulas Poéticas para uma quarentena de Luís Fernando Amâncio
02. Que tal fingir-se de céu? de Ana Elisa Ribeiro
03. Por que é preciso despistar a literatura de Ana Elisa Ribeiro
04. Por que não leio mais jornais de Rafael Fernandes
05. Guinga e sua Casa de Villa de Rafael Fernandes


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges
01. Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges - 29/1/1974
02. Freud e a mente humana - 21/11/2003
03. A internet e o amor virtual - 5/7/2002
04. É Julio mesmo, sem acento - 1/4/2005
05. Frida Kahlo e Diego Rivera nas telas - 25/4/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mais Alegria, Alegria: as Mais Belas Canções de Nossa Infância
Carlos Felipe, Túlio Oliveira
Leitura
(2001)



Do Romantismo ao Modernismo 2ªed. (2010)
Douglas Tufano
Moderna
(2010)



Os Pensadores - Willian, John e Thorstein - Vol Xl
Willian, John e Thorstein
Abril Cultural
(1973)



Cafe e Modernização. a Vida no Tempo do Cafe
Tania Luca
Atual Didático
(2009)



Garra de Campeão
Marcos Rey
Ática
(1988)



Lisa in London
Paul Victor
Longman
(1986)



Numbered Account - Pocketbook
Christopher Reich
Dell
(1999)



Como Eliminar 7 Kilos En 30 Dias
Rita La Rosa
De Vecchi
(1994)



Leste Europeu - a Revolução Democrática
Jayme Brener
Atual
(1990)



3fce Result Students Book
Paul A. Davies
Oxford
(2012)





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês