Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Asia de volta ao mapa
>>> 7 de Setembro
>>> Rebelde aristocrático
>>> Cócegas na língua
>>> Animazing
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Anjos e Demônios, o filme, com Tom Hanks
>>> Quem tem boca vai a Roma
>>> Pergunte ao Polvo #worldcup
Mais Recentes
>>> Tensoes Mundiais Volume 4 Numero 5 de Manoel Domingos Neto e Monica Dias Martins pela Observatorio das Nacionalidades (2008)
>>> História econômica do Brasil de Roberto C. Simonsen pela Senado (2020)
>>> História dos Fundadores do Império do Brasil - 7 volumes - coleção completa de Otávio Tarquínio de Sousa pela Senado (2020)
>>> História do Brasil: Uma interpretação de Mota, Carlos Guilherme and Lopez, Adriana pela 34 (2020)
>>> História do Brasil de Boris Fausto pela Edusp (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: Volume 1 Idade Média de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> Historia da Vida Privada Em Portugal: OS Nossos Dias de Direção de José Mattoso pela Abc (2020)
>>> História da saúde no Brasil de Luiz Antonio Teixeira (Compilador), Tânia Salgado Pimenta (Compilador), Gilberto Hochman (Compilador) pela Hucitec (2020)
>>> História da Arte no Brasil: Textos de Síntese de Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira, Angela Ancora da Luz, Sonia Gomes Pereira pela Ufrj (2020)
>>> Temas de Direito Constitucional Volume 1 de Luís Roberto Barroso pela Renovar (2002)
>>> História Da América Portuguesa de Sebastião Da Rocha Pita pela Senado (2020)
>>> História da Alimentação no Brasil de Luís da Câmara Cascudo pela Global (2020)
>>> No caminho de Swann. de Marcel Proust pela Globo (2003)
>>> Hipólito José da Costa de Sergio Goes de Paula pela 34 (2020)
>>> Serious Candida Infections: Risk Factors, Treatment and Prevention de John H. Rex e Françoise Meunier Editores pela Pfizer (1995)
>>> Grande Reforma Urbana Do Rio De Janeiro, A: Pereira Passos, Rodrigues Alves E As Ideias De Civilização E Progresso de Andre Nunes De Azevedo pela PUC Rio (2020)
>>> Natural Racional Social - Razão Médica e Racionalidade Científica Moderna. de Madel T. Luz pela Campus (1988)
>>> Getúlio 3 (1945-1954) de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Getulio 1930-1945: Do Governo Provisorio Ao Estado Novo de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Para gostar de ler. Vol.4 - Crônicas.. de Vários pela Ática (1980)
>>> Getúlio 1 (1882-1930) de Lira Neto pela Companhia das Letras (2020)
>>> Viver o Amor. de José Carlos Pedroso pela Edições Paulinas (1978)
>>> General Osorio de Doratioto, Francisco pela Companhia das Letras (2020)
>>> Ganhadores: A greve negra de 1857 na Bahia de João José Reis pela Companhia das Letras (2020)
>>> Formação de Cidades no Brasil Colonial de Santos, Paulo Ferreira pela Ufrj - IPHAN (2020)
>>> Flores votos e balas de Alonso, Angela pela Companhia das Letras (2020)
>>> A Saude dos Filhos de E. Nauta pela Circulo do Livro (1987)
>>> Gibi Mônica N°8. Lendas da Jumenta Voadora de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2007)
>>> Ficção e Confissão de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul (2020)
>>> Essencial padre Antônio Vieira: o que o turista deve ver de Vieira, Padre Antônio and Bosi, Alfredo pela Penguin (2020)
>>> Gibi Mônica N°83 A árvore encantada de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2013)
>>> Escravidão - Vol. 1: Do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares de Laurentino Gomes pela Globo Livros (2020)
>>> Esaú e Jacó de Assis, Machado de pela Abc (2020)
>>> Gibi Turma da Mônica. N°3 Coleção uma página uma história de Mauricio de Sousa Editora pela Globo (2006)
>>> Em costas negras: uma História do Tráfico de Escravos Entre a áfrica e o rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX) de Manolo Florentino pela Unesp (2020)
>>> Dom João Vl no Brasil de Oliveira Lima pela Topbooks (2020)
>>> Gibi Chico Bento N°34 de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2009)
>>> Dom Casmurro de Assis, Machado de pela Abc (2020)
>>> Ditadura à brasileira: 1964-1985 a democracia golpeada à esquerda e à direita de Villa, Marco Antonio pela Leya (2020)
>>> Gibi Turma da Mônica N° 62 de Mauricio de Sousa Editora pela Panni Comics (2012)
>>> Diritto internazionale de Cannizzaro, Vincenzo pela la mia Libreria (2020)
>>> Diogo Antônio Feijó de Caldeira, Jorge pela 34 (2020)
>>> Dicionário da escravidão e liberdade: 50 textos críticos de Vários autores; Schwarcz, Lilia Moritz and Gomes, Flávio pela Companhia das Letras (2020)
>>> Diários de Joaquim Nabuco - Volume Único de Evaldo Cabral de Mello pela Bem-te-vi (2020)
>>> Diários da presidência 1997-1998 (volume 2) de Cardoso, Fernando Henrique pela Contraponto (2020)
>>> Diários da presidência 1995-1996 (volume 1) de Cardoso, Fernando Henrique pela Companhia das Letras (2020)
>>> Diário da Navegação. Brasil 500 Anos de Jonas Soares de Souza pela Uspiana Brasil 500 anos (2020)
>>> Diálogo das grandezas do Brasil de Ambrósio Fernandes Brandão pela Cepe (2020)
>>> Vontade de Potência - Edição Bolso de Friedrich Nietzsche pela Vozes de Bolso (2017)
>>> Desenvolvimento E Subdesenvolvimento de Celso Furtado pela Contraponto (2020)
COLUNAS

Terça-feira, 8/10/2019
Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 9700 Acessos



Como falar de uma escrita sem a obrigação de entendê-la? Como penetrar nesse entrelace de invólucros fixos que são esses poemas em prosa do livro Rinoceronte, de Ronald Polito, agora lançado pela Editora Quelônio?

As acentuações insólitas dos versos-frases de Rinoceronte parecem advir de uma escuta atenta de Berg, Webern e Messiaen. Pequenos grupos de elementos constitutivos se relacionam, sem que um deva obrigação ao outro. Veja-se os elementos do escrito “Às voltas”, onde a confluência é paradoxal, onde tudo que está à volta está longe, e se há dois é o encontro de desertos. Essa máquina-de-frases concatena os elementos díspares de deslocação espaçotemporal dos elementos à volta, numa circularidade infernal que termina no vazio.

Em cada um dos textos de Rinoceronte, o que está fixo não se define por uma identidade comum dos elementos, mas por uma variedade que nos faz perceber o estriado (de)composto de aglomerações de versos. E não adianta, a partir dessa variedade, fazer uma catalogação de ideias ou de objetos temáticos, lançando sobre eles uma rede furada de compreensão, que afinal será derrotada pelos efeitos de distância e proximidade que avançam como um trem descarrilhado sobre linhas quebradas.



Fragmentação, isolamento, comunicação antissináptica, redução de sentido, modulações como minas terrestres endereçadas à hermenêutica, redistribuição não cartesiana de séries decididamente paradoxais. A aranha tece uma teia onde as linhas não se encontram. Nada se comunica, numa espécie de mundo explodido. Nesse sentido, o que importa é mais a forma que o conteúdo. Não simplesmente o que se diz, mas como se diz.

Esse “método para ruir”, como o escritor diz em “Engrenar”, impede qualquer simetria, focalidade e até mesmo a lateralidade, ou “o que resta sem resto nem remissão”, como diz no texto “Um bocado”. Uma espécie de impossibilidades infinitas é o que garante essa escrita trans(contra)versal, onde tudo se dispersa, tudo explode, tudo se dissolve.

Se o “cão sem órgãos”, presente em Rinoceronte, nos remete ao “corpo sem órgãos”, também o “texto sem órgãos” torna-se capaz de existir e resistir à unificação de uma ideia num corpo-texto sem texto.

Essa multiplicidade difusa e heterogênea de versos-prosa, totalmente presente no livro de Ronald Polito, contraria nossa volonté de savoir. Esses textos inconstituintes celebram o disperso entrelaço de forças ocasionais indispostas umas com as outras. Toda possível potencialidade é anulada, quebrada na sua raiz, como uma contraestratégia de sentido.



Podemos falar de zonas de intensidade, isto sim, mas desterritorializadas, pois são apenas fluxos de força sempre em linha de fuga. Rinoceronte, por isso, torna-se incompreensível para os engajados nas causas do real, para quem as anomalias selvagens não contam tanto. A potência própria de um texto como “crítica da razão do texto”, como contraponto ao significado banal do entendimento, é a proposição de Ronald Polito.



Aqui não vale o conhecimento como uma compreensão preexistente do mundo (e da literatura). O Rinoceronte pesa porque oferece, ao contrário, um conjunto de forças-linhas irredutíveis umas às outras. O que conta não são os termos ou os elementos, mas o que há entre (between). Citando Deleuze, “uma linha não vai de um ponto a outro, mas passa entre os pontos, sem parar de bifurcar e divergir, como uma linha de Pollock”.

A ilustração acima, trabalho do próprio escritor, define melhor ainda essas linhas de força, pontiagudas, ameaçadoras, que se cruzam perigosamente sem direção determinada. Ou... em direção ao espectador.

Eis o Rinoceronte que Ronald Polito nos apresenta.

Para ir além
Cactos Implacáveis: entrevista com Ronald Polito, Lô Borges e a MPB e Livros de Ronald Polito.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 8/10/2019


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2019
01. O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour - 17/9/2019
02. Dor e Glória, de Pedro Almodóvar - 16/7/2019
03. Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito - 8/10/2019
04. Minimundos, exposição de Ronald Polito - 19/3/2019
05. Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes - 9/7/2019


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CÓDIGOS 3 EM 1: TRIBUTÁRIO PROCESSO CIVIL CONSTITUIÇÃO FEDERAL
EDITORA SARAIVA
SARAIVA
(2015)
R$ 9,00



EXPORTAR: ROTINAS E PROCEDIMENTOS, INCENTIVOS E FORMACÃO DE PRECOS
LUIZ MARTINS GARCIA
ADUANEIRAS
(2007)
R$ 7,66



THE HAND BOOK ARTISTIC PRINTING
DOUG CLOUSE E OUTRO
PRINCENTON ACHITECTURAL PRESS
(2009)
R$ 80,00



GETTING AHEAD A COMMUNICATION SKILLS COURSE FOR BUSINESS LEARNER S
SARAH JONES MACZIOLA AND GREG WHITE
CAMBRIDGE UNIVERSITY PRESS
(2002)
R$ 7,50



O PERFUME - HISTÓRIA DE UM ASSASSINATO
PATRICK SÜSKIND
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 20,00



ANÁLISE DO MODELO BRASILEIRO
CELSO FURTADO
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1975)
R$ 7,99



LES PLAIDEURS
RACINE
LIBRAIRIE HACHETTE
(1935)
R$ 10,00



BRASIL - O GIGANTE DOURADO
IRMÃO TADEU
CHICO XAVIER
(2012)
R$ 29,90



LIVRO DA CRISMA - CONFIRMADOS E COMPROMETIDOS
CENTRO CATEQUÉTICO DIOCESANO DE OSASCO
PAULUS
(1997)
R$ 10,00



CORA CORALINA- MELHORES POEMAS
DARCY FRANÇA DENÓFRIO
GLABAL POCKET
(2017)
R$ 23,00





busca | avançada
69585 visitas/dia
2,2 milhões/mês