Radiação de Fundo | Guga Schultze | Digestivo Cultural

busca | avançada
82020 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Historiador mapeia o apoio financeiro norte-americano a governadores pré-golpe de 1964
>>> Oficina: Revisão de literatura traduzida Inglês/Português (EaD)
>>> DIA 5 DE OUTUBRO – BJÖRK DIGITAL ONLINE!
>>> Próxima Live do Grupontapé será realizada com o ator e diretor teatral do Grupo Galpão de Belo Horiz
>>> Contos do Índio e da Floresta estreia dias 03 e 04 de outubro na Sympla Streaming
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Klaatu barada nikto!
>>> Filosofia cai no gosto... (2)
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mudanças I
>>> O enigma de Michael Jackson
>>> 7 de Setembro
>>> Vicky Cristina Barcelona
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> Arco-Íris da Vida 3 de Wilma Kovalsky Oliveira pela Est (2005)
>>> Universidade Hacker - Volume 3 de Ulbrich, Henrique Cesar, Della Valle, James pela Digerati books
>>> Universidade Hacker - Volume 4 de Ulbrich, Henrique Cesar, Della Valle, James pela Digerati books
>>> Universidade Hacker - Volume 1 de Ulbrich, Henrique Cesar, Della Valle, James pela Digerati books
>>> TURMA DA MONICA - CONTOS DE ANDERSEN, GRIMM E PERRAULT de Girassol pela Girassol
>>> Arco-Íris da Vida de Wilma Kovalsky Oliveira pela Est (1996)
>>> Terminologia Em Enfermagem de Maria Aparecida Modesto Dos Santos pela Martinari
>>> Symbols and Their Meanings de Jack Tresidder pela Duncan Baird
>>> SONHANDO COM O NÚMERO CERTO de ZOLAR pela Record
>>> Sinal Verde de Andre Luiz pela Feb
>>> Livro das Manhãs de Paulo Roberto do Carmo pela Parlenda (1997)
>>> SEGREDO - THE SECRET de Rhonda Byrne pela Sextante
>>> Richthofen - O Assassinato dos Pais de Suzane de Roger Franchim pela Planeta
>>> Pride And Prejudice de Jane austen pela Penguin
>>> Um Girassol na Neblina de Luiz Coronel pela Exitus (1997)
>>> Ponto de inflexão de Flávio Augusto DA Silva pela Buzz (2019)
>>> Os Fundamentos Da Física Vol 3 Eletricidade de Ramalho Nicolau Toledo pela Moderna
>>> O Poder Do Marido Que Ora de Stormie Omartian pela Mundo Cristao (2017)
>>> Poemando a Alma de Marcio Portal pela Revolução Cultural (2008)
>>> O Poder do Charme de Brian Tracy e Rom Arden pela Sextante (2010)
>>> O passado não importa mais de Elisa Masselli pela N/d
>>> Eclípse das Estrelas de Zé Augustho Marques pela Alcance (1997)
>>> O Livro De Jô - Uma Autobiografia Desautorizada - 2 Volumes de Jô Soares pela Cia Das Letras
>>> O CARTEIRO CHEGOU de AHLBERG, ALLAN pela Companhia Das Letras
>>> Normal People de Sally Rooney pela Random House Large Print (2019)
>>> Livro Neagle - Vivendo Um Sonho Nos Estados Unidos de Gabriel Fernandes pela Astral (2017)
>>> Plano de Navegação - Poesia de Sidnei Schneider pela Dahmer (1999)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo D'água No Trabalho de Richard Carlson pela Rocco
>>> Mentes Ansiosas - Medo E Ansiedade Além Dos Limites de Ana beatriz barbosa silva pela Fontanar (2011)
>>> O Que É Justiça Uma Abordagem Dialética de Roberto A.R. De Aguiar pela Alfa omega (1993)
>>> Itabirano Áporo Itabirano Epistolografia À Beira do Acaso de Hermínio Bello de Carvalho Carlos Drummond De Andrade pela Imprensa Oficial (2011)
>>> Manual De Sobrevivência Da Garota Descolada de Nancy Rue pela Mundo Cristao
>>> Nossa Senhora De Fátima de William Thomas Walsh pela Quadrante
>>> Financiamento do Progresso Importância da tecnologia O papel do Estado. de Hindenburgo C. Perreira Diniz pela Ele Horizonte BDG Cultural (2002)
>>> Efemérides do Arraial do Tijuco a Diamantina de Célio Hugo Alves Perreira pela Belo Horizonte (2007)
>>> O Sistema Político Brasileiro: Uma Introdução de Lúcia Avelar Antonio Octávio Cintra org. pela UNESP (2015)
>>> A Arte Gastronômica de Miguel, o Magnífico de Miguel de Carvalho pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Kundalini - O Caminho Da Auto-iluminação Para A Nova Era de Krishna, Gopi pela Record
>>> Jesus o maior psicólogo que já existiu de Mark w. baker pela Sextante
>>> Poesia na Praça - IX Antologia Poética Patrulhense de Vários Autores pela Est (1998)
>>> 150 Anos com Eça de Queirós de Elza Miné org. pela USP (1997)
>>> PEQUENO DICIONARIO HOUAISS DA LINGUA PORTUGUESA de INSTITUTO ANTONIO HOUAISS pela Moderna
>>> Harry Potter E O Calice De Fogo de J K Rowling pela Rocco
>>> Guia Totalmente ilustrado Minecraft Guia de monstros e Animais de Fábio Kataoka pela Geek
>>> Gestão de Pessoas o Novo Papel dos Recursos Humanos nas Organizações de Idalberto Chiavenato pela Campus (1999)
>>> Benedito Nunes de Clarice Lispector pela Quíron (1973)
>>> Geografia Geral e do Brasil Espaço Geográfico e Globalizaçã de Eustáquio de Sene e João Carlos Moreira pela SCIPIONE (2012)
>>> Justiça do Direito Vol.10 n.10 de Elydo Alcides Guareschi pela EDI UPF (1996)
>>> Esmeralda de Zibia Gasparetto pela N/d
>>> Pontinho Feliz de Bianca Goulart pela Calábria (2009)
COLUNAS

Quinta-feira, 21/9/2006
Radiação de Fundo
Guga Schultze

+ de 3800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

...a bem da verdade e a bem da mentira - o ramal está congestionado entre esses pólos opostos - um sem número de frases desarticuladas, uma palinfrasia de bêbados em final de festa. O retrato mal pendurado de Dorian Gray está lá, com sua cortina parcialmente roída pelos ratos noturnos e deixa entrever o sorriso sarcástico entre os panos mambembes; e o retrato fala e sua voz é ouvida por milhões e o som de sua voz permanece como um murmúrio constante. Astrônomos identificaram esse ruído circundando o cosmo conhecido, a "radiação de fundo", querendo com ela provar o fato espantoso de que o universo teve origem numa espécie de cataclismo invertido, do nada para o todo; e o danado se expande, vai além dos limites da capacidade imaginativa - porque não dá para imaginar o infinito - e aquele que tentar atingir esses limites está fadado à loucura, como as fadas dessa história que, antes de perecer, enlouqueceram, naqueles reinos de sonho, com a invasão dos homens-ogro que multiplicaram a realidade até o insuportável... (sic)

Achei esse trecho escrito quando eu procurava alguma outra coisa num caderno velho. É parte de uma carta (que nunca foi enviada) e na qual eu explicava (ou tentava explicar) para um amigo as maluquices de um conto, meio ficção científica, que eu tinha escrito e que tinha deixado esse meu amigo meio perplexo. Desisti de enviar a carta porque, ficou evidente, ela teria aumentado a perplexidade dele (ou a de qualquer um) e eu estava mesmo era querendo explicar a coisa claramente - eu e ele havíamos lido ao mesmo tempo O Tao da Física e, se não me engano, o livro do Caos (não me lembro o nome corretamente). Ele ficou estranhamente deprimido, eu escrevi um conto. Ele leu e vociferava ao telefone, na longa conversa que tivemos depois que eu desisti da carta e tentei me explicar verbalmente. O princípio científico da incerteza estava deixando ele maluco.

Bem, talvez seja necessário dizer que esse conto já era, se perdeu de alguma forma - eu só tinha um original, escrito a mão. Ainda me lembro da história, mas não vem ao caso. O que vem ao caso é a palavra "perplexidade". Lembro a do meu amigo e, agora, a minha, ao notar que a carta que eu escrevi há tempos serve perfeitamente como mapa para definir algumas questões, que eu acho que são boas, sobre outro tema, insuspeitado naquela época: a internet e os podcasts.

1. ...a bem da verdade e a bem da mentira - o ramal está congestionado entre esses pólos opostos...

Uma expressão inócua (a bem da verdade) refutada pela sua forçada contraparte. A quantidade de informação disponível hoje na rede excede, e muito, toda a informação fora dela. Mas, evidentemente, não é cem por cento confiável. O único filtro possível é o uso constante de milhões de usuários que descartam a maior parte da informação falsa ou duvidosa. O equilíbrio é mantido na práxis porque se, por algum motivo, todo mundo se desinteressasse do valor da informação como "verdade", a rede se rompia, dava um tilt com o acúmulo exponencial de lixo. É quase uma questão de ética: "a procura da verdade" ou a zona de credibilidade é que mantêm a rede funcionando.

2. ...um sem número de frases desarticuladas, uma palinfrasia de bêbados em final de festa. O retrato mal pendurado de Dorian Gray está lá, com sua cortina parcialmente roída pelos ratos noturnos e deixa entrever o sorriso sarcástico entre os panos mambembes; e o retrato fala e sua voz é ouvida por milhões e o som de sua voz permanece como um murmúrio constante.

Na medida em que qualquer um pode criar seu podcast - e o número deles está crescendo na rede -, temos aí essa voz, esse murmúrio contínuo na internet.

O apelo principal do podcast, a propaganda que atrai tanta gente, é que você pode criar sua própria "rádio" - e é exatamente isso que muita gente tem feito: criar um programa de áudio, como numa rádio qualquer, que outros internautas possam acessar. E uma vez acessado, isto é, uma vez que o internauta visite uma página de podcast, existem basicamente duas maneiras de ouvir o programa: pelo jeito normal, clicando em teclas play e ouvindo na hora, via stream; ou fazendo um download e gravando o programa em sua máquina para ouvir quando quiser.

A outra maneira (e aí é que está a coisa) é fazer uma "assinatura": o internauta conecta seu iPod, por exemplo, e automaticamente as atualizações do programa que ele assinou estão lá. Ou pode fazer isso pela própria rede: existem sites, (ou softwares na rede) que atualizam constantemente as informações oriundas dos podcasts e as tornam disponíveis, bastando que o internauta vá a esses sites, sem ter que passar pelo processo de ir até onde está o seu programa de rádio, baixar os áudios etc. Ou seja, o ouvinte da "rádio" se mantém em sintonia com o que ela (rádio) produz. Isso implica em uma flexibilidade inédita para ambas as partes, principalmente para o produtor da "rádio" que pode mudar e alterar seus programas, pode criar seqüências legais, sabendo que seus ouvintes estão "ligados".

E isso atrai gente e todo tipo de manifestação. Posso supor qualquer tipo de áudio; provavelmente ele existe ou existirá: discursos nazistas de Hitler no inferno, o canto das sereias de Ulisses, música de Jobim psicografada por médium japonês, aulas secretas para ninjas e o som dos canhões da Guerra do Paraguai.

Há também um lado meio sinistro em tudo isso porque da mesma forma que você ouve um programa de "sublimes e elevadas orações" nada impede que ouça também um ótimo programa que ensine a fabricação de bombas caseiras, com um mínimo de custo, mas capazes de detonar um quarteirão.

O retrato de Dorian Gray, o retrato da "alma", não só de um sujeito, mas de todos, sorri meio sarcástico (a palavra correta seria "zombeteiro") e não há como desfazer esse sorriso porque a liberdade - e nada é tão livre como o organismo da internet - é uma caixa de Pandora, aberta, e solta indiscriminadamente anjos e demônios.

3. ... Astrônomos identificaram esse ruído circundando o cosmo conhecido, a "radiação de fundo"... ... porque não dá para imaginar o infinito - e aquele que tentar atingir esses limites está fadado à loucura, como as fadas dessa história que, antes de perecer, enlouqueceram, naqueles reinos de sonho, com a invasão dos homens-ogro que multiplicaram a realidade até o suportável.

A "radiação de fundo" é uma espécie de estática detectada no éter cósmico e causada, dizem os cientistas (nem todos dizem), pelo Big Bang, a explosão primordial que criou o universo etc. A internet (com aqueles três "www" que poderiam significar também whole wide world) é também um cosmo - dá vontade de escrever microcosmo, mas micro já deixou de ser e macro ainda é pouco - e tem sua radiação de fundo, esse fluxo massivo, áudio-visual, que é o chamariz principal para os peixes que navegam, ou melhor, que caem na rede.

Ora, áudio-visual é o contato com a realidade, com o mundo material, ou seja lá que nome tiver. Leitura, apesar dos olhos, não é áudio nem visual.

No meu antigo conto tinha essas fadas que eram meio princesas de torres silenciosas e que foram sumindo à medida que os ogros barulhentos ocupavam os arredores. Os ogros, esses eram estritamente áudio-visuais. Berravam, usavam roupas berrantes e não há nada como barulho para fazer alguém acordar, botar os pés no chão, nem que seja de susto. Com isso os ogros trouxeram um senso de materialidade que as pobres fadinhas não suportaram.

Sou da espécie das pobres fadinhas e escuto o barulho que vem da rede com certo desconforto. Mas, não resistindo à piadinha, sou um pouco mais fodinha do que elas foram e percebo que a maior parte desses ogros também não são lá grande coisa. Esses podcasts todos fazem bastante barulho mas são, em sua maioria, divertidos. O negócio é saber discernir até onde eles se conectam ou influem sobre a realidade, ou mesmo se podem criar o que seria também uma voz para essa realidade.


Guga Schultze
Belo Horizonte, 21/9/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Não quero ser Capitu de Cassionei Niches Petry
02. Notas confessionais de um angustiado (I) de Cassionei Niches Petry
03. De cadelos e cachorras de Ricardo de Mattos
04. Desejo estéril de Vicente Escudero
05. Os últimos soldados da Guerra Fria de Luiz Rebinski Junior


Mais Guga Schultze
Mais Acessadas de Guga Schultze em 2006
01. Mané, Mané - 22/6/2006
02. A Legião e as cidades - 3/8/2006
03. Voto fulo - 12/10/2006
04. Mitos na corda bamba - 29/12/2006
05. Radiação de Fundo - 21/9/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
27/9/2009
20h44min
Sou leigo nesses assuntos, mas não entendi uma coisa. Se o universo está em expansão, não seria errado dizer que ele é infinito? Como poderia aumentar o que já é infinito? Acho que seria mais conveniente usar a palavra perpétuo...
[Leia outros Comentários de leandro]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GRANDE AVENTURA DE JOAQUIM E MANOELA
EUNICE SAES MORENO VALVERDE
AUBISVPG - SISTEMA VICENTINO D
(2009)
R$ 12,00



COMO NUM PASSE DE MÁGICA
LEOPOLDO CAMARA
AUTOR NACIONAL
(1989)
R$ 5,00



DIEZ SIGLOS DE POESIA CASTELLANA
VICENTE GAOS
ALIANZA EDITORIAL SA
(1983)
R$ 17,28



AS CIDADES VIVAS, VIVA AS CIDADES! CRONICAS SOBRE ARQUITETURA E U
SERGIO TEPERMAN
SENAC SP
(2008)
R$ 15,82



GUERRA CIVIL
STUART MOORE
NOVO SECULO
(2015)
R$ 10,00



O DONO DOS OLHOS VERDES
TEKAS
EDICON
(1987)
R$ 6,48



O BOOM NA EDUCAÇÃO -O APRENDIZADO ONLINE 8920
VICTOR MIRSHAWKA E VICTOR MIRSHAWKA JR.
D S V
(2002)
R$ 12,00



O PILÃO
ADOLPHO BLOCH
BLOCH
(1978)
R$ 55,90



CAETANO VELOSO 70 ANOS - VOL 5 - VELO
EDITORA INNOVANT
INNOVANT
(2011)
R$ 21,90



VERONIKA DECIDE MORRER
PAULO COELHO
ROCCO
(2003)
R$ 6,90





busca | avançada
82020 visitas/dia
2,1 milhões/mês