Bailes & Festas | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
35929 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 16/10/2012
Bailes & Festas
Guilherme Pontes Coelho

+ de 2800 Acessos

"O que o senhor tá carregando aqui, seu Guilherme?"

"Gente morta", respondi, para fazer uma graça, embora o peso das caixas convencesse de que poderia haver cadáveres dentro delas.

A pergunta foi feita por Biúca, um rapaz simpático e de traços neandertaloides que trabalhava para a transportadora que fez minha recente mudança. Biúca se referia a um dos paralelepípedos que ele e mais alguns senhores tiveram de carregar, no braço, do quarto andar de um prédio ao caminhão e do caminhão ao vigésimo andar, via elevador, de outro prédio, catorze quilômetros mais tarde. Estes hexaedros eram caixas reforçadas de papelão recheadas com livros. A maneira como foram preenchidas as tornava blocos maciços: eu, que nunca aprendi direito a transportar meus livros em todos estes anos, tenho a mania encaixar os livros em caixas grandes, preenchendo todos os interstícios possíveis no interior delas, como se brincasse com um Tetris tridimensional. É divertido, e é uma má ideia. O ideal seria fazer o mesmo, mas em caixinhas. (É quase certo esquecerei esta recomendação no futuro, de novo.)

Antes de prosseguir, um pouco de números (eu os detesto) para mostrar o quanto Biúca e companhia tiveram de trabalhar, e para mostrar que, além do pagamento, a gorjeta foi merecida.

Cada paralelepípedo desses media 61cm de comprimento, por 47cm de largura, por 31cm de altura. Se para calcular o volume de cada um teríamos de multiplicar o comprimento pela largura pela altura, então teremos o volume de 88.877cm³ por caixa. Na mudança, havia 12 caixas só de livros. Ou seja, será um universo de 1.066.524cm³ de livros. Usando o volume de um livro já mencionado noutro lugar, teríamos algo próximo a 64 exemplares por caixa. Usando o mesmo livro para chegar ao peso de cada caixa, teríamos o resultado arredondado (para baixo) de 73kg. Como eram 12 caixas, ao todo Biúca e camaradas carregaram 876kg de papel.

Os livros sempre são a parte mais sensível da mudança, embora esses números potentes tentem dizer outra coisa. É também a única parte que não costumo deixar para a transportadora. Na hora de fazer o Tetris tridimensional, recomendo forrar por dentro as caixas com imensos sacos plásticos. Depois de lacradas, também as envolva com plástico por fora. É uma medida preventiva contra líquidos. Mas lembre-se, use caixas pequenas.

O problema do sistema Tetris é que os livros são organizados por tamanho, área, volume, e não por assunto. Eles são confinados nas caixas de forma a criar um grande sólido compacto e uniforme; mas os livros, por dentro, estão desorganizados. Eles são retirados da harmonia aberta das estantes para serem lançados ao caos claustrofóbico das caixas. Ali, no interior escuro do papelão, é que os livros ficam em silêncio.

Porque eu não imagino uma biblioteca como um templo silencioso. Não a minha, pelo menos. Eu a sinto como uma Babel. Não a Babel hexagonal e silenciosa de Borges, me refiro à Babel bíblica. Quando passo os olhos sobre as lombadas, ouço as vozes de todos aqueles volumes, umas sobre as outras, umas interrompendo as outras, numa sequência involuntária. As vozes costumavam ficar numa sala de 24m², clara, aberta, que recebia a luz do sol quase que ininterruptamente - a face do prédio apontava para o nor-nordeste, ou para algum ponto entre nor-nordeste e o norte. Testemunhas diurnas de minha Babel particular eram os carcarás (Polyborus plancus) que, no topo das palmeiras jerivá, de frente para varanda, construíram seus ninhos. Enquanto comia meu próprio café da manhã, costumava vê-los carregando o desjejum deles no bico: ratos ou pássaros menores. Pela manhã, eles tinham o hábito de ficar em guarda nas antenas periódicas do prédio vizinho. Eu, em fins de semana ou quando havia uma folga, sentado na cadeira de balanço, tirava os olhos de um livro, ou caderno, se estivesse escrevendo, e os via lá nas antenas, parados, atentos. Funcionavam como um alerta para mim, um espelho, um aviso: concentre-se.

Às vezes, falconídeos amontoados nas antenas reproduziriam uma cena de Os Pássaros, de Hitchcock. Aquela em que corvos se empoleiram sobre o playground da escola de Bodega Bay, na Califórnia, e esperam as crianças saírem e as atacam. I ask my wife / to wash the floor / ristle-tee, rostle-tee / now, now, now. No caso dos meus carcarás, eles se multiplicariam sobre as antenas vizinhas, depois mergulhariam em ataques rasantes para pegar, matar e comer as crianças na quadra poliesportiva, que, muito barulhentas, às vezes me distraiam. Mas nunca houve derramamento de sangue, e tais imagens sumiam quando meus transes, que suponho rápidos, acabavam.

Durante o dia, a sala-biblioteca era uma nuvem. Leve, solar. Sem reservas, era inundada pelo mundo externo. A luz natural, petulante, eliminava todas as sombras do cômodo. Não havia espaços onde segredos, risos e segundas intenções pudessem brincar.

À noite, contudo, a sala-biblioteca se transformava. Ter todos aqueles volumes na sala era como abrigar uma pequena multidão. Por estarem todos organizados, assemelhava-se a um baile são-petersburguês de Liev Tolstoi, com suas coreografias ortodoxas. Como eu participava da minha biblioteca mais à noite que de dia, sempre tinha a sensação de estar perambulando no meio de uma aristocracia dançante, ouvindo o fru-frus de seda entre uma valsa e outra. Um baile noturno interminável, que durou todo o tempo em que morei naquele apartamento.

Eu me mudei, no entanto, para outro apartamento, uma morada de frente para o Oeste, sem quadras poliesportivas por perto, mas sem carcarás ou palmeiras à vista (vigésimo andar). E ainda não tive nem tempo disponível nem disposição confessa para organizar todos os livros, extraí-los das caixas e definir as seções onde cada um ficará. Mas o tanto que já conseguiu sair do confinamento tem enfeitado o novo domicílio de uma forma mais agradável. Espalhados por toda a casa, jogados uns sobre os outros de forma aleatória (da mesma maneira que foram jogados nos hexaedros), desobedientes aos critérios de assunto, ordem alfabética, editora ou mesmo cor da capa, os livros não me fazem sentir num baile de Tolstoi, mas numa festa de Jay Gatsby. Há Freuds ao lado de Capotes, Glenn O'Briens junto a Elias Canettis, Montaignes colados a Taleses, Marcel Prousts torrando a paciência de Lionel Shrivers, George Elliots jogados aos cantos, Kafkas e Carones ainda juntos, sei lá por quê, e Dumas e Tezzas enchendo a cara.

Quando percebi a vitalidade que uma casa cheia de livros tem, reconheci que dei a resposta errada a Biúca. Aquelas caixas carregavam gente viva. Antevi que quando as abrisse os livros sairiam correndo cheios de atitude para encher a nova casa de vida, dando uma cenografia gatsbyana à minha rotina doméstica. E já para entrar no clima, já com uma disposição de Fitzgerald, presenteei Biúca e parceiros com um tipo diferente de gorjeta: uma garrafa fechada de red label. Eles adoraram, e Biúca disse:

"Gosto de gorjeta assim. Remédio pra dor na coluna."


Guilherme Pontes Coelho
Brasília, 16/10/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Casa Arrumada de Ricardo de Mattos
02. Livrarias de Ricardo de Mattos
03. Ação Social de Ricardo de Mattos
04. Memorial de Berlim de Marilia Mota Silva
05. occupytheoffice de Lisandro Gaertner


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho
01. Nas redes do sexo - 25/8/2010
02. A literatura de Giacomo Casanova - 19/5/2010
03. O preconceito estético - 29/12/2010
04. A morte de Michael Jackson, um depoimento - 5/8/2009
05. O retorno à cidade natal - 24/2/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GUIA DE LEITURA DE A PROFECIA CELESTINA
JAMES REDFIELD & CAROL ADRIENNE
OBJETIVA
(1995)
R$ 15,00



CADERNOS DE JOÃO
ANIBAL MACHADO
JOSÉ OLYMPIO
(2004)
R$ 42,00



SANTO ANTÔNIO VAMOS CONHECER A VIDA DE UM GRANDE SANTO
GERAL MONTEIRO / GIUSEPPINO DE ROMA
MENSAGEIRO DE SANTO ANTONIO
(1999)
R$ 4,00



LITERATURA COMENTEADA - CAETANO VELOSO
PAULO FRANCHETTI - ALCYR PÉCORA
ABRIL
(1981)
R$ 7,80



O CÍRCULO DOS FOGOS
JACQUES LIZOT
MARTINS FONTES
(1988)
R$ 90,00



CLASH ROYALE
GUILHERME ATHAIDE
PANDA BOOKS
(2016)
R$ 20,00



NOVO CPC FUNDAMENTOS E SISTEMATIZAÇÃO 2A EDIÇÃO
HUMBERTO THEODORO JÚNIOR E OUTROS
FORENSE
(2015)
R$ 75,77



THE INTERNATIONAL JOURNAL OF PSYCHOANALYSIS VOLUME 79 PART 1
VÁRIOS AUTORES
DAVID TUCKETT
(1998)
R$ 50,00



OS COLONOS
RAPHAEL LUIZ DE SIQUEIRA JACCOUD
MÚLTIPLA CULTURAL
(2001)
R$ 15,00



OS PARTIDOS POLÍTICOS
BRANDÃO MONTEIRO & CARLOS ALBERTO P. DE OLIVEIRA
GLOBAL
(1989)
R$ 15,00





busca | avançada
35929 visitas/dia
1,3 milhão/mês