Poesia, Crônica, Conto e Charge | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
Mais Recentes
>>> Coleção para gostar de ler de Varios pela Atica (1985)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Cor e Pintura de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Meu pequeno fim de Fabrício Marques pela Segrac (2002)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Materiais e Ferramentas de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Livro Dicionário Enciclopédico Veja Larousse - Volume 1 de Eurípedes Alcântara , Diretor Editorial pela Abril (2006)
>>> O diário de Larissa de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> A Arte da guerra de Sun Tzu pela Pé da letra (2016)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2006)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
COLUNAS

Quinta-feira, 13/11/2003
Poesia, Crônica, Conto e Charge
Ricardo de Mattos

+ de 33600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O Melhor da Poesia Brasileira, O Melhor da Crônica Brasileira e O Melhor do Conto Brasileiro são os três livros formadores d'uma pequena colecção destinada a apresentar aos jovens alunos alguns dos nossos escritores e poetas. Três volumes pequenos com quatro autores cada. O termo comum aos títulos revela certa pretensão: O Melhor ... Dificilmente qualquer antologia traz "o melhor" de alguma coisa, sempre há faltas apontadas e escolhas lamentadas. O termo é perigoso inclusive se considerado o público alvo, cuja preguiça é critério de selecção: se o volume encerra exemplos da nata, para que ir além? Os livrinhos, todavia, não decepcionam, mormente o de contos. No mais são relançamentos autênticos, parece não ter havido substituição ou acréscimo de textos, desconfiança surgida ao deparar-me com referências aos militares da ditadura, ao governo de Getúlio Vargas e às Copas anteriores.

O volume de poesias foi o meu primeiro em muitos anos, pois entre estrofe e parágrafo prefiro este último. Seria melhor nomeado como O Melhor da Poesia Modernista Brasileira, por trazer os poetas Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto e Vinícius de Moraes. Mesmo restringindo ao Modernismo, ainda faltariam nomes como Mário de Andrade e Cecília Meireles. Os poemas de Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira são aqueles velhos conhecidos de qualquer um a cursar o segundo grau, tantas as apostilas que os trazem. De Drummond, Cidadezinha Qualquer, Quadrilha, José; de Manuel Bandeira, Os Sapos, Pneumotórax, Poética, Tragédia Brasileira e outros tantos. Marcante, enfim, a intenção de levar à primeira leitura destes poetas. Vinícius de Moraes tem exemplificada sua cansativa e derramada indefinição entre prosa e verso em poemas como (O desespero da piedade) e Elegia ao primeiro amigo. Versos longos Manuel Bandeira também os fez - e posiciono-o entre meus preferidos ao lado do árcade Gonzaga e de Augusto dos Anjos -, porém com melhor engenho. O modus operandi de Vinícius parece ser aquele transbordamento delineado no poema O falso mendigo: "Minha mãe, manda comprar um quilo de papel almaço na venda/Quero fazer uma poesia...".

O volume de crónicas vela um perigo. Tomemos como exemplo Luis Fernando Verissimo, o grande cronista da actualidade. Não me lembro o tempo exacto, mas digamos que ele já acumule seus trinta anos de jornalismo, trabalhando simultaneamente para vários jornais, dentre os quais alguns exigindo contratualmente o ineditismo. Além disso, escreve para mais de um caderno do mesmo jornal - o de esportes e o de cultura. Com estas premissas, como escolher suas dez melhores crônicas? Por este motivo o volume da colecção, com textos de Ferreira Gullar, José Lins do Rego, Rachel de Queiroz - Deus receba-a - e Sérgio Porto, não é o mais "forte". As crónicas são de datação evidente e entre as de José Lins do Rego incluíram extratos de seus romances.

Acredito que nenhuma antologia de crónicas esteja completa sem trazer algo escrito por Humberto de Campos (1.886/1.934). Nascido no Maranhão e projectado à fama quando mudou-se para o Rio de Janeiro, foi o principal cronista de sua geração, assinando seus textos com o pseudónimo "Conselheiro XX". Variou do humor de salão à sátira impiedosa, do lírico aos escritos de cunho moralizante. Os galicismos tornam o texto afectado, porém condizente com o momento. Quando dava lugar à sátira, tornava-se acre a ponto de oferecerem um prémio em dinheiro por sua mão direita. Algo como o governo de hoje pedir a mão de Diogo Mainardi. Seus livros trazem centenas de crónicas. Até mesmo sua crítica e seus perfis seguem o formato breve da crónica. Nos dias de hoje, falar em lirismo faz-nos lembrar do pastor protestante e psicanalista de origem mineira Rubem Alves. Quem se julga "lírico" deve começar a ler seus livros, começando pelo singelo Tempus Fugit e verificar se sua pretensão confirma-se.

O volume de contos é o melhor. Novamente Raquel de Queiroz, acompanhada de Origines Lessa, Josué Montello e Aníbal Machado. Os dois aprazíveis contos de Josué Montello - Vidas Apagadas e Numa Véspera de Natal - excluíram uma reserva imotivada de minha parte. Há uma harmonia impressionante entre as descrições das personagens e dos ambientes onde vivem e se esta é uma característica de sua obra, considero-a mui saudável. O mesmo preciosismo encontrei no simpaticíssimo conto Tati, a Garota escrito por Aníbal Machado, empatia quiçá provocada pelo convívio com um novo filhote em casa. A Casa do Morro Branco, de Rachel de Queiroz, lembrou-me bastante a primeira parte do romance Lucas Procópio de Autran Dourado. N'um conto biográfico, Orígines Lessa - de quem uma das netas trabalha no Fórum aqui de Taubaté - dá-nos um perfil de raro humanismo ao retratar o trabalho missionário de seu pai junto a doentes e moribundos; no outro trata com humor a estória de um time interiorano de futebol. Gostei do conto embora não goste do esporte.

Sobre Quino, o autor da Mafalda
Merece atenção o álbum Potentes, Prepotentes e Impotentes continente de charges políticas publicadas em jornais de Buenos Aires. Os livros referidos na coluna de hoje trazem muitos textos publicados inicialmente em jornais. Creio mesmo na imprensa periódica como a base por excelência do trabalho de cartunistas. A compreensão da charge é imediata e cada uma encerra sua ideia, dificilmente relacionando-se com a publicada no dia seguinte. Se há continuidade e estabelecimento de personagens fixos, talvez seja mais correcto falar-se de história em quadrinhos. Isso não significa que uma charge exija desenho único. O álbum traz algumas divididas em quadros e acredito que este fraccionamento não prejudique a caracterização. Acredito também que para o leitor diário não haja preocupação em saber até onde o trabalho deva ser considerado charge e a partir de qual ponto temos uma história em quadrinhos. Busca-se a ideia hilária, bem expressa através do desenho que a concentra, quer de linhas simples (página 86), quer extremamente rebuscado (página 85). E subtil: nem tão profunda que atrapalhe o leitor na leitura do jornal, nem tão superficial a ponto de ser tola. Novamente invoco Luis Fernando Verissimo, autor de tiras e charges com notável economia de traços e competentes na transmissão da mensagem.

Para ir além















Ricardo de Mattos
Taubaté, 13/11/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto de Jardel Dias Cavalcanti
02. O dia que nada prometia de Luís Fernando Amâncio
03. Inquietações de Ana Lira de Fabio Gomes
04. Morrer, na literatura de Marta Barcellos
05. Margeando a escuridão de Elisa Andrade Buzzo


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2003
01. Da Poesia Na Música de Vivaldi - 6/2/2003
02. Poesia, Crônica, Conto e Charge - 13/11/2003
03. Da Biografia de Lima Barreto - 26/6/2003
04. Estado de Sítio, de Albert Camus - 4/9/2003
05. A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner - 5/6/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
13/5/2009
10h52min
Eu adoro os textos de Manuel Bandeira. Sou terceira série e já li vários livros dele, e até hoje eu gostei de todos! Beijos!
[Leia outros Comentários de larissa maria farias]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NOSSA HISTÓRIA Nº 31-EXCLUSIVO PRINCESA ISABEL - 9120
CRISTIANE COSTA
VERA CRUZ
(2006)
R$ 20,00



CULTURA POPULAR, DISNEY E POLÍTICA PÚBLICA; O EDUCADOR E A CULTUR
REVISTA DO ISEP; FÓRUM CRÍTICO DA EDUCAÇÃO, 2
ISEP
(2003)
R$ 22,82



O AUXÍLIO ADMINISTRATIVO DAS AUTORIDADES TRADICIONAIS EM MOÇAMBIQUE
LUCIANA MARTINS CAMPOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



TERAPIA DA AMIZADE - VOL.2 - COLEÇÃO TERAPIA
JOHN D. PERRY
PAULUS
(1997)
R$ 6,38



PAVÃO POR UM DIA
REGINA LUCIA PIRES NEMER - VITOR COSTA
AO LIVRO TÉCNICO
(2009)
R$ 14,80



DICCIONARIO DE QUIMICA Y DE PRODUCTOS QUÍMICOS ESP./ING- ING/ESP. 8526
ARTHUR Y ELIZABETH ROSE
OMEGA -BARCELONA
(1959)
R$ 70,00



A NOITE DE NATAL CICLO 2º, GUIÃO PARA UMA LEITURA ORIENTADA
TERESA CERQUEIRA, LUÍSA DE SOUSA E JOSÉ LUÍS
PLÁTANO
(2001)
R$ 18,39



A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LÍNGUA E O DISCURSO SOBRE PRODUÇÃO TEXTUAL
DIRLENE SANTOS DE ARAUJO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



DIABO E FLUOXETINA
MARIANA CORTES
APPRIS
(2017)
R$ 54,00



TECNOLOGIAS DIGITAIS
BARBARA CRISTINA DUQUEVIZ UND REGINA L. S. PEDROZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 489,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês