Alterações pernambucanas | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
>>> O NAVEGANTE DO TEMPO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Woody Allen
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 89 FM, o fim da rádio rock
>>> Crítica à arte contemporânea
>>> estar onde eu não estou
>>> Churrascaria Ponteio Grill, 30 anos
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
Mais Recentes
>>> La Divina Comedia - 2 volumes de Dante Alighieri pela Sopena (1942)
>>> Marília, Mar e Ilha de Rosana Rios pela Saraiva (1998)
>>> A Relíquia de Eça de Queiroz pela Galex
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 3 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 1 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> A Eneida de Virgílio pela Atena (1956)
>>> O encantador de cães: compreenda o melhor amigo do homem de Cesar Millan pela Verus (2007)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Instituto Divulgação Cultural
>>> As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky pela Rocco (2007)
>>> O Cortiço de Aluisio Azevedo pela Ática (1979)
>>> Areia e espuma de Gibran Khalil Gibran pela Acigi
>>> A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se: Uma estratégia inusitada para uma vida melhor de Mark Manson pela Intrínseca (2017)
>>> Estudo dirigido de desenho para o ensino programado - volume 1 de Carlos José Fiorano pela Discubra
>>> Manual de Engenharia Elétrica - volume 2 de Siemens pela Nobel (1987)
>>> Mecânica dos fluidos de Chemello Luzzatto pela Sagra
>>> Mecânica dos sólidos de Acilio Chemello e Darcy Luzzatto pela Sagra
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zdm - Fogo Amigo - Vol. IV de Nathan Fox pela Panini Livros (2012)
>>> Yalo - o Filho da Guerra de Elias Khoury pela Record (2012)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Wunderkind de D Andrea G. L. pela Bertrand Brasil (2012)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wikileaks - Segredos, Informações e Poder de Jose Antonio Domingos pela Idea (2011)
>>> Wikibrands - Como Reinventar Sua Empresa de Sean Moffitt, Mike Dover pela Bookman (2011)
>>> Welcome to Night Vale de Joseph Fink, Jeffrey Cranor pela Intrinseca (2016)
>>> Weber de Sam Whimster pela Penso (2009)
>>> Wayne de Gotham de Tracy Hickman pela Casa da Palavra (2013)
>>> Wayne de Gotham de Tracy Hickman pela Casa da Palavra (2013)
>>> War - as Aventuras da Brigada Rifle - Vol. 5 de Garth Ennis, Carlos Ezquerra pela Opera Graphica (2005)
>>> Vozes Guardadas de Elisa Lucinda pela Record (2016)
>>> Vozes do Éden de R. M. Lamming pela Bertrand Brasil (2012)
>>> Voto de Silêncio de Linda Castillo pela Novo Século (2012)
>>> Voo para a Escuridão de Marcelo Simões pela Geração (2010)
>>> Voo de Rapina (poesias) de Piero Eyben pela Horizonte (2014)
>>> Volver a Matar de Juan B. Yofre pela Sudamericana (2009)
>>> Voltar a Educar de Adriana Puiggrós pela Agir (1997)
>>> Voltaire Historiador de Marcos Antônio Lopes pela Papirus (2001)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sempre Jovem de Michael F. Roizen, Mehmet C. Oz pela Rocco (2009)
>>> Você Sabe? de Todolivro pela Todolivro (2008)
>>> Você Está Em um Lugar Seguro? de Anderson Lima pela Ágape (2014)
>>> Você Está Em um Lugar Seguro? de Anderson Lima pela Ágape (2014)
>>> Você e Seu Filho na Hora do Choro de Michelle Kennedy pela Publifolha (2003)
COLUNAS

Terça-feira, 25/11/2003
Alterações pernambucanas
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 4100 Acessos

A Guerra dos Mascates (1710-1711) foi o conflito entre os senhores de terra, nos engenhos de Olinda, e os comerciantes portugueses do Recife, os mascates. À época, os proprietários de terra de Olinda estavam endividados em razão da queda internacional do preço do açúcar e, por isso, não aceitaram a emancipação político-administrativa do Recife, onde se concentravam os mascates, posto que este fato só atrapalharia ainda mais a situação dos senhores de Engenho. Mais do que narrar os acontecimentos, o livro A Fronda dos Mazombos, do historiador Evaldo Cabral de Mello, propõe-se a analisar, com riqueza de detalhes, os fatos que cercaram este conflito.

Trata-se, na verdade, de um relançamento, uma vez que a primeira edição do livro saiu em 1995. Desta feita, conforme o próprio autor avisa no início, foram adicionadas informações obtidas em documentação antes existente em Lisboa e que só agora esteve à disposição do historiador. Mais detalhes. Assim, o livro se divide em duas partes. A primeira, “Entre os holandeses e os mascates”, tece impressões sobre a sociedade, vida política e economia das décadas anteriores ao conflito, de 1666 em diante. Já a segunda, “Alterações pernambucanas”, conta o conflito em si.

O historiador inicia sua análise pelo que ele considera ser a gênese do conflito, a destituição de Jerônimo de Mendonça Furtado do cargo de Governador Geral de Pernambuco, em 1666. A partir daí, passa a buscar, nas minúcias, quais foram as causas que levaram ao conflito, sempre tendo a deposição como fio condutor dessa seção. Além disso, preenche a aridez das notas e dos documentos históricos com o relato passional dos cronistas contemporâneos, o que torna a leitura um pouco mais agradável. Entretanto, se por um lado o leitor não se perde com os flashbacks da narrativa, por outro, observa-se que algumas descrições poderiam, sem qualquer defasagem à história, ser suprimidas. Isso porque quem desconhece o assunto corre o risco de ter como foco principal o que ali está como complemento. Já o leitor iniciado, por sua vez, tende a considerar os esclarecimentos ali expostos excessivamente repetitivos, uma vez que a toda hora estes fazem alusão ao que já está sugerido nas primeiras linhas da obra: a luta pelo poder entre os grupos que, mais tarde, se confrontariam.

Isso fica claro no quarto capítulo, quando se tem a totalidade dos eventos que antecedem o confronto entre os nobres e os mascates. Nesse ponto, aliás, o autor consegue tocar o cerne da questão, ao evidenciar o que até aquele momento estava implícito, que é a luta de classes. E a tese se confirma a partir dos relatos de cada parte, que são contrapostos a fim de proporcionar ao leitor uma visão parcial do ocorrido. Observa-se também que essa polarização entre comerciantes e agricultores foi muito peculiar à realidade de Pernambuco. Exemplo disso foi a convivência pacífica entre os dois grupos na Bahia, conforme revela o autor: “A própria facilidade com que os comerciantes ricos pularam a barreira para tornar-se parte da elite impediu-a de se transformar numa corporação fechada que poderia ter marginalizado um grupo social economicamente poderoso e politicamente fraco, situação que quase certamente teria provocado conflito de classe”.

Além disso, Evaldo Cabral de Mello levanta uma explicação necessária para o desmonte do mito da cordialidade do Brasil Colônia ao mostrar como era violenta a sociedade pernambucana naquele momento: “Ao percorrer estas páginas, o leitor poderá interrogar-se sobre a sem-cerimônia com que se mandava espancar e assassinar, práticas ampla e tacitamente aceitas por todas as camadas sociais”.

Outro tópico fundamental, já na segunda parte, é o que versa sobre o governo de Sebastião de Castro e Caldas. Evaldo Cabral gasta boa parte do livro contando as ações dos governadores-gerais (há, inclusive, no anexo uma lista com todos os governadores de 1654 a 1718); no entanto, faz uma análise acurada da gestão de Castro e Caldas, enfatizando, não somente os erros políticos, como também as falcatruas. Nesse sentido, o autor sugere que, após um governo tão parcial para os mascates, o confronto seria inevitável. Ou nas próprias palavras do autor: “Castro e Caldas desfruta lugar indisputado na galeria dos vilões da história pernambucana (...) Ninguém seria tão execrado entre nós quanto este produto típico da pequena nobreza lusitana típica.”

De um modo geral, a análise de Evaldo Cabral consegue aliar estilo à análise factual da Guerra dos Mascates, justamente porque o autor não se furta a contrapor os documentos existentes, sem pender para um dos lados. São válidos, inclusive, as notas de rodapé e o supracitado anexo, que possui também as fontes narrativas utilizadas pelo autor. Contudo, para que se possa chegar ao conflito em si, muitas idas e vindas são necessárias ao longo do livro, o que torna o objeto de estudo, a Guerra, secundário em comparação com o entorno. Ou seja, se é preciso que se entenda o ambiente vivido naquele momento, também é essencial que haja um processo de seleção a fim de que se destaque o que é relevante e o que deveria ser colocado como apêndice de um confronto que, ao passo que é tão importante para a História do Brasil, é, ainda, pouco debatido.

Nossa História viva em revista

Com o objetivo de estimular o gosto pela história do País, a Editora Vera Cruz, em parceria com a Biblioteca Nacional, lança a revista Nossa História. A publicação se propõe a tratar os principais temas que marcaram a formação do Brasil nos últimos 500 anos. Entre os membros do Conselho Editorial da revista, nomes de quilate como o jornalista Marcos Sá Correa, a antropóloga Lilia Moritz Schwarz e o historiador Evaldo Cabral de Mello. Além deste, outro periódico surge para trazer, mensalmente, “a chave para a compreensão de nossa realidade e de nossa perplexidade”: trata-se da revista História Viva, cuja abrangência é mais internacionalista, com enfoque especial para África e Portugal pelo que representam para o nosso povo e nação, segundo as próprias palavras do publisher, Alfredo Nastari.
A despeito das iniciativas válidas, as duas publicações contam com problemas estruturais. Nossa História porque se fixa em temas muito particulares do Brasil, além de ter um caráter professoral em suas matérias. Já a História Viva tende a ser uma versão muito aquém da francesa Histoire, justamente por ter 50% do conteúdo "importado".

Para ir além






Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 25/11/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O papel aceita tudo de Jardel Dias Cavalcanti
02. Senhor Amadeu de Ana Elisa Ribeiro
03. Meu querido aeroporto #sqn de Ana Elisa Ribeiro
04. Pecados, demônios e tentações em Chaves de Ademir Luiz
05. Mp3: da pirataria ao Bolsa-Download? de Paulo de Resende


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2003
01. Notas sobre Jornalismo Cultural - 11/9/2003
02. Mário Faustino e a poesia - 11/11/2003
03. Civilização Brasileira - 28/10/2003
04. Mongólia: terra estrangeira - 23/12/2003
05. Minha Formação - 14/10/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TERRA NOSTRA
VITOR MANUEL ADRIAO
MADRAS
(2013)
R$ 62,00
+ frete grátis



A IGREJA LATINO-AMERICANA ENTRE O TEMOR E A ESPERANÇA
PABLO RICHARD
EDIÇÕES PAULINAS
(1982)
R$ 25,01



DO POVO PARA O POVO - UMA NOVA HISTÓRIA DA DEMOCRACIA
ROGER OSBORNE
BERTRAND BRASIL RIO DE JANEIRO
(2013)
R$ 30,00



PALHAÇO, O
EVALDO CABRAL DE MELLO
MASTER BOOKS
(2012)
R$ 31,84



LEMBRANÇAS DA CAPITAL MINEIRA : UM PÂNDEGO À SOLTA PELA BH DOS
LUIZ CLAÚDIO PÁDUA NETTO
PELICANO
(2005)
R$ 26,82



ISTO É: MANUAL DOS JOGOS OLÍMPICOS SYDNEY 2000 (1878)
OBRA COLETIVA
TRÊS
R$ 45,00



FUGINDO DE CASA - 63ª EDIÇÃO - COLEÇÃO GIRASSOL
SUZANA DIAS BECK
MODERNA
(1998)
R$ 6,00



A ALGARAVIA
JORGE SEMPRUN
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 15,00



EXPLICANDO DEUS NUMA CORRIDA DE TÁXI
PAUL ARDEN
INTRÍNSECA
(2009)
R$ 8,00



ABRASÍMETRO MARTINDALE
KENIA REGINA STREICH UND HEIDEROSE H. PICCOLI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00





busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês