Rejeição | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Made in China
>>> Para ler o Pato Donald
>>> Prossiga
>>> Mozart 11 com Barenboim
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
Mais Recentes
>>> O despertar dos magos de Louis Pauwels / Jacques Bergier pela Difusão europeia do livro (1972)
>>> A Ascensão do Romance de Ian Watt pela Companhia das Letras (2010)
>>> Mamãezinha querida de Christina Crawford pela Circulo do livro (1987)
>>> Práxis Cristã: Vol. III Opção Pela Justiça e Liberdade de R. Rincón Orduña pela Edições Paulinas (1988)
>>> Cem dias entre ceu e mar de Amyr Klink pela Circulo do livro (1991)
>>> Aperçus sur l'Initiation de René Guenon pela Editions Traditionnelles (1976)
>>> The Unfree French de Richard Vinen pela Penguin Books (2007)
>>> Eu fui Amélia Earhart de Jane Mendelsohn pela Rocco (1998)
>>> O corpo tem suas razões de Therese Bertherat pela Martins Fontes (1977)
>>> A Universidade Entre o Conhecimento e o Trabalho o Dilema das Ciências de Marcos del Roio pela Unesp Marília Publicações (2005)
>>> Apócrifos - os Proscritos da Bíblia de Maria Helena de Oliveira Tricca pela Mercuryo (2007)
>>> Manual de redação e estilo de Eduardo Martins pela Estado de São Paulo (1997)
>>> Monadologia e espaço relativo: o jovem Kant recepcionando Leibniz de Lúcio Lourenço Prado pela Educ (2000)
>>> Dared and Done: Marriage of Elizabeth Barrett and Robert Browning de Julia Markus pela Bloomsbury (1995)
>>> Arsene Lupin ladrão de casaca de Maurice Leblanc pela Atica (1998)
>>> Estudos Lingüisticos - Revista brasileira de Lingüistica Teórica e Aplicada de Vários Autores pela Centro de Lingüistica Aplicada do Instituto de Idiomas Yázigi (1968)
>>> Brzrkr Vol. 1 de 3 de Keanu Reeves pela Panini (2022)
>>> O Homem de Ferro 2020 3 Volumes de Slott Gage Woods pela Panini (2020)
>>> Zhukov Marechal da União Soviética História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Otto Preston Chaney Jr pela Renes (1976)
>>> O Incêndio do Reichstag História da 2ª Guerra Mundial de R. John Pritchard pela Renes (1976)
>>> Göring História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Roger Manvell pela Renes (1974)
>>> Montgomery História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de R. W. Thompson pela Renes (1976)
>>> Hitler História Ilustrada da 2ª Guerra Mundial de Alan Wykes pela Renes (1973)
>>> Cartas Entre Amigos Sobre Ganhar e Perder de Pe. Fábio de Melo Gabriel Chalita pela Principium (2010)
>>> Quem me Roubou de Mim? de Pe. Fábio de Melo pela Planeta (2015)
COLUNAS

Domingo, 21/4/2013
Rejeição
Daniel Bushatsky
+ de 5400 Acessos

Nos Estados Unidos, Michael Waxman mudou-se da Califórnia para Nova York. Sem amigos, criou um clube social, onde mais do que relacionamentos amorosos, cria-se a oportunidade de se fazer novas amizades.

O empreendimento, chamado Grouper foi um sucesso, tendo 50 mil usuários e já recebeu aporte de mais de 400 mil dólares de um fundo de investimento americano. A mesma reportagem da revista Exame, "Pequenas e Médias Empresas", informa que os serviços de paquera online movimentam mais de dois bilhões de dólares por ano nos Estados Unidos.

Após ler a reportagem e esses números fascinantes, fui pesquisar e fiquei impressionado com a quantidade de sites de relacionamento na internet e as várias espécies deles.

Em uma simples busca no Google, achei o Par Perfeito, que afirma em sua página inicial que "um em cada cinco relacionamentos começam na internet"; em seguida o famigerado match.com, aquele que uma americana processa em 10 milhões de dólares após o par ideal indicado ter tentado matá-la, esfaqueando-a, depois que ela disse não querer mais nada; e, ainda tem os evangélicos e cristãos, que, baseados na lei divina, prescrevem: "Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor" (João 4:8).

Afora os sites, a imprensa se preocupa bastante com o tema (eu achava que eram só as revistas de fofoca). Não era para menos, haja vista a popularidade e a quantidade de dicas que podem ser dadas a um (in)experiente namorador pela internet.

A revista Times dá dez dicas para quem vai se relacionar pela internet. A melhor é: "Uma ideia é transformar o primeiro encontro em algo menos duro e constrangedor. Saia do comum, a combinação mesa de bar, som ambiente e xícaras da café tendem a criar um ambiente tenso. Que tal, então, combinar um jogo de baralho ou ainda uma partida de mini golfe?"

Outras dicas passadas pela revista são mais realistas e se preocupam com a segurança dos namoros virtuais, que logo, espera-se, virarão presenciais. Realmente é impossível para os usuários e também para o site saber se o perfil criado é falso ou verdadeiro. Se a foto passada foi mexida ou realmente aqueles são os atributos físicos daquelas pessoas. Ou seja, como passar de um catálogo virtual para a vida real onde há dificuldades e felicidades, não só utopias?

Uma coisa é fato, se os algoritmos fossem perfeitos, ninguém sairia machucado (física ou mentalmente) de um encontro. Por outro lado, sites como o Grouper já contam com ajuda humana para a interpretação dos algoritmos.

Não é fácil. Um ditado popular já alertava: "Case com o seu vizinho". O ditado é autoexplicativo e certamente é o que todos estes sites buscam fazer.

O que mais me intriga, porém, é a necessidade de se relacionar pela internet. Já ouvi várias histórias de sucesso, mas por que não ir a um bar, a um café, a uma balada e tentar descobrir lá sua cara metade?

O que gera a necessidade destes sites é a carência ou o medo da rejeição?

Se eu minto no meu perfil, certamente não vou arranjar meu vizinho. Minto, portanto, porque tenho medo da rejeição. Minto, também, porque quero o melhor e na internet todos podem "ser" o melhor, seja lá o que isto significa.

Vejam, caros leitores, não sou contra os sites de relacionamento, sou contra eles esconderem um traço de nossa personalidade. Que somos animais sociais, ok; que somos carentes, ok; mas se nos escondermos atrás do medo da rejeição, nem os algoritmos poderão nos proteger. E isto reflete em outras áreas de nossas vidas, trabalho, amizade, relacionamento com a família etc.

Nosso medo da rejeição criará cada vez mais novos negócios como o "par perfeito", o "amigo ideal", o "happy hour mais engraçado", tudo para arranjarmos companhia e, quem sabe, de quebra, um amor perfeito, de cinema. Mas tudo artificial!

Como nossas principais rejeições e projeções vêm da família, já estou vendo o futuro: sites dos pais mais legais - "conheça aqui a sua mãe perfeita!". Ou talvez algo mais freudiano: "Veja aqui seu par perfeito: mães como não se fazem mais". E as propagandas: "Você que nunca ganhou a boneca mais bonita", ou a versão masculina: "Se seu pai nunca te levou em um jogo de futebol, acesse "paissuperfuteboleiros.com"

Enquanto não nos aceitarmos, espero que ninguém me chame para jogar mini-golfe, estarei muito ocupado curtindo meus amigos, do jeito que eles são.



Daniel Bushatsky
São Paulo, 21/4/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Entrevista com o tradutor Oleg Andréev Almeida de Jardel Dias Cavalcanti
02. O fim do livro, não do mundo de Marta Barcellos
03. Raymond Carver, o Tchecov americano de Luiz Rebinski Junior
04. A estreia de Luís Henrique Pellanda de Luiz Rebinski Junior
05. Millôr Fernandes, o gênio do caos de Diogo Salles


Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2013
01. Palavra de Honra - 9/9/2013
02. Amar a vida! - 10/6/2013
03. Rejeição - 21/4/2013
04. Formatura - 18/2/2013
05. Família e Maldade - 20/5/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Viabilidade Economico Financeiro
Ricardo Bordeaux
Fgv
(2006)



Gestão de Projeto
Luís César de Moura Menezes
Atlas
(2007)



O Azul da Virgem
Tracy Chevalier
Bertrand Brasil
(2007)



Longo Caminho de Volta
Ricardo Lucena Junior
Lucena
(2003)



The Odyssey the Story of Ulysses - Pocketbook
Homer
Mentor Book
(1960)



Chao de Estrelas (2000)
Amilcar del Chiaro Filho
Minas
(2000)



Viva Melhor. os Sete Clicks! Essenciais para uma Vida sem Estress
Mike George
Publifolha
(2005)



Roda Que Roda (2002)
Mick Manning; Brita Granström
Atica
(2002)



Por Que? os Rios, os Mares e os Oceanos
Celso Antunes
Scipione
(1995)



Livro - Inspector Akane Tsunemori - 6
Hikaru Miyoshi
Panini Comics





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês