Formatura | Daniel Bushatsky | Digestivo Cultural

busca | avançada
54475 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Vera Athayde é convidada do projeto Terreiros Nômades em ação na EMEF Ana Maria Benetti sobre Cavalo
>>> “Sempre mais que um” tem apresentações no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Projeto Memória leva legado de Lélia Gonzalez a 7 capitais
>>> '1798 - Revolta dos Búzios' chega ao cinemas
>>> IV Cinefestival International de Ecoperformance divulga sua programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Preconceitos
>>> 22 de Dezembro #digestivo10anos
>>> O incompreensível mercado dos e-books
>>> O romance espinhoso de Marco Lacerda
>>> Missão
>>> Um contrabaixo na contramão
>>> Noite branca no cinema
>>> História da leitura (III): a imprensa de Gutenberg
>>> Matinas sobre a Serrote
>>> Sobre jabutis, o amor, a entrega
Mais Recentes
>>> Rosas de Sangue de Jeanette Baker pela ‎ Record (2002)
>>> Feliz Ano Novo de Rubem Fonseca pela Companhia das Letras (1990)
>>> Projeto Multiplo - Fisica - 2º Ano de Jose Roberto Piqueira pela Atica Didáticos (2014)
>>> Quero Ficar Rico de Rafael Seabra pela Gente (2016)
>>> Intensivo Enem de Henrique Oswald pela Sermograf (2014)
>>> Dom Quixote- o Cavaleiro da Triste Figura de Miguel de Cervantes; Jose Angeli pela Vide) (1997)
>>> O Guia dos Curiosos - Língua Portuguesa de Marcelo Duarte pela Panda Books # (2003)
>>> Linha M de Patti Smith; Claudio Carina pela Companhia das Letras (2016)
>>> As Aventuras de Tom Sawyer de Mark Twain pela Martin Claret (2004)
>>> Em Sintonia Com a Música de Liane Hentschke pela Moderna (2006)
>>> Som Imagem no Cinema de Luiz Adelmo pela Perspectiva (2003)
>>> Avaliaçao da Aprendizagem Em Educaçao Online de Edmea Santos; Marco Antonio da Silva pela Loyola (2011)
>>> Como Aprender Mais de Geoffrey A. Dudley pela Cultrix (1995)
>>> Composição. uma Discussão Sobre o Processo Criativo Brasileiro de Vários Autores pela Irmaos Vitale (2009)
>>> Direito Civil Facilitado Parte Geral de Renato Braga; Leonardo Reis pela Elsevier (2011)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de E L James; Adalgisa Campos da Silva pela Intrinseca (2012)
>>> Matemática para Ensino Médio Vol 1 de Octamar Marques pela Mesmo (2015)
>>> Memorial de Maria Moura - Coleção Grandes Escritores Brasileiros Folha de Rachel de Queiroz pela Folha de São Paulo (2008)
>>> Cuba Em Perspectiva de Fernando Portela; Cesar Alvarez pela Atica (2011)
>>> O Clique de 1 Bilhão de Dólares de Filipe Vilicic pela Intrinseca (2015)
>>> Adolescentes Quem Ama Educa! de Içami Tiba pela Integrare (2005)
>>> O Demônio e a Srta. Prym de Paulo Coelho pela Objetiva (2000)
>>> Veronika Decide Morrer de Paulo Coelho pela Gold (1998)
>>> Prólogo, Ato, Epílogo: Memórias de Fernanda Montenegro pela Companhia das Letras (2019)
>>> O Último Teorema de Fermat de Simon Singh pela Record (1998)
COLUNAS

Segunda-feira, 18/2/2013
Formatura
Daniel Bushatsky
+ de 5200 Acessos

Ela acordou, mas não quis levantar. Já era meio dia e, mesmo assim, ficou estatelada. Aquela era a grande noite. Estava pensativa nos últimos dias. Com um nó na barriga, que não se desfazia.

Recordou, calmamente e mentalmente, as tarefas do dia: unha, cabeleireiro, maquiagem, prova do vestido, com o sapato comprado no dia anterior (na maior correria), ligar para a mamãe. Ah, quanto coisa... e se não desse tempo?

O telefone tocou. Era sua amiga querendo saber as novidades do dia anterior (tinha ido à sua primeira reunião de negócios - não falou nada e tomou tanto café que prometeu não beber por um ano aquele líquido horrível com gosto amargo) e saber se ela tinha convites sobrando (que interesseira). Depois foi a vez da sua mãe, que ligou reclamando da sua falta de compaixão com o irmão. Que hora para falar sobre aquilo. Desligou.

Aqueles não estavam sendo dias fáceis. Todas as suas amigas somente queriam saber de se embelezar para a grande noite. Tudo bem que esperaramcinco anos, mas o que aquela noite tinha realmente de tão especial? Nunca conversavam sobre isto: o papo era cabelo, vestido e convidados, mas nunca o motivo de toda aquela felicidade!

Primeiro recordou alguns amigos, nascidos em família abastada, que, na opinião dela, não faziam mais do que obrigação em se formar. Melhores escolas, intercâmbios, viagens, ou seja, tudo o que tinham direito. Onde estava o mérito? Alguns fizeram estágio? Grandes escritórios? Muito trabalho? Mesmo com "tanto esforço" não enxergava o mérito.

Ela não. Tinha vindo de família humilde. Morava sozinha na cidade grande, trabalhava, estudava, tinha feito amigos, estava até ajudando um professor em uma pesquisa. Mas não ia mentir: tinha gente em situação bem pior... tinha(m) o direito de comemorar?

Mas o que estava realmente comemorando? E aquele nó, por que não passava? Comeu uma barra de chocolate.

Até entrar na faculdade, a sua única obrigação era crescer. E crescer, no sentido físico da palavra, é algo natural. Na passagem da infância à adolescência, tinha visto seu corpo realmente mudar, os seios aumentaram, o quadril alargou e o mau humor mensal começou (nem sempre tinha tanto mau humor, mas era uma arma ótima, principalmente contra o namorado), mas já da adolescência para a idade adulta, fora uma pequena engordadinha (como todas as suas amigas), ela não tinha sentido grandes alterações.

Por outro lado, suas obrigações aumentaram em proporção geométrica. Se antes, era entregar a lição de casa, sob pena de um puxão de orelha, hoje é entregar o relatório sob pena de demissão. Tinha amadurecido naqueles cinco anos. Mas continuava sem se emocionar para a grande noite! E pensar que tinham amigos que choram só em comentá-la.

A diferença não era física, era "mental". Tinha feito uma escolha. Uma não, várias. Ao decidir pela sua profissão, decidiu (em tese) o local que iria viver nos seus próximos cinco anos, as pessoas que estariam ao seu lado e seu futuro profissional.

Tão poucas informações... Na época, sua orientadora profissional no colégio pegou seu boletim e disse taxativa: se você vai tão bem em história e geografia, sem contar a boa pontuação (o que é isto? as notas eram dadas em conceito) em português, certamente precisava ser advogada. O mais perto que ela já tinha chegado de um advogado era no divórcio de seus pais, quando fora ao fórum, e no filme Advogado do Diabo, que ela assistiu dez vezes - aiii, o Keanu Reeves era apaixonante.

No primeiro dia de aula, foi avisada pelo quintanista de plantão, que os bacharéis em direito podiam ser, delegados, professores, promotores, juízes, servir algumas carreiras públicas e, lógico, ser advogados.

Passados os cinco anos somente não entendeu onde história e geografia entravam no currículo das faculdades de direito. Que raiva!!!

Tinha realmente tomado muitas decisões. Tantas que não se lembrava de todas, só de uma: tinha entrado na faculdade para ser independente! Isto ela era, em termos. Não financeiramente, mas tinha bastante liberdade. Chorou e se estressou, virou noites, pegou um ou outro exame, tinha vencido!

Pensou: entrei na faculdade para ser independente. Era isto! Mas o nó não se desfez. Realizou que a liberdade era diferente dos filmes de Hollywood, não tinha praia e garotos com torço bonito e, menos ainda, seu cachecol não voava com o vento. Sua liberdade era fruto do seu esforço e dedicação.

Tinha que ir ao cabeleireiro. Conformada pensou: a grande noite seria a formatura de sua independência.

Enquanto cortava o cabelo, viu no espelho o reflexo de uma menina. Uma menina corada, satisfeita e realizada!

Quando sua última mecha caiu, viu no espelho a felicidade. Tinha, acima de tudo, sido feliz!

A grande noite era a formatura da sua felicidade!

Que venha a valsa...


Daniel Bushatsky
São Paulo, 18/2/2013

Mais Daniel Bushatsky
Mais Acessadas de Daniel Bushatsky em 2013
01. Palavra de Honra - 9/9/2013
02. Amar a vida! - 10/6/2013
03. Rejeição - 21/4/2013
04. Formatura - 18/2/2013
05. Família e Maldade - 20/5/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Administração Hidden in Plain Sight How to Find and Execute Your Company's Next Big Growth Strategy
Erich Joachimsthaler
Harvard Business Review Press
(2007)



Veneno Da Madrugada, O - A Ma Hora
Gabriel garcía márquez
Record
(1974)



A Teia da Vida
Fritjof Capra
Cultrix
(1996)



A Construção Jurisprudencial da Recuperação Judicial de Empresas
Luiz Roberto Ayoub, Cássio Cavalli
Forense
(2016)



Nocilla Dream
Agustin Fernandez Mallo
Companhia das Letras
(2013)



Educação Superior: Avaliação da Produção Científica
Maria do Carmo de Lacerda Peixoto
Ufmg
(2000)



Qumica Na Abordagem Do Cotidiano - guia de estudo.
Tito Miragaia Peruzzo
Saraiva (didaticos) - Grupo Saraiva
(2015)



Tortas e salgadinhos - Colecao Grandes Receitas De Ofelia
Ofelia
Gold
(2006)



Livro Literatura Brasileira O Sonâmbulo Amador
José Luiz Passos
Alfaguara
(2012)



Entre Duas Repúblicas (lacrado)
Norberto Bobbio
Unb
(2001)





busca | avançada
54475 visitas/dia
2,4 milhões/mês