Mongólia: terra estrangeira | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
67107 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Filó Machado encerra circulação do concerto 60 Anos de Música com apresentação no MIS
>>> Mundo Suassuna, no Sesc Bom Retiro, apresenta o universo da cultura popular na obra do autor paraiba
>>> Liberdade Só - A Sombra da Montanha é a Montanha: A Reflexão de Marisa Nunes na ART LAB Gallery
>>> Evento beneficente celebra as memórias de pais e filhos com menu de Neka M. Barreto e Martin Casilli
>>> Tião Carvalho participa de Terreiros Nômades Encontro com a Comunidade que reúne escola, família e c
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Diga: trinta e três
>>> O Casal 2000 da literatura brasileira
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Do desprezo e da admiração
>>> A pulsão Oblómov
>>> Arte Brasileira Hoje: um arquipélago
>>> Sobre o som e a fúria
>>> O fim do livro, não do mundo
>>> Jornal: o cadáver impresso
>>> O naufrágio é do escritor
Mais Recentes
>>> Apometria: Um instrumento para a harmonia e para a felicidade a nova ciencia da alma de J S Godinho pela Holus (2012)
>>> The Little Prince de Antoine de Saint-Exupéry pela Harbrace (1971)
>>> Livro MILAGRES de Vera Nappi pela A Vida é Bela (2003)
>>> Você Pode Curar Sua Vida 126ª edição. de Louise L Hay pela Best Seller (2021)
>>> Livro CANTO ALGUM de Flávia Reis pela Reformátório (2020)
>>> Apologia de Sócrates - clássicos de bolso ediouro de Platão ( tradução de Maria Lacerda de Moura) pela Ediouro (2002)
>>> Mediunidade e Apometria: Terapêutica e Apometria edição. revista e atualizada de J S Godinho pela Holus (2012)
>>> Livro Mulher V Moderna, à moda antiga de Cristiane Cardoso pela Thomas Nelson (2013)
>>> Der Kleine Prinz de Antoine de Saint-Exupéry pela Harbrace (1971)
>>> Der Kleine Prinz de Antoine de Saint-Exupéry pela Karl Rauch
>>> Brief an Den Vater de Franz Kafka pela Fischer (1989)
>>> Sonhos de Bunker Hill de John Fante pela L&pm (2003)
>>> I Ching - O Livro das Mutações de Desconhecido pela Trevo (2004)
>>> O Mistério dos Temperamentos de Rudolf Steiner pela Antroposofica (1994)
>>> O Verdadeiro Livro dos Sonhos e da Sorte de Ahmed El-Khatib pela Rígel
>>> Capitães de Areia de Jorge Amado pela Companhia de Bolso (2009)
>>> Baudolino de Umberto Eco pela Record (2001)
>>> Dangerous - O Maior Perigo é a Censura de Milo pela Milo Yannopoulos (2018)
>>> Los Celtas: Magia, Mitos Y Tradicion de Roberto Rosaspini Reynolds pela Continente (1998)
>>> Cinco Anos - Julgamento Político na União Soviética de J. Oliveira Freitas Trad pela Intercontinental
>>> Feng Shui no Trabalho de Darrin Zeer pela Sextante (2008)
>>> O Poder do Hábito de Charles Duhigg pela Objetiva (2012)
>>> Saber Envelhecer e A Amizade de Cícero pela L&pm (2011)
>>> Os Três Estigmas de Palmer Eldritch de Philip K. Dick pela Aleph (2010)
>>> Livro Direito : espaço público e transformação social de Darcísio Corrêa (Org.) e outros pela Unijui (2003)
COLUNAS

Terça-feira, 23/12/2003
Mongólia: terra estrangeira
Fabio Silvestre Cardoso
+ de 7300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Durante dois meses, o jornalista e escritor Bernardo Carvalho esteve na Mongólia com uma bolsa criada em parceria da editora portuguesa Livros Cotovia com a Fundação Oriente. O resultado desse "trabalho de campo" aparece agora com Mongólia, editado pela Companhia das Letras. O livro é uma espécie de diálogo entre dois diários de viagem travado entre um fotógrafo desaparecido e um diplomata (Ocidental) que tem a incumbência de trazê-lo de volta ao Brasil sem que seja criado qualquer alarde internacional. Uma terceira pessoa importante nessa história é o narrador, também diplomata, que passa a se interessar pelos diários do Ocidental muito tempo depois, quando recebe a notícia da morte deste logo no início do livro.

Num primeiro momento, o fato do autor ter viajado até o local onde se desenvolve a trama dá a impressão de que a obra pode privilegiar a descrição do lugar em detrimento da narrativa em si, sendo esta deixada em segundo plano. Entretanto, se por um lado o livro não deixa de expor as peculiaridades de um país distante da realidade ocidental, por outro, é correto afirmar que o romance aborda questões de alta densidade, como choque de culturas e as relações humanas delicadas.

Verifica-se, aliás, que a presença de Bernardo Carvalho na Mongólia foi condição imprescindível para a concepção do romance. Isso porque há alguns detalhes no livro que só quem esteve no lugar poderia contar com tamanha precisão no que se refere aos costumes do povo local, como: "[o guia] trouxe uma Polaroid e me sugere fazer uma foto da família. Basta falar em foto para que todos [os nativos] desapareçam. E em cinco minutos estão de volta, os adultos vestidos com 'dels' e as crianças com trajes de domingo, que reservam para ocasiões extraordinárias".

Quanto ao aspecto geográfico, quando o autor escreve sobre a paisagem e as estepes fica evidente a referência ao romance histórico Taras Bulba, do escritor russo Nikolai Gogol (1809-1952). "Na Mongólia, a terra reflete o céu. A sombra das nuvens corre pelo deserto e pelas estepes. O céu está sempre tão perto. A paisagem não se entrega. O que você vê não se fotografa". E, com efeito, as referências são as mais diversas possíveis. Além disso, surgem outras análises como "pano de fundo", mas que parecem ser o tema principal do romance por algumas páginas.

No entanto, embora as discussões sobre cultura, religião e política sejam feitas, o objetivo do Ocidental é encontrar o fotógrafo desaparecido. Aqui, é notável o momento em que um dos guias tenta lhe explicar sobre nômades e lugares: "Num país nômade, por definição, as pessoas nunca estão no mesmo lugar. Mudam conforme as estações. Os lugares são as pessoas. Você não está procurando um lugar. Está procurando uma pessoa."

Pouco a pouco, o narrador proporciona o debate de impressões entre o Ocidental e o desaparecido. E é curioso notar que algumas das "teorias" são semelhantes. Assim, enquanto o primeiro diz: "O caminho só existe pela tradição. Decidir-se por um caminho novo ou por um desvio é o mesmo que se extraviar. E, no deserto ou na neve, esse é um risco mortal. Daí a imobilidade dos costumes". O segundo afirma: "O nomadismo em si não tem nenhuma graça. A mobilidade é só aparente, obedece a regras imutáveis e a um sistema e a uma estrutura fixos".

Apesar do livro possuir linguagem direta, sem períodos longos, é fundamental que o leitor atente para a forma com a qual os diários se intercalam, isto é, como eles completam a história de maneira que a obra não teria a mesma força sem eles. Ao final, Mongólia surpreende com um desfecho inesperado e que pode ser sintetizado numa frase capital do narrador: "A gente só enxerga o que já está preparado para ver".

Para ir além






Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 23/12/2003

Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2003
01. Notas sobre Jornalismo Cultural - 11/9/2003
02. Mário Faustino e a poesia - 11/11/2003
03. Civilização Brasileira - 28/10/2003
04. Mongólia: terra estrangeira - 23/12/2003
05. Minha Formação - 14/10/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/9/2007
19h42min
Gostaria de parabenizar o jornalista por esta mensagem informativa entusiasmante e realmente encantadora, pois está revelando todas as dimensões de um país que tem muito a contribuir com suas riquezas juntamente com seu povo e suas culturtas. O mundo só tem a agradecer toda a diversidade desse país. Seu rabalho informativo só tem a merecer todos os elogios. PARABÉNS! Tiarles Auto de Oliveira
[Leia outros Comentários de Tiarles]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Jovem Santos-dumont
Lauret Godoy
Nova Alexandria



Livro Literatura Estrangeira A Escrava Isaura Coleção Grandes Mestres da Literatura Brasileira
Bernardo Joaquim da Silva Guimarães
Lafonte
(2018)



Marina - a Vida por uma Causa
Marília de Camargo César
Mundo Cristão
(2010)



Dona de Casa - a Profissão Invisível
Cátia Moraes
Objetiva
(1997)



A Menina Que Colecionava Borboletas
Bruna Vieira
Gutenberg
(2014)



Dr. Alex Na Amazonia
Rita Lee
Globinho
(2020)



O Poder do Agora
Eckhart Tolle
Sextante
(2002)



Múltipla Escolha
Lya Luft
Record
(2010)



Poesias Escolhidas
Giosue Carducci
Delta
(1962)



Comentários
Pietro Ubaldi
Fundapu
(1985)





busca | avançada
67107 visitas/dia
2,1 milhões/mês