O achamento literário de Portugal | Rogério Barbosa da Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os 60
>>> Tico-Tico de Lucía
>>> Abdominal terceirizado - a fronteira
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
Mais Recentes
>>> Da Ação direta de declaração de Inconstitucionalidade no Direito Brasileiro de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1958)
>>> Ações Cominatórias no Direito Brasileiro de Moacyr Amarral Santos pela Max Limonad (1962)
>>> Do Mandado de Segurança e de Outros meios de Defesa Contra atos do poder público de Castro Nunes pela José Aguiar Dias (1967)
>>> Estudos e pareceres de direito processual Civil de Alfredo Buzaid pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Corinthians é preto no branco de Washington Olivetto e Nirlando Beirão pela Dba (2002)
>>> Do Mandado de Segurança Volume 1 de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1989)
>>> Estudos de Direito de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1972)
>>> Da Ação Renovatória de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1981)
>>> Projeção do Corpo Astral de Sylvan J. Muldoon e Hereward Carrington pela Pensamento
>>> Atribuições dos juízes municipaes de Orphãos e Ausentes na Republica de José Tavares Bastos pela Livraria Garnier (1914)
>>> Novo Dicionário de Processo Civil de Eliézer Rosa pela Livraria Freitas Bastos S.A (1986)
>>> O Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (2005)
>>> Manual do Advogado de Valdemar P. da Luz pela Sagra (1999)
>>> Teoria e prática do Despacho Saneador de Jônatas Milhomens pela Forense (1952)
>>> Código de processo Civil Anotado de Sálvio de Figueiredo Teixeira pela Saraiva (1993)
>>> Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (1998)
>>> A Prova Civil de José Mendonça pela Livraria Jacintho (1940)
>>> A Morte de Rimbaud de Leandro Konder pela Companhia das Letras/SP. (2000)
>>> Prova Civil Legislação Doutrina Jurisprudência de Raphael Cirigliano pela Forense (1939)
>>> Código do Processo Civil e Commercial para Districto Federal de J. Miranda Valverde pela Impresa Nacional (1927)
>>> De Pessoa a Pessoa - Psicoterapia Dialógica de Richard Hycner pela Summus (1995)
>>> Perfiles Juridicos los Hombre de Toga en El Proceso de D. Rodrigo Calderon de Angel Ossorio pela Rosario
>>> Audiência de Instrução e Julgamento de Athos Gusmão Carneiro pela Forense (1995)
>>> Todos os Homens do Presidente de Carl Bernstein & Bb Woodward pela Franvcisco Alves (1977)
>>> Histórias De Vida E Cozinha Exclusiva Para Você de Ana Maria Braga pela Agir (2012)
>>> Projet de Révision Du Code de Procédure Civile de M. Hector de Rolland pela Imprimerie de Manaco (1893)
>>> O Nosso Processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (1994)
>>> Luto - Uma dor perdida no tempo - Princípios básicos para se enfrentar de Rubem Olinto pela Vinde Comunicações (1993)
>>> Vade Mecum acadêmico de direito de Organização; Anne Joyce Angher pela Rideel (2004)
>>> Processo de Execução e Cumprimento de Sentença/ Encad. de Humberto Theorodo Júnior pela Leud (2009)
>>> Processo Civil Commercial de Manoel Aureliano de Gusmão pela Livraria Academica (1924)
>>> Dieta Mediterrânea com sabor brasileiro de Dr. Fernando Lucchese e Anonymus Gourmet pela L&PM Pocket (2005)
>>> Derecho Procesal Civil de Eduardo Pallares pela Porrua S.A Argentina (1961)
>>> Topografia Prática: Tratado da Clotóide - Teoria, Fórmulas, Exemplos.. de Ruey- Chien Lin pela Hemus/ SP. (2019)
>>> La Reconvencion de M. Sanpons Salgado pela Coleccion Nereo (1962)
>>> Construcciones Metalicas (Encadernado) de Fernando Rodriguez- Avial Azcunaga pela Madrid/ Espanha (1958)
>>> tratado das ações (Tomo V ) Condenatórias de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1974)
>>> Tratados das Ações Declarativas Tomo II de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1971)
>>> Tratado das Ações Tomo III Ações Constitutivas de Pontes de Miranda pela Revista dos Tribunais (1972)
>>> Ação Discriminatória de Jacy de Assis pela Forense (1978)
>>> Dos recursos no Código de Processo Civil de João Claudino de Oliveira e Cruz pela Forense (1954)
>>> Petições contestações e recursos de Valdemar P. da Luz pela Forense (2000)
>>> Curso de processual Civil de Luiz Fux pela Forense (2001)
>>> Curso Didático de Direito Processual Civil de Elpídio Donizetti Nunes pela Atlas (2012)
>>> Código de processo Civil Anotado de Sálvio de Figueiredo Teixeira pela Saraiva (2003)
>>> Manual Execução de Araken de Assis pela Revista dos Tribunais (2004)
>>> As Concepções Antropológicas de Schelling de Fernando Rey Puente pela Loyola (1997)
>>> Manual do Processo de Execução de Araken de Assis pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Ministério público e Persecução Criminal de Marcellus Polastri Lima pela Lumen Juris (2002)
>>> Des Problèmes de Droit Judiciaire que Pose L'Union Économique Franco Sarroise de Eugéne Schaeffer pela Librairie Générale de Droit et de Jurisprudence (1953)
COLUNAS

Terça-feira, 29/11/2005
O achamento literário de Portugal
Rogério Barbosa da Silva

+ de 2900 Acessos

Lançada recentemente em Belo Horizonte, a coletânea de poemas O achamento de Portugal organizada e editada por Wilmar Silva, numa parceria entre a editora Anome Livros e o Consulado de Portugal, põe em diálogo diversas vozes poéticas mineiras, tendo como contraponto a literatura portuguesa, representada pelo poeta e escritor contemporâneo José Luís Peixoto.

A partir da leitura do volume, percebe-se nitidamente duas dimensões de sua proposta: a primeira seria uma amostragem das vozes poéticas atuantes no cenário mineiro em que encontramos poéticas diferentes, mas não necessariamente dissonantes. Já a segunda é aquela explicitada no título da coletânea, isto é, um (re)encontro às avessas, na medida em que se propõe uma viagem reversa e alusiva à história, porém sem o impacto altissonante da idéia de "descoberta".

Evidentemente, os poetas brasileiros não descobrem agora a literatura de além-mar; desde os anos 60, pelo menos, as novas gerações de poetas dos dois lados do atlântico mantêm-se atentas às produções de seus pares. A freqüência com que podemos atestar a passagem de poetas portugueses por Minas Gerais e a publicação de textos em inúmeras revistas e jornais mineiros evidenciam essa atenção, uma vez que, nesses veículos, encontramos nomes como Fernando Aguiar, E. M. de Melo e Castro, Alberto Pimenta, César Figueiredo e Ana Hatherly, para citar alguns que foram publicados no Suplemento Literário ou nas páginas da revista Dimensão, além de cadernos de cultura dos jornais diários. Por outro lado, os mineiros freqüentam publicações como a revista portuguesa Colóquio/Letras, Apeadeiro (Wilmar Silva e Milton César Pontes são exemplos), entre outras. Também comparecem na correspondência com autores portugueses, em exposições de poesia visual, em especial organizadas desde os anos 80 por Fernando Aguiar, e em resenhas diversas. Noutras palavras, o contato existe. O que significa, então, esse "achamento" conduzido pelo projeto do poeta Wilmar Silva?

Desde o primeiro texto, "Ouro Preto na voz de minha mãe", de José Luís Peixoto, sentimos confirmarem-se as palavras do organizador: "... mais do que pensar a origem da língua que tanto nos semelha e nos distancia, meeiros, o paraíso do sonho é o deserto do desejo, o arco-íris como bodoque de uma cartografia humana, últimos ágrafos, o mundo é todo o fluxo, boca, língua, poesia, linguagem, um é todos, minas é mundos e submersa irrompe rediviva, livre, falas, palavras, poesia, poemas, um balaio de pinturas rupestres, mutantes e ultramarinos..." (pág. 11). Efetivamente, o poema do português José Luís Peixoto evidencia uma viagem feita por dentro, isto é, por baixo dos passos do viajante, ecoa a memória de uma voz que não se quer simplesmente ancestral, mas portadora de um particular acento maternal, afetivo. É a voz da mãe que oferece ao filho a singular experiência de uma terra estranha e familiar, o que o leva a dizer: "ouro preto. acabei de nascer no meio da praça. (...) ouro preto. chego pela primeira vez aonde/ sempre estive" (pág. 23).

Este é um sinal claro de que o diálogo proposto por essa coletânea se processa no interior, na própria corrente sanguínea da linguagem e do poema. Portanto, tal como em José Luís Peixoto, os poetas mineiros evocam, com freqüência, a imagem do corpo para falar desse sonho luso-americano. Por exemplo, em "Porto (infinito)", Adriano Menezes constrói imagens que trazem em amálgama o corpo, a alma, a terra firme e o fluir permanente das águas, com que metaforiza a contínua transformação do ser entre montanhas e seu dúbio desejo: do corpo que se "esvai em gomos", isto é, um corpo/encosta, que sente o paradoxo de querer "ir por águas" e de querer ser, ao mesmo tempo, cais - ponto de chegada/ponto de partida. Dessa imagética, qual mônada, derivam os versos: "o morro fabricando/ umidades sensuais que/ vão pelo mineral pétreo/ compor esse dia preso/ ao dúbio mar dos serranos" (pág. 26). Imagens como essas são recorrentes noutros poetas desta Coletânea, como podemos ver nestes versos de Milton César Pontes: "... sou este selvagem/ luso índio afro brasileiro que/ faz poemas e se arremessa atado/ a âncora com fios de cobre na artéria/ do fado que me canta o atlântico..." (pág. 66).

Neste contexto, as profundas correntes da língua poética fazem vir à tona um canto amoroso, mas, nem por isso, ingênuo ou afetado. Seria correto dizer que, no conjunto, desponta desses poemas uma linguagem transitiva, porque não isenta do afeto e tensionada para o diálogo com o outro em si mesma, como diriam os versos de Edimilson de Almeida Pereira: "a língua para os assaltos devolve o anonimato a/ pessoa. podem fremi-la os gatos em olinda e/ luanda, os barcos em litígio no faro" (pág. 43). Esta língua, nos seus inúmeros desvios e intertextos, produz o ritmo intenso da procura e nos devolve, nos seus sobressaltos, as "gestas" de uma geografia imaginária, uma vez que as paisagens portuguesas e mineiras se mesclam e as almas se confundem. Talvez porque, como já disse o poeta português António Ramos Rosa, a palavra "nasce de um vazio perante outro vazio/ e tem de inventar o seu corpo em cada sílaba". Portanto, são também diversos os itinerários dos poetas desta Coletânea ao fazerem delirar a sua lírica luso-brasileira, numa temática vária mas afinada com a aventura que se propugna neste livro.

Feito este mini-percurso, cabe ainda ressaltar que o poeta e editor Wilmar Silva nos oferece um belo volume. A começar com a capa, um belíssimo trabalho da artista Mafi Espírito Santo, em técnica mista, passando pela excelente qualidade gráfica do miolo, o livro demonstra o zelo esmerado que Wilmar Silva tem demonstrado à frente das edições da Anome. Nesta Coletânea, a organização merece também destaque, pois seu editor, em primeiro lugar, realiza um trabalho de mapeamento das vozes poéticas mineiras, colocando-as em diálogo na sua multiplicidade e em sua coerência com o projeto proposto. Assim, o poema inicial, de José Luís Peixoto, registra em primeiro plano a voz do outro (isto é, o objeto do "encontro" neste caminho reverso).

Em seguida, um fragmento de Pero Vaz de Caminha confere ao volume a nota histórica, a senda para os trinta e um poetas brasileiros, curiosamente a idade do poeta português. Entre os nomes deste primeiro conjunto, muitos são já bem conhecidos no Brasil, como Edimilson de Almeida Pereira, Fabrício Marques, Guilherme Mansur, Maria Esther Maciel, Ricardo Aleixo, Ronald Polito e o próprio Wilmar Silva. Outros, nem tão bem conhecidos, já têm história na literatura mineira e uma produção que vem sendo desenvolvida desde meados da década de 1980, na maioria dos casos. A seguir a este conjunto inicial, um verso "breve e imenso" de Gregório de Matos, conforme o editor, ilumina a poesia de outros sete poetas, a maioria ainda de estreantes, sem livros publicados, também eles navegantes nas confluências das tradições modernas e na busca do veio mais puro da lírica em língua portuguesa. Aqui se percebe a sensibilidade poética e editorial de Wilmar Silva, pois, ao mesmo tempo em que abre espaço para as novas vozes poéticas ainda inéditas, o editor sinaliza que a palavra poética renova-se a cada instante. Por isso, as três seções do volume simbolizam também o fluir permanente e a renovação. Assim, ao ciclo dos meses, representado pelo numero trinta e um, segue-se o "ciclo dos sete dias de um ciclo de semanas", e o número um, a marca do dia a repetir-se sempre, representado pelo poema de Donizeti Rosa, morto em 2004 e homenageado no presente volume. Este último é antecedido pelos versos de Cláudio Manoel da Costa, com o qual se evidencia o "ruído" da memória, como forma de reviver o extinto, mas ativando também as fontes da lírica brasileira.

Para concluir, podemos dizer que os poemas desta coletânea nos fazem sentir, como nos versos de Fabrício Marques em "Esportes radicais (1. Tiro à língua)", que uma "Certa draga/ retira do fundo do rio/ Uma língua em riste/ que diz (...)/ Muitas hão de ir/ Eu ficarei/ Eu à prova de mim" (45).

Nota do Editor
Rogério Barbosa da Silva é Doutor em Literatura Comparada pela Universidade Federal de Minas Gerais e leciona no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.

Para ir além
Anome Livros


Rogério Barbosa da Silva
Belo Horizonte, 29/11/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. K 466 de Renato Alessandro dos Santos
02. Minimundos, exposição de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti
03. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
04. Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin de Jardel Dias Cavalcanti
05. O pior cego de Luís Fernando Amâncio


Mais Rogério Barbosa da Silva
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




EM BUSCA DA EMPRESA QUÂNTICA
CLEMENTE NOBREGA
EDIOURO
(1996)
R$ 17,00



ABORDAGEM DA DOENÇA CORONARIANA: ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, DIAGNÓ
GLÁUCIA MARIA MORAES DE OLIVEIRA (ORGANIZADOR
SOCERJ
(2003)
R$ 25,28



BLUE ANGEL THE LIFE OF MARLENE DIETRICH
DONALD SPOTO
DOUBLEDAY
(1992)
R$ 65,00
+ frete grátis



A CANÇÃO BRASILEIRA. ERUDITA, FOLCLÓRICA, POPULAR
VASCO MARIZ
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA/MEC
(1977)
R$ 20,00



ESTA ÁRVORE DOURADA QUE SUPOMOS
NEI LOPES
BABEL
(2011)
R$ 25,90
+ frete grátis



BÚFALO (ROMANCE BRASILEIRO)
BOTIKA
LÍNGUA GERAL
(2010)
R$ 5,00



A MULHER DO APOCALIPSE
FELIPE RINALDO QUEIROZ DE AQUINO
LOYOLA
(1995)
R$ 10,00



MINHA FORMAÇÃO
JOAQUIM NABUCO
UNB
(1981)
R$ 18,00



A DIETA MARAVILHOSA DE 4 DIAS
MARGARET DANBROT
RECORD
(1985)
R$ 9,72



CONSTITUIÇÃO E DIRETO DO TRABALHO
EDUARDO GABRIEL SAAD (CAPA DURA)
LTR
(1989)
R$ 13,28





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês