Lost | Marcelo Maroldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mais jornais morrendo
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Maná, de Rodrigo Amarante
>>> Lecturis Salutem
>>> Palavras impressas
>>> Teoria da Conspiração
>>> Movimento Literatura Urgente
>>> O fim das mídias físicas
>>> Ayn Rand ou o primado da razão
Mais Recentes
>>> Coleção Grandes Impérios e Civilizações - 17 Volumes de Del Prado pela Del Prado
>>> Coleção História em Revista - 25 Volumes (COMPLETA) de Time Life e Abril Livros pela Time Life
>>> Álgebra Linear de Alfredo Steinbruch - Paulo Winterle pela Makron (1987)
>>> Um Curso de Cálculo 1 de Hamilton Luiz Guidorizzi pela Ltc (1995)
>>> Marketing Ambiental de Reinaldo Dias pela Atlas (2007)
>>> Projeto Presente - História 3º Ano de Ricardo Dreguer & Cássia Marconi pela Moderna (2012)
>>> Projeto Presente - Geografia 3º Ano de Neuza Sanchez Guelli & Allyson Lino pela Moderna (2012)
>>> A Troca de Paulo Novaes pela Agir (1984)
>>> O Linguado de Günter Grass pela Nova Fronteira (1983)
>>> A dieta do tipo sanguíneo: A, B, O e AB de Peter Dadamo pela Elsevier / Alta Books (2005)
>>> Projeto Presente - Matemática 3º Ano de Luiz Márcio Imenes, Marcelo Lellis & Estela Milani pela Moderna (2012)
>>> Dicionário Ilustrado Verbo da Língua Portuguesa 4 vols. de Francisco Fernandes pela Verbo-Globo (1972)
>>> Matemática 2ª Série - Coleção Conhecer e Crescer de Jacqueline Garcia & Márcio Dantas pela Escala Educacional (2005)
>>> Rio de Assis - Imagens Machadianas do Rio de Janeiro de Aline Carrer - John Gledson - Pedro da Cunha e Menezes pela Casa da Palavra (1999)
>>> Missão Investigar Entre o Ideal e a Realidade de Ser Policial de Maria Cecília de S. Minayo-Edinilsa R. de Souza pela Garamond (2003)
>>> A Estranha Nação de Rafael Mendes de Moacyr Scliar pela L&pm (1983)
>>> Deixa Tuas Lágrimas Em Moscou de Barbara Armonas pela Ipanema (1963)
>>> Declarando-se Culpado de Scott Turow pela Best Bolso (2012)
>>> O Medo à Liberdade de Erich Fromm pela Zahar (1977)
>>> Cadastro-geral dos Suspeitos de Ódio ao Presidente de Luiz Gutemberg pela Alhambra (1991)
>>> Então foi Assim? Os Bastidores da Criação Musical Brasileira 4 vols. de Ruy Godinho pela Abravideo (2017)
>>> Conformismo - Tópico de Psicologia Social de Kiesler e Kiesler - Tradução Dante Moreira Leite pela Edgard Blucher Usp (1973)
>>> O Direito a Ter Direitos de Jose Vaidergorn pela Autores Assossiados (2000)
>>> Amor é Só uma Palavra de Johannes Mario Simmel pela Círculo do Livro
>>> Vida sem Morte? de Dr. Nils Jacobson pela Círculo do Livro (1976)
>>> A Lenda do Violeiro Invejoso de Fábio Sombra pela Rocco (2005)
>>> Ombusdsman - O relógio de Pascal de Caio Túlio Costa pela Geração Editorial (2006)
>>> Águas do Brasil de Araquém Alcântara pela ´Terrabrasil (2007)
>>> O tigre de Sharpe de Bernard Cornwell pela Record (2013)
>>> Os Doze Trabalhos de Hércules 1/2/4 volumes de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1944)
>>> Morte dos reis de Bernard cornwell pela Record (2016)
>>> Bom Apetite vol II de Diversos pela Abril Cultural (1972)
>>> A menina que semeava de Lou Aronica; Maria ângela Amorim De Paschoal pela Novo Conceito (2021)
>>> Curso de Desenho e Pintura 9 volumes de Equipe Globo pela Globo (1985)
>>> 1889 Juvenil ilustrada de Laurentino Gomes; Rita Brugger pela Globo Livros (2014)
>>> Quem me roubou de mim? de fabio de Melo pela Canção Nova (2010)
>>> Se conto ninguem acredita- autografado de Rafael pedrosa pela pandogA (2018)
>>> The Young Riders of Mongolia de Rob Waring pela Footprint (2011)
>>> Let’s Do It Together de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2008)
>>> A Matter of Prejudice de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Depois do Funeral de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Strange Noises de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> A Casa Vazia de Rosamunde Pilcher pela Bertrand Brasill (2006)
>>> Lost in the Woods de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Devastação Ou a Volta à Natureza de Rene Barjavel pela Círculo do Livro (1976)
>>> Os segredos da mente milionária de T harv eker pela Sextante (2010)
>>> A Day on the Farm de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Economia Solar Global de Hermann Scheer pela Cresesb (2002)
>>> Alguém Que já Não Fui de Artur da Távola pela Nova Fronteira (1986)
>>> Enquanto Eu Estivesse Fora... de Sue Miller pela Bertrand Brasill (2000)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2005

Segunda-feira, 26/12/2005
Lost
Marcelo Maroldi

+ de 12000 Acessos
+ 4 Comentário(s)

A TV paga não é essa maravilha que alguns falam. Semana passada, num dia "parado", um amigo meu me disse eu poderia ir embora me divertir, afinal, eu tinha TV a cabo em casa! É aquela falsa sensação de que você ligará a televisão a qualquer hora do dia ou da noite e vai ter algo de bom em algum daqueles 50 canais. Olha, se você, leitor, for pensar bem, isto faz muito sentido; não é possível que em 50 opções nenhuma te interesse! Mas, infelizmente, preciso dizer: é possível sim! E acontece. Conhece aquela música do Bruce Springsteen "57 canais e nada passando" (57 Channels (And Nothin' On))? A minha grade eu guardo na cabeça, geralmente. Fora isto, mudar de canal procurando algo que não seja filme é tão difícil como achar uma boa idéia na cabeça do nosso presidente. Até dá para achar, mas eu não contaria com isto se fosse você...

Dentre os tipos de canais da TV a cabo, sabemos, os de maior sucesso são os que apresentam séries, geralmente engraçadinhas como Friends, ou de suspense e investigação. Há uma proliferação indiscriminada de séries de TV americanas similares e somente algumas (poucas) são boas, claro. Sinceramente, não sei como alguém pode acompanhar 6 ou 7 séries ao mesmo tempo. É quase sempre igual! Se você for esperto, consegue até antecipar algumas piadinhas que são ditas. E nem menciono o fato de que elas não são feitas para nós, estrangeiros. São séries americanas feitas para americanos. Mas nós assistimos e até alugamos ou compramos seus DVD's.

Este ano, porém, algumas séries não convencionais foram lançadas com bastante sucesso. São séries que não se encaixam no padrão estabelecido que nossa TV a cabo americanizada insiste em nos apresentar diariamente. Elas diferem das séries anteriores em aspectos básicos, por exemplo, como a total ausência de piadinhas, com mulheres que se tornam presidentes da maior nação desse mundo, com pessoas vivendo em uma ilha perdida, etc. Lost (canal AXN) é uma dessas séries. Uma das que vale a pena conferir. Ah, e já foi imitada.

O enredo é bem simples: um avião cai em uma ilha isolada e estranha (bem estranha!) e alguns passageiros (42, se não me engano) sobrevivem. Ninguém sabe onde é a ilha, o que aconteceu para o avião cair, como sairão de lá, por que a ajuda não chega rápido (nunca chega, na verdade), por que acontecem fatos estranhos. Uma seqüência de mistérios envolve a ilha e os personagens que lá estão. É isso, apenas, e já temos uma série de sucesso. Fácil assim.

Em primeiro lugar, os autores trataram de introduzir um grande número de fatos e eventos inexplicáveis na trama, teorias que beiram o conspiratório (para não dizer totalmente conspiratórios), muitos elementos míticos, alguns absurdos e muitas - muitas mesmo - perguntas sem resposta. Eu ficava pensando: como é que eles vão conseguir explicar isso sem "forçar a barra"? Acho até que não dá, eles vão ter que apelar! Nos EUA a série já está no meio da segunda temporada. Às vezes sinto vontade de procurar na internet para ler o que tem acontecido, que tipo de caminho vai seguir a trama, se vão recorrer a aspectos "superiores" ou se vão manter tudo no terreno do possível, da conspiração do Estado, da experiência militar, etc. Como ninguém sabe de fato do que se trata o enredo (nem mesmo os criadores), diversas explicações aparecem na Internet, vindas principalmente dos fãs que acompanham a série. A maioria das especulações são ruins e eu prefiro acreditar que tudo é teoria da conspiração, o que, aliás, faz sucesso sempre quando bem produzida.

A série é feita com o mesmo processo que se utiliza para fazerem nossas novelas no Brasil. Eles gravam apenas poucos episódios (1 ou 2, para Lost ) e vão verificando a resposta do público, as suas vontades, suas exigências e então direcionam a série para atender a maioria. Isto funcionou bem no começo. Mas, tudo é tão abstrato, tão pouco explicado, que os telespectadores começaram a reclamar (eu ameacei parar de ver!). Nada acontecia. Durante muito tempo, nada acontecia. Alguns episódios inteiros não serviram para nada, acredite! Pelo contrário, mais perguntas eram lançadas, mais o enredo criava tramas menores dentro da trama principal, mais se fechava a história, e nada era explicado. Os diretores, então, prometeram que, a partir do ano 2 da temporada, algumas perguntas iam ser respondidas. Espero que sim. Já está na hora de pararem de engordar o mistério e fazem as respostas surgirem.

Cada episódio corresponde a dois dias da vida dos sobreviventes. Nesses episódios, um dos personagens passa a ser o ator principal, digamos assim, e é a vida dele que terá mais um pedacinho revelado naquele dia. Geralmente, mostra-se quem ele é, o que fazia antes de estar ali e como entrou naquele avião (ah, não é ninguém "normal" como nós, amigo leitor, só tem gente com uma boa (e se for bizarra, melhor) história de vida. A Sol, de América, poderia estar lá tranqüilamente! O Lula também) Isto é uma jogada interessantíssima da série. Cada personagem tem uma história pessoal própria sendo desenvolvida, mas, pelo menos até agora, que não se relaciona com as dos demais personagens (embora eu acredite que o vínculo entre eles será mostrado ainda). A esperteza de fazer isto está no seguinte: eles podem dar mais ênfase aos personagens que o público gostar mais, podem fazer suas histórias crescerem, podem até desaparecer com os que menos agradarem o público, podem fazer as histórias paralelas ganharem força, se tornarem importantes, mudar o rumo das coisas se não estiver dando certo. Eles abasteceram o programa com muitos atrativos, podem escolher o que fazer com eles. A própria vida do personagem é concebida para atrair atenção. Todos, sem exceção, são estereótipos. O médico bonzinho que tinha o pai alcoólatra, o menino com poderes ocultos ainda não revelados, a moça bonita que era bandida, o paralítico que começa a andar quando cai na ilha, o iraquiano ex-militar, a mocinha fútil, e por aí vai. Cada telespectador tem o seu preferido, acredito. (Eu prefiro que todos sejam comidos pelo dinossauro que lá habita!, mas ficarei satisfeito se o urso polar (sic) os atropelar enquanto apanham moranguinhos para o filho paranormal da mocinha loira que namora o roqueiro drogado)

Por tudo isto, Lost tem feito o sucesso que o mundo todo já sabe. Embora às vezes possa te irritar, é uma série muito interessante. O ideal, penso, é vê-la em DVD, assim, você não precisa ficar pensando durante uma longa semana no que irá acontecer no próximo episódio e nem ficar com raiva porque nada aconteceu no recém assistido. Então, assiste-se ao episódio seguinte. A Globo já adquiriu os diretos de transmissão no Brasil, e diz que irá passar em breve, ainda nas férias. É uma boa sugestão, diferente das demais séries existentes.

Marcelo Maroldi
São Paulo, 26/12/2005



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Livros e ensino tecnológico de Ana Elisa Ribeiro
02. O 4 (e os quatro) do Los Hermanos de Julio Daio Borges
03. O show do Pearl Jam e a Pedreira de Adriana Baggio
04. Carta para Sonia Rodrigues de Adriana Baggio
05. No início, era o telex de Vitor Nuzzi


Mais Marcelo Maroldi
Mais Acessadas de Marcelo Maroldi em 2005
01. Como escrever bem — parte 1 - 13/6/2005
02. Como escrever bem — parte 2 - 27/6/2005
03. Como escrever bem – parte 3 - 11/7/2005
04. A ousadia de mudar de profissão - 28/11/2005
05. O que é ser jornalista? - 22/8/2005


Mais Especial Melhores de 2005
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/2/2006
00h20min
Eu acho que essa série Lost tenta imitar de alguma forma o sucesso folhetinesco das telenovelas da Globo. Claro, as novelas da Globo são terrivelmente chatas, vulgares, repetitivas. Lost não traz nada de novo. É o clichê da história de náufragos numa ilha perdida e misteriosa. Dizem que Lost vai para o segundo ano de exibição nos EUA. Desisti de Lost e seus flashbacks. Parece um samba do crioulo doido. Aconselho a todos a reverem o Pica-pau e os filmes do Boris Karloff. Pelo menos divertem.
[Leia outros Comentários de rogerio]
23/2/2006
00h43min
Lost é uma série incrível que dá um pontapé nas outras que estão por aí. É verdade q às vezes dá vontade de chutar a tv, pq o episódio não contribuiu com nada, mas que devoramos cada segundo com expectativa e vontade de saber o q vem a seguir ninguém em sã consciência pode negar...
[Leia outros Comentários de Pedro Reynaldo]
8/3/2006
10h27min
A serie Lost (USA) têm elementos distintos, bem distintos, das novelas em um ponto: é inteligente! As citações a clássicos da literatuta, como John Loch (autor da ILHA UTOPIA, olha que "coincidencia"), Tom Sawyer, de Mark Twain, entre outros... é realmente a melhor serie que assisti até o momento, lembra aquelas antigas: tunel do tempo etc., na verdade, é uma mistura de todas elas.
[Leia outros Comentários de Maviael]
12/1/2007
17h50min
A crítica dessa série depedente do que é realmente interessante para os que assistem. Quando começei assitir à primeira temporada na Globo, fiquei empolgado, mas quando completei uma semana não aguentei tanto mistério - e confesso que assistir na emissora acima não é um bom negócio... Acreditem! Assistir ao DVD é mais interessante do que ficar acompanhando por ela.
[Leia outros Comentários de Ruy Machado]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




WAKE - DESPERTAR
LISA MCMANN
NOVO SECULO
(2010)
R$ 10,00



MAIS QUE VENCEDOR
ALEX DIAS RIBEIRO
AUTOR
R$ 10,00



ANJO A FACE DO MAL
NELSON MAGRINI
NOVO SÉCULO
(2004)
R$ 10,00



MANOBRAS E ESTRATAGEMAS DA VIDA SEXUAL - COMPÊNDIO DE CULTURA ATUAL
A. H. CHAPMAN
RECORD
(1968)
R$ 10,00



A VOZ DO DONO - 3643
TAMA STARR
ÁTICA
(1993)
R$ 10,00



NUAS
MARGARIDA DE AGUIAR PATRIOTA
ROSWITHA KEMPF EDITORES
(1986)
R$ 10,00



INSETOS E OUTROS BICHINHOS. CIENCIA DIVERTIDA
ROSIE HARLOW
MELHORAMENTOS
(1999)
R$ 10,00



A EXPERIÊNCIA DE DEUS NA FAMÍLIA. OFMCAP: EDIÇÃO DE TEXTO, ABGAIL LOUREIRO DIÓGENES E LUIS ANTONIO VIOLIN
BERNARDO CANSI
BSB
(2001)
R$ 10,00



DENTES AO SOL
IGNACIO DE LOYOLA BRANDÃO
CIRCULO DO LIVRO
(1974)
R$ 10,00



DESCAMINHAR
PEDRO TOSTES
E EDITORIAL
(2008)
R$ 10,00





busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês