Livros sobre livros | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
74889 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Festival Halleluya em São Paulo realizará ação solidária para auxiliar as famílias no RS
>>> Povo Fulni-ô Encontra Ponto BR
>>> QUEÑUAL
>>> Amilton Godoy Show 70 anos. Participação especial de Proveta
>>> Bacco’s promove evento ao ar livre na Lagoa dos Ingleses, em Alphaville
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
Últimos Posts
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Florbela Espanca, poeta
>>> Mamãe falhei
>>> À procura de barranco
>>> As armas e os barões
>>> 11 de Setembro e a Era do Terror
>>> Sobre as ilusões perdidas
>>> Mistérios Literários
>>> Vendem-se explicações do Planeta dos Macacos
>>> Caminho para a Saúde
Mais Recentes
>>> O Herói Perdido de Rick Riordan pela IntrÍnseca (2011)
>>> Sem Folego de Brian Selznick pela Sm (2012)
>>> Manual De Metodos E Tecnicas De Pesquisa Cientifica de Izequias Estevam Dos Santos pela Impetus (2016)
>>> A Droga Da Obediência de Pedro Bandeira pela Moderna (2014)
>>> Compliance: Como Implementar de Marcos Assi pela Trevisan (2018)
>>> Nate Está Na Área de Lincoln Peirce pela Sextante (2014)
>>> Nós de Mauricio Negro pela Companhia Das Letrinhas (2019)
>>> Análise Técnica Clássica de Flávio Lemos, Celso Cardoso pela Saraiva (2010)
>>> Zumbizito: Descubra Seu Segredo de Kevin Bolger pela Novo Século (2012)
>>> Entrevista de Clarice Lispector pela Rocco (2007)
>>> Drogas: sua Liberdade Por um Fio de Denise Ortega pela Nova (2008)
>>> A Droga Do Amor de Pedro Bandeira pela Moderna (2014)
>>> O pulo da Carpa! de André Gravatá pela Sm (2022)
>>> Desmontando A Arara de Renata Bueno pela Ftd (2010)
>>> É Possível Superar A Violência Na Escola? de Luciene Regina Paulino Tognetta pela Do Brasil (2012)
>>> Sentidos De Milicia: Entre A Lei E O Crime de Greciely Cristina Da Costa pela Unicamp (2014)
>>> Odisseia Em Quadrinhos de Silvana Salerno pela Ftd (2022)
>>> Passaro Amarelo de Olga de Dios pela Boitatá (2016)
>>> Implantação De Inovações Curriculares Na Escola: A Perspectiva Da Gestão de Esther Carvalho pela Cla (2019)
>>> Metodologia OPEE: 20 Anos Inspirando Projetos de Vida de Leo Fraiman pela Ftd (2023)
>>> A Mala Maluca de Donaldo Buchweitz pela Ciranda Cultural (2021)
>>> O Sangue Do Olimpo: Os Herois Do Olimpo de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> O Sonho Transdisciplinar E As Razões Da Filosofia de Hilton Japiassu pela Imago (2006)
>>> A Importância De Ser Prudente, Um Marido Ideal E Outras Peças de Oscar Wilde pela Veríssimo (2024)
>>> O Sucesso Jamais Será Perdoado - A Autobiografia Do Barão De Mauá de Irineu Evangelista De Souza pela Avis Rara (2024)
COLUNAS

Quarta-feira, 28/6/2006
Livros sobre livros
Ana Elisa Ribeiro
+ de 5500 Acessos

Pense aí em três personagens históricos. Vejamos: digo aqui, do alto da minha mineirice, Tiradentes, Juscelino (mais ou menos o da minissérie) e Gustavo Capanema. Lembro quando visitei o Museu da República pela primeira vez. Fiquei deslumbrada quando toquei a cadeira do Capanema. Ele havia sido um dos grandes personagens da área da educação.

Mas não é preciso ficar só nos mineiros. Pense aí dois personagens históricos importantes para o país, de qualquer estado do Brasil. Podemos dizer Getúlio Vargas, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães. Para não ficar só na política (explícita, porque existe a política pequena e importante), podemos citar aí uns músicos que mudaram os costumes, como Roberto Carlos, por exemplo. Ou figuras emblemáticas, como Leila Diniz. Nas artes, Vinícius de Moraes, Tom Jobim, Mário de Andrade.

Em todas as áreas é possível citar figuras importantes. Não apenas pessoas que produziram grandes obras, como pessoas que pensaram. Pensaram bem, muito, alto. Ou pensaram pouco e deram tacadas de mestre.

Na escola, costuma-se ensinar essa História aí. A dos grandes feitos, grandes personagens, obras monumentais, frases de efeito, estátuas, calamidades. O 11 de Setembro, a Queda do Muro de Berlim, as Grandes Navegações. Tudo assim, com letra maiúscula. Mas história não é só isso. História é a narrativa passada entre as pessoas. E assim tudo o que há pode ser histórico.

História Cultural

A História Cultural é uma faixa dos estudos históricos que recupera, estuda e interpreta a micro-história. Não essa história das pessoas visíveis, mas a história dos costumes, das culturas, dos gestos, dos usos, das pessoas "comuns". É a história que nos faz compreender as razões de nossos hábitos, nossas ações, nossas crenças. Uma história preocupada com a vida pequena, o cotidiano de uma comunidade, os efeitos de uma técnica pela qual ninguém dá nada.

Vou citar os nomes de alguns historiadores importantes para a consolidação desse tipo de história. Michel de Certeau escreveu A invenção do cotidiano. Dois volumes onde ele faz uma visita à vida cotidiana em sua fórmula mais prosaica.

Há uma série imensa de livros chamada História da vida privada. Em cada volume, alguns historiadores esclarecem sobre a micro-história de cada época. Entre os nomes conhecidos estão Philippe Ariès e Roger Chartier. O primeiro ficou conhecido pela recuperação da história da infância. Sim, não aquela infância de crianças como Anne Frank, que estiveram na Guerra e se tornaram conhecidas no mundo inteiro por conta de um diário. Mas das crianças em geral, do conceito de criança, do tratamento que elas vêm tendo ao longo dos séculos.

Roger Chartier é o historiador do impresso, do livro e das práticas da leitura. Escreveu uma série de livros que recuperam a história do gesto de ler, dessa ação tão prazerosa e perigosa.

São conhecidos livros de Chartier: A ordem dos livros, Práticas da leitura, A aventura do livro: do leitor ao navegador, Cultura escrita, literatura e história e Os desafios da escrita. Em todos eles, o historiador pincela a história da escrita e das técnicas de reprodução dos textos, a difusão da leitura a partir da invenção da prensa (pelo alemão Gutenberg), as maneiras de produzir livros ao longo dos séculos, assim como traz à tona o leitor histórico, que passou por diversas fases de apropriação do objeto impresso de ler.

No Brasil, a coleção História da vida privada no Brasil também foi lindamente publicada. Podem acreditar: é esclarecedora.

Você sabia que a leitura silenciosa é recente entre as maneiras de ler? Sabia que a França foi a pioneira no lançamento de coleções de livros a preços populares? Sabe o que é a Biblioteca Azul? Sabe o que é um códice? Aprendeu em algum lugar como os tamanhos das folhas dos livros é mensurado? Sabe para que serviam as erratas? Será que você pensa que as equipes das editoras modernas são muito diferentes das equipes de tipógrafos medievais? Sabe por que as letras maiúsculas são chamadas de "caixa-alta"?

É absolutamente fascinante entrar nesse mundo de leitores e compreender as razões de nossos hábitos atuais. E não pensem que Roger Chartier fica só no papel. Ele também faz incursões pela discussão sobre os novos jeitos de ler, na tela, por exemplo.

Vale a pena também conhecer as obras do italiano Carlo Ginzburg. O queijo e os vermes, seu livro mais conhecido, traz a história do moleiro Menocchio, homem simples, viciado na leitura de obras que os inquisidores não consideravam "adequadas" a ele. Menocchio passou por uma terrível investigação porque foi considerado um leitor "perigoso", já que tinha lá suas interpretações não muito autorizadas... E tudo isso é verdade, na medida em que, dentro da escola da história cultural, Ginzburg recupera a história de um homem comum, com hábitos e gestos que podem esclarecer algo sobre a maneira de viver de certa comunidade italiana em dada época.

Você sabe qual foi o primeiro livro impresso pela oficina de Johannes Gutenberg? Sabe por que as fontes do seu computador se chamam Garamond ou Bodoni? Tem idéia do que seja um in-octavo? Sabe o nome do primeiro jornal publicado no Brasil? Você sabia que a prensa (máquina de fazer impressos) só chegou ao Brasil 300 anos depois de inventada? E sabe quem a trouxe?

Pois é. Vão dizer que importante é viver o presente. Mas considere-se uma coisa: saber sobre o passado pode jogar luzes novas nas coisas atuais, deixando tudo muito mais nítido. Muito melhor e muito mais inteligente saber o porquê das coisas. Isso qualquer criança sabe, não é?


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 28/6/2006

Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2006
01. Digite seu nome no Google - 8/3/2006
02. Eu não uso brincos - 27/9/2006
03. Não quero encontrar você no Orkut - 8/2/2006
04. Poesia para os ouvidos e futebol de perebas - 7/6/2006
05. Ex-míope ou ficção científica? - 20/12/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Taça Escarlate
Luciane Monteiro
Inverso
(2019)



Livro Infantil Guilherme Augusto Araújo Fernandes
Mem Fox
Brinque Book
(2009)



Crianças Sem Problemas
Eduardo Goldenstein
Clinch
(1992)



Livro Religião Evangelho Eterno e Orações Prodigiosas
Osvaldo Polidoro
Assahi
(2006)



Exames de Oab: Testes e Comentarios 4º Edição
Varios Autores
Premier Maxima
(2007)



Anasquistas Graças a Deus
Zélia Gattai
Circulo do Livro
(1987)



Desorientais Hai-kais
Alice Ruiz S
Iluminuras
(2006)



Conhecendo Argamassa
Fernando Antonio Piazza Recena
Edipucrs
(2007)



Desembarcando o colesterol
Fernando Lucchese
Sesi
(2010)



Uma Ponte Para a Sociedade Sustentável
Henrique Rattner
Senac
(2012)





busca | avançada
74889 visitas/dia
2,4 milhões/mês