A Copa do Mundo é sua! | Ram Rajagopal | Digestivo Cultural

busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Copa 2006

Segunda-feira, 3/7/2006
A Copa do Mundo é sua!
Ram Rajagopal

+ de 2900 Acessos

A missão do hexacampeonato terminou, e agora todos os brasileiros poderão retornar à sua programação normal. O mercado financeiro vai funcionar ininterruptamente, os médicos no hospital retomarão sua rotina, professores darão aula sem dar a mínima para o calendário da CBF, etcetera e tal. A única atividade anunciada que permanecerá durante o mês é a caça aos culpados pelo fracasso da seleção brasileira em ganhar um torneio de futebol.

Futebol no Brasil é como o brasileiro vê o Brasil. Uma compulsão obsessiva, com intensa bipolaridade. Períodos de intensa euforia são acompanhados por outros de profunda depressão. Se o mesmo time que perdeu de 1 a 0 para a inestimável seleção Bleu, tivesse virado para 2 a 1, com ajuda de juiz e futebol chocho, estaríamos todos comemorando, esperançosos em relação ao Hexa. Cidadãos iriam atravessar de joelhos a Dutra para ir à basílica de Aparecida, pedir por gols do Ronaldinho e do Ronaldo.

Como foi justamente o contrário, como ficamos num 1 a 0 contra, o par de Ronaldos se tornou medíocre, com mais cartaz do que jogo, o time era horrível, e o Brasil definitivamente é um país fracassado. Bem parecido com a maneira do brasileiro encarar o debate presidencial. Ou fazemos 150 anos em 4, 3, 2 ou 1, ou então somos um país completamente fracassado, sem projeto, em que cada um é por si... Mais ou menos como dizem que acontece na seleção "do Parreira". Ou no Brasil "dos políticos".

Mas assim como este país é uma ilusão, a noção de seleção, escrete de futebol, é uma grande ilusão também. Um olhar frio, nada romântico, revelaria um grupo de trinta marmanjos (vinte e poucos mais comissão técnica) indo passar uma temporada na Europa, sendo levados mais a sério do que o presidente chinês (este capaz de lançar 200 milhões de chineses armados contra quem quer que seja)... Ilusória também é a imagem de um país como o Brasil, com personalidade, de quase uma pessoa, que ama, odeia, tem sucesso e fracassa...

A diferença entre os trinta marmanjos, e o Brasil, esse "homem", é simples: os trinta têm um rito de julgamento sumário, 90 minutos de bola rolando. O segundo, o homem Brasil, não sabe direito como será julgado, nunca pode ganhar ou perder, e anda por aí, a esmo, ora querendo ser o tal do "gigante adormecido" (que acorda), ora querendo tirar passaporte para a União Européia... Se nosso país pudesse disputar 90 minutos de "comércio internacional", com empate, prorrogação e pênalti, ou 90 minutos de "organização administrativa", ou participar da Copa do Mundo da Educação Básica, teríamos grande sucesso...! Nós, brasileiros, somos afeitos a projetos de curta duração, com definição clara de vitória e derrota. E Brasil, o "homem", é capaz de improvisar para uma Copa, uma Olimpíada, e ganhar assim, acochambrando, fazendo o que dá...

Li uns textos aqui no Digestivo, e nos jornais, cujos autores diziam que não iriam assistir à Copa, que não torcem pela seleção justamente porque isso desvia a atenção dos reais problemas do Brasil... Estes são, em sua maioria, justamente aqueles que torcem pelo Brasil, o "homem"! Na visão deles, esse homem pode perder gás a qualquer hora, porque nós, torcedores, não lhe damos atenção para que supere seus problemas pessoais e ganhe títulos, prêmios, quebre recordes... Ou seja: no fundo, dá no mesmo. A mesma bipolaridade que criticam na torcida do futebol, se manifesta na torcida deles por Brasil, the man.

Não há Brasil, o homem, assim como não há seleção, claro. Nosso país é vivo, ele é o que são seus habitantes, suas cidades, seus bairros, escolas, comércio, idéias. A todo momento somos o nosso país, estamos a fazer algo por ele, porque viver no Brasil é fazer algo pelo Brasil. O Brasil sem mim, sem você, não existe. O escrete de futebol pode até existir. Mas se você tira os trinta marmanjos e manda cada um para seu clube de origem, deixa de existir também.

Com tudo isso, tão inócua quanto a discussão da importância do futebol na psique nacional é a discussão de quanto o brasileiro leva o Brasil a sério. Nem um, nem outro. Na realidade, nada precisa ser levado tão a sério assim... Basta fazer o que você gosta de fazer, traçar planos talvez um pouco mais longos para sua vida, para deixá-la interessante, e, pronto, Brasil, o "homem", agradecerá. E os trinta marmanjos também, porque, a cada 4 anos, estarão de volta com seu drama de teatro para entreter a todos. Quiçá, ganhando melhor e morando no Brasil mesmo.

Claro, é muito gostoso sofrer, explodir numa partida, reclamar de um Parreira, odiar um Ronaldo, amar um Kaká. O esforço é pouco, eles estão lá, não precisamos correr, treinar, fazer nada. É só ligar a tevê, juntar uns amigos e voilà... Parecido com torcer por Brasil, o "homem". Basta ver propaganda eleitoral, ler a seção "Brasil" do jornal, encontrar todos aqueles dirigentes irresponsáveis... com suas opções políticas incrivelmente estúpidas (que você, obviamente, faria muito melhor, mas não tem tempo)... e pronto. Mas, no fim das contas, é só um prazer imediatista de segunda mão... É como ver fotos da Luana Piovani na Trip.

Mais gostoso ainda seria possuir a Luana. Conquistar algo seu. Suar a camisa para um time de várzea de seu bairro (inclusive suando dobrado para organizar um campeonatozinho). Pensar em se candidatar à eleição com todas as idéias que você imagina serem melhores que as dos demais... Só que aí entra a tal história: isso é um projeto de 4 anos! Não é só jogar a Copa... Tem de jogar eliminatórias, suar a camisa em torneiozinhos de segunda mão e, ufa!, ainda entrar com tudo na Copa. Sem ajuda de juiz. Por isso mesmo, quando você segue rumo ao "hexa pessoal", dá um prazer indiscritível...

E, aí sim, as coisas começarão a fazer mais sentido. Talvez você perceba que a diferença entre 1 a 0 e 2 a 1 (a favor) não é tão grande, mas que sempre haverá uma próxima oportunidade... Que grandes teorias conspiratórias nada mais são que entretenimento mental, pois, no mundo de verdade, em 90% das ocasiões, a Navalha de Occam funciona. (Nos outros 10%, é guerra.) Que a explosão de adrenalina, que você praticou com tanto afinco para ser produzida ao assistir a jogos de futebol, pode acontecer com muito mais intensidade (me dizem que quando você descobre que vai ser pai é assim)! Que a sensação de vitória, dever cumprido, que os trinta marmanjos sentiram em 2002, 94, 70, 62 e 58, e até 82, é algo palpável, reprodutível, que você mesmo pode ter para si. Que, aí sim, o "homem" Brasil existe, pois você é o astro da sua Copa pessoal... O homem herói, o tal salvador da pátria que viram no Lula e no Ronaldinho Gaúcho... Então, talvez, o futebol acabe parecendo algo menor, menos importante, mas que você mesmo deixa que seja menos importante, for the fun of it... Só pra variar.


Ram Rajagopal
Berkeley, 3/7/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Getúlio Vargas e sua nova biografia de Eugenia Zerbini
02. Cozinhando com mamãe de Tatiana Mota
03. Sem receio do monolito de Vitor Nuzzi
04. As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro de Rennata Airoldi


Mais Ram Rajagopal
Mais Acessadas de Ram Rajagopal em 2006
01. Sobre responsabilidade pessoal - 1/5/2006
02. Como o Google funciona - 14/3/2006
03. Como começar uma carreira em qualquer coisa - 24/4/2006
04. Música é coração, computadores, não? - 28/2/2006
05. Reflexão para eleitores - 4/9/2006


Mais Especial Copa 2006
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IMAGES OF FRIDA KAHLO PAPERBACK
IMAGES OF FRIDA KAHLO PAPERBACK
REDSTONE PRESS
(1989)
R$ 195,00
+ frete grátis



NINGUEM É CULPADO UM NOVOPARADIGMA PARA O BRASIL
FRANCISCO OZEAS
ARMAZEM DE IDEIAS
(2000)
R$ 11,00



VIDA DE ARTISTA
FLÁVIO MOREIRA DA COSTA
SULINA
(1990)
R$ 10,00



ACONTECEU - 2ª REIMPRESSÃO
VERA LÚCIA MARINZECK DE CARVALHO
PETIT
(1995)
R$ 9,00



EDUCA NOS TERREIROS: E COMO A ESCOLA SE RELACIONA COM CRI
STELA GUEDAS CAPUTO
PALLAS
(2012)
R$ 33,30



PARA SEMPRE ( A HISTÓRIA QUE INSPIROU O FILME)
KIM E KRICKITT CARPENTER
NOVO CONCEITO
(2012)
R$ 12,00



EUGÉNIE GRANDET
HONORÉ DE BALZAC
FOLHA
(1998)
R$ 4,00



O QUE É LÍNGUA - COL. PRIMEIROS PASSOS - 1ª EDIÇÃO
ANTONIO HOUAISS
BRASILIENSE
(1990)
R$ 9,00



OS XENES E O FUTURO HUMANO
DANIEL SOUTULLO
LAIOVENTO
(1998)
R$ 22,33



MARLEY E EU
JOHN GROGRAN
PRESTÍGIO
R$ 28,00





busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês