O Islã e seu Clone | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
42961 visitas/dia
922 mil/mês
Mais Recentes
>>> TV Brasil pré-estreia Atos com Antonio Pitanga nesta segunda (19/11)
>>> TV Brasil apresenta programação temática na Semana da Consciência Negra
>>> Baterias Brasileiras do Sesc Belenzinho apresenta shows com Pupillo e Curumin
>>> Refúgios Musicais do Sesc Belenzinho apresenta banda de haitianos Surprise
>>> Avesso - O Musical aborda conflito de gerações em musical jovem de fortes emoções
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> O artífice do sertão
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Um lance de escadas
>>> No tinir dos metais
>>> De(correntes)
>>> Prata matutina
>>> Brazil - An Existing Alien Country on Planet Earth
>>> Casa de couro IV
>>> 232 Celcius, ou Fahrenheit 451
>>> Mãe
>>> Auto contraste
>>> Os intelectuais e a gastronomia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pieguice ou hipocrisia?
>>> Impressões do jovem Engels
>>> Alô, alô, responde!
>>> Hugo Cabret exuma Georges Méliès
>>> Zizitinho Foi Para o Céu
>>> Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso
>>> Sobre os três primeiros romances de Lúcio Cardoso
>>> Quem é Daniel Lopes
>>> As estrelas e os mitos
>>> Editor, corrija por favor!
Mais Recentes
>>> Triste Fim De Policarpo Quaresma de Lima Barreto pela Objetivo
>>> Memórias de Adriano de Marguerite Yourcenar pela Record
>>> Revista Claudia de Editora Abril pela Abril (2009)
>>> Manual do proprietário Escort de M P E da Ford pela Ford Brasil (1988)
>>> Manual de uso e manutenção - Palio fire, Siena fire, strada fire de Fiat automóveis pela Satiz do Brasil (2007)
>>> Revista xbox--107. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--106. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--111. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--82. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--87. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--96. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--104. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--109. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--103. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--76. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--80. de Europa pela Europa
>>> Revista xbox--113. de Europa pela Europa
>>> Zz7--392--destruidores do mundo--serie azul. de Lou carrigan pela Monterrey
>>> Zz7--353--o juramento--serie vermelha. de Lou carrigan pela Monterrey
>>> Revista nintendo world--50. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--18. de Conrad pela Conrad
>>> Foucault y la Teoría Queer de Tamsin Spargo pela Gedisa (2018)
>>> Revista nintendo world--42. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--43. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--52. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--193 de Case pela Case
>>> O Que É Revolução de Florestan Fernandes pela Expressão Popular (2018)
>>> De Que Amanhã...Diálogo de Jacques Derrida e Elisabeth Roudinesco pela Zahar (2004)
>>> Toda Poesia de Paulo Leminski pela Companhia das Letras (2013)
>>> Amor Líquido de Zygmunt Bauman pela Zahar (2004)
>>> Festa Sob as Bombas / Os Anos Ingleses de Elias Canetti pela Estação Liberdade (2009)
>>> A Cidade Perversa / Liberalismo e Pornografia de Dany-Robert Dufour pela Civilização Brasileira (2013)
>>> Réquiem para o Sonho Americano de Noam Chomsky pela Bertrand Brasil (2017)
>>> Fundamentos doutrinários de umbanda de Rubens Saraceni pela Madras (2013)
>>> O Capitalismo Como Religião de Walter Benjamin pela Boitempo (2013)
>>> Umbanda de todos nós de W.W. da Matta e Silva pela Ícone Ed. (2014)
>>> O Que É uma Revolução de Álvaro García Linera pela Expressão Popular (2018)
>>> A canção no tempo v. 1 de Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello pela Ed. 34 (2006)
>>> A Viúva Cliquot de Tilar J. Mazzeo pela Rocco (2018)
>>> Sobre o Islã de Ali Kamel pela Nova Fronteira (2007)
>>> O poder do silêncio de Eckhart Tolle pela Sextante (2010)
>>> O Vínculo do Prazer de William H. Masters, Virginia E. Johnson pela Círculo do Livro (1975)
>>> Criança Inquieta - Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade? de Esméria Rovai, Carlos Brunini pela Livro on Demand (2018)
>>> O Divã a Passeio de Fabio Herrmann pela Brasiliense (1992)
>>> Psicoterapia Psicodramática de Dalmiro Manuel Bustos pela Brasiliense (1979)
>>> Que Barulho é Esse, Ratinho? de Stephanie Stansbie, Polona Lovsin pela Zastras (2010)
>>> Aritmética - Novas Perspectivas - Implicações da Teoria de Piaget de Constance Kamii e Linda Leslie Joseph pela Papirus (1993)
>>> Teoria e Política do Desenvolvimento Econômico de Celso Furtado pela Nova Cultural (1986)
>>> A Volta ao Mundo Em 80 Dias de Júlio Verne pela Codil (1970)
>>> O Universo e Eu de Mara Muniz pela D&z (1999)
COLUNAS

Quinta-feira, 25/10/2001
O Islã e seu Clone
Adriana Baggio

+ de 3100 Acessos

Os mais arrivistas desconfiam que no atentado em Nova York deve ter a mão da Rede Globo. Espírito porcino à parte, o fato é que a estréia da nova novela “das oito”, O Clone, não poderia ter acontecido em momento melhor. Por motivos funestos, a cultura islâmica está em voga. Como a novela trabalha em seu roteiro este assunto, com certeza o interesse do espectador deve estar sendo bem maior.

O ponto positivo desta coincidência é que, na novela, ao contrário do telejornal, a cultura islâmica é apresentada de uma forma romântica, despertando a curiosidade das pessoas sobre um modo de viver tão diferente para muitos brasileiros. Apesar dos protestos dos muçulmanos de verdade, que apontam incorreções na maneira como os personagens se comportam, a novela tem o mérito de colocar o islamismo na moda. Se no Jornal Nacional os islâmicos estão acuados, sofrendo toda espécie de preconceito, ou por outro lado, atacando em nome de Alá, na novela as coisas são bem mais light. Não que seja pouco, mas a maior violência cometida até agora pelos islâmicos da história foram uns tapas no rosto da personagem Jade, que não quer seguir a tradição de sua cultura.

A aprovação desta faceta romântica da cultura pode ser comprovada pelas manifestações populares relativas à novela. As academias vêem aumentar a procura por aulas de dança do ventre. As notícias sobre televisão contam que o ator Stênio Garcia, que representa o personagem Ali, um rígido representante da cultura islâmica, tem sido constantemente abordado por fãs que se oferecem para casar com ele. Qual é o motivo disso? Mesmo com todas as limitações impostas às mulheres na cultura islâmica, como mostra a novela (não vou entrar no mérito se o que é mostrado é verdade ou não; trato apenas da impressão causada pelo que é apresentado), pelo jeito as ocidentais viram no modo de viver as respostas para algumas de suas carências.

Um ponto muito batido na novela é a importância que os muçulmanos dão aos valores familiares, talvez bastante deturpados na cultura ocidental de massa. Talvez seja esse resgate de valores que as pessoas procuram ao tentar se apropriar de hábitos e costumes da cultura islâmica. Parece que, mesmo à mercê de uma surra, ou de castigos como chibatadas para a moça que não é mais virgem antes do casamento, vale a pena optar por uma situação de regras mais claras, punições mais efetivas e destinos pré-determinados.

Normalmente as pessoas sentem dificuldade em separar ficção da realidade. No entanto, quando seria interessante que mantivessem este hábito, a coisa acontece ao inverso. Enquanto algumas propõem casamento ao Stênio Garcia, que representa um muçulmano, outros hostilizam os que são muçulmanos. A novela é como uma história das Mil e Uma Noites, onde o islamismo é envolvido por uma aura de mistério, romance, erotismo. A realidade é diferente. Os islâmicos em geral são avaliados como aqueles que fazem parte da linha fundamentalista. São esquisitos, retrógrados, atrasados, selvagens, e outros pré-conceitos nada positivos que a gente ouve por aí. Talvez as pessoas não tenham conseguido juntar o nome à pessoa, perceber que aqueles personagens tão fortes, dignos e tementes a Deus representam pessoas que, na realidade, também são assim. Existem as correntes radicais, como existem em qualquer outra religião. Mas a admiração e o respeito cessam quando acaba a novela.

Na verdade, as pessoas são oportunistas na medida de seus interesses. Ao mesmo tempo em que a divulgação dos valores de uma cultura distinta serve como pretexto para a apropriação de determinados aspectos desta cultura, a difamação desta mesma cultura, por conta de atitudes isoladas, serve para legitimar ações preconceituosas que não aconteciam por falta de um motivo válido. Não é de hoje que os americanos e europeus hostilizam os estrangeiros. Traumas à parte, agora é legítimo desconfiar e atacar pessoas "esquisitas", com hábitos diferentes. No Brasil não é muito diferente. A comunidade muçulmana de Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai, tem sido hostilizada pela desconfiança de que possa esconder terroristas. Sabe-se que essa região abriga bandidos, mas a origem deles não é privilégio da comunidade islâmica.

Já que a novelista Gloria Peres gosta tanto de assuntos polêmicos e de realizar campanhas sociais em suas novelas, que aproveite esta oportunidade imperdível para mostrar a realidade da maioria da população islâmica. Como cultura, o islamismo deve ser respeitado e analisado dentro de seu contexto, e não dentro do contexto ocidental. Não concordo e não gosto da maneira como as coisas acontecem entre os muçulmanos, mas não tenho porque avaliá-los com base nos atos dos fundamentalistas. Que eles vivam suas vidas em paz, assim como vivemos as nossas, e que os bandidos, de qualquer religião, sejam punidos pelos seus atos e não por sua orientação cultural ou religiosa.


Adriana Baggio
Curitiba, 25/10/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O ensaísta Machado de Assis de Celso A. Uequed Pitol


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2001
01. À luz de um casamento - 18/10/2001
02. Náufrago: nem tanto ao mar, nem tanto à terra - 25/3/2001
03. Marmitex - 1/11/2001
04. O Segredo do Vovô Coelhão - 15/11/2001
05. Aqui o sol nasce primeiro - 8/11/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




WICCA JÁ NÃO SE FAZEM MAIS BRUXAS COMO ANTIGAMENTE!
EDDIE VAN FEU
LINHAS TORTAS
(2012)
R$ 38,00



O MONGE E O EXECUTIVO
JAMES C. HUNTER
SEXTANTE
(2004)
R$ 11,54



O GAROTO QUE SEGUIU RIPLEY
PATRICIA HIGHSMITH
BRASILIENSE
(1988)
R$ 15,00



REVISTA NINTENDO WORLD--76--PRINCE OF PERSIA WARRIOR WITHIN.
CONRAD
CONRAD
R$ 22,00



BOX CONECTE MATEMÁTICA VOL. 1 - ENSINO MÉDIO
GELSON IEZZI
SARAIVA
(2011)
R$ 149,90



VENTO SUDOESTE - 2ª EDIÇÃO - 1ª REIMPRESSÃO
LUIZ ALFREDO GARCIA-ROZA
COMPANHIA DAS LETRAS
(2002)
R$ 15,00



GAROTAS DA RUA BEACON - VIAGENS INESQUECÍVEIS - A AVENTURA RADICAL DE AVERY
ANNIE BRYANT
FUNDAMENTO
(2013)
R$ 41,00



CRÔNICA DE UMA ILHA VAGA
NORIAN SEGATTO
LIMIAR
(2011)
R$ 19,60



A OFENSIVA REACIONÁRIA
NELSON WERNECK SODRÉ
BERTRAND BRASIL
(1992)
R$ 25,00



A CIDADES E AS SERRAS
EÇA DE QUEIROZ
GARNIER
(2018)
R$ 15,00





busca | avançada
42961 visitas/dia
922 mil/mês