À luz de um casamento | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
49722 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> TOGETHER WE RISE TRAZ UMA HOMENAGEM ÀS PESSOAS QUE FIZERAM PARTE DA HISTÓRIA DO GREEN VALLEY
>>> Instituto Vox realiza debate aberto sobre o livro O Discurso da Estupidez'
>>> A Arte de Amar: curso online desvenda o amor a partir de sua representação na arte e filosofia
>>> Consuelo de Paula e João Arruda lançam o CD Beira de Folha
>>> Festival Folclórico de Etnias realiza sua primeira edição online
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
>>> Meu reino por uma webcam
>>> Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
>>> Pílulas Poéticas para uma quarentena
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Freud explica
>>> Alma indígena minha
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma aula com Thiago Salomão do Stock Pickers
>>> MercadoLivre, a maior empresa da América Latina
>>> Víkingur Ólafsson toca Rameau
>>> Philip Glass tocando Mad Rush
>>> Elena Landau e o liberalismo à brasileira
>>> O autoritarismo de Bolsonaro avança
>>> Prelúdio e Fuga em Mi Menor, BWV 855
>>> Blooks Resiste
>>> Ambulante teve 3 mil livros queimados
>>> Paul Lewis e a Sonata ao Luar
Últimos Posts
>>> Coincidência?
>>> Gabbeh
>>> Dos segredos do pão
>>> Diário de um desenhista
>>> Uma pedra no caminho...
>>> Sustentar-se
>>> Spiritus sanus
>>> Num piscar de olhos
>>> Sexy Shop
>>> Assinatura
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nelson Freire em DVD e Celso Furtado na Amazônia
>>> Um caos de informações inúteis
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Parei de fumar
>>> Ford e Eastwood: cineastas da (re)conciliação
>>> Amor à segunda vista
>>> O Gmail (e o E-mail)
>>> Diogo Salles no podcast Guide
Mais Recentes
>>> O Estalo - Infanto Juvenil de Luis Dill pela Positivo (2010)
>>> Detetive Cecilia E A Aguia De Bronze - Infanto Juvenil de Luis Eduardo Matta pela Brasil (2017)
>>> Marketing de Guerilha -Táticas e armas para pequenas e médias empresas de Jay Conrad Levinson pela BestSeller (1989)
>>> Doze Reis e a Moça No Labirinto do Vento - Infanto Juvenil de Marina Colasanti pela Global (2006)
>>> Manual da Princesinha - Infanto Juvenil de Sheila Walsh pela Thomas Nelson Brasil (2015)
>>> A Coleção Definitiva Marvel -Homem Aranha - Caido Entre os Mortos de Mark Millor e outros pela Salvat (2017)
>>> A Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel - Surpreendentes X- Mem - Superdotados de Joss Whedon e John Cassaday pela Salvat (2013)
>>> Os Herois Mais Poderosos da Marvel - Homem Aranha Feliz Aniversario Homem Aranha e o Sexteto Sinistro de Varios pela Salvat
>>> Não era uma vez- Contos Classicos Recontados - Infanto Juvenil de Adela Basch e outros pela Melhoramentos (2010)
>>> Estrelas Tortas - Infanto Juvenil de Walcyr Carrasco pela Moderna (2003)
>>> O Anjo Rouco - Infanto Juvenil de Paulo Venturelli pela Positivo (2010)
>>> Comunicação Global - Aumentando Sua Inteligência Interpessoal de Lair Ribeiro pela Rosa dos Tempos (1992)
>>> Dívida Externa, Recessão e Ajuste Estrutural de Diversos pela Paz e terra (1983)
>>> Apostila de Direito Comercial de Curso OAB pela Marcato (2005)
>>> A Cura Quântica de Deepak Chopra pela Best Seller (1989)
>>> Curso Teórico Prático do Processo Civil de José da Silva Pacheco pela Borsoi (1962)
>>> Lei dos registros públicos - Comentada de Walter Ceneviva pela Saraiva
>>> Petroladrões: a História do Saque à Petrobrás de Ivo Patarra pela Vide Editorial (2016)
>>> Novo - Código Civil Brasileiro de Auriverde pela Do Autor (2003)
>>> Tdd - Desenvolvimento Guiado Por Testes de Kent Beck pela Bookman (2010)
>>> O Canto do Dodô de David Quammen pela Companhia das Letras (2008)
>>> Financiamentos de Empresas - 25 princípios para captar dinheiro e crescer de Dileep Rao/Richard Cardozo pela Folha de S. Paulo (2003)
>>> Direito Administrativo e Ciência da Administração Direito vol. 3 l. 1 de J.G.Menengale pela Borsoi (1950)
>>> Direito Administrativo e Ciência da Administração Direitovol. 1 de J.G.Menengale pela Borsoi (1950)
>>> O andar do bêbado de Leonard Mlodinow pela Zahar (2009)
>>> A Ponte - Vida e Ascensão de Barack Obama de David Remnick pela Companhia das Letras (2010)
>>> Instituições de Direito Civil de Roberto de Ruggiero pela Saraiva (1958)
>>> Trabalho, Capital Mundial e Formação dos Trabalhadores de Antônia de Abreu e Sousa e Outros (org.) pela Ufc (2008)
>>> Feng Shui Para Harmonizar Seu Lar e Sua Vida de Pier Campadello pela Madras (1998)
>>> Mil Nomes de Deus de Eknath Easwaran pela Ece (1999)
>>> A Antiga Ciência e a Arte da Psicoterapia Prânica de Choa Kok Sui pela Ground (1991)
>>> Sexo, Drogas e Economia de Diane Coyle pela Futura (2003)
>>> Adventure Story de L. G. Alexander pela Longman (1987)
>>> terceiro Setor e Questão social Crítica ao Padrão emergente de intervenção social de Carlos Montaño pela Cortez (2008)
>>> Adventures With a Microscope de Richard Headstrom pela Dover (1977)
>>> O pensamento de Che Guevara de Michael Löwy pela Expressão Popular (1999)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Record (1998)
>>> A Assustadora História da Medicina de Richard Gordon pela Prestígio (2002)
>>> Terapia Floral Bach Aplicada à Psicologia de Victor Kripper pela Gente (1992)
>>> Nova Adventures in Science de John Mansfield pela Addison Wesley (1983)
>>> Parsifal - Um Intelectual na Política de Luís Sérgio Santos pela Escrituras (2017)
>>> L'Adolescence Premier Livre de M. Delapalme pela Hachette (1914)
>>> Tardes de um Pintor Ou as Intrigas de um Jesuíta de Teixeira e Sousa pela Foco Letras (2020)
>>> Comunique-se melhor e Desenvolva sua memória de Jorge Luiz Brand pela Berthier (1999)
>>> Súmulas e Orientações Jurisprudenciais do TST Comentadas e organizadas por assunto de Élison Miessa dos Santos/Henrique Corrfeia pela Juspodivm (2012)
>>> ABZ do Amor de Inge e Sten Heleger pela Artenova (1979)
>>> Escala reduzida do Autoconceito - E.R.A. - de Lúcia Cerne G. Corona pela Cepa
>>> 150 Ways to Play Solitaire de Alphonse Moyse pela U S Playing Card Company
>>> Você tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch (1968)
>>> Saiba porque os cristãos devem guardar o sábado! de Antonio E.Marcondes pela Bfi
COLUNAS

Quinta-feira, 18/10/2001
À luz de um casamento
Adriana Baggio

+ de 10400 Acessos
+ 2 Comentário(s)



Nada mais prosaico do que falar sobre casamento. Talvez seja até piegas, nos dias de hoje. Mas sábado fui a uma cerimônia que me fez voltar a acreditar nos aspectos mais essenciais deste sacramento. Eu, particularmente, adoro casamentos. Acredito que é uma ocasião muito especial mesmo, e que nós, os convidados, devemos nos preparar de acordo com a importância do evento. Seremos testemunhas da união. Ao participar de um casamento, penso que as pessoas devem sentir o quanto é fundamental celebrar. Tudo bem, há casamentos e casamentos. Existem aqueles onde não somos muito íntimos dos noivos, somos apenas agregados de algum outro convidado. Ficamos pensando se temos o direito de estar ali. E existem casamentos que parecem uma farsa, que acontecem por motivos diversos, menos por aqueles que justificam a união.

Pois bem, o casamento de sábado não era nem uma coisa, nem outra. Era o casamento do meu chefe, e apesar de conhecê-lo há pouco tempo, já gosto muito dele e da noiva, quer dizer, esposa. Eu sei que o sentimento entre eles é autêntico, e a vontade de estar junto também. Fiquei muito feliz ao ser convidada para cerimônia. Passei por todos os momentos de ansiedade pelos quais passam os convidados mais empolgados, como é o meu caso. Mas minha situação ainda tinha um agravante, que me deixou mais entusiasmada ainda. Como sou “estrangeira” em João Pessoa, ser convidada para uma cerimônia tão importante, de pessoas tão bacanas, foi marcante para mim. Senti-me aceita e participante da comunidade.

A primeira novidade do casamento foi o horário - às 11 da manhã. Nunca tinha assistido um casamento durante o dia. É impressionante como as coisas parecem mais “honestas” à luz do dia. Normalmente as cerimônias de casamento à noite têm um componente muito fake, quase de disfarce. As mulheres usam maquiagens e penteados inadmissíveis para outro horário ou situação (eu sei disso, porque já fiz um negócio no meu cabelo que não usaria nem em um baile de carnaval). As roupas são, ou pretendem ser, suntuosas, tanto que a gente se espanta ao ver como as pessoas ficam diferentes do habitual. As mulheres e seus longos, os homens e seus ternos. Alguns mais à vontade nos saltos e paletós, outros parecem que estão amarrados ou pisando em bolinhas de gude. Mas, faz parte do show.

Pois bem, em um casamento de dia não tem isso. Primeiro, porque o horário não permite muita acrobacia na roupa, no penteado e na maquiagem. Fica ridículo até para as peruas mais assumidas. Todas as rugas e defeitos aparecem, não há preto que afine uma silhueta. À luz do dia, fica difícil se disfarçar. Então, o negócio é assumir. Na decoração acontece a mesma coisa. Não dá para contar com truques de iluminação. Então, já imaginou um casamento que não seja completamente autêntico em seus objetivos ser realizado de dia? Seria um desastre!

Foi por ser tão honesto que o casamento do meu chefe foi lindo à luz do dia. Minha segunda surpresa foi quanto à igreja. Não tinha aquele aspecto gótico ou barroco que às vezes parecem um pouco opressivos nos templos católicos. E também não era um ícone de arquitetura moderna. Era um lugar simples, de chão de pedra tosca. A igreja é pequena e ladeada por enormes janelões, que vão quase até o chão. Esse “quase” permite a formação de muretas, que servem de banco para aqueles que não conseguiram lugar. Não acho que a igreja seja muito antiga, mas os janelões terminavam em uma espécie de arco bem suave, típico de construções coloniais. Seguindo a mesma linha, o altar é muito simples, com só uma imagem. Também é pequeno, permitindo apenas a presença do padre e da mesa. Fiquei encantada com o despojamento da igrejinha, que na sua simplicidade era muito natural, e honesta. Preciso dizer isso mais uma vez, mesmo correndo o risco de ser repetitiva.

Estava tudo muito coerente. Além da luminosidade, o ambiente tinha charme também. A decoração do corredor que leva ao altar, ao invés de flores, tinha frutas. Enormes vasos verdes guardavam maçãs verdes e folhas da mesma cor, só que num tom mais escuro. Não sei se isso é comum, mas para mim foi novidade, e me encantou. Não pude deixar de notar a relação que não aconteceu. Se fosse vermelha, a maçã poderia sugerir erotismo, paixão, até pecado. Mas sendo verde, dava uma sensação de frescor. Fiquei imaginando como é gostoso e fresquinho comer uma maçã verde bem geladinha... Mas voltando à decoração, uma faixa de tecido branco ligava as colunas que seguravam os vasos de maçãs. No berço formado por essa faixa estavam mais folhas verdes, deixando a igreja parecida com um bosque.

Os pais e padrinhos entraram na igreja ao som de Renato Russo: “Ainda, que eu falasse a língua dos homens, que eu falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria”. E, surpresa das surpresas, a trilha sonora para a noiva não foi a Marcha Nupcial. Enquanto ela entrava na igreja, e o noivo lá na frente sorria de orelha a orelha, o conjunto tocava e cantava: “Vem comigo meu amado amigo (...) Sou teu homem, sou teu pai, teu filho, sou aquele que te tem amor...”. Disseram-me que é o tema do desenho “A Bela e a Fera”. Enfim, parecia que era o próprio noivo que cantava para ela. Sei que, a essas alturas, meu romantismo está atrapalhando a objetividade, mas eu juro que foi lindo!

A noiva estava simples, seguindo o estilo da cerimônia. Ela tem um cabelo comprido, meio claro. O cabelo estava cacheado, solto em volta do rosto. Atrás da cabeça um pequeno arranjo segurava um véu curto. Não pude deixar de pensar, enquanto ela entrava na igreja e se ouvia o som suave de um pandeiro na música, que aquilo parecia um casamento hippie, por mais incongruente que possa parecer essa idéia.

Depois que ela já estava devidamente entregue ao noivo no altar, o padre começou a falar. Mais uma grata surpresa foi perceber que o padre não era alienado. Suas palavras foram sensatas e objetivas, mas encorajadoras. Não sei se ele usa o mesmo discurso para todas as cerimônias. Não parecia. Ele passava um visível interesse por aquele casamento em especial. Todos esses elementos contribuíram para deixar um monte de gente chorando, eu e minhas amigas, inclusive. Nessas horas, não tem como não se emocionar.

E o casamento decorreu assim, simples, honesto e charmoso. Deve ter durado 1 hora ou mais, mas não percebi o tempo passar. Para terminar, os noivos saíram da igreja ao som de uma Ave Maria pop, meio gospel, com muito ritmo. Fomos para a recepção em um lugar à beira da praia. Dava para ver o mar e sentir a brisa, que foi muito bem-vinda com aquele calor. Na hora da noiva jogar o buquê, a mesma coisa de sempre: um monte de moças solteiras correram para pegar o troféu. Uma das vantagens da minha altura foi não ter que fazer muito esforço para ficar com aquele arranjo tão desejado. No fundo, no fundo, espero que a tradição se confirme.


Adriana Baggio
Curitiba, 18/10/2001



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Voltar com ex e café requentado de Ana Elisa Ribeiro
02. 20 anos de Trapo de Daniel Lopes
03. Uma conversa com Reinaldo Moraes de Rennata Airoldi


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2001
01. À luz de um casamento - 18/10/2001
02. O Segredo do Vovô Coelhão - 15/11/2001
03. Náufrago: nem tanto ao mar, nem tanto à terra - 25/3/2001
04. Marmitex - 1/11/2001
05. Aqui o sol nasce primeiro - 8/11/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/10/2001
00h00min
Cara Adriana, Sinto por você não ter tido oportunidades de ir a casamentos matinais. Sim, eles existem. O meu foi no dia 17/01/96 assim, simples e às claras. O de um casal amigo, no ano seguinte, foi também às claras e mais simples, pois ocorreu numa pequena igreja de Santa Edwirges, a padroeira dos endividados! Ambos os casamentos foram em Fortaleza e foram duas das pouquíssimas (mesmo) oportunidades em que entrei numa igreja nos últimos dez anos. Parabéns pelos seus textos e meus sinceros votos para que o buquê agarrado por você cumpram mesmo a tradição, pois casar é tão bom que já estou no segundo (o primeiro, não o fiz na igreja). Será que a benção só veio no segundo, por ter casado na igreja, e pela manhã? Um abraço Bernardo Carvalho Goiânia - GO
[Leia outros Comentários de Bernardo Carvalho]
26/6/2011
20h42min
Os casamentos ainda existem, seja de manhã, de tarde ou na calada da noite. Eles se repetem, seguindo sempre o mesmo ritual e tradição de nossos ancestrais. Viva o casamento!!!!!!!!
[Leia outros Comentários de Rebeca]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITERATURA BRASILEIRA DAS ORIGENS AOS NOSSOS DIAS
JOSÉ DE NICOLA
SCIPIONE
(1996)
R$ 29,00
+ frete grátis



LIVRO DO ANO 1994
DIVERSOS
ENCYCLOPEDIA BRITANNICA DO BRA
(1994)
R$ 9,90



GESTÃO DE PESSOAS
IDALBERTO CHIAVENATO
ELSEVIER
(2005)
R$ 49,00



AEROPORTO
ARTHUR HAILEY
NOVA FRONTEIRA
R$ 6,90



SAUDADE DO FUTURO
LUIZ FERNANDO COELHO
JURUÁ
(2017)
R$ 7,50



A GRANDE PIRÂMIDE REVELA SEU SEGREDO
ROSELIS VON SASS
ORDEM DO GRAAL NA TERRA
(1972)
R$ 7,00



PELOS CAMINHOS DA ÁGUA - COL. DESAFIOS
VARIO AUTORES
MODERNA
(1999)
R$ 6,90



DES ASTRES DE LA VIE ET DES HOMMES
ROBERT JASTROW
SEUIL (PARIS)
(1972)
R$ 26,28



AMOR DE PERDIÇÃO - CAMILO CASTELO BRANCO (LITERATURA PORTUGUESA)
CAMILO CASTELO BRANCO
ORFEU
(1985)
R$ 10,00



O MOTOBOY DO AMOR. DICAS, TRUQUES E CANTADAS INFALÍVEIS
BRUNO TAVARES
AGE
(2004)
R$ 9,42





busca | avançada
49722 visitas/dia
2,6 milhões/mês