Iniciantes, de Raymond Carver | Alysson Oliveira | Digestivo Cultural

busca | avançada
39766 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> El sueño de la razón
>>> Machado de Assis dos folhetins ao Orkut
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Curtas e Grossas
>>> Ribamar, de José Castello
>>> Whoopee
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Os Romances de Mainardi
Mais Recentes
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Íntriseca (2013)
>>> O anjo do Adeus de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1995)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (2005)
>>> O verde Violentou o Muro de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1984)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1982)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1984)
>>> Nancy Maria Mendes de Apesar do Tempo... pela Scriptum/ Belo Horiznte
>>> Recados da Lua - Amor e Romantismo de Helena Jobim pela Record/ RJ. (2001)
>>> Inovação -A Arte de Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> Machado de Assis de Augusto Meyer pela Globo/ Porto Alegre (1935)
>>> Os Putos de Altino Total pela Livr. Sá daCosta/ Lisboa (1980)
>>> Vinte E Quatro Horas na Vida de uma Mulher e outras Novelas de Stefan Zweig pela Record/ RJ. (1999)
>>> Empresas de ComércioInternacional: Organização e Operacionalidade de Dalton Daemon pela Edit. da FURBE (1993)
>>> Princípios e procedimentos notariais de Odelmir Bilhalva Teixeira pela Russell (2009)
>>> Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdam pela Ediouro/ RJ.
>>> Os Possessos 2 Volumes de Dostoiewsky pela Livraria Progredior Porto
>>> Em Busca da Arca de Noé de Dave Balsiger Charles E. Sellier Jr pela Record (1976)
>>> Noite de Erico Verissimo pela Globo (1954)
>>> O Discípulo de Paulo Bourget pela Irmãos Pongetti (1944)
>>> O mito da neutralidade científica de Hilton japiassu pela Imago (1975)
>>> Curso de direito civil brasileiro 7 volume responsabilidade civil de Maria helena diniz pela Saraiva (2001)
>>> Patrícia Bins de Janela do Sonho pela Nova Fronteira/ RJ. (1986)
>>> Introdução ao estudo do direito de Tercio sampaio ferraz jr pela Atlas (1994)
>>> Themen 2- Lehrwerk Für Deustsch als Fremdsprache - Kursbuch de Hartmut Auderstrabe/ Heikop Bock/ Helmut Müller pela Max Huber/ EPU (1993)
>>> Organon da arte de curar de Samuel hahnemann pela Ihfl (1995)
>>> Noite na taverna de Alvares de azevedo pela Klick
>>> Mini) Reforma Tributária: Reflexões Sobre a Lei N. 10. 637/2002 (... de Fábio Junqueira de Carvalho (...) Coord. pela Mandamentos (2003)
>>> Vademecum do direito de família e sucessões de Márcia Cristina Ananias Neves pela Jurídica brasileira (2006)
>>> Guida Allo Studio Della Linguistica Storica (i) Profilo Storico... de Benvenuto Terracini pela EdizioneDell Ateneo/ Roma (1948)
>>> Curso de direito civil brasileiro 5 volume direito da família de Maria helena diniz pela Saraiva (2000)
>>> Escola, Estado e sociedade de Bárbara freitag pela Corte (1979)
>>> Las Lenguas y los Pueblos Indoeuropeos - Con Mapas En Colores de P. Kretschmer y B. Hrozný pela Madrid (1934)
>>> La Parola Quale Mezzo D Espressione de Vittorio Bertoldi pela Raffaele Pironte & Figli/ Ital (1946)
>>> Archivio Glottologico Italiano (vol. X L - Fascícolo I) de Benvenuto Terracini/ Bruno Migliorini...Diretto pela Casa Editrice Felice Mounier/ Firenze (1955)
>>> Archivio Glottologico Italiano (vol. X L - Fascícolo I I) de Benvenuto Terracini/ Bruno Migliorini: Diretto pela Casa Editrice Felice Mounier/ Firenze (1955)
>>> O Abismal de Maria Helena Nóvoa pela Melhoramentos/ Bienal Nestlé (1986)
>>> Prática dos registros públicos de Ozeias J. Santos pela Fapi (2007)
>>> Fordlândia de Eduardo Sguiglia pela Iluminuras (1997)
>>> Não Verás Nenum País Como Este: Um Relato Cronlógico da Violência e do Arbítrio - A Censura, As Negociatas, a Corrupção Impune de Sebastião Pereira da Costa pela Record/ RJ. (1992)
>>> Novo Código civil explicado e aplicado ao processo 2 volumes de Wilson Gianulo pela Jurídica brasileira (2006)
>>> Novo dicionário de economia de Organização; Paulo Sandroni pela Best Seller (1998)
>>> Um Velho Velhaco e Seu Neto Bundão de Lourenço Cazarré pela Atual/ Sp. (1993)
>>> A Vingança do Timão de Carlos Moraes pela Brasiliense/ SP (1982)
>>> Um Herege Vai ao Paraíso: Cosmologia de um Ex- Colono Condenado P/ Inquisição (1680-1744) de Plínio Freire Gomes pela Companhia das Letras/SP. (1997)
>>> Sociedade pós-capitalista de Peter Drucker pela Pioneira (1999)
>>> Um Chute na Rotina: os Quatro Papéis Essenciais do Processo Criativo de Roger Von Oech/ Ilustr. C. Scatamacchia pela Cultura Editores Associados (1998)
>>> Um Toc na Cuca: Técnicas para quem quer Ter Mais Criatividade na Vida de Roger Von Oech/ Ilustr. C. Scatamacchia pela Cultura Ed. Associados (1990)
>>> A filosofia na obra de Machado de Assis de Miguel Reale pela Pioneira (1982)
>>> La Rose du Peuple - La poésie de Carlos Drummond de Andrade de Dionysio Toledo- Wander Mello de Miranda- Celso Libânio (orgs.) pela Ufmg (2019)
>>> Cristianismo e Espiritismo de Léon Denis pela Feb (1994)
COLUNAS

Segunda-feira, 15/2/2010
Iniciantes, de Raymond Carver
Alysson Oliveira

+ de 7300 Acessos

"Eu gosto quando há algum sentimento ou sensação de ameaça num conto. Acredito que é bom ter um pouco de ameaça. Por exemplo, é bom para o fluxo. Deve haver tensão, um sentimento de que algo iminente, de que algumas coisas estão incansavelmente em movimento, ou então, o que é mais comum, simplesmente não é uma história", escreveu o norte-americano Raymond Carver num ensaio publicado no New York Times Book Review, em 1981.

As ideias expressas nesse texto vão exatamente ao encontro da obra composta apenas de contos, publicada em uma carreira precocemente encerrada com sua morte aos 50 anos, em 1988. Em torno de duas décadas, Carver se tornou um mestre do conto norte-americano. Suas narrativas, personagens e paisagens se confundem com a cultura norte-americana herdeira da geração de 1968. Suas influências vão desde o escritor russo Anton Tchekhov ― tanto na forma como no conteúdo, abordando a vida das pessoas comuns ― passando pelos poetas Wordsworth e Colleridge ― que pregavam o uso da linguagem cotidiana ― até o pintor Edward Hopper e seus retratos pictóricos da desolação.

Carver não experimentou a fama, que veio apenas após sua morte. Em vida, ficou conhecido como o escritor de textos curtos, histórias simples, protagonizadas por pessoas à margem da sociedade, enfrentando problemas como alcoolismo, falta de trabalho e de perspectivas ― tudo embalado pela melancolia. O rótulo de minimalista, no entanto, ele abominava.

A publicação de Iniciantes (Companhia das Letras, 2009, 304 págs.) ― que já chegou ao Brasil, Inglaterra, entre outros, mas ainda inédito nos EUA, por questões legais ― joga uma luz diferente sobre a obra de Carver. O livro é resultado do esforço de sua viúva, a poeta Tess Gallagher, e do casal de acadêmicos William L. Stull e Maureen P. Carroll, que há anos estudam os originais de um dos livros mais famosos do contista, What we talk about when we talk about love, publicado em 1981, depois de uma revisão de seu editor, o renomado Gordon Lish.

O que vem à tona nas novas ― na verdade velhas ― versões dos contos é um trabalho assustador. Alguns dos textos sofreram perda de mais de 75% nas mãos do editor, como "Cadê todo mundo?" e "Uma coisinha muito boa". Na essência, todas as versões parecem manter a marca de Carver, mas a questão é: até que ponto essa tal marca seria realmente dele?

O conto que intitula as duas coletâneas ― o título What we talk about when we talk about love foi mudança de Lish ― pode ser visto com outras alterações no site da revista norte-americana New Yorker. São as mais variadas mudanças, desde léxicas até no desfecho das narrativas, e no nome dos personagens. A posição de Carver também é controversa. Em cartas examinadas pelos pesquisadores, com alguns trechos também disponíveis no site da revista, o escritor aprovava com entusiasmo as mudanças do editor para, mais tarde, pedir a suspensão da publicação do livro. Conforme ele explica, o motivo é que muitas pessoas ― inclusive escritores renomados e amigos seus, como Tobias Wolff, Richard Ford e sua mulher ― viram os originais e sabem que aqueles contos não foram escritos daquela forma. E isso parecia o envergonhar.

Lish ignorou o pedido e transformou Carver numa celebridade literária. Depois vieram outras coletâneas ― Cathedral é a mais famosa delas ― e um livro de contos selecionados pelo próprio autor e seu editor na época, Gary Fisketjon, no mesmo ano da morte do escritor. Essa seleção inédita no Brasil, chamada Where i'm calling from, traz alguns textos na versão editada por Lish ― ou seja, com a benção de Carver.

Apenas o início
Iniciantes é uma obra singular na literatura de Carver. Nela, enfim, encontramos o verdadeiro escritor, com suas qualidades e defeitos ― pois as de What we talk about when we talk about love são compartilhadas com Lish. É prazeroso e frustrante, ao mesmo tempo. Em "Uma coisinha muito boa", um dos contos mais celebrados do autor, há originalmente um flashback de quatro páginas no meio da história que quebra, desnecessariamente, o fluxo da narrativa. A versão do livro de 1981, porém, é 78% mais curta do que a planejada pelo autor ― que acabou publicada em uma revista em 1982, e um ano mais tarde na coletânea Catedral. Essa nova/velha versão, no entanto, não trazia o flashback.

Em Iniciantes há o mesmo Carver que busca exatamente "a tensão, um sentimento de que algo iminente, de que algumas coisas estão incansavelmente em movimento". Seus contos são habitados por personagens no limite de seus momentos. Um jovem casal encontra móveis e objetos espalhados por um jardim. Acreditam ser uma venda, testam algumas coisas ― como a cama ― e, por fim, depois de passarem um tempo com o dono da casa, compram algumas coisas. Mas nunca fica claro se ele realmente estava vendendo tudo aquilo, ou se, simplesmente, depois de ter sido abandonado pela esposa e filhos colocou, literalmente, a casa ao avesso, vivendo do lado de fora.

O final original de "Uma coisinha muito boa", tão redentor quanto doloroso e poético, acabou ficando de fora da primeira versão do conto, que é muitas páginas mais curto. É preciso muita coragem para chegar aonde ele chega com esse texto, sem cair na pieguice ou no grotesco.

Se a mão de Lish pesou nesse caso, em outros trouxe a leveza e a contenção que transformou Carver praticamente numa marca literária. A publicação de Iniciantes é, para o bem e para o mal, um evento literário. Carver sempre falou das pequenas coisas, da vida simples. Seu estilo não era tão minimalista quanto se passou a acreditar. Mas as pessoas de vida instável e ameaçada sempre estiveram lá ― tal qual seu criador gostava.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado na Revista Paradoxo. Alysson Oliveira mantém o blog Letras e fotogramas.

Para ir além






Alysson Oliveira
São Paulo, 15/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Carnaval que passava embaixo da minha janela de Elisa Andrade Buzzo
02. estar onde eu não estou de Luís Fernando Amâncio
03. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos de Jardel Dias Cavalcanti
04. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
05. Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda? de Renato Alessandro dos Santos


Mais Alysson Oliveira
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS SEGREDOS DOS HOMENS
KEN DRUCK E JAMES SIMMONS
SARAIVA
(1989)
R$ 10,00



A TUMBA DA FAMÍLIA DE JESUS
SIMCHA JACOBOVICI E CHARLES PELLEGRINO
PLANETA
(2007)
R$ 12,00



EL OJO DEL TIGRE
WILBUR SMITH
EMECE
(1975)
R$ 7,50



OS JOGOS NO ENSINO DE CONCEITOS DE GEOMETRIA
LÚCIA HELENA SOARES DE OLIVEIRA UND PATRÍCIA SÁNCHEZ LIZARDI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



O ROCHEDO DOS AMANTES (ESPÍRITO ANTÔNIO CARLOS)
VERA LÚCIA MARINZECK DE CARVALHO
LÚMEN
(1995)
R$ 10,00



O LUSTRE CLARICE LISPECTOR
CLARICE LISPECTOR
EDIÇÕES DE OURO
R$ 6,90



A MAIS EFICAZ DAS ORGANIZAÇÕES
ROBERT WATSON / BEN BROWN
VIDA
(2003)
R$ 10,00



CLEÓPATRA - A HISTÓRIA DE UMA RAINHA
EMIL LUDWING
OUTROS
(1943)
R$ 8,64



FAZENDO O QUE IMPORTA
JAMES M. KILTS
CULTRIX
(2009)
R$ 23,90



HOLDINGS E JOINT VENTURES
RASMUSSEN
ADUANEIRAS
(1988)
R$ 21,82





busca | avançada
39766 visitas/dia
1,0 milhão/mês