Humor x Desamparo | Carla Ceres | Digestivo Cultural

busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário celebra presença da literatura nas artes
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário aborda multi linguagens da literatura
>>> MASP, Osesp e B3 iniciam ciclo de concertos online e gratuitos
>>> Madeirite Rosa apresenta versão online de A Luta
>>> Zeca Camargo participa de webserie sobre produção sustentável de alimentos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Marchand da resistência
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> Cinema em 2002
>>> Ser intelectual dói
>>> Eu não pulei carnaval
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Grüβ Gott
>>> Blogs vs. sites de notícias
Mais Recentes
>>> A marca de uma lágrima de Pedro Bandeira pela Moderna (1984)
>>> Aula a aula português de Genivaldo Salgado pela Vestcon (1999)
>>> 40 Manual de redação de Rocha Lima e Raimundo Barbadinho Neto pela Fae (1987)
>>> 39 Técnicas de Redação I de Conceição de Maria Oliveira pela S2 gráfica (2004)
>>> Português instrumenta para provas e concursos de Marcelo Paiva pela Fortium (2006)
>>> A vida de Canção de Fogo e o seu Testamento de Leandro Gomes de Barros pela Não informado
>>> A vida de Canção de Fogo e o seu Testamento de Leandro Gomes de Barros pela Não informado
>>> Chico Xavier - o Médium o Mito - Coleção Especial de Geek pela Geek (1989)
>>> Qualidade Em Prestação de Serviços de Franscisco Flávio de A. Rodrigues - Maria Leonor pela Senac (1997)
>>> A Viagem do Descobrimento - a Verdadeira... de Eduardo Bueno pela Objetiva (1998)
>>> A Origem das Espécies - Tomo III de Charles Darwin pela Escala (2008)
>>> Almanaque do Pensamento - o Mais Completo Guia Astrológico de Almanaque do Pensamento - 1995 pela Almanaque (1995)
>>> Camisas do Futebol Carioca de Auriel de Almeida pela Maquinária (2014)
>>> O Paraíso - de Adão e Eva às Utopias Contemporâneas de Heinrich Krauss pela Globo (2006)
>>> Chico Xavier - o Médium o Mito - Coleção Especial de Geek pela Geek (1989)
>>> Origem e Evolução - o Homem de Fiorenzo Facchini pela Moderna (1997)
>>> O Paraíso - de Adão e Eva às Utopias Contemporâneas de Heinrich Krauss pela Globo (2006)
>>> Coletânea de Mensagens de José - Vol. Xiv de Artur Ferreira da Costa pela Folha Carioca (1984)
>>> Borboletas da Alma - Escritos Sobre Ciência e Saúde de Drauzio Varela pela Companhia das Letras (2006)
>>> Enfermagem Em Clínica Cirúrgica de Emilia Emi Kawamoto pela Epu (1999)
>>> Pra Lá pra Cá de Regina Lúcia Pontes Pereira pela Do Brasil
>>> Conte o Estado a Guerra do Contestado de Rafael e Alexandre Sucharski - Aluízio Witiuk pela Unc (1989)
>>> Vida Nossa Vida de Francisco Cândido Xavier pela Geem (1983)
>>> Conte o Estado a Guerra do Contestado de Rafael e Alexandre Sucharski - Aluízio Witiuk pela Unc (1989)
>>> A Ressurreição de Antônio Conselheiro e a de Seus 12 Apóstolos de Moacir C. Lopes pela Quartet (2007)
COLUNAS

Quinta-feira, 5/6/2014
Humor x Desamparo
Carla Ceres

+ de 3500 Acessos

Há uns dez anos, meu irmão foi covardemente espancado na rua, por causa de uma discussão de trânsito. Do hospital, amigos pediram a minha mãe que esperasse por ele em casa, porque, "mesmo que a senhora venha até aqui, não vai conseguir reconhecê-lo". Fiquei sabendo da história no dia seguinte e me preparei para enfrentar o susto que seria olhar para aquele rosto que recebera tantos chutes, o rosto irreconhecível do único irmão que a vida me deu para brincar, brigar e proteger. Imaginei como lidar com o sofrimento, a sensação de injustiça e a preocupação dos amigos e familiares.

Apesar de saber que meu irmão talvez não passasse daquela noite (um coágulo qualquer poderia se soltar e matá-lo), apesar de sentir a mesma indignação impotente que todos estavam experimentando, optei pelo bom humor. Quando cheguei à casa de minha mãe, botei um sorriso no rosto, fui entrando, afastando as pessoas e dizendo: "Dá licença, mãe, que eu sou parente da vítima! Dá licença, pessoal, que eu sou parente da vítima!" Só parei quando "a vítima", com a cara toda arrebentada, apareceu avisando: "Vítima é o seu nariz. Não me faz rir que doem os pontos" e riu. Riu muito nas duas horas que fiquei lá contando piadas e histórias cômicas. Todos entraram no clima e se divertiram relembrando incidentes engraçados. Foi quase uma festa.

A história do parente da vítima (cujo autor, eu desconheço) faz sucesso entre guardas rodoviários. É mais ou menos assim: Um motorista encontra uma aglomeração de veículos e pessoas ao redor de um acidente na estrada. Curioso, ele para o carro e tenta se aproximar para ver os detalhes, mas ninguém deixa. Nessa hora, surge a ideia brilhante. Ele vai afastando as pessoas e dizendo "Dá licença! Eu sou parente da vítima. Dá licença! Eu sou parente da vítima." As pessoas vão abrindo caminho até ele chegar a um corpo coberto por uma lona. Ainda insatisfeito, o curioso pede ao policial que descubra o corpo "porque eu sou parente da vítima". Prestativo, o policial levanta a lona e o motorista, finalmente, se depara com a vítima: um cavalo atropelado.

A piada do parente da vítima é uma das favoritas da minha família. Contá-la foi uma forma prática de indicar a meu irmão que deveríamos lidar com aquele espancamento do mesmo modo como sempre lidamos com as violências sofridas pela vida a fora, com bom humor. Não era hora de nos deprimirmos. Precisávamos de força para nos recuperar do baque e botar as engrenagens da justiça em funcionamento. Foi o que fizemos com sucesso, enquanto ele melhorava.

De acordo com o dr. Abrão Slavutzky, autor do livro Humor é coisa séria, "o humor diminui a angústia ao permitir a descontração que suaviza o viver diante da difícil realidade. Portanto, ter sentido de humor é dispor de um poder no difícil jogo da existência". Infelizmente, segundo pesquisas, mais da metade das pessoas não tem bom humor, ou seja, recebe os golpes da vida sem ter "a capacidade simbólica de gerar prazer onde, geralmente, ocorreria a dor".

Livros sérios sobre humor costumam entediar quem procura alguma possibilidade de sorriso. Para a sorte do leitor comum que se interessa por humor e psicanálise, Humor é coisa séria contraria essa tendência à aridez teórica. Os sorrisos estão garantidos, mesmo que, às vezes, meio tristes como acontece no capítulo sobre o humor no Holocausto, em que encontramos várias piadas e brincadeiras feitas pelos judeus para sobreviver à loucura do nazismo. O Dr. Slavutzky é psiquiatra e psicanalista com quarenta anos de experiência, mas também é fã de Charles Chaplin, Cervantes, Woody Allen, Millôr Fernandes, Luís Fernando Veríssimo, Henfil e muitos outros mestres do humor. Sua cultura impressionante caminha de braço dado com a leveza. Para começar, a capa do livro apresenta uma charge com o paciente Sigmund Freud deitado no divã do psicanalista Charles Chaplin.

Intercalando considerações sérias com exemplos de bom humor, o autor reúne capítulos independentes que podem ser lidos na ordem que se preferir. Apenas o "Epílogo quase sério: a metapsicologia do humor" pode dar trabalho a leitores pouco habituados à terminologia psicanalítica. As demais partes - "Uma arte de existir"; "A piada, o sexo e a morte"; "O humor é rebelde" e "Entre o peso e a leveza" - fluem tão bem que parecem escritas sem esforço. Segundo o Dr. Slavutzky, a própria psicanálise tem se beneficiado de uma prática mais leve e bem humorada. Os psicanalistas modernos não adotam mais uma postura distante e superior. Não ficam quietos fazendo apenas "hummm" como vacas atoladas.

Nota do Editor
Carla Ceres mantém o blog Algo além dos Livros. http://carlaceres.blogspot.com/


Carla Ceres
Piracicaba, 5/6/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Juditha Triumphans, de António Vivaldi de Ricardo de Mattos


Mais Carla Ceres
Mais Acessadas de Carla Ceres em 2014
01. HQs sombrias, anjos e demônios - 2/1/2014
02. Duas distopias à brasileira - 7/8/2014
03. Um menino à solta na Odisseia - 6/11/2014
04. Adolescentes e a publicação prematura - 4/9/2014
05. Vaidade, inveja e violência - 8/5/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Operação Cavalo de Tróia 4
J J Benítez
Mercuryo
(1990)
R$ 7,00



Minha Vida pelo Seu Perdão
Berenice Germano
Vivaluz
(2010)
R$ 17,60



O Cortiço - Coleção Travessias
Aluísio Azevedo
Moderna
(1983)
R$ 8,00



Psicanálise e Instituição
Chaim Samuel Katz
Documentário
(1977)
R$ 18,00



The Party Dress Book
Mary Adams e Amy Sedaris
Watson Guptill
(2010)
R$ 40,00



O Ventre da Baleia
Javier Cercas
Francis
(2006)
R$ 35,00



You Can Paint - Oils: a Step-by-step Guide For Absolute Beginners
Linda Birch
Do Autor
(2001)
R$ 5,00



Audácia - uma alternativa para o século 21
Alain Lipietz
Nobel
(1991)
R$ 5,00



Cinzas do espólio- Ensaios
Ivan Junqueira
Record
(2009)
R$ 75,00



Faust Eine Tragoedie (atenção a Descrição) - 5876
Goethe
N/d
(1939)
R$ 20,00





busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês