Computadores, iPads e colheres de pau | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
57441 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial iPad

Sexta-feira, 28/5/2010
Computadores, iPads e colheres de pau
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3700 Acessos


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

"Naquela época, a gente decorava a tabuada e as regras de vígula e aprendia tudo com perfeição. Era muito melhor". É assim que algumas pessoas descrevem o sensacional método de ensino que conhecemos por "decoreba", nos tempos atuais. Note-se o julgamento positivo que se faz da antiga proposta, conforme o relato de uma memória provavelmente misturada a sentimentos em relação ao mundo atual. É impossível lembrar de algo com isenção, ao menos para humanos. A memória é uma espécie de caldeirão de experiências misturadas a um tempero de sentimentos e sensações.

É com algum horror que ouço relatos como o que inicia este texto. Decoreba é a última coisa que alguém quer proliferar na escola da atualidade (ou ao menos em algumas). Há muita coisa para saber, entender, correlacionar e criticar em lugar de apenas decorar. Bem, nada contra saber datas, eventos, poemas ou equações de cor. É bem natural que, de tanto procurar e usar algo, decoremos sua forma. Símbolos, códigos, números, ordens são decoráveis. Mas a compreensão dos eventos (ou episódios ou textos ou problemas) só acontece quando se pode transar operações com a mente, nem sempre só relacionadas à memória.

Uma outra estirpe de pessoas, em geral, jovens, tem a síndrome contrária: tudo o que é novo é mais bacana do que as coisas "velhas". Nem sempre conscientes, creem (porque quase sempre se trata de crença) que um dispositivo B ou C, que se liga à tomada ou que se carrega com baterias, traz vantagens indubitáveis à vida da humanidade. Por exemplo, outro dia um esclarecido palestrante disse que as redações jornalísticas convencionais passavam longe da generosidade e da inteligência coletiva. Achei a afirmação deveras interessante e corajosa, mas matutei mais sobre seus pressupostos. Ao que parece, também se está dizendo que as redações ditas digitais, em que os jornalistas atuam para e sobre plataformas novíssimas e de alta tecnologia, são recheadas de pessoas generosas, que, juntinhas, fazem emergir muito mais inteligência. Bem, não conheço exemplos práticos nem de uma coisa nem de outra, nem uma relação de causa/efeito com tecnologias assim ou assado. Conheço pessoas que se acham mais do que as outras porque têm na mão um carro (em geral uma caminhonete), uma arma ou um iPhone.

O nome disso (ou desse tipo de síndrome) é determinismo tecnológico. Há disso em todos os tempos e em todas as áreas. Padecemos desse negócio atualmente, o que transforma o cenário em algo embaçado atrás de uma espécie de nuvem de fumaça (ou de poeira). As questões são: escrevo melhor porque tenho um computador? Leio melhor porque comprei um iPad? Faço melhor jornalismo porque atuo em uma redação digital ou integrada?

Em geral, não lidamos com certezas e nem com causações. É tudo muito probabilístico e cheio de, no máximo, correlações. Consulte o estatístico mais próximo para ver no que dá. A ideia é que podemos correlacionar coisas, mas apenas mais raramente definir suas causas. Exemplo: o tempo de escolaridade costuma ser uma variável utilizada para medir várias coisas, como habilidade de leitura e mesmo desenvolvimento humano de uma população. Muitos estudos mostram que há, sim, correlações entre a quantidade de anos que alguém ficou na escola e, por exemplo, sua competência para ler (e mesmo para falar uma língua padrão). Nem sempre, no entanto, é possível atribuir a leitura competente de alguém apenas à escola. Há muito mais variáveis envolvidas nisso.

Quem leu o romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, sabe que Fabiano era um personagem chucro, ignorante e que mal conseguia se comunicar. Em dado momento da narrativa, ele demonstra ter raiva dos passarinhos que revoam céu afora. Fabiano atribui a causa da seca aos pássaros, inferindo que toda vez que aqueles animais passam, trazem consigo a desgraça. Ou seja, se matássemos os pássaros, estaria resolvido o problema. Bem, há correlação entre seca e a fuga dos pássaros. Também há causação, já que, de fato, os animais debandam antes que a seca chegue. Funcionariam, então, para o homem, como um sinal, e não exatamente como os culpados. O que ocorre é que os bichos fogem da seca. Fabiano percebe correlação, mas atribui a causa errada ao evento.

Em grande parte dos estudos sobre, por exemplo, tecnologias e educação (especialmente leitura e escrita, sem excluir outros), tenta-se estabelecer correlações e causações a fatos como: crianças e adolescentes que escrevem melhor, que aprendem a redigir, que leem mais, que se tornam bons leitores, etc. e máquinas digitais. Lendo atentamente trabalhos e dados, é muito difícil encontrar, de fato, causações. O fato de se encher a escola de computadores tem relação de causa com uma melhoria bastante rápida da qualidade da leitura desses meninos e meninas? Pode haver correlação? Deve poder. Estabelecer a tecnologia como causa das melhoras são outros quinhentos. Assim como estabelecer pioras extremas à educação de alguém por conta da televisão, da Internet, dos jogos ou de outros aparatos.

Aqui não se implica com a tecnologia. De forma alguma se quer dizer que ela não possa, efetivamente, melhorar algo. Certamente, escrever num editor de texto facilita bem as coisas. Só não sei se escrever bem tem relação de causa com a compra do equipamento. Implica-se com o determinismo tecnológico que subjaz às afirmações de muita gente bacana, que pode ter os olhos tapados e prestar o desserviço de tapar os olhos dos outros. Isso sempre existiu. É o que nos pode tranquilizar. Técnicas e tecnologias sempre se passaram por messiânicas ou aterradoras. Grande parte de nossas discussões atuais é apenas reedição. Muita coisa inédita acontece também, mas nossa fome não depende tanto de a colher ser de pau ou de aço inox.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 28/5/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Melhor que muito casamento de Ana Elisa Ribeiro
02. O momento do cinema latino-americano de Humberto Pereira da Silva
03. Histórias de gatos de Carla Ceres
04. Música e humor de Carla Ceres
05. O cérebro espiritual, de Mario Beauregard de Ricardo de Mattos


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2010
01. O menino mais bonito do mundo - 29/1/2010
02. Por que a Geração Y vai mal no ENEM? - 30/7/2010
03. Meu querido Magiclick - 12/2/2010
04. Palavrão também é gente - 26/2/2010
05. Caçar em campo alheio ou como escrever crônicas - 11/6/2010


Mais Especial iPad
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ALTAR - A ARTE DE CRIAR UM ESPAÇO SAGRADO
PEG STREEP
BERTRAND BRASIL
(1999)
R$ 19,83



HISTÓRIA UNIVERSAL - VOLUME I
CESARE CANTÚ
DAS AMÉRICAS
(1958)
R$ 20,00



CONTABILIDADE DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS
JOREGE KATSUMI NIYAMA E AMARO L. OLIVEIRA GOMES
ATLAS
(2000)
R$ 16,00



COZINHA DO INFERNO
SYLVESTER STALLONE
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 9,00



TESTEMUNHAS DO REINO - CATECUMENATO CRISMAL
NUCAP
PAULINAS
(2008)
R$ 12,00



SABER RELAXAR NA VIDA E NO TRABALHO
CHARLY CUNGI
LAROUSSE
(2004)
R$ 6,90



A CRIANÇA DADA POR MORTA - RISCOS PSÍQUICOS DA CURA - 1ª EDIÇÃO
DANIÈLE BRUN
CASA DO PSICÓLOGO
(1996)
R$ 71,00



PICTURESQUE WORD ORIGINS
WEBSTER S
G & C MERRIAM
(1933)
R$ 40,85



GESTÃO DEMOCRÁTICA E SERVIÇO SOCIAL: PRINCÍPIOS E PROPOSTAS PARA A INTERVENÇÃO CRÍTICA
CLAUDIO GURGEL & RODRIGO DE SOUZA FILHO
CORTEZ
(2018)
R$ 53,95



ANJOS COMPANHEIROS NO DIA-A-DIA
PE JONAS ABIB
LOYOLA
(2002)
R$ 35,00





busca | avançada
57441 visitas/dia
1,8 milhão/mês