O mundo explicado por T.S. Spivet | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Jingle Bells
>>> Mano Juan, de Marcos Rey
>>> Relationships Matter
>>> Apesar da democracia
>>> Onze pontos sobre literatura
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Morando sozinha II
Mais Recentes
>>> O pequeno Buda de Gordon McGill pela Círculo do Livro (1998)
>>> O Maior Homem que já viveu de Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados pela Sociedade Torre de Vigia (2020)
>>> Pequot de Vitor Ramil pela Artes e Ofícios (1995)
>>> Quando o espiritual domina de Simone de Beauvoir pela Record (1979)
>>> O resto é silêncio de Érico Veríssimo pela Globo (1998)
>>> Angústia de Graciliano Ramos pela Globo (2013)
>>> O Recurso de John Grisham pela Rocco (2015)
>>> Os doze mandamentos de Sidney Sheldon pela Record (2020)
>>> Direito Ambiental Positivo de Fabrício Gaspar Rodrigues pela Campus (2012)
>>> Mandado de Segurança de Luiz Fux pela Dir (2011)
>>> Lula: A opção mais que o voto de Cândido Mendes pela Garamond (2006)
>>> Latinomérica de Marcus Accioly pela Topbooks (2015)
>>> Levando a vida leve de Laura Medioli pela Justo Junior (2005)
>>> Les Filles du Feu / Les Chimères de Gérard de Nerval pela Garnier-Flammarion (1965)
>>> Revolucione sua qualidade de vida - Navegando nas ondas da emoção de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Mulheres certas que amam homens errados de Kristina Grish pela Gente (2007)
>>> Pequenos Poemas em Prosa de Charles Baudelaire pela Nova Fronteira (1981)
>>> E de Evidência de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> M - O Homem Sensual de Record pela Record (1997)
>>> Verdura? Não! de Claire Llewellyn; Mike Gordon pela Scipione (2011)
>>> @s [email protected] de [email protected] York - as Senhoritas de Nova York de Daniel Piza pela Ftd (1999)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 10 Anos Brasil MTV de MTV pela Mtv
>>> 10 Contos de Natal de Gilberto de Nichile pela Scortecci (2015)
>>> 100 Jogos para Grupos de Ronaldo Yudi K. Yozo pela Agora (1996)
>>> 100 Magias para Aumentar Sua Autoconfiança - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2004)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Segredos das Pessoas de Sucesso de David Niven pela Sextante (2002)
>>> 1000 Formas de Interpretar o Seu Horoscopo de Girassol Edicoes pela Girassol (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Melhores Segredos Rapidos e Faceis para Voce de Jamie Novak pela Arx (2007)
>>> 1001 E-mails de Cynthia Dornelles pela Record (2003)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 101 Brasileiros Que Fizeram História de Jorge Caldeira pela Estação Brasil (2016)
>>> 101 Experiências de Filosofia Cotidiana de Roger Pol Droit pela Sextante (2002)
>>> 101 Livros Que Mudaram a Humanidade - Coleção Super Essencial de Superinteressante pela Superinteressante (2005)
>>> 101 Lugares para Fazer Sexo Antes de Morrer de Marsha Normandy; Joseph St. James; Alexandre Rosas pela Best Seller (2010)
>>> 102 Minutos: a História Inédita da Luta de Outros; Jim Dwyer pela Jorge Zahar (2005)
>>> 111 Poemas para Crianças de Sérgio Capparelli pela L&pm (2009)
>>> 117 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Margot Saint-loup pela Ediouro (2005)
>>> 12 Anos de Escravidão de Solomon Northup pela Lafonte (2019)
>>> 12 Fábulas de Esopo de Fernanda Lopes de Almeida; Hans Gartner; pela Atica (2000)
>>> 12 Horas de Terror de Marcos Rey pela Global (2012)
COLUNAS

Quarta-feira, 8/12/2010
O mundo explicado por T.S. Spivet
Guilherme Pontes Coelho

+ de 5200 Acessos

Os trabalhos ilustrativos de Tecumseh Sparrow Spivet eram publicados em várias revistas científicas nos Estados Unidos. Um deles chamou a atenção da Instituição Smithsonian. Era a ilustração do Carabidae brachinus, o besouro-bombardeiro, "que mistura e expele secreções escaldantes de seu abdome". Para Smithsonian, seu autor merecia montar uma exposição com seus desenhos e ser condecorado com o prêmio Baird.

Este prêmio, que leva o nome de um dos ídolos de Spivet, o ornitólogo Spencer Fullerton Baird, segundo secretário da Instituição (1878-1887) e incentivador do Clube do Megatério, era concedido a quem contribuísse com excelência para pesquisa do mundo natural. Como o próprio Baird, homenageado pelo zoólogo Leonard Hess Stejneger, em 1883, quando batizou o cetáceo Berardius bairdii, baleia-bicuda de Baird; pelo ornitólogo Henry Crecy Yarrow, em 1880, com o batismo da escamada Elaphe bairdi, uma serpente constritora; e pelo naturalista John James Audubon, em 1844, quando batizou de Ammodramus bairdii o pardal norte-americano, do gênero Passer, família dos Passeridae. Spivet tinha "pardal" no nome (Sparrow; sua mãe o batizou assim porque um pardal havia se chocado contra a janela da cozinha no momento em que Spivet nascera). Spivet não tinha palavras. O nome do seu ídolo num prêmio a ele destinado, vindo da instituição que ele mais admirava no país. O que a Smithsonian não sabia era que T.S. Spivet tinha apenas doze anos de idade.

T.S. Spivet ilustra como ler O mundo explicado por T.S. Spivet


Spivet nasceu em 1995 e vivia em no rancho Coppertop, em Butte, Montana. Filho de Tecumseh Elijah Spivet e Clair Linneaker. Irmão mais novo de Layton Spivet e Gracie Spivet. Em 2007, Spivet recebeu o telefonema de Gunther Jibsen, subsecretário de ilustração e design da Smithsonian, convidando o ilustrador para visitar a sede da instituição, em Washington, onde receberia o prêmio. Jibsen percebera, por telefone, que Spivet era jovem, muito jovem. Mas não o imaginava tão jovem. Tamanha juventude ficou assustada. Spivet recusou a oferta e desligou o telefone antes que Jibsen pudesse protestar.

Spivet ficou no rancho, lugar onde nasceu e sempre viveu. Onde seu pai, um caubói nato, vivia em silêncio e em perfeita harmonia com o meio ambiente, o aceitando sem questionamentos. Um homem tão diferente dele, Spivet, sempre disposto a investigar a natureza, a desenhar mapas esquemáticos de tudo ao seu redor: colheitas de milho, o avanço de calvície em adultos, o romance Moby Dick, lençóis freáticos, torradeiras elétricas, a sonoridade de trens de carga, expressões faciais, o sabor de Big Mac's, palestras monótonas, a interpretação dos mundos infinitos do físico Hugh Everett III. A lista é infinita. Nada escapava à curiosidade de Spivet. Curiosidade da qual sua irmã, Gracie, a consumidora de música pop e adoradora de longas conversas ao telefone, não compartilhava. Ela vivia se queixando do quão entediante era a vida no rancho. Não havia química entre ele e a irmã. Química, aliás, era o que Spivet queria ter com sua mãe, a quem no livro ele só se refere como "dra. Clair". Ela era cientista. Pesquisadora entomóloga. Spivet a via dia e noite estudando, escrevendo, pesquisando. Como um alquimista em busca da transmutação dos metais, dra. Clair vivia à caça do besouro monge-tigre ― existência do qual T.S., como prefere ser chamado, duvidava.

O besouro, contudo, não era o maior mistério da família. O maior mistério era como seus pais se casaram. Embora compartilhassem do gosto pelo silêncio e da conduta introvertida, seus pais não podiam ser mais diferentes um do outro. Ela, no mundo microscópico das pesquisas científicas, ele, na silenciosa vastidão do mundo natural. Eles mal conversavam. Na verdade, o pai mal conversava com quem que fosse. Talvez o irmão Layton, quando vivo, o ouvisse mais que os outros da família, talvez. O próprio T.S. só ouviria o pai falar mais de cinquenta palavras lá no final do romance. Ah, sim, O mundo explicado por T.S. é um romance do estreante Reif Larsen (Nova Fronteira, 2010, 390 págs., tradução de Adriana Lisboa).

Para T.S. a vida no rancho era solitária. Cada membro da família preso em seu próprio mundo, incomunicáveis. Não era assim quando Layton estava vivo. Layton e T.S. eram amigos, embora tão distintos: Layton era o filho que um caubói de Montana queria ter. Herdara o talento natural do pai para o manejo das atividades no rancho. Aos olhos do deslocado T.S., seu irmão era o menino modelo. Layton morreu de forma acidental e T.S., que presenciou a morte do irmão, se sentia culpado por isso. Viver no rancho já não era tão agradável.

Fora do rancho, uma das coisas que mais incomodava ao menino T.S. eram os stenpocks, um termo por ele cunhado tendo como inspiração seu professor de ciências do sétimo ano, o sr. Stenpock. Um stenpock era "qualquer adulto que insistia em ficar confinado no seu cargo e que não nutria paixão alguma pelo extraordinário ou incrível".

T.S. não tem síndrome de Savant ou similares. Ele é um prodígio, dotado de um imenso talento para ilustração e cartografia e quer descobrir e registrar todos os fenômenos do mundo. Butte era pequena demais para ele. Decidiu aceitar a oferta da Smithsonian. Fez um inventário de tudo que precisaria para viagem e partiu em segredo, sem se despedir da família, rumo a Washington. Uma jornada interior sobre os trilhos da Union Pacific.

Nota do Autor
A edição brasileira deste livro, cujo formato do volume é 17 x 24 cm., está exemplar. Todos os esquemas, mapas, ilustrações, rascunhos e afins que T.S. menciona estão no livro e foram todos desenhados pelo autor, Reif Larsen. A Nova Fronteira os traduziu e reproduziu impecavelmente. O elogio é à maneira como isso foi feito, porque os desenhos são indispensáveis à estética do romance, feito para ser lido em papel. É um livro que já antecipa um certo saudosismo, pois é inviável lê-lo em leitores eletrônicos.
Para ir além






Guilherme Pontes Coelho
Águas Claras/Brasília, 8/12/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Trem na Espanha de Eduardo Mineo
02. A arte de narrar a História de Marcelo Spalding
03. O jornalismo que dá nojo de Adriana Baggio
04. 3,2,1: O Amor está no ar de Rennata Airoldi


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho em 2010
01. Nas redes do sexo - 25/8/2010
02. A literatura de Giacomo Casanova - 19/5/2010
03. O preconceito estético - 29/12/2010
04. O retorno à cidade natal - 24/2/2010
05. O mundo pós-aniversário - 3/2/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESEJOS PERIGOSOS / NOITE DE SEDUÇÃO
TORI CARRINGTON; JANELLE DENISON
HARLEQUIN
(2012)
R$ 6,90



MENTES BRILHANTES COMO DESENVOLVER TODO POTENCIAL DO SEU CÉREBRO
ALBERTO DELL'SOLA
UNIVERSO DOS LIVROS
(2013)
R$ 30,00



A FASCINANTE ESPANHOLA - A INTENSA VIDA DE MADAME TALLIEN - 1959
JEAN BURNAT
ITATIAIA
(1959)
R$ 10,00



POMPOAR - A ARTE DE AMAR
STELLA ALVES
MADRAS
(2008)
R$ 27,23



O ESTADO MILITARISTA
FRED J COOK
CIVILIZAÇAO BRASILEIRA
(1964)
R$ 8,00



PAIXÃO POR MARKETING
ÔMAR SOUKI
LANDSCAPE
(2008)
R$ 5,90



O HISTORIADOR
ELIZABETH KOSTOVA
SUMA
(2005)
R$ 20,00



EXAME 1152 ONDE INVESTIR 2018
VÁRIOS AUTORES - REVISTA
ABRIL
(2017)
R$ 5,90



PARIS PARA UM E OUTROS CONTOS
JOJO MOYES
INTRÍNSECA
(2017)
R$ 21,00



VADEMECUM DA AQUISIÇÃO DE IMÓVEIS: JURISPRUDÊNCIA EUREMÁTICA
ANTÔNIO RUBIÃO SILVA JÚNIOR
JULEX
(1996)
R$ 5,00





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês