Discos que me mudaram | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 35 anos do Clube da Esquina
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Inquietações de Ana Lira
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Jingle Bells
>>> Mano Juan, de Marcos Rey
>>> Relationships Matter
>>> Apesar da democracia
>>> Onze pontos sobre literatura
>>> A maçã de Isaac Newton
Mais Recentes
>>> O Rio Grande do Sul e a Ecologia de Henrique Luís Roessler 1986 Martins Livreiro pela Martins Livreiro (1986)
>>> A Ecologia das Selvas – As Florestas e a Sobrevivência de Frank Fraser Darling pela Artenova (1973)
>>> Conheça Ecologia Em Quadrinhos de Sthepen Croall & William Rankin pela Proposta (1981)
>>> Homem, Ecologia e Meio Ambiente – Série Divulgação Nº 8 de Vários Autores pela Fundação Brasileira para Conservação da Natureza (1971)
>>> O outro Nordeste (livro raro) de Djacir Menezes pela Arte nova (1970)
>>> A Classes Sociais no Capitalismo de Hoje de Nicos Poulantzas pela Zahar (1975)
>>> Our Ecological Footprint – Reducing Human Impact on the Earth de Mathis Wackernagel & William Rees 2007 13ª Ed. pela New Society (2007)
>>> Lições Sobre o Capitulo Sexto (inédito) de Marx de Claudio Napoleoni pela Ciências Humanas (1981)
>>> Cebs - Cidadania e modernidade uma análise critica de Faustino L. C. Teixeira pela Paulinas (1993)
>>> RIMA – Relatório de Impacto Ambiental: Legislação, Elaboração e Resultados de Roberto Verdum e Rosa Maria Vieira Medeiros (Org.) pela Ufrgs (2006)
>>> A república de Weimar de Rita Thalmann pela Zahar (1986)
>>> Ensaios de sociologia (Max Weber) de Max Weber (org. Hans Gerth e C. Wright Mills) pela Zahar (1971)
>>> História Crítica do Pensamento 4 volumes de Louis Jacot pela Mundo Musical (1973)
>>> Ecología Política – Nº 48: Cartografía y Conflitos de Vários Autores pela Fundació ENT / Icaria (2014)
>>> Pedrinho Dá o Grito de Ana Cecília Carvalho e Robinson Damasceno dos Reis pela Formato (2013)
>>> Os camponeses e a política no Brasil de José de Souza Martins pela Vozes (1986)
>>> Partidos e Sistemas Partidários de Giovanni Sartori pela Universidade de Brasília (Zahar) (1982)
>>> Aparelhos ideológicos de Estado de Louis Althusser pela Graal (1985)
>>> População e Ambiente: Desafios à Sustentabilidade – Volume 1 de Joseph Hogan, Eduardo Marandola Jr. E Ricardo Ojima pela Blucher (2010)
>>> Essais sur la théorie de la science de Max Weber pela Plon (1965)
>>> Ciência & Ambiente – Nº 37: A Cultura do Automóvel de Vários Autores pela Ufsm (2008)
>>> Lineamenti Fondamentali Della Critica Delleconomia Politica 2 de Karl Marx pela La Nuova Italia (1978)
>>> Lineamenti Fondamentali della critica dell'economia politica 1 de Karl Marx pela La Nuova Italia (1978)
>>> Gai-Jin (2 volumes) de James Clavell pela Record (1996)
>>> Imperialismo fase superior do capitalismo (coleção bases 23) de Lenin pela Global (1982)
>>> Bloomsbury Dictionary of Quotations de Diversos Autores pela Bloomsbury (1989)
>>> A imaginação sociológica de C. Wright Mills pela Zahar (1975)
>>> The Wit & Wisdom of Mark Twain de Alex Ayres pela Harper & Row (1987)
>>> Vida e educação de John Dewey pela Melhoramentos (1975)
>>> The Penguin Dictionary of Modern Humorous Quotations de Fred Metcalf pela Penguin (1987)
>>> Um Trem com janelas Acesas de Teresa Noronha pela Atual (2014)
>>> A hora do amor de Álvaro Cardoso Gomes pela Canto Jovem FTD (1986)
>>> As mentiras que os homens contam de Luís Fernando Veríssimo pela Objetiva (2000)
>>> Antologia das flores - Flores de Cactos de Eduardo Lucas Andrade pela Do autor (2019)
>>> Édipo Rei - Antígona de Sófocles pela Martin Claret (2002)
>>> Neve de Orhan Pamuk pela Companhia das Letras (2002)
>>> O bom Ladrão de Fernando Sabino pela Ática (2005)
>>> O que toda mulher inteligente deve saber de Steven Carter & Julia Sokol pela Sextante (2006)
>>> Filhos brilhantes, alunos fascinantes de Augusto Cury pela Academia de Inteligência (2006)
>>> Ponto de Sombra de Maria Filomena Coelho pela Arx (2020)
>>> O Diário de Anne Frank - 5F de Vários Autores pela Pe Da Letra (2020)
>>> Empresário de Sucesso no controle das crises: Lições de sobrevivência em tempos difíceis - 5F de Chris Robson pela Lafonte (2020)
>>> A Megera Domada - 5F de William Shakespeare pela Lafonte (2020)
>>> Assassinatos na Academia Brasileira de Letras de Jô Soares pela Companhia da Letras (2005)
>>> Discurso do método - 5F de Descartes pela Lafonte (2017)
>>> Iracema - 5F de Alencar pela Lafonte (2018)
>>> O Saci - 5F de Lobato pela Lafonte (2019)
>>> Sociedade secreta de Tom Dolby pela Id Ed. (2010)
>>> Amor de Perdição -5F de Castelo , Camilo Castelo , Lafonte pela Lafonte (2018)
>>> A Felicidade: E Outras histórias -5F de Katherine Mansfield pela Lafonte (2020)
COLUNAS >>> Especial Discoteca Básica

Quarta-feira, 29/6/2011
Discos que me mudaram
Rafael Fernandes

+ de 4600 Acessos

Há discos que são clássicos (quase) incontestáveis. Outros são "clássicos" de uma maneira particular. É sobre esses últimos que escrevo nesta lista. Selecionei apenas alguns dos muitos álbuns que fizeram a minha cabeça por diferentes motivos em diferentes fases. Daqueles que nos "desviam" para outros mundos ― muitas vezes de forma inesperada.

Apesar de poder parecer uma lista variada, não se engane: não sou eclético. Isso porque essa palavra acabou tomando uma conotação de "gosto de qualquer coisa". Saiba mais nesse texto de Diogo Salles.


Use Your Illusion I e II ― Guns N' Roses

Uma dupla (e uma banda) que vou levar com carinho pelo resto da vida. Ela mudou tudo na minha vida musical. De só ouvir pop FM na infância para prestar mais atenção de fato nas músicas, em seus detalhes e saber mais sobre as bandas. E aqui se apresentam as primeiras ironias musicais que enfrentamos durante nossa jornada de sons: justamente uma banda FM friendly, com babas como "Don't cry" e "November Rain" estouradas é que acabou me afastando de músicas comerciais. De fato, pode parecer estranho que isso tenha acontecido com um disco tão mainstream, mas, ei, não podemos controlar essas coisas. Até porque comecei ouvir mais as "lado B" como "Breakdown" e "Locomotive". Hoje, já acho os discos bastante irregulares. Muitas músicas que parecem sobra de estúdio, há covers desnecessárias, falta de direcionamento musical claro, etc. Uma enxugada no repertório com os melhores rocks e épicos e ficaria ótimo. Mas, se fosse assim, será que eu teria gostado tanto?

Para ter uma ideia dos discos, ouça: "Dead Horse", "Coma", "Pretty Died Up" e "Breakdown".


Severino ― Paralamas do Sucesso

Severino foi avacalhado pelos críticos na época, mas continua como o meu favorito da banda. Pop, experimental, adulto e inteligente. Muitos disseram que faltou maior presença de Bi Ribeiro e João Barone. Mas ouçam o tema elegante de baixo na intro de "Cagaço" e sua discrição em "O Amor dorme". Ou o fraseado pulsante em "Vamo batê lata" e "Músico". E o trabalho excepcional e de ritmos variados de Barone nas mesmas músicas. A questão é que é o disco menos óbvio d'Os Paralamas. Ouvimos o inesperado ― e também por isso é tão bom. Mas os principais elementos da banda estão presentes: canções pop, flerte com ritmos brasileiros e instrumental redondo. Foi um fracasso de vendas, talvez uma união de má repercussão, ressaca pós Collor e maior atenção do grupo ao mercado latino ― onde eram reis na época. A "vingança" veio em seguida: "Vamo bate lata" e "Dos margaritas" se tornaram hits através do disco seguinte, um ao vivo, que levou os Paralamas de volta ao sucesso estrondoso. Além das duas citadas, se perderam algumas outras músicas maravilhosas, como "Varal", "Cagaço" e a bela balada "O amor dorme". E também "El Vampiro bajo el sol", com participação de ninguém menos que Brian May (Queen) num solo magistral.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Músico", "Cagaço" e "Não me estrague o dia".


III Sides To Every Story ― Extreme

O Extreme teve sua pele musical marcada com o ferro quente da balada melosa "More than words". É uma música babaca, para dizer o mínimo. Fez a banda ficar conhecida e ganhar dinheiro. Ótimo para eles, claro. Mas o resultado é que a parte realmente boa de seu trabalho ficou esquecida, como o ótimo Pornograffitti, Waiting For the punchline e Saudades de Rock. E também o meu preferido, que ouvi muito e citei num Tungcast: III Sides To Every Story. Passou quase despercebido por público e crítica. Apesar de ter a horrenda "Seven sundays" é um disco ótimo, que vale à pena para os fãs de um hard rock com arranjos acima da média.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Rest in peace", "Warheads" e "Cupid's dead".


Brutal ― Dr Sin

Embora o Dr. Sin tenha uma bela discografia, Brutal ainda é seu grande disco. Uma precisa união de metal e hard rock. O começo é impressionante, de tão bom, com seis faixas arrebatadoras. Mas o álbum não para por aí. Ainda tem outras pérolas até o fim do disco, como "Hey You", que eu ouvia dezenas de vezes seguidas, a suingada "War" (que lembra mais o primeiro disco da banda) e a balada "Years gone". Uma edição remasterizada lançada alguns anos depois ainda conta com a inclusão de uma ótima cover de "Holy Man", do Deep Purple. Edu Ardanuy e os irmãos Andria e Ivan Busic são um power trio dos mais competentes. Quem já os viu ao vivo sabe do que eu estou falando.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Isolated", "Down in the trenches part I" e "Fire".


Alien Love Secrets ― Steve Vai

O disco básico de Steve Vai que um possível interessado deve ouvir é, claro, o clássico Passion and Warfare. Mas Alien Love Secrets foi o primeiro que comprei e ouvi inteiro. Um disco curto e certeiro. São apenas sete músicas e, apesar da brincadeira boba de "Ya-yo gakk", é impecável, fazendo a repetição da audição quase obrigatória. E o melhor de tudo: é basicamente um trio de rock (guitarra, baixo e bateria), no máximo um "cama" de teclado aqui e ali. É Steve Vai em sua versão mais crua e, por isso mesmo, matadora. O encerramento, com "Tender surrender", é um dos melhores momentos da carreira de Vai.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Kill the guy with the ball", "Die to live" e "Tender surrender".


Images and Words ― Dream Theater

A entrada no mundo do progressivo é um caminho sem volta. A partir daí, você se torna, para sempre, um geek musical. As pessoas começam a te olhar feio, ter nojo dos seus gostos musicais e a odiar que você realmente ouça e analise um artista antes de dar seu veredicto. E com critérios próprios e não o "todo mundo gosta", "está fazendo o maior sucesso" e "como assim você não gosta do artista xyz ?!?". Você se torna, afinal, um uncool. O forasteiro perdido no alegre mundo dos "ecléticos". Images and Words, do Dream Theater, foi o disco que abriu essa porta para um "outro mundo". Eu entrei, mas não a fechei com cadeado ― afinal, pior que o eclético é o bitolado. Mas foi a partir desse disco que eu fiquei cada vez mais vidrado em música, tentando descobrir como se faz um disco, ler fichas técnicas, ir atrás de músicos e bandas desconhecidos do público em geral. Não pela obsessão de descobrir coisas obscuras ― mania boba em moda hoje dia. Simplesmente para conhecer e aprender mais. Há muita, muita coisa interessante além do mainstream.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Metropolis pt. 01", "Take the time" e "Learning to live".


Just for fun...And maybe some money ― Tritone

Para quem tem interesse por guitarras roqueiras e gravações em home studio esse disco é um marco. A união dos fantásticos Edu Ardanuy, Frank Solari e Sergio Buss gravados no home studio desse último (e com participação do ótimo baixista Sergio Carvalho). Em seu estilo é um disco impecável, sem músicas ruins, com muito virtuosismo, mas sem esquecer do principal: musicalidade. Mais sobre o Tritone nesse texto.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Psycho Cocks", "Z3", e "Cruz".


California ― Mr Bungle

Aqui, outra "incoerência estilística". Na época do lançamento deste disco eu estava ouvindo basicamente progressivo, metal e guitarristas. Ou seja, virtuosismo ao extremo. Não ligava para o pop nem tanto para o formato de "canção" pura e simples. Foi California, do Mr Bungle, que me fez voltar a ouvir as melodias mais simples com fortes cores pop através de músicas como "Sweet Charity", "Retrovertigo" e "Vanity Fair". Sim, justo o Mr Bungle, conhecido por suas músicas malucas e cheias de passagens, bem representadas nesse lançamento por "None of them know they were robots" e de uma de minhas preferidas, "Air conditioned nightmare". Uma banda doida me fazendo voltar a gostar de pop. Coisas da nossa vida musical.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Air conditioned nightmare", "Retrovertigo" e "Vanity Fair".


Meia Noite Meio Dia ― Chico Pinheiro
Esses foi um daqueles discos de "quebrar a cabeça". Comprei para ouvir Maria Rita (que participa de 3 faixas) e me surpreendi com um disco maduro, arrojado, elegante e belíssimo. Na época eu ouvia e ficava abismado com a qualidade técnica, a construção das harmonias, a beleza das melodias, tudo isso arrumado numa formal musical fluída. Foi um dos discos que me abriram a cabeça para música brasileira, em especial a mais sofisticada. Saiba mais nessa entrevista que fiz com ele.

Para ter uma ideia do disco, ouça: "Popó", "Ao vento" e "Desde o primeiro dia".


Rafael Fernandes
Sorocaba, 29/6/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 4 filmes sobre publicar livros de Ana Elisa Ribeiro
02. De louco todos temos um pouco de Cassionei Niches Petry
03. O chamado de Cthulhu de Gian Danton
04. Texto Otimista de Fim de Ano de Duanne Ribeiro
05. Passe Livre, FdE e Black Blocs - enquanto Mídia de Duanne Ribeiro


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
03. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
04. Os piores músicos da década - 22/9/2010
05. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009


Mais Especial Discoteca Básica
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MOVING INTO ENGLISH
ALMA FLOR ADA E OUTROS
HARCOURT
(2005)
R$ 5,00



A CÂMARA CLARA - 1ª EDIÇÃO - ( NOTA SOBRE A FOTOGRAFIA )
ROLAND BARTHES
EDIÇÕES 70 - BRASIL
(2014)
R$ 85,00



O MUNDO MÁGICO DO SENHOR DOS ANÉIS
DAVID COLBERT
SEXTANTE
(2002)
R$ 9,90



ARTE DE RUA AO REDOR DO MUNDO
GARRY HUNTER
MADRAS
R$ 55,00



84 DICAS PARA O TÊNIS
MARCOS PRIMO
DE OURO
(1978)
R$ 8,02



ESTRUTURA AGRÁRIA E PRODUÇÃO DE SUBSISTÊNCIA NA AGRICULTURA BRASILEIRA
JOSÉ GRAZIANO DA SILVA COORDENADOR
HUCITEC
(1980)
R$ 22,00



BEIJADA POR UM ANJO - ALMA GÊMEAS
ELIZABETH CHANDLER
NOVO CONCEITO
(2010)
R$ 9,90



O HOMEM VÍTIMA DA CULTURA
J. VASCONNE
LIVRARIA PAULISTA
(1977)
R$ 15,00



MLA HANDBOOK FOR WRITERS OF RESEARCH PAPERS
JOSEPH GIBALDI
MODERN LANGUAGE ASSOCIATION
(1995)
R$ 24,28



ANIMAIS PRÉ- HISTÓRICOS - SÉRIE PRISMA Nº 12
BARRY COX
MELHORAMENTOS
(1975)
R$ 5,00





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês