Segundo, o primeiro de Maria Rita | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Premiado espetáculo ‘Flores Astrais’ pela primeira vez em Petrópolis no Teatro Imperial para homenag
>>> VerDe Perto, o Musical Ecológico tem sessões grátis em Santo Antônio do Pinhal e em São Paulo
>>> Projeto Sinos volta a Teresópolis para oferecer aulas gratuitas
>>> Filó Machado encerra circulação do concerto 60 Anos de Música com apresentação no MIS
>>> Mundo Suassuna, no Sesc Bom Retiro, apresenta o universo da cultura popular na obra do autor paraiba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Fórum das Letras 2007
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Andaime, de Sérgio Roveri
>>> Um lugar para o tempo
>>> A nova queda da Bastilha
>>> Ainda quer prestar jornalismo?
>>> Bendito Nelson Rodrigues
>>> Tell me all about it
>>> Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
>>> Prólogo, com um Prólogo dos Prólogos, de Jorge Luis Borges
Mais Recentes
>>> La Gestion Del Proyecto En Arquitectura de Edward D. Mills pela Gg (1985)
>>> Dalton Paula: O Sequestrador De Almas de Dalton Paula pela Obogo (2022)
>>> Gravura de Itajahy Martins pela Fundaçao Nestlé de Cultura (1987)
>>> Livro Ilustrado De Lingua Brasileira De Sinais de Márcia Honora pela Ciranda Cultural (2009)
>>> O Cronista da América de Francis Ford Coppola pela Minesterio da Cultura (2015)
>>> Heróis de Areia de Noelly Russo pela Fabbrica (2022)
>>> National Parks Of Latin America de Luciana Napchan pela Ministério Da Cultura (2005)
>>> Vontade Construtiva Na Coleco Fadel de Paulo Harkenhoff pela Mam (2014)
>>> Tatuagens Urbanas E O Imaginario Carioca de Eduardo Paes pela Nau Das Letras (2015)
>>> Apoema Português - 7 Ano de Lucia Teixeira pela Do Brasil (2018)
>>> Teláris - Arte - 6º Ano de Eliana Pougy pela Ática (2019)
>>> Araribá Plus - História - 8º Ano de Maria Raquel Apolinário pela Moderna (2018)
>>> Teláris - Matemática - 6º Ano de Luiz Roberto Dante pela Ática (2019)
>>> Conexões Com A Física 2º Ano de Blaidi Sant´anna pela Moderna (2010)
>>> Alice Brill de Reinhard Andress, Alice Brill, Carla Ogawa pela Fundacao Armando Alvares Penteado (2007)
>>> Um Guia Do Conhecimento Em Gerenciamento De Projetos (guia Pmbok) de Project Management Institute pela Global Standard (2008)
>>> Gmat Official Guide 2019 de Gmac pela Wiley (2018)
>>> Abz Do Ziraldo de Ziraldo Alves Pinto pela Melhoramentos (2003)
>>> La Casa D´epoca de Quaderni Di Restauro pela DeAgostini (1996)
>>> Descobrindo A Historia Da Arte de Graça Proença pela Ática (2005)
>>> The Economics Book de Dk pela Dk Publishing (2012)
>>> Arturo Di Stefano de Jonh Berger pela Merrel (2001)
>>> Parques São paulo de Cassiano José Pimentel pela Prosperidade (2013)
>>> SãopauloSeculoXXI de Fausto Chermont pela Terra Virgem (2011)
>>> Sem Titulo | Untitled | Sin Titulo de Rochelle pela Galeria Brito Cimino (2005)
COLUNAS

Terça-feira, 1/11/2005
Segundo, o primeiro de Maria Rita
Rafael Fernandes
+ de 7000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Sim, vou falar do segundo disco da "ultracomentada" Maria Rita. Não, o título não é uma provocação gratuita típica de críticos engraçadinhos dos grandes jornais, que estão sempre prontos para achincalhar novos lançamentos - principalmente de MPB (hum, que sigla confusa), já que são obrigados a escrever sobre tais discos e interromper a audição daquela "super cool banda" de indie rock que faz uma música regurgitada dos anos 80, com eco dos 70.

Mas, sem gracejos, voltemos à Rita. "Segundo, o primeiro da Maria Rita" não por ser Maria Rita, de 2003, um disco dispensável, ou ruim. Pelo contrário, é um bom disco, como o segundo. Mas sua trajetória de cantora foi muito rápida: fez uma temporada de shows com Chico Pinheiro - gravou 3 músicas no disco dele Meia Noite, Meio Dia - depois, fez mais uma breve temporada solo e já entrou em estúdio. Apenas dois anos de estrada, muito pouco. Sim, ela já estava pronta e não há uma regra que diga que uma cantora tenha que fazer dois ou dez anos de shows underground para gravar um disco. Mas experiência faz diferença. Em seu primeiro, Maria Rita parecia um pouco insegura, presa, tanto no canto como no repertório - não sabia se gravava os novos autores ou os antigos, se ficava com standarts ou novidades. No segundo, está muito mais solta, brincando mais com a voz, se impondo. Também optou por gravar 11 músicas de compositores não "consagrados" - nesse caso, apenas "Sobre Todas as Coisas", de Edu e Chico.

Segundo opta por um formato ainda mais enxuto que o primeiro: se antes ainda havia o apoio de percussão ou eventualmente um violão e um metal, neste o formato é de trio de jazz, com os competentíssimos Tiago Costa (piano e fender Rhodes), Sylvinho Mazzuca (baixo acústico) e Cuca Teixeira (bateria); novamente as gravações foram feitas ao vivo, sem overdubs ou consertos. Assim, os arranjos permitem que Maria Rita se mostre uma cantora que se basta, ou seja, não precisa de qualquer truque de gravação para brilhar. Ela está lá, encarando o ouvinte de frente, mostrando que ela é, sim, uma grande cantora, mesmo tendo muito que aprender e evoluir.

Por outro lado, esse formato se mostra cansativo principalmente em relação à concepção dos arranjos, que repetem um mesmo formato, em que as músicas começam de forma suave e vão crescendo até alcançar um "êxtase" - o que nem sempre ocorre. Também pelo formato, as músicas acabam ficando com a mesma cara, o que é desagradável para algumas delas. "Ciranda do Mundo", de Eduardo Krieger - já gravada por Pedro Luís e a Parede no disco Zona e Progresso de 2001 - é muito boa, mas a versão de Maria Rita peca por essa abordagem em trio; a música quase clama por um arranjo mais encorpado e ousado. Algo parecido ocorre em "Muito Pouco", de Moska, muito boa canção, aparece como um dos destaques do disco, mas que também soa como se algo faltasse.

No quesito "canções singelas" - que se não primam por complexidade harmônica e melódica ou não apresentam grandes inovações, tem a proposta de mostrar a beleza no simples - destacam-se "Casa Pré Fabricada", de Marcelo Camelo, numa versão muito bonita, que evidencia sua bela melodia e até mesmo "Caminho das Águas", de Rodrigo Maranhão - apesar desta não estar à altura daquela. Já as músicas mais pop do disco não funcionam tão bem. "Mal Intento", de Jorge Dexler é uma música agradável, mas não passa disso; seu arranjo por horas esbarra numa sonoridade fusion. "Minha Alma (a paz que eu não quero)", d'O Rappa, não ficou ruim, mas perde em impacto e soa desnecessária pelo desgaste da música - que é excelente, mas de tanto tocar já passou do ponto.

"Sobre Todas as Coisas", de Edu Lobo e Chico Buarque - retirada do fantástico O Grande Circo Místico - aparece em pungente versão, que evidencia a evolução da cantora, que deveria arriscar cantar mais músicas dessa complexidade. "Sem Aviso", de Francisco Bosco, poderia ser confundida com mais uma do Marcelo Camelo, pelo seu tema e clima. É interessante, mas cansa um pouco, pelo excesso de "canções singelas", citadas anteriormente. Pelo mesmo motivo, cansa uma canção do próprio Camelo, "Despedida". "Feliz", de Dudu Falcão, faz jus ao nome e realmente parece uma "versão 2" de "Só de Você", musica de Rita Lee que Maria Rita cantava em seus shows antes de gravar seu primeiro disco.

No quesito samba, há a boa "Recado", mais uma de Rodrigo Maranhão, mas que peca pela falta de swing. Há também uma música pouco comentada, mas um dos destaques do disco, "Conta Outra" de Edu Tedeschi, em duas versões: ao vivo e em estúdio, esta para ser baixada na Internet. Nesta versão, há uma desconstrução do samba, com um resultado bastante interessante. A versão incluída no disco é ao vivo, um samba de estruturas simples, mas bastante maroto e que, sem mostrar grandes novidades musicais, mostra o quanto de swing tem Maria Rita, o quanto ela pode se divertir cantando, algo que não aparece tanto na maioria das canções do CD. Em seguida há uma música escondida, quase uma vinheta de despedida: "Mantra", de Rodrigo Maranhão e Pedro Luís, bela canção - mais uma das "singelas".

Segundo, mesmo tendo algumas restrições, é um bom disco, que - apesar de cansar às vezes - mostra boas canções e uma cantora em evolução. O que fica evidente é que falta alguém que dê um rumo para os arranjos; a direção escolhida pela cantora parece não ser a ideal. Mas fica a impressão que se existem equívocos, são resultado de uma artista ainda em busca de personalidade e que procura fazer o que sente, o que a emociona, que se importa com a música e ponto final.


Rafael Fernandes
São Paulo, 1/11/2005

Quem leu este, também leu esse(s):
01. A feira ao longe de Elisa Andrade Buzzo
02. 40 de Julio Daio Borges
03. Voz de um passado presente de Daniel Lopes
04. Ney Matogrosso: ótimo intérprete e grande showman de Rafael Fernandes
05. Pra não dizer que não falei de São Paulo de Aline Pereira


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
03. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
04. Os piores músicos da década - 22/9/2010
05. O Anvil e o amor à música - 1/5/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
1/11/2005
13h21min
eu gostaria de um texto desse autor, abordando funk carioca!!! parabéns pelo texto.. e sucesso ao colunista e a todo site.
[Leia outros Comentários de Guilherme Gonçalves]
24/11/2005
12h35min
Até que enfim li uma crítica séria sobre o novo trabalho da cantora Maria Rita. Concordo que a cantora está num processo de evolução. O disco realmente peca em alguns aspectos mas não invalida ou nem por isso se trata de um trabalho ruim... Parabéns ao Rafael pelos argumentos e comentários dado a cada canção do disco... Um abraço!
[Leia outros Comentários de Luciana ]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Vidas À Deriva
Tami Oldham Ashcraft e Susan Mcgearhart
Astral



Livro Gibis Deadpool A Essência do Medo Volume 11
Equipe
Panini
(2012)



Giovanni Battista Castagneto 1851-1900
Carlos Roberto Maciel Levy
Pinakothe
(1982)
+ frete grátis



Noticia De Um Sequestro
Gabriel Garcia Marquez
Record
(1996)



Uma nova maneira de pensar
Arnaldo Niskier
Consultor
(1997)



O Prédio, o Tédio e o Menino Cego
Santiago Nazarian
Record
(2009)



Coaching Pratico O Caminho Para O Sucesso
Paul Campbell Dinsmore - Monique Cosendey Soares
Qualitymark
(2007)



Memórias do Século XX - 5 Volumes
Seleções Readers Digest
Seleções Readers Digest
(2003)



O Dia Da Pátria
Elevação
Elevação
(1998)



Livro Didático Ciências Naturais 8 Aprendendo com o Cotidiano
Canto & Canto
Moderna
(2017)





busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês