A Serbian Film: Indefensável? | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
20721 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Comédia dirigida por Darson Ribeiro, Homens no Divã faz curta temporada no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Companhia de Danças de Diadema leva projeto de dança a crianças de escolas públicas da cidade
>>> Cia. de Teatro Heliópolis encerra temporada da montagem (IN)JUSTIÇA no dia 19 de maio
>>> Um passeio imersivo pelos sebos, livrarias e cafés históricos do Rio de Janeiro
>>> Gaitista Jefferson Gonçalves se apresenta em quinteto de blues no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
Últimos Posts
>>> Diagnóstico falho
>>> Manuscrito
>>> Expectativas
>>> Poros do devir
>>> Quites
>>> Pós-graduação
>>> Virtuosismo
>>> Evanescência
>>> Um Certo Olhar de Cinema
>>> PROCURA-SE
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Livros na ponta da língua
>>> Livros na ponta da língua
>>> Medo e Delírio em Las Vegas
>>> O negócio (ainda) é rocão antigo
>>> O negócio (ainda) é rocão antigo
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Um Brecht é um Brecht
>>> O engano do homem que matou Lennon
Mais Recentes
>>> Ninho de Anjo de Lia- Rosa Reuse pela Cbve (2007)
>>> Para uma Linda Mulher de Tito Alencar pela Maceió Alagoas (2002)
>>> Falsa Impressão - a Rainha do Supra- Sumo - Temporada de Caça - ... de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> Cilada - Rosie - Duas Lindas Meninas de Azul - Órbita de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> O último Jurado - Noites de Chuva e Estrelas - o Vôo da Liberdade .... de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> O Pensamento Vivo de Jorge Luis Borges 16 de Martin Claret pela Martin Claret
>>> Família Trabalho Política de Ireneu Martim Organizador pela Universidade Champagnat (1992)
>>> Flashes de Manoel Ramos e Neide Ramos pela Editoração (2002)
>>> A Biblioteca de Ciências Sociais a Evolução do Capitalismo de Maurice Dobb pela Ed. Zahar (1971)
>>> Princípios de Sociologia Geral de Salim Sedeh pela Edicel
>>> Medidas Educacionais de Richard H. Lindeman pela Ed. Globo/ Mec (1976)
>>> Lima Barreto Crônicas Escolhidas de Folha de S. Paulo pela Ed. ática (1995)
>>> O Cão Amarelo de Georges Simenon pela Ed. Globo
>>> O Maior Milagre do Mundo de Og Mandino pela Record
>>> O Herói da Torre de Hans Hellmut Kirst pela Publicações Europa- América
>>> Brás, Bexiga e Barra Funda de A. Alcântara Machado pela Estadão/ Kilck (1999)
>>> Brás, Bexiga e Barra Funda de A. Alcântara Machado pela Estadão/ Kilck (1997)
>>> Fogo Morto 10 de José Lins do Rego pela Estadão/ Kilck
>>> Romance Edição 16 ao Abrigo de Seus Braços de Jackie Braun pela Harlequin Books (2007)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Nova Cultural (1987)
>>> Clássicos da Literatura Senhora de José de Alencar pela Ed. Sol90 (2004)
>>> O Pensamento Vivo de Machado de Assis 31 de Marcelo Whately Paiva Organização pela Martins Claret (1992)
>>> Barão de Paranapiacaba Vida e Obra de Camilo Abrantes pela Santos (1978)
>>> Guia 2002 Comer e Beber de Veja São Paulo pela Abril (2002)
>>> Redenção a Continuação do Best Seller Trindade de Leon Uris pela Ed. Record (1996)
>>> Relações Perigosas de Laclos pela Ed. Globo (1987)
>>> Raul de Leôni Trechos Escolhidos de Luiz Santa Cruz pela Agir (1961)
>>> O Amante de Marguerite Duras pela Riográfica
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Ed. Record
>>> Petróleo o Preço da Dependência o Brasil na Crise Mundial de Alberto Tamer pela Ed. Nova Fronteira (1980)
>>> Platão por Mitos e Hipóteses de Lygia Araujo Watanabe pela Ed. Moderna (1995)
>>> O Arquivo de Chancellor de Robert Ludlum pela Ed. Record
>>> Maria Madalena e o Santo Graal de Margaret Starbird pela Sextante (2004)
>>> Tocaia Grande- a Face Obscura de Jorge Amado pela Record (1984)
>>> A Herança Scarlatti de Robert Ludlum pela Ed. Nova Fronteira (1983)
>>> A Visita do Casal Osterman de Robert Ludlum pela Ed. Nova Fronteira (1983)
>>> A Agenda Icarus de Robert Ludlum pela Ed, Guanabara (1989)
>>> O Júri de John Grisham pela Rocco (1998)
>>> O Senhor Embaixador de Erico Verissino pela Ed. Globo
>>> O Falcão Maltês de Dashiell Hammett pela Nova Cultural
>>> O Pecado de Liza de Somerst Maugham pela Riográfica
>>> Lembranças de um Dia de Verão de Irwin Shaw pela Nova Cultural
>>> Tira- Dúvidas Ortografia de Douglas Tufano pela Ed. Mordena (2001)
>>> Os Estupradores de Harold Robbins pela Record (1996)
>>> A Intimação de John Grisham pela Ed. Rocco (2002)
>>> Comunicação as Funções da Propaganda de Alfredo Carmo e Outros pela Publinform
>>> Novas Lições de Amor de Eguinaldo Helio de Souza pela Família Com Deus
>>> Special Noite Quentes no Deserto Edição 02 o Príncipe do Desejo de Lucy Monroe pela Harlequin Books (2008)
>>> Paixão Edição 150 Coração Descoberto Grávida! de Trish Morey pela Harlequin Books (2009)
>>> Com a Cabeça Eo Coração de Marcos Antonio Gonçalves pela áurea (2005)
COLUNAS

Terça-feira, 30/8/2011
A Serbian Film: Indefensável?
Duanne Ribeiro

+ de 4500 Acessos

A Serbian Film teve sua exibição proibida em território nacional em 9 de agosto. A Justiça Federal decidiu-se pela censura porque o filme "simula a participação de recém-nascido em cena de sexo", assim como contém cenas de "sexo explícito, crueldade, elogio/banalização da violência, necrofilia, tortura, suicídio, mutilação, agressão". Espanha, Suécia e Finlândia seguiram o mesmo caminho. A decisão ao mesmo tempo diz o que podemos assistir e o que pode ser abordado pela expressão artística. Risca um limite duplo. É correto que haja esse limite?

Dirigido pelo sérvio Srđan Spasojević, o filme exibe tudo o que a descrição expõe. Trata-se da história de Milos, ator pornô aposentado que recebe de um excêntrico diretor a oferta de uma enorme quantia pela participação em uma nova obra, que se pretende revolucionária. Milos aceita, e se vê atuando em cenas incomuns, que incluem violência e a presença (sem sexo) de crianças. Quando ele tenta se desligar da produção, é sequestrado e drogado. Injeções de estimulante sexual o deixam em um frenesi destrutivo e autodestrutivo. A filmagem doentia acaba por engolir os seus parentes próximos: irmão, mulher e filho pequeno. Tudo é violado, tudo é perdido.

O filme foi supervalorizado pela polêmica. Fora seu realismo e sua proposta política (para Luiz Zanin Oricchio, só um "verniz", "rarefeito, pífio, indigente mesmo"), não tem atuações elogiáveis (a expressão imutável do protagonista), sua seriedade pesada é às vezes ridícula, há algumas sequências que podem ser vistas como problemas de roteiro. Ele é significativo, no entanto, se o entendemos dentro da linhagem a qual pertence e pelos temas que pretende abordar, tanto em conteúdo quanto principalmente pela forma.

O Homem como Matéria Prima
Pelo caráter trágico do enredo, não se pode afirmar que A Serbian Film incita ou banaliza a violência que exibe. O único personagem que admite todos os crimes praticados é Vukmir, o diretor - e o que ele representa é toda uma estrutura que produz e compra a crueldade. O choque e o mal estar quase contínuo podem impedir que essa ideia seja notada, mas o filme se concentra em o que, por motivos comerciais, um homem pode fazer com outro.

Na medida em que todo indivíduo é matéria prima, tudo é permitido. É interessante pensar na obra de Spasojević em paralelo com A Noite dos Desesperados, filme de 1969. Durante a Grande Depressão, em um ambiente de desemprego e fome, os protagonistas do longa são levados a participar de concursos de dança, em troca de comida, roupa e dinheiro. Eles são obrigados a manter um nível de esforço extremo. Sem resistir mais, um deles pede para que o outro o mate. O título original possui uma crítica mais profunda: They shoot horses, don't they? - isto é, os participantes estavam reduzidos a meros animais, e não havia nada mais natural do que eliminá-los assim que inúteis.

Outro paralelo possível é com os snuff movies - vídeos reais de assassinato. A história dos snuffs mistura lenda urbana, inspiração para ficção e casos verídicos. O tema foi explorado por pelo menos dois documentários: The Dark Side of Porn - Does Snuff Exist? e Snuff: A Documentary About Killing on Camera (disponíveis online). No que se refere à ficção, esse gênero indica a tradição em que A Serbian Film se inclui. São exemplos de violência física e horror tão ou mais intensos que o realizado por Spasojević. O objetivo é gerar mal estar, é apresentar o de mais doentio e desagradável - neste ponto de vista, não se pode dizer que o filme em pauta é ruim, já que funciona bem.

Quanto a casos verídicos, o artigo "British link to 'snuff' videos", do Guardian, trata de um deles. Em 2000, três mil vídeos de pedofilia e assassinato foram apreendidos. Criminosos, por mais de dois anos, contrataram cerca de 100 garotos (9 a 15 anos) para serem filmados. Eram meninos órfãos, pobres ou parte de famílias-problema. A sedução era barata. O preço de cada vídeo variava entre 50 e 100 libras. A matéria é encerrada por uma suposta troca de emails entre cliente e vendedor: "Da última vez eu paguei e não tive o que queria"; "O que você quer?"; "Vê-los morrer". Como se diz no primeiro documentário citado, se há alguém disposto a pagar por algo, o produto vai existir (um desses filmes está disponível aqui).

A Violência Sórdida
Spasojević afirmou que o horror na tela é um retrato político; ele diz tratar de seu país e de conflitos bélicos da Europa. Segundo ele, "é como dar um testemunho do que aconteceu comigo. Não fisicamente, mas do quão profundamente os sentimentos humanos podem ser violados - e colocar o público nesses lugares". Suas palavras encontram eco na descrição que Wes Craven, diretor dos filmes de Freddy Krueger, faz do gênero horror: "Na vida real, os seres humanos estão ameaçados por perigos concretos e às vezes horríveis, fatos como Columbine. Mas a forma narrativa coloca esses medos em uma série manejável de eventos. Isso nos dá um meio de pensar racionalmente sobre os nossos medos".

O diretor sérvio também diz: "A Sérvia é um pequeno país europeu muito conservador. É difícil as pessoas enxergarem seus próprios problemas. A religiosidade é forte e, quando alguém comete algo ruim, acham que basta ir à igreja para estar purificado". Novamente, as frases podem ser comparadas com Craven: "Acho que tem alguma coisa a ver com o sonho americano, o tipo de sonho disneístico, o gramado bonito, a cerca branca, mamãe e papai e suas crianças felizes, tementes a Deus e fazendo o bem quando podem, e a outra face disto, a raiva e o senso de ultraje quando se descobre que nada disso é verdade, isso dá aos filmes de horror uma fúria adicional".

Vemos, portanto, os vários elementos de significado em A Serbian Film: a sua ideia política central, a tradição a que se filia, o choque e a crítica social que são alegadamente causas de sua forma de expressão. A questão que se isola neste percurso, então, é: encenar tal grau de violência é aceitável? Spasojević não rompeu todos os limites do bom senso? Se seguirmos os termos da decisão judicial citada, é difícil concordar. "Sexo explicíto" é contraditória de cara: o Brasil possui, naturalmente, uma indústria pornográfica consistente (leia "Nas Redes do Sexo", de Guilherme Montana, para exemplos). Quanto à tortura e agressão, ou elogio e banalização da violência, são atrativos de filmes muito populares.

O primeiro Tropa de Elite nos exibe um homem de rosto ensaguentado, sendo asfixiado por um policial, a cabeça enfiada num saco plástico. A cena inspirou uma série de vídeos, feitos por jovens. Em 2007, alguns foram retirados do Youtube por incitar a tortura. Não obstante, não é difícil encontrar algum hoje. Em Cidade de Deus, um grupo de crianças faz o Ataque Soviético - execução sob tiroteio intenso - e comemora a conquista do poder. Tendo em vista essas sequências, qual o critério para condenar a violência de A Serbian Film? Mesmo o gosto mórbido não é incomum: um popular site brasileiro, o Assustador, se especializou em conteúdo do tipo, com atualização semanal. Em 25 de agosto, foram adicionadas novas fotos na seção "Pessoas Mortas".

Luiz Zanin Oricchio disse: "Há que se defender de maneira intransigente o princípio de que o cidadão adulto tem o direito de ver o que bem quiser, sem ser tutelado pelo Estado. Já a obra, em si, é indefensável". Mas o que é indefensável? O que há de particular na violência da obra de Spasojević? A conclusão a que chego é que a diferença é positiva: a forma com que retrata seu tema é eminentemente demoníaca. A violência não aparece divertida, justa, emocionante, gloriosa. É apenas sórdida, ácida, insuportável.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 30/8/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
02. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
03. Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda? de Renato Alessandro dos Santos
04. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos
05. O artífice do sertão de Celso A. Uequed Pitol


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2011
01. Bailarina salta à morte, ou: Cisne Negro - 15/2/2011
02. Manual para o leitor de transporte público - 29/3/2011
03. Frases que soubessem tudo sobre mim - 5/7/2011
04. Dexter Versus House - 4/10/2011
05. A Serbian Film: Indefensável? - 30/8/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DEVASSOS NO PARAISO - HOMOSSEXUALIDADE NO BRASIL DA COLONIA A ATUALIDADE
JOAO SILVERIO TREVISAN
MAX LIMONAD
(1986)
R$ 80,00



POR QUE ME ABANDONASTE
MAURO JUDICE
GIZ EDITORIAL
(2008)
R$ 22,28



1890 1914 - NO TEMPO DAS CERTEZAS
LILIA MORITZ SCHWARCZ/ ANGELA MARQUES DA COSTA
COMPANHIA DAS LETRAS
(2000)
R$ 25,00
+ frete grátis



A MENSAGEM DO ISLAM
ABDURRAHMAN AL-SHEDA
OUTROS
R$ 5,00



O LIVRO DA CERVEJA (1185)
TIM HAMPSON
NOVA FRONTEIRA
(2009)
R$ 35,00



APRENDIZAGEM E MOTIVAÇÃO
ANTONIO GOMES PENNA
ZAHAR
(1980)
R$ 26,28



ENSINO RÉGIO NA CAPITANIA DE MINAS GERAIS, O
THAIS NIVIA DE LIMA E FONSECA
AUTÊNTICA
R$ 39,90



A INFORMALIDADE NO MERCADO DE TRABALHO
JULIANO VARGAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



O XIS DA QUESTÃO
RICARDO DA CUNHA LIMA
FTD
(1997)
R$ 15,00



O MEU BRAÇO DIREITO: BASEADO EM FATOS DA VIDA REAL
REGINA CÉLIA CHAGAS DE OLIVEIRA
MILETO
(2003)
R$ 32,28





busca | avançada
20721 visitas/dia
890 mil/mês