Quem tem medo da Rio+20? | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Delicado, vulnerável, sensível
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
Mais Recentes
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Ansiedde o que e, os Principios Transtornos e como Tratar de Daniel Freeman e Jason Freeman pela L&pm Pocket (2018)
>>> Revisão Final ABIN: Com base nos editais nº 1-ABIN de 02.01.2018 e nº2-ABIN de 05.01.2018 (retificação) - Revisão ponto a ponto de Leandro Bortoleto; Paulo Lépore; Rogério Sanches Cunha pela Juspodivm (2018)
>>> Danças Folclóricas do Rio Grande de Deífilo Gurgel pela Edufrn (1990)
>>> Manual Pratico do Espirita - Espirita de Ney Prieto Peres pela Pensamento (2006)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Suporte Ventilatório: Aplicação Prática de João Claudio Emmerich pela Revinter (2014)
>>> Henry: O Corgi da Rainha de Georgie Crawley pela Gutenberg (2018)
>>> Lolita de Vladimir Nobokov pela O Globo (2003)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> O Relatório Lugano de Susan George pela Boitempo (2003)
>>> Mente Criativa: A Aventura do Cérebro Bem Nutrido de Juarez Nunes Callegaro pela Vozes (2006)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> O Que os Ricos Sabem e Não Contam de Brian Sher pela Fundamento (2009)
>>> Vigiar e Punir: História da Violência nas Prisões de Michel Foucault pela Vozes (2004)
>>> Revistas Mamulengo n 9 11 12 de Vários pela Mec (1983)
>>> O Livro dos Chakras, da Energia e dos Corpos Sutis de Joan P. Miller pela Pensamento (2015)
>>> Casados e Felizes: Não permita que seu casamento vire uma mala sem alça de Hernandes Dias Lopes pela Hagnos (2008)
>>> Manual do Materpensene: A Síntese da Consciência de Guilherme Kunz pela Editares (2016)
>>> Manual da Conscin-Cobaia de João Paulo Costa; Dayane Rossa pela Editares (2014)
>>> Extraordinário de R J Palacio pela Intrinseca (2013)
>>> La Vie D'Anne Frank de Janny Van der Molen pela Bayard Jeunesse (2015)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> Coleção 5 Gibis - Turma da Mônica de Mauricio de Souza pela Panini Comics (1500)
>>> A tragédia de um povo: a Revolução Russa (1891 - 1924) de Orlando Figes pela Dom Quixote (2017)
>>> Contabilidade Geral e Avançada Esquematizadotizado de Eugenio Mototo pela Saraiva Jur (2018)
>>> Floriano Peixoto - Vida e Governo de Francolino Camêu e Arthur Vieira Peixoto pela A Noite (1925)
>>> Annaes das Guerras do Brazil com os Estados do Prata e Paraguay de Coronel J. S. Torres Homem pela Imprensa Nacional (1911)
>>> "E o sangue brasileiro correrá..." de Elvaldo de Alarcon pela Du Barry (1942)
>>> O punhal nazista no coração do Brasil de Capitão Antônio Carlos Mourão Ratton (e outros) pela Imprensa Oficial do Estado de Santa Catarina (1943)
>>> História da II Guerra Mundial 1939-1945 (6 volumes) de Edgar Mc Innis pela Globo (1958)
>>> A Canção de Ariel de Martins Fontes pela Comissão glorificadora de Martins Fontes (1938)
>>> Passagens: Estudos sobre a filosofia de Kant de Ricardo Terra pela Ufrj (2003)
>>> Vathek de William Beckford pela L&PM Pocket (2007)
>>> Natureza e ilustração: Sobre o materialismo de Diderot de Maria das Graças de Souza pela Unesp (2002)
>>> Hume et la fin de la philosophie de Yves Michaud pela Quadrige / PUF (1999)
>>> Hume: Une Philosophie Des Contradictions de Jean-Pierre Cléro pela Vrin (1998)
>>> Hume's Philosophy of Religion de J. C. A Gaskin pela MacMillan (1988)
>>> Machado de Assis: equívocos da crítica de Alfredo Jacques pela Iel (1974)
>>> Diálogos com Leuco de Cesare Pavese pela Cosac & Naify (2012)
>>> Subjetividade, Espaço E Tempo Em David Hume de Monica Loyola Stival pela Humanitas / FAPESP (2015)
>>> Biologia 1(ensino médio) biologia das células de Amabis Martho pela Moderna plus (2010)
>>> História conexões de Alexandre Alves, Letícia Fagundes pela Moderna plus (2013)
>>> Geografia conexões de Lygia Terra, Regina Araújo e Raul Borges pela Moderna plus (2012)
>>> Atividade em Feltro Foguete dos Cálculos de Claudia Maria Bertuqui Ribeiro pela Feltro (2020)
COLUNAS

Quarta-feira, 13/6/2012
Quem tem medo da Rio+20?
Marilia Mota Silva

+ de 3800 Acessos

Dizem que o aquecimento global é uma falácia. A ação humana não tem nada a ver com o clima. Se a terra esquenta ou esfria, isso se deve ao sol, aos vulcões e aos oceanos.

Estudiosos do clima como o Professor de Climatologia da USP, Ricardo Felicio tem frequentado a midia para esclarecer o público sobre as verdadeiras intenções dos cientistas e a irrelevância da ação humana no que se refere ao clima global.

Ficamos sabendo que não existe camada de ozônio, nem o efeito estufa.
A Amazônia nunca foi pulmão do mundo. E se fosse desmatada não faria diferença no clima, não mudaria a ocorrência de chuvas, umidade ou temperatura. Isso porque a floresta existe por causa das chuvas e não o contrário. Se se arrasar com tudo, em vinte anos, temos outra floresta, novinha em folhas, raízes e tudo.

Será? O solo é, provadamente, pobre e sujeito à erosão - quem pode avaliar as consequências de um desmatamento intensivo?

Mas digamos que seja, que a vegetação renasça e as árvores se tornem portentosas em vinte, cinquenta anos. O que dizer dos antigos habitantes, dos bichos, da biodiversidade toda? O professor fala em tese, não está propondo nada, mas o agro-negócio, as mineradoras, os contrabandistas de madeiras nobres, as empreiteiras, todos devem aprovar, calorosamente, seu ponto-de-vista e a disposição com que vai à midia defender suas ideias.

O professor diz que os cientistas que falam de aquecimento global são uns vendidos, "chapa-branca" a serviço de governos e empresas. Pode ser. Mas os que os combatem se expõem ao mesmo tipo de julgamento.

É uma questão política, diz o professor. Sem dúvida. Se houvesse evidências científicas, não haveria discussão. E parece que não há essas evidências, de nenhum dos lados. Apesar dos satélites, radares, computadores poderosos, os climatologistas ainda desconhecem, por exemplo, a causa de um fenômeno drástico como El Niño. O tsunami no Japão e terremotos em áreas "fora de risco" como Washington, no ano passado, pegaram todos de surpresa, o que mostra que os conhecimentos nessa área ainda são bastante limitados.

Mas digamos que os climatologistas estejam certos. Ótimo! Isso nos libera da responsabilidade quanto ao clima do planeta. Mas é só isso; os efeitos da poluição continuam os mesmos.Ela afeta o ar que respiramos, os rios, a água que bebemos, afeta nossa saúde, a vida de todo ser vivo. E seus dejetos continuarão poluindo e matando muito depois de nós termos morrido. Então uma coisa não deveria estar ligada à outra: aquecimento da terra é uma coisa; poluição é outra.

Tudo não passa de farsa do capitalismo, diz o professor. Querem bloquear o desenvolvimento dos países emergentes, Índia, Brasil e China especialmente, que cresce 10%, 12% ao ano e inaugura uma termelétrica, movida a carvão e petróleo, a cada semana.

Pode ser. Nesse caso, é curioso que a direita dos Estados Unidos também combata os verdes com grande determinação. Romney, o candidato do Partido Republicano à Presidência obedece com fervor aos lobies do petróleo e carvão, que lhe financiam a campanha, alegando que defende empregos. Carvão = emprego é seu mote de campanha nos estados onde as minas de carvão mineral são a base da economia. Emprego para os pneumologistas, diz Thomas Friedman, em sua coluna no NYTimes.

A Rio+20 é coisa dos países desenvolvidos para manter as colônias na coleira, diz o professor.

De novo, a extrema-direita dos Estados Unidos pensa a mesma coisa. Eles combatem a Rio+20 como uma ameaça à soberania de seu país.aqui A intenção por trás da Agenda 21 seria substituir o sistema constitucional americano por um planejamento global. A Organização das Nações Unidas, com o imenso fluxo de dinheiro que deve receber das taxas sobre poluição, pretenderia interferir em seus assuntos internos: controlar o uso de energia no País, forçar as pessoas a viver em comunidades com pouco espaço, reduzir o uso de automóveis, permitindo apenas carros elétricos que não andam muito depressa nem vão longe, e assim, forçar as pessoas a usar bicicletas ou transportes públicos ou caminhar. Querem fazer a nação voltar à era pré-Colombo, com os animais correndo livremente e os humanos restritos em espaços limitados, dizem.
Soa estranho quando a direita dos EUA e intelectuais do Brasil estão do mesmo lado.

Dois pontos básicos nessa discussão seriam: Primeiro: Não vamos ficar atados ao atraso por causa de uma hipótese de aquecimento global.

Certo. Não mesmo. Todos temos o direito de buscar os avanços da civilização, os confortos e estilo de vida que quisermos. Ampliar o menu de fontes de energia, sem desprezar nenhuma, e descentralizá-las seria um ideia. Considerando que grande parte da energia que consumimos já é renovável, isso não seria ambição demasiada.

Segundo: Que estilo de vida, que tipo de desenvolvimento queremos?

O uso consciente dos recursos naturais implica um consumo mais consciente. Pode não ser bom para as grandes corporações e sua voracidade, mas é bom para todos e tudo o mais, incluindo nosso sentimento de harmonia com o mundo.

A inestimável vantagem de vir depois é ter a oportunidade de aprender com os erros de quem veio na frente. Podemos corrigir o percurso, achar nossos caminhos. Quando o mundo sofreu a crise do petróleo, na década de 70, o Brasil, sem alarde, criou o Proálcool e carros compatíveis, com uma eficiência como não se viu em outras partes do mundo. Temos esse tipo de capacidade, a que damos pouco valor; temos os bens mais preciosos atualmente: água doce e biodiversidade extraordinária; temos grande extensão de terra fértil e clima bom para a agricultura (e a EMBRAPA, criada pelos militares, com seu inestimável trabalho para otimizar esses recursos). E um imenso mercado interno a incluir e atender.

Tudo a favor, mas a paixão, o comprometimento ideológico podem obscurecer a visão e nos fazer perder, mais uma vez, o bonde da história. Não para alcançar os outros, mas para alcançar o nível e o tipo de civilização, de país que podemos ser.


Marilia Mota Silva
Washington, 13/6/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Redescobrir as palavras, reinventar a vivência de Duanne Ribeiro
02. Na minha internet foi assim, e na sua? de Marta Barcellos
03. Meu encontro com o Millôr de Julio Daio Borges
04. 2010 e os meus álbuns musicais de Rafael Fernandes
05. O enigma da 21ª letra de Luis Eduardo Matta


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2012
01. Nem Aos Domingos - 2/5/2012
02. Só dói quando eu rio. - 23/5/2012
03. Carregando o Elefante - 3/10/2012
04. O que querem os homens? Do Sertão a Hollywood - 5/9/2012
05. Quem tem medo da Rio+20? - 13/6/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




RESUMO DE OBRIGAÇÕES E CONTRATOS CIVIS, EMPRESARIAIS E CONSUMIDOS VOL2
MAXIMILIANUS CLÁUDIO AMÉRICO FUHRER
MALHEIROS
(2012)
R$ 25,00



MARCEL PROUST
GEORGE D. PAINTER
GUANABARA
(1990)
R$ 100,00



SERVIÇO SOCIAL ÉTICA E SAÚDE - REFLEXÕES PARA O ... - 2ª EDIÇÃO
MAURÍLIO CASTRO DE MATOS
CORTEZ
(2017)
R$ 43,95



MEMORIAL DOS MENINOS
RUDINEI BORGES
ALL PRINT
(2014)
R$ 13,00



O LIVRO DOS MORTOS
PATRICIA CORNWELL
COMPANHIA DAS LETRAS
(2010)
R$ 18,00



O TEOREMA KATHERINE
JOHN GREEN
INTRISECA
(2013)
R$ 20,00
+ frete grátis



MINHA MÃE, MEU MUNDO
ANDERSON CAVALCANTE SIMONE PAULINO
SEXTANTE
(2013)
R$ 12,00



CIDADES MORTAS E OUTROS CONTOS
MONTEIRO LOBATO
PRINCIPIS
(2019)
R$ 14,89



AMAR TAMBÉM SE APRENDE - DITADO POR LOURDES CATHERINE
FRANCISCO DO ESPÍRITO SANTO NETO
BOA NOVA
(2013)
R$ 15,00



SELEÇÕES DO READERS DIGEST DE JULHO DE 1970
TITO LEITE (REDATOR RESPONSÁVEL)
YPIRANGA
(1970)
R$ 7,00





busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês