Se a vida começasse agora | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês
Mais Recentes
>>> Comédia dirigida por Darson Ribeiro, Homens no Divã faz curta temporada no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Companhia de Danças de Diadema leva projeto de dança a crianças de escolas públicas da cidade
>>> Cia. de Teatro Heliópolis encerra temporada da montagem (IN)JUSTIÇA no dia 19 de maio
>>> Um passeio imersivo pelos sebos, livrarias e cafés históricos do Rio de Janeiro
>>> Gaitista Jefferson Gonçalves se apresenta em quinteto de blues no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
Últimos Posts
>>> Diagnóstico falho
>>> Manuscrito
>>> Expectativas
>>> Poros do devir
>>> Quites
>>> Pós-graduação
>>> Virtuosismo
>>> Evanescência
>>> Um Certo Olhar de Cinema
>>> PROCURA-SE
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um jantar levantino
>>> Se eu fosse você 2
>>> Sou diabético
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> O Barril
>>> Como escrever bem — parte 1
>>> Quatro Mitos sobre Internet - parte 1
>>> Da capo
>>> Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado
>>> 5ª MUMIA em BH
Mais Recentes
>>> A Era do Capital de Eric Hobsbawm pela Paz e Terra (2002)
>>> A Era das Revoluções de Eric Hobsbawm pela Paz e Terra (2001)
>>> Medo, Reverência, Terror - Quatro ensaios de iconografia política de Carlo Ginzburg pela Companhia das letras (2014)
>>> Cinema de Garganta de Ericson Pires pela Azougue (2002)
>>> Criando Meninas de Gisela Preuschoff pela Fundamento (2006)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1980)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1980)
>>> Os Últimos Anos de Bukharin de Roy Medvedev pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Os Últimos Anos de Bukharin de Roy Medvedev pela Civilização Brasileira (1980)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1991)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1984)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1984)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1995)
>>> Lógica da Lógica de Paulo Roberto Melo Volker (org.) pela Fafich/ Fumec (1983)
>>> Diccionario de Psicología (Encadernado) de Howard C. Warren (Compilador) pela Fondo de Cultura/ México (1991)
>>> Nietzsche para Estressados (99 Doses de Filosofia para Despertar a Mente e Combater as Preocupações de Allan Percy pela Sextante (2001)
>>> Nietzsche para Estressados (99 Doses de Filosofia para Despertar a Mente e Combater as Preocupações de Allan Percy pela Sextante (2001)
>>> Os Melhores contos de Natal de Charles Dickens-Jack London- Nathaniel Hawthorne- O. Henry pela Circulo do Livro/ SP. (1990)
>>> Sete Vozes Falam (Sem uso) de Catharose de Petri pela Rosa Cruz Áurea/ Sp. (1982)
>>> Questionamos 2: Psicanálise Institucional e Psicanálise S/ Instituição de Marie Langer: Compilação pela Interlivros (1977)
>>> Por Que Fazer Terapia?/ Capa Dura de Luiz Carlos Teixeira de Freitas pela Circulo do Livro/ SP. (1990)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1992)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1992)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1995)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1999)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática/ SP. (1984)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática/ SP. (2004)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (1989)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (1982)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (2002)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> Desvendando Mistérios - Chacras, Kundalini, os sete corpos e outros de Osho pela Alaúde (2011)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1978)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1988)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1978)
>>> Por Onde Andou Meu Coração de Maria Helena Cardoso pela Nova Fronteira/ RJ. (1984)
>>> O Brasileiro Perplexo de Rachel de Queiroz pela Edautor (1963)
>>> Se a Memória não Me Falha de Sylvia Orthof/ Ilustrações: Tato pela Nova Fronteira/ RJ. (1987)
>>> João Miguel de Rachel de Queiroz pela Siciliano/ SP. (1992)
>>> Maria Ruth de Ruth Escobar/ Prefácio: Hélio Pellegrino pela Guanabara/ RJ. (1986)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1982)
>>> Um Nome pra Matar (Prêmio Walmap) de Maria Alice Barroso/ Prefácio: Antonio Olinto pela Bloch editores (1967)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1985)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
COLUNAS

Terça-feira, 6/10/2015
Se a vida começasse agora
Luís Fernando Amâncio

+ de 1900 Acessos

O Rock in Rio é, de longe, o maior festival de música do Brasil. É quando os grandes jornais, portais de internet e, sobretudo, a emissora de televisão de maior audiência no país, dão destaques a bandas de rock. É quando sua tia comenta com você sobre o vocalista que pulou nas grades de contenção ou o visual estranho de alguma banda.

A primeira edição do evento, em 1985, foi emblemática. O país vivia um momento de transição em sua história política, encerrando seu regime militar e reencontrando a democracia. Poucos músicos internacionais colocavam o Brasil em suas turnês e o Rock in Rio, idealizado pelo produtor Roberto Medina, os trouxe aos montes à Cidade do Rock.

Minha primeira experiência com o evento foi em 2001, na sua terceira edição. Eu tinha 14 anos e entrei de gaiato numa excursão que deixou Três Corações rumo ao dia do heavy metal daquela edição, com Sepultura, Rob Halford e Iron Maiden como atrações principais. Eu já começava a gostar de rock, mas, a bem da verdade, só fui ao Rock in Rio como condição para que minha irmã pudesse ir. Qual irmão caçula nunca cumpriu esse papel?

Dos shows, para ser sincero, ficaram poucos flashes, já um tanto embaçados. Lembro do Sepultura fazer o público "sair do chão" abrindo sua apresentação com "Roots Bloody Roots" - subiu também uma tonelada de poeira. O Queens of the Stone Age foi um tanto sabotado pelo público, que queria som mais pesado, mas seu repertório me deixou uma impressão positiva. E o Iron Maiden, é claro, deu ao público o espetáculo que todos queriam. Mas aquele Rock in Rio me marcou mais pela aventura que foi. Lembro de estar na fila para entrar três horas antes dos portões se abrirem, às 14h30. O sol não foi solidário e brincou de ser maçarico sobre nossas cabeças. Eu era muito novo e estar ali era uma grande diversão. Mas ao fim do dia, meu corpo sentiu um cansaço que eu desconhecia a existência.

14 anos e uns meses depois, agora com quase 30, voltei ao Rock in Rio, na sexta edição do evento no Brasil. Fui ver Mastodon, Faith No More e Slipknot. Fiquei impressionado com o tanto que o evento cresceu. Não no público, que até minguou, mas na estrutura: virou, literalmente, um parque de diversões. Inúmeras opções para alimentação, infelizmente mais inflacionadas do que o dólar, e lojas vendendo artigos diversos - inclusive a famigerada lama de 1985. Agora, inclusive, não há mais chance para poeira ou lama incomodarem o público, pois o chão foi revestido por grama sintética. Novos tempos. Sem falar nos banheiros, bem mais dignos do que aqueles que eu encontrei em 2001. Um ponto negativo é a caminhada a que a organização submete os fãs, uma vez que a estação de BRT mais próxima, por onde chega a maioria do público, está há mais de um quilômetro da Cidade do Rock. Em todo caso, o evento está se fixando na periodicidade bienal e, enquanto fã de música, eu louvo sua vitalidade.

A música tema do Rock in Rio, composta por Eduardo Souto Neto, diz: "Se a vida começasse agora/ E o mundo fosse nosso outra vez/ E a gente não parasse mais de cantar, de sonhar". Mas a vida não está começando agora para a maioria de nós. E é um desafio lidar com isso. A danada passa rápido demais. Avaliar o que mudou comigo entre um Rock in Rio e outro me assusta. Num momento, eu estava deslumbrado, não querendo perder um segundo do festival, vibrando com cada novidade. Agora, sou daquela parte do público que se poupa chegando mais tarde e que prefere afastar-se do palco quando a euforia juvenil transborda em moshes. Sem falar nas dores nas pernas, costas, a impaciência com pessoas falando durante o show, com os empurrões... 14 anos não são 14 dias.

Em uma entrevista para o New York Times, o cineasta Woody Allen respondeu da seguinte forma ao ser perguntado sobre o que sentia a respeito do processo de envelhecimento: "bem, sou contra". Parece-me uma observação bastante sensata sobre a questão. Envelhecer é quase indefensável. Entretanto, lembrando da sensação de ver as apresentações do Faith No More e do Slipknot, tendo a ser um pouco mais otimista: indo a bons shows de rock, envelhecer fica bem mais suportável.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 6/10/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Precisa-se de empregada feia. Bem feia. de Yuri Vieira
02. Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte IV) de Jardel Dias Cavalcanti
03. Leitura e escola de Gian Danton
04. Plantar bananeira, assoviar e chupar cana de Pilar Fazito
05. A literatura em perigo de Luiz Rebinski Junior


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio
01. O Brasil que eu quero - 22/6/2018
02. A barata na cozinha - 26/10/2018
03. Como eu escrevo - 23/11/2018
04. Lançamentos de literatura fantástica (1) - 1/3/2019
05. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PSICOSOCIOLOGIA DAS RELAÇÕES PUBLICAS
CANDIDO TEOBALDO DE SOUZA ANDRADE (2ª EDIÇÃO)
LOYOLA (SP)
(1989)
R$ 26,28



LA POLITIQUE DE LA FAMILLE
RONALD D. LAING
STOCK PLUS
(1972)
R$ 28,82



BRASIL HOLANDÊS: 1624-1654
REVISTA TEMAS BRASILEIROS - EDIÇÃO ESPECIAL
DUETTO
R$ 22,82



PAIS QUE MUDARAM O MUNDO
COOK COMMUNICATIONS
HEBACUC
(2007)
R$ 30,00
+ frete grátis



O ENSINO POR PROJETOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
BEATRIZ GONÇALVES SAMPAIO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



DIETA E ATIVIDADE ALIMENTAR DE PROCHILODUS LINEATUS
FABIANO GONÇALVES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



LOTEAMENTOS FECHADOS E CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS
SILVIA RODRIGUES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 258,00



FILHOS DO ÉDEN 3 - PARAÍSO PERDIDO
EDU
EDUARDO SPOHR
(2015)
R$ 35,00



BELO HORIZONTE: O FÉRTIL SOLO HUMANO (CAPA DURA)
MÁRCIA MARIA DE SIQUE (TEXTO)
SALAMANDRA
(1997)
R$ 17,28



BÍBLIA ARMÊNIA - 1958
VÁRIOS AUTORES
ND
(1958)
R$ 145,00





busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês