Não era pra ser assim | Carina Destempero | Digestivo Cultural

busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
>>> BATA ANTES DE ENTRAR
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O batom
>>> Como num filme
>>> Only time will tell
>>> Política - da filosofia à neurociência.
>>> Ideologia: você quer uma pra viver? Eu, não
>>> The Flickrization of Yahoo!
>>> TechCrunch Disrupt
>>> O humor é como as marés, ora sobe ora desce
>>> Guimarães Rosa em Buenos Aires
>>> Festival de Curitiba 2010
Mais Recentes
>>> Madame Bovary - Coleção Universidade de Gustave Flaubert pela Ediouro
>>> Um Coração Singelo de Gustave Flaubert pela Rocco (2012)
>>> Coração sem Endereço de Leni Akcelrud pela Amarilys (2017)
>>> Mário, Que Mário? de Nelito Fernandes pela Record (2006)
>>> Livro - Fremosos Cantares - Antologia da Lírica Medieval Galego-portuguesa de Lênia Márcia Mongelli pela Wmf Martins Fontes (2009)
>>> Livro - O Lado Bom da Vida de Matthew Quick pela Intrínseca (2012)
>>> Eu Me Chamo Antônio de Pedro Gabriel pela Intrinseca (2013)
>>> Oradour-sur-glane: vision d'epouvante de Guy Pauchou Dr. Pierre Masfrand pela Association Nationale des Familles (2003)
>>> Aquele Estranho Dia Que Nunca Chega de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva
>>> Livro - No Meu Peito Não Cabem Pássaros: Coleção Novíssimos de Nuno Camarneiro pela Leya (2012)
>>> Livro - O Uruguai de Basílio da Gama pela L&pm Pocket (2019)
>>> Procura-se um Namorado Ultima Chamado de Melissa Senate pela Harlequin Books
>>> Ranma 1/2 Nº 17 de Rumiko Takahashi pela Animanga (1994)
>>> Pais Brilhantes, Professores Fascinantes de Augusto Cury pela Sextante
>>> Livro - História Econômica do Brasil de Caio Prado Júnior pela Brasiliense (2012)
>>> Livro - Discurso de Metafísica - Coleção a Obra Prima de Cada Autor - Bolso de G.W. Leibniz pela Martin Claret (2009)
>>> Crianças índigo de Lee Carroll; Jan Tober pela Butterfly (2005)
>>> O Ogre e o Passarinho de Fausto Wolff pela Atica (2002)
>>> Livro - O Bebê Prematuro: Atenção e Cuidados de Ana Paula Magosso Cavaggioni pela Writers (2016)
>>> Livro - O Pequeno Zacarias Chamado Cinábrio - Bolso de E. T. A. Hoffmann pela Hedra (2009)
>>> O Livro dos Jovens de Masaharu Taniguchi pela Seicho no Ie (2009)
>>> Livro - As Crônicas de Nárnia: Volume Único de C. S. Lewis pela Martins Fontes (2005)
>>> Retalhos de Ennio Signore Tedesco pela Alternativa (2007)
>>> Livro - O Que Aprendi Com Bruna Surfistinha - Autografado de Raquel Paheco pela Panda Books (2006)
>>> Sushi de Suzanne Visser pela Ediciones B (2006)
COLUNAS

Quinta-feira, 11/7/2013
Não era pra ser assim
Carina Destempero

+ de 3500 Acessos

Não era pra ser assim.

E como era pra ser?

Não sei, mas não assim, não esse fim. Ou melhor, nenhum fim. Mas são poucos os que têm a sorte de um amor pra sempre. Você acha que a relação de vocês terminou por falta de sorte? Bom, ouvindo assim parece ridículo. Não foi falta de sorte, foi falta de amor mesmo. Pelo menos da parte dele. Acho que a sorte da qual falo é a sorte de encontrar alguém que você ame e te ame de volta e fazer com que isso dure. É, sorte pra encontrar e vontade pra manter.

No final daquele dia fiquei pensando nessa sessão e na frase dela,

sorte pra encontrar e vontade pra manter,

e imaginando como seria bom se a vontade fosse a única responsável pela continuação de um amor, pela duração de uma relação, pela felicidade que vivemos. Seria tão mais simples, um acordo bastava para que todos fôssemos felizes para sempre. Ou então que o responsável fosse a sorte: uma força do além que nos usa como títeres e contra a qual não temos nenhum poder, nos liberando assim para reclamar, reclamar, e reclamar, sem precisar fazer nada. (...)

Não era pra ser assim,

Ela disse aquele dia e eu penso tantas vezes. Mas o que penso não importa, ela certamente já tem muitos que corroboram seu lamento, meu lugar é outro, de ajudá-la justamente a parar de se lamentar e começar a caminhar com as próprias pernas e escrever com as próprias palavras, mesmo sem saber o que essas palavras querem dizer. Por isso quando ela chegou na semana seguinte repetindo, Não era pra ser assim,

eu perguntei, Assim como? E ela começou a falar do fim, da dor, da sensação do mar inundando-a por dentro do peito, e nesse momento lembrou-se de seu pai que dizia que quando estivesse se afogando, pois ela usava muito essa imagem quando estava sofrendo, ela deveria usar as palavras como bote salva-vidas. E então ela deixou que o mar lhe saísse pelo olhos, e enquanto as lágrimas escorriam pela morte do pai, pelo fim do amor, por tudo que ela não queria que fosse assim, o primeiro bote salva-vidas aportou no momento em que ela disse,

Não adianta, não posso mudar o que já foi, e não sei nem o que posso mudar do que virar. Mas posso parar de me lamentar tempo o suficiente pra perceber que nem sempre o que acho que quero é a única felicidade possível.

Nota do Editor:
Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado no blog Confraria dos Trouxas.


Carina Destempero
Rio de Janeiro, 11/7/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Garanto que você não vai gostar de Carina Destempero
02. Se ele não me lê de Ana Elisa Ribeiro
03. Meu filho e Jaime Lerner de Paulo de Resende
04. Simplicidade ou você quer dormir brigado? de Daniel Bushatsky
05. Era uma vez uma verdade de Ram Rajagopal


Mais Carina Destempero
Mais Acessadas de Carina Destempero em 2013
01. Senhorita K - 16/12/2013
02. O amor é um jogo que ganha quem se perde - 18/11/2013
03. Garanto que você não vai gostar - 6/5/2013
04. Canção de som e fúria - 14/10/2013
05. Não era pra ser assim - 11/7/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Faca de Dois Gumes
Fernando Sabino
Record
(1989)



Manual de Redação e Estilo
Eduardo Martins
O Estado de S. Paulo
(1997)



Quando Ainda Existe Amanhã
Chaya Zinderstein
Indepedente
(2018)



A Reconquista
Yola Oliveira Azevedo
Paz e Terra
(1984)



Somos as águas puras
Carlos Rodrigues Brandão
Papirus
(1994)



Atualização Em Hpv - Abordagem Cientifica e Multidisciplinar
Julio José Maximo de Carvalho
Instituto Garnet
(2012)



Tex - Aquele Trem do Meio Dia N° 496
Bonelli
Mythos
(2011)



O Clube
G B Shalders
Do Autor
(1999)



O Mestre, Mais de Dois Mil Anos Depois
João Tadeu David
Rg
(2018)



Faça Cérebro Trabalhar para Você
Renato Alves
Gente
(2013)





busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês