Senhorita K | Carina Destempero | Digestivo Cultural

busca | avançada
43087 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> A importância da água é tema de peças e oficinas infantis gratuitas em Vinhedo (SP)
>>> BuZum! encena “Perigo Invisível” em SP e público aprende a combater vilões com higiene
>>> Exposição de arte Dispositivos
>>> Cristina Guimarães lança EP Em Canto que marca seu reencontro com a voz cantada
>>> Desenhos de Tarsila do Amaral
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O batom na cueca do Jair
>>> O engenho de Eleazar Carrias: entrevista
>>> As fitas cassete do falecido tio Nelson
>>> Casa de bonecas, de Ibsen
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma aula sobre MercadoLivre (2023)
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
Últimos Posts
>>> Nem o ontem, nem o amanhã, viva o hoje
>>> Igualdade
>>> A baleia, entre o fim e a redenção
>>> Humanidade do campo a cidade
>>> O Semáforo
>>> Esquartejar sem matar
>>> Assim criamos os nossos dois filhos
>>> Compreender para entender
>>> O que há de errado
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Menos Guerra, Mais Sexo
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> A Teoria de Tudo
>>> Anna Karenina, Kariênina ou a do trem
>>> A LIRA de Ricardo Aleixo
>>> Eitonilda rumo aos 100K
>>> A calça alta do Faulkner
>>> Rubem Braga e eu
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Dicas para você aparecer no Google
Mais Recentes
>>> Tokyo Ghoul 4 de Sui Ishida pela Panini Comics (2016)
>>> O Primeiro Amor do Mundo de Fulton Sheen pela Educação Nacional (1956)
>>> Os Problemas da Vida de Fulton J. Shenn pela Livraria Figueirinhas (1956)
>>> Paz de Espírito de Fulton J. Shenn pela Livraria Figueirinhas (1956)
>>> Paquetá imagens de Ontem e de hoje dedicatória do autor de Vivaldo Coaracy pela José Olympio (1964)
>>> O Diabo de João Uchoa Cavalcanti pela Vozes (1968)
>>> História do Brasil. 3 Volumes de Robert Southey pela Melhoramentos (1977)
>>> Maravilhas do Conto Infantl de Andersen; outros pela Cultrix (1961)
>>> O Jogo do Bicho - a saga de um fato social brasileiro de Simone Simões Ferreira Soares pela Bertrand (1993)
>>> São Francisco de Assis e o Espírito Franciscano de Ivan Gobry pela Agir (1959)
>>> A Matemática na Lenda e na História de Malba Tahan pela Bloch (1974)
>>> A Pedra da Luz - Paneb, o ardoroso de Christian Jacq pela Bertrand (2000)
>>> Turma da Mônica Jovem (Mangá) nº 28 de Maurício de Souza pela Panini Comics (2010)
>>> Times da qualidade de Peter R. Scholtes pela Qualimark (2002)
>>> Identitá della scuola e "comunitá educante" - N° 1-2 de Vários autores pela Gennaio (1986)
>>> Sobredotação. Vol. 8 de Vários autores pela A.n.e.i.s (2007)
>>> Étvdes de Vários autores pela Ser-As (2012)
>>> Tempo Geológico de Don L. Eicher pela Edgard Blücher (1969)
>>> Sistemas Lineares 2 de Ralph J. Schwarz; Bernard Friedland pela Segrega (1972)
>>> Revista Trabajo Social - N° 10 de Vários autores pela Universidad de Antioquia (2009)
>>> Os cem melhores contos brasileiros do século de Vários autores pela Objetiva (2001)
>>> Journal of education for teching. Vol. 29 N° 2 de Vários autores pela Carfax (2003)
>>> Paradoxos Organizacionais - Uma visão transformacional de Vários autores pela Thompson (2004)
>>> As 100 Melhores Idéias de Negócios de Ken Langdon pela Best Seller (2000)
>>> Autralian Journal of Education - Vol. 56 - N° 2 de Vários autores pela Aje (2012)
COLUNAS

Segunda-feira, 16/12/2013
Senhorita K
Carina Destempero
+ de 8200 Acessos

A culpa é o que usamos para não assumir nossa responsabilidade.

Isso pode parecer confuso, tendo em vista que muitas vezes usamos essas palavras como sinônimos, mas fato é que elas são quase opostas. A culpa, principalmente aquela que sentimos em relação ao outro, ou aquela que depositamos no outro como motivo de algo que julgamos errado na nossa vida, serve para nos distrair, para nos ocupar. Dizemos que é horrível sentirmo-nos culpados em relação a algo ou alguém, mas muito pior que isso é parar e olhar para o que podemos fazer em relação a isso, e, mais ainda, de fato fazê-lo. Senhorita K, a protagonista do livro de poemas de Marcos Bassini - que é intitulado com o nome da personagem -, sabe bem disso. Uma menina que se sentia culpada em relação à mãe, uma jovem que se sentia culpada frente a uma decisão difícil, uma mulher que culpava o marido pelo seu infortúnio. Lendo, se colocando do lado de fora, é muito fácil dizer, Que absurdo, a felicidade depende de cada um, não podemos colocar a culpa de nossa tristeza nos outros, mas quantas vezes não fazemos isso? Não deixamos de fazer coisas dizendo que é pelo outro - pela mãe, pelo namorado, pelo filho, pelo Bem Maior - e depois nos pegamos reclamando? Aí é que entra a virada de Senhorita K - e, com sorte, a de cada um de nós. Ao perceber que mesmo quando deixo de fazer algo pelo outro, quem deixou de fazer fui eu. Pode parecer algo pesado se você levar, mais uma vez, pro lado da culpa, Como fui idiota, não devia ter pensado em ninguém, etc. Mas se você pensa, Bom, foi uma decisão minha, talvez não tenha sido a melhor, mas fui eu quem a tomei, e posso fazer diferente da próxima vez, isso abre toda uma nova perspectiva, como Senhorita K começa a entender no poema abaixo:

Quando o outro lhe fala Rua, Senhorita K tem que se encontrar com o fato de que o outro talvez não queira mais carregar a culpa que ela lhe impõe. E agora? Seria fácil cair pro outro lado e passar a colocar a culpa, mais uma vez, em si mesma, ou então continuar tentando culpar algum outro. Mas não é isso que acontece. Como vemos no próximo poema, a partir da recusa do outro algo em Senhorita K sofre um abalo, e a questão da culpa perde espaço frente a motivações e escolhas, ou seja, responsabilidade.

Escolhi esses dois exemplos porque são não só poemas lindos, como escritos que nos fazem pensar em muita coisa. Mas a verdade é que o livro inteiro é assim. Um livro de poesia, com uma protagonista, uma história, pontos de virada, meio roteiro, meio romance, e tudo isso com uma pitada de história e política. É um livro que nos faz sentir, sonhar, e, acima de tudo, pensar. Se eu fosse você, corria pra ler logo, pra não precisar se chicotear depois com a culpa de Por que não li isso antes?


Carina Destempero
Rio de Janeiro, 16/12/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. O bosque inveterado dos oitis de Elisa Andrade Buzzo
02. Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila de Jardel Dias Cavalcanti
03. Minha biblioteca de sobrevivência de Julio Daio Borges
04. Proust, rugas e colesterol de Wellington Machado
05. Os bastidores de Psicose de Gian Danton


Mais Carina Destempero
Mais Acessadas de Carina Destempero em 2013
01. Senhorita K - 16/12/2013
02. O amor é um jogo que ganha quem se perde - 18/11/2013
03. Canção de som e fúria - 14/10/2013
04. Garanto que você não vai gostar - 6/5/2013
05. Não era pra ser assim - 11/7/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Cristandade Colonial Mito e Ideologia
Riolando Azzi
Vozes
(1987)



Crepúsculo 306
Stephenie Meyer
Intrínseca
(2009)



O Garimpeiro
Bernardo Guimarães
Atica
(1993)



Livro - Contabilidade Pública
Alexandre Costa Quinta e Outros
Atlas
(2010)



A Batalha das Estéticas
Munira H. Mutran
Humanitas
(2015)



Ensaios Sobre a Liberdade
Celso Lafer
Perspectiva
(1980)



E hoje não sou mias uma noiva
Genghis Aitmatov
Am Oved
(2009)



Lutero e a igreja do pecado
Fernando Jorge
Mercuryo
(1992)



Love is not enough
Bruno Bettelheim
Avon
(1971)



Flor de Laranjeira - Autografado
Gabriela F. C. Rodriguez
Biblioteca 24 horas
(2011)





busca | avançada
43087 visitas/dia
1,2 milhão/mês