O amor é um jogo que ganha quem se perde | Carina Destempero | Digestivo Cultural

busca | avançada
54626 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sobre o Jabá
>>> Crise da Democracia
>>> Bill Gates e o Internet Explorer
>>> LEM na TV Cronópios
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Poesia para jovens
>>> São Paulo, que dá nome à nossa cidade
>>> Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras (3)
>>> Um estranho incidente literário
>>> Na Cama Com Tarantino
Mais Recentes
>>> O Grumete: romance do Brasil colonial do século XVIII de Luiz Carlos Carneiro pela Lake (2003)
>>> A terceira mulher Permanência e revolução do feminino de Gilles Lipovetsky pela Companhia das letras (2000)
>>> Os Limites da Paixão de Norma Jorge Moreira pela Dpl (2005)
>>> Vivendo uma História de Amor de Humberto C. Pazian pela Letras & Textos (2000)
>>> Elos Sem Fim de Deborah Cristina e Mello de Jesus (Espírito) pela Minas (2001)
>>> A eleição da criançada de Pedro Bandeira pela Melhoramentos (2006)
>>> Violência de Gênero e Políticas Públicas de Suely Souza de Almeida (Org.) pela Ufrj (2007)
>>> Ana levada da breca de Maria de Lourdes Krieger pela Moderna (2002)
>>> Psicanálise da criança de Melanie Klein pela Mestre Jou (1969)
>>> O Cipreste no Jardim de Osho pela Cultrix (1997)
>>> Los Hermanos Rico de Georges Simenon pela Punto de Lectura (2005)
>>> Não conte a ninguém de Harlan Coben pela Arqueiro (2009)
>>> Uma dobra no tempo de Madeleine L'Engle pela Harper Collins (2017)
>>> Diários de Berlim de Marie Vassiltchikov pela Boitempo (2015)
>>> Fidel Castro. Biografia a Duas Vozes de Ignácio Ramonet pela Boitempo (2016)
>>> Globalização, Dependência e Neoliberalismo na América Latina de Carlos Eduardo Martins pela Boitempo (2011)
>>> Paris, Capital da Modernidade de David Harvey pela Boitempo (2015)
>>> Geriatria Moderna Para Leigos - Série Viver A Vida de Newron Luiz Terra e Colaboradores pela Leitura XXI (2007)
>>> O Ano I da Revolução Russa de Victor Serge pela Boitempo (2007)
>>> Práticas Psicogerontológicas Nos Cuidados De Idosos de Eliana Novaes Procópio pela Juruá (2012)
>>> O Envelhecimento de Luiz Eugênio Garcez Leme pela Contexto (1998)
>>> A Ilíada (Em Verso) de Homero pela Ediouro
>>> Psicogerontologia Fundamentos e Práticas de Diana Silvina Singer e Colaboradores pela Juruá (2009)
>>> A Montanha que Devemos Conquistar de István Mészáros pela Boitempo (2015)
>>> Desenvolvimento e Envelhecimento: Perspectivas biológicas, psicológicas e sociológicas de Anita Liberalesso (org.) pela Papirus (2012)
>>> A Ilíada (Forma Narrativa) de Homero pela Ediouro
>>> Poder e Desaparecimento de Pilar Calveiro pela Boitempo (2019)
>>> Eneida de Virgílio pela Ediouro
>>> As Ilusões Perdidas de Honoré de Balzac pela Abril Cultural (1978)
>>> A Aldeia Ancestral de Pearl S. Buck pela Gráfica Brasileira (1950)
>>> Trabalho e Dialética - Hegel, Marx e a Teoria Social do Devir de Jesus Ranieri pela Boitempo (2011)
>>> Crime e Castigo - 2 volumes de Dostoiévski pela Abril Cultural (1979)
>>> O Conhecimento do Cotidiano As Representações Sociais Na Perspectiva Da Psicologia Social de Mary Jane Spink (org) pela Brasiliense (1995)
>>> Lutas de Classes na Alemanha de karl marx e Friedrich Engels pela Boitempo (2010)
>>> O Conhecimento Confiável: Uma Exploração Dos Fundamentos Para a Crença na Ciência de John Ziman pela Papirus (1996)
>>> O Paradoxo da Moral de Vladimir Jankelevitch pela Papirus (1994)
>>> Uma Mensagem Profética Para Sua Vida de Silas Malafaia pela Central Gospel (2011)
>>> Educação não é privilégio de Anísio Teixeira pela Ufrj (2007)
>>> Germinal de Émile Zola pela Abril Cultural (1979)
>>> Soledad no Recife de Urariano Mota pela Boitempo (2009)
>>> Quando A Nossa Fé É Provada de Silas Malafaia pela Central Gospel (2011)
>>> As Aventuras do Sr. Pickwick de Charles Dickens pela Abril Cultural (1979)
>>> No Caminho de Swann de Marcel Proust pela Abril Cultural (1979)
>>> Dom Quixote de La Mancha de Cervantes pela Abril Cultural (1978)
>>> Aborto Perda e Renovação: Um Paradoxo Na Procura da Identidade Feminina de Eva Pattis pela Paulus (2000)
>>> Ana Karênina - 2 volumes de Tolstói pela Abril Cultural (1979)
>>> Sonhos A Essência Orientando A Existência de Djalma Argolo pela Amar (2012)
>>> A Sabedoria dos Sonhos Para Desvendar O Inconsciente Feminino de Karen A. Signell pela Ágora (1998)
>>> Vivências da Maternidade e Suas Consequências Para o Desenvolvimento Psicológico do Filho de Eliana Marcello de Felice pela Vetor (2006)
>>> Os Sentidos Do Sintoma Psicanálise E Gastroenterologia de Paulo Roberto de Sousa pela Papirus (1993)
COLUNAS

Segunda-feira, 18/11/2013
O amor é um jogo que ganha quem se perde
Carina Destempero

+ de 3600 Acessos

Porque, né, todo mundo sabe que a gente só encontra o amor quando não tá procurando. É um clichê, verdade universal, alardeada por todos e qualquer um. E, mais ainda, o amado será alguém que você nunca imaginaria. No seu arquivo de exigências, ele não corresponde a nenhuma, e ainda é capaz de ter características que estão lá na sua listinha de "inaceitável". Aí você que tá lendo isso ri se já encontrou o amor, e se ainda não o fez pensa, Lá vem mais uma chata falar tudo que a gente já sabe e não adianta de nada. Pois é.

Eu concordo totalmente com essas duas primeiras afirmações que fiz, mas, me desculpem, não sei como se faz para deixar de procurar. Não, não basta fingir que não quer, falar da boca pra fora que não tá nem aí e que está super bem sozinho. Nem costuma adiantar procurar alguém que é o oposto do que você imagina. Porque oposto também é imaginação, é a mesma coisa. Por isso eu disse: alguém que você não imaginaria. Alguém diferente, que surge num momento nada a ver, fala coisas estranhas, te olha meio esquisito, mas que, quando você se dá conta, encaixou direitinho.

Então, o que me resta falando de amor aqui são três significantes: distração, inimaginável, encaixe. Não acho que exista fórmula para se apaixonar, mas, se existisse, esses três certamente fariam parte da equação. E por algum motivo me veio um título pra essa equação: O amor é um jogo que só ganha quem se perde. Se você pensa em encontrar o amor sem sair um milímetro do lugar confortável e cheio de certezas e garantias em que está instalado, desculpe te decepcionar, mas não vai acontecer. Se você está muito preocupado com como vai começar, se vai dar certo, se vai durar, se você vai sofrer, dificilmente vai conseguir se divertir durante - que afinal é, ou deveria ser, o objetivo principal.

Você pode perguntar agora quem eu acho que sou pra despejar esse monte de palavras como se eu soubesse do que estou falando. Minha resposta é: não faço ideia. Mas saiba que só falo, ou escrevo, isso tudo, porque um dia, quando eu não esperava, alguém que eu nunca poderia imaginar me encontrou lendo jornal na fila do pão.


Carina Destempero
Rio de Janeiro, 18/11/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Crônica de um jantar em São Paulo de Elisa Andrade Buzzo
02. Maria Erótica e o clamor do sexo de Gian Danton
03. Mazelas do coronelismo de Diogo Salles
04. Estereótipos do Twitter (e do Foursquare) de Fernanda Prates
05. Panorama Literário de 2006 de Marília Almeida


Mais Carina Destempero
Mais Acessadas de Carina Destempero em 2013
01. Senhorita K - 16/12/2013
02. O amor é um jogo que ganha quem se perde - 18/11/2013
03. Garanto que você não vai gostar - 6/5/2013
04. Canção de som e fúria - 14/10/2013
05. Não era pra ser assim - 11/7/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FILOSOFIA DA ARTE
VIRGIL C. ALDRICH
ZAHAR
(1969)
R$ 13,00



JUVENTUDE, O GRANDE DESAFIO
JORGE BORAN
PAULINAS
(1986)
R$ 6,50



A ARTE DO DESCASO - A HISTÓRIA DO MAIOR ROUBO A MUSEU DO BRASIL
CRISTINA TARDÁGUILA
INTRÍNSECA
(2016)
R$ 22,00



OS DESEQUILÍBRIOS ESTÁTICOS
MARCEL BIENFAIT
SUMMUS
(1995)
R$ 44,91
+ frete grátis



1565 ENQUANTO O BRASIL NASCIA
PEDRO DORIA
HARPER COLLINS BR
(2018)
R$ 15,00



AMOR É PROSA SEXO É POESIA
ARNALDO JABOR
OBJETIVA
(2004)
R$ 10,00



ARISTOTLE AS POET
ANDREW L. FORD
OXFORD UNIVERSITY PRESS
(2011)
R$ 190,00



ATRAVES DO ESPELHO
ISA MARA LANDO; JOSTEIN GAARDER
SEGUINTE
(1998)
R$ 10,00



A PRIMAVERA DO DRAGÃO
NELSON MOTTA
OBJETIVA
(2011)
R$ 9,90



FAYGA OSTROWER
CARLOS MARTINS ORG
GMT- SEXTANTE
(2001)
R$ 360,00





busca | avançada
54626 visitas/dia
1,3 milhão/mês