Sob Custodia, de Anita Desai | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Primeira edição do ZporZ Fest Verão acontece em janeiro
>>> Sesc Cultura ConVIDA! apresenta mostras temáticas
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mauro Henrique
>>> Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo!
>>> Ele, Francis
>>> A crítica e o custo Brasil
>>> Manual prático do ódio
>>> Greatest hits em forma de coluna
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Jogando com Cortázar
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Diálogos de Platão, pela editora da Universidade Federal do Pará
Mais Recentes
>>> IL ÉTAIT UNE FOIS L'AMOUR de DANIELLE STEEL pela LIBRARIE GENERALE FRANÇAISE (1985)
>>> Tenda dos Milagres de Jorge amado pela Martins (2021)
>>> SINAL DA VITÓRIA de J. W. ROCHESTER pela FEderação Espírita Brasileira (1969)
>>> São Mateus Corrige seu Evangelho de J. Santos Silva pela Gráfica e Editora Edigraf S A.
>>> Respostas da Vida de Francisco Cândido Xavier pela Ideal
>>> Matemática 6º Ano – Projeto Athos de José Roberto Bonjorno, Paulo Câmara Sousa, Regina Bonjorno & Tânia Gusmão pela Ftd (2014)
>>> São Jorge dos Ilhéus de Jorge amado pela Martins
>>> O NOVO TESTAMENTO VIVO EM LINGUAGEM ATUALIZADA de MUNDO CRISTÃO pela MUNDO CRISTÃO (1973)
>>> Macunaíma: o herói sem nenhum caráter de Mário de Andrade pela Círculo do Livro (1988)
>>> O MUNDO E EU de JOÃO MOHANA pela AGIR (1964)
>>> Feuillets D' Automne de Andre Gide pela Le Livre de Poche
>>> Tereza Batista Cansada de Guerra de Jorge amado pela Martins
>>> O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec pela FEESP
>>> Apaixonados - Histórias de Amor de Fallen de Lauren Kate pela Galera (2016)
>>> NOVO TESTAMENTO PORTUGUÊS INGLÊS de pela
>>> Novo Testamento de Apóstolos De Jesus pela Casa Publicado Batista
>>> Novelas de Jerusalém de Sch. I. Agnon pela Perspectiva (1967)
>>> Não Vos Preocupeis de Leo Trese pela Quadrante
>>> Meditations de Tola Gynska pela Centro Espiritual Vahali - Brasil
>>> Matemática 6º Ano – Projeto Athos de José Roberto Bonjorno, Paulo Câmara Sousa, Regina Bonjorno & Tânia Gusmão pela Ftd (2014)
>>> Mananciais no Deserto de Lettie Cowman pela Editora Betânia
>>> Judas Traidor ou Traído de Danillo Nunes pela Gráfica Record Editora
>>> Chico Xavier dos Hippies aos problemas do mundo de Emmanuel,Francisco Cândido Xavier pela Lake
>>> O Irmão Maior de Welington Guimarães Filho pela Novo Século (2017)
>>> Matemática 6º Ano – Roteiros de Aprendizagem – Projeto Athos de José Roberto Bonjorno, Paulo Câmara Sousa, Regina Bonjorno & Tânia Gusmão pela Ftd (2014)
>>> CAMINHANDO COM A VERDADE de LUIZ SÉRGIO pela PANORAMA (2000)
>>> A Experiência do Lar de Devi Titus pela Central Gospel (2018)
>>> Boa Nova de Francisco Cândido Xavier pela FEderação Espírita Brasileira (1970)
>>> História Sociedade & Cidadania 6º Ano de Alfredo Boulos Júnior pela Ftd (2009)
>>> A BÍBLIA NA LINGUAGEM DE HOJE de SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL pela SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL (1975)
>>> Psicologia, as bases biológicas do comportamento de Richard E.,Norman M.,James L. Mcgaugh pela Livros Técnicos e Científicos Editora SA
>>> PSICOLOGIA DA ADOLESCÊNCIA de SAMUEL PFROMM NETTO pela LIVRARIA PIONEIRA (1973)
>>> O RELATÓRIO HITE SOBRE SEXUALIDADE MASCULINA de SHERE HITE pela DIFEL (1970)
>>> O RELATÓRIO HITE de SHERE HITE pela DIFEL (1996)
>>> Eu fui a melhor amiga de Jane Austen de Cora Harrison pela Rocco (2011)
>>> FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA PARA AS CIÊNCIAS DO COMPORTAMENTO de EVA NICK & SHEILAH R. O. KELLNER pela RENES (1971)
>>> EXPERIÊNCIAS PSÍQUICAS ALÉM DA CORTINA DE FERRO de SHEILA OSTRANDER&LYNN SCHROEDER pela EDITORA CULTRIX
>>> Um Dia a Autenticidade de Ayrton Toledo pela T. A. Queiroz Editora LTDA
>>> POEMA DO NÉCTAR de LEANDRO COCICOV pela JOÃO ESCORTECCI EDITOR (1985)
>>> História 6º Ano - Das Cavernas ao Terceiro Milênio de Patrícia Ramos Braick & Myriam Becho Mota pela Moderna (2006)
>>> MOMENTO SEM TEMPO de MARÍLIA FAIRBANKS MACIEL pela EDITORA CUPOLO (1972)
>>> Martin Fierro Edicion Critica de Carlos Alberto Leumann de Jose Hernandez pela Estrada Editores
>>> I CONFINI DELLA MENTE de PIERLUIGI RUSSO pela IL POLIEDRO (1976)
>>> EU TE AMO de PROF ROBERTO SIMÕES pela PERON FILHO COMUNICAÇÕES (1998)
>>> Combo 2 Livros Físicos Arsène Lupin Seriado Netflix de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Arsène Lupin contra Herlock Sholmes Seriado Lupin de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Administração contábil e financeira na pequena empresa brasileira de Milton Huppert Monte Carmello, Wolfgang Schoerps pela Fgv (1979)
>>> CEM SONETOS DE AMOR de PABLO NERUDA pela L&PM EDITORES
>>> Livro Fisico Arsene Lupin O Ladrão de Casaca Seriado Lupin de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Box 8 Livros Físicos Anne Whit An E Lucy Maud Montgomery + Diário de Aventuras Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
COLUNAS

Segunda-feira, 15/12/2008
Sob Custódia, de Anita Desai
Ricardo de Mattos

+ de 4300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

"Percebeu que amava a poesia não por sua arte de tornar as coisas imediatas, mas porque as removia para uma posição onde se tornavam suportáveis." (Anita Desai)

A porção do planeta que nos costumamos referir simplesmente como "Oriente" parece um navio que se aproximou lenta e majestosamente, aportou, e do qual subimos ansiosos as rampas a fim de conhecer os tesouros trazidos. O rótulo superficial de exotismo é rejeitado e abrimos estupefatos os contêineres plenos de riquezas a serem apreciadas e conhecimento a ser agregado. Inútil tentar estabelecer de onde vem a maior fartura. China? Japão? Tibet? Israel? Países Islâmicos? Índia? Junto de lamentáveis notícias de guerra e conflitos, chegam as de ordem política e econômica e chegam as de ordem cultural. No caso específico da Índia, se Salman Rushdie consolida seu nicho nas nossas editoras e livrarias, começa a dividir espaço com Pankaj Mishra, Kiran Desai e outros. É a ocasião de resgatar nomes veteranos que já foram traduzidos aqui, mas não receberam a devida atenção, como Anita Desai.

A escritora indiana Anita Mazumdar Desai nasceu em 1937, filha de mãe alemã e pai bengali. Poliglota, é versada em alemão, inglês, bengali, hindi e urdu. Começou a escrever aos sete anos, publicando sua primeira história aos nove. Estreou em 1963 ao publicar a novela The Peacock. Sob Custódia data de 1984. Foi adaptado para o cinema em 1993, ano em que a escritora vinculou-se ao departamento de Humanidades do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Por ele, Desai recebeu uma das suas três indicações ao Booker Prize, prêmio que afinal coube a sua filha Kiran Desai. Este último nome poderá soar mais familiar ao leitor, pois Kiran esteve na FLIP de 2007 e seu primeiro romance, intitulado Rebuliço no pomar de goiabeiras, já foi traduzido no Brasil.

Sob Custódia narra os transtornos provocados e sofridos pelo professor universitário Deven Sharma para entrevistar e escrever um artigo sobre o velho poeta Nur, um dos últimos nomes da agonizante poesia urdu. Para perceber o detalhe e compreender o conflito decorrente, é necessário esclarecer que o urdu era a língua culta dos muçulmanos que um dia habitaram em maior número o atual território indiano, no qual erigiram mesquitas e universidades e estabeleceram cortes de refinada cultura. Na década de quarenta do século passado, a Índia conquistou sua independência, mas parte de sua área foi destacada para criação do Paquistão. Estes fatos ocorreram quase quarenta anos antes da novela, o que revela o ancião como sobrevivente de uma época afastada e isolado de um povo que procurou outros horizontes. Deven é professor de hindi, a língua que prevaleceu mas tida como vulgar pelos nostálgicos defensores do urdu. Caso análogo retrata-nos Tolstoi na Rússia do século XVIII, quando a nobreza falava um francês castiço e desprezava o russo nativo.

Deven é um professor universitário cuja existência foi esgotada pela mediocridade e pobreza. Leciona hindi, mas estuda e escreve em urdu nas horas livres. O estudo da língua culta permite-lhe conviver com algo mais nobre entre a penúria em que transita pelo plano terrestre. Vive em Mirpore, uma cidade apresentada como injustificada, ou seja, não há um porto, um centro comercial, universitário ou industrial que explique sua origem. Seus templos e mesquitas são vazios de referências, apenas ocupam lugar no espaço e são usados. Isso num país que preza seu passado e tradições. Apesar da vontade fraca e da auto-estima quase nula, é aquele sujeitinho que fala alto em casa e agride a mulher, principalmente por ver-se nela como que num espelho. Cada um vive no seu incomunicável mundo de ilusões: "Uma vítima não procura ajuda em outra vítima; procura alguém que a liberte".

Outro personagem ligado a ele é seu "amigo" Murad. Foi ele quem encomendou a entrevista, com o objetivo de publicá-la na revista da qual é editor. Numa catástrofe como a que recentemente atingiu Santa Catarina, Murad estaria entre as pessoas que invadiriam as casas particulares em busca de despojos, jamais para resgatar.

Deven é e tem certeza de sua insignificância. Seu pai era outro anódino, mas legou-lhe o gosto pela poesia de Nur, na qual encontrou conforto durante a vida. Encontrando-se com o poeta, desaponta-se. Esperava um velhinho erudito entre companheiros dos bons tempos, conversando sobre poesia e flores. Depara-se com um homem comum, padecente dos limites da idade e das dores provocadas pelas hemorróidas. Um homem de temperamento fraco, explorado por falsos amigos e pelas esposas. No lugar da conversação literária imaginada, sucedem-se algazarras e conflitos familiares. Deven idealizou o poeta de tal forma que sofre ao encarar a realidade, perdendo-se em negações e indagações. Ele não entende como o autor de sublime obra pode levar vida tão desprezível entre aproveitadores. Na vida medíocre de Deven, Nur e sua produção ocupam o centro. Abalar este núcleo, esta ilusão tão bem elaborada, reflete na compensação da sua existência apagada. Por pior que sejam sua vida e sua rotina, elas são acalentadas por uma imagem. Desconfiar que a imagem esteja errada implica em reconsiderações e no enfrentamento de fatos desconfortáveis. Por outro lado, preservar aquilo que se amou e valorizou a vida inteira é preservar a si mesmo.

Justamente por abalar os fundamentos de sua existência é que a frustração sofrida por Deven é mais grave que outros casos apresentados pela Literatura. Em À sombra das raparigas em flor, o personagem de Proust demora-se adivinhando como será a encenação da Fedra de Racine, tantas vezes lida e estudada. Desencantado com a apresentação, segue seu caminho. Humberto de Campos ― esse Luis Fernando Verissimo do começo do século XX ― descreve em suas Memórias Inacabadas a decepção de encontrar o Barão de Itapari: procurou uma figura saída dos livros de História Medieval e encontrou um homem ordinário aguardando o bonde. Posso até citar um caso pessoal. Em torno dos dezoito anos li uma resenha sobre Hipérion, de Friedrich Hölderlin e gravei na memória uma frase: "Envolvemo-nos com a Filosofia, e perdemos nossa inocência; agora devemos seguir até o fim e salvar nossas almas". Entre idas e vindas, esgotamentos e reedições, aos 32 anos finalmente adquiro um exemplar e desaponto-me com o romantismo derramado, baboso.

De qualquer forma, após algumas desilusões o ser humano tem dois caminhos. Ou fica demasiado cínico, ou aprende a conhecer melhor seu semelhante antes de julgá-lo. Sim, porque forma-se o conceito de alguém com base em fatos e impressões. Criada a imagem, cobra-se de quem foi idealizado o comportamento esperado. Daí temos um degrau a mais no aprofundamento do assunto: já pensamos na desilusão causada por nós a alguma pessoa?

Outro aspecto ressaltado da personalidade de Deven é o da inabilidade, da incompetência em evitar situações ruinosas. Diversas vezes fica encurralado, em todas ele recebe ajuda inesperada, mas sempre estraga tudo. Desperdiça cada auxílio recebido em termos de dinheiro, oportunidade e tempo, quando o mínimo de realismo e planejamento afastaria o aperto. O talento de Anita Desai revela-se no fato de ela não recorrer a nada de extraordinário ao elaborar a trama. A escritora demonstra a idiotice do personagem camada após camada num realismo exasperante, que incomoda justamente porque se sabe existir pessoas assim. Apesar das diferenças culturais, tipos como Deven são encontrados em qualquer canto, nivelados pela mediocridade.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 15/12/2008



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (V) de Cassionei Niches Petry
02. Notas confessionais de um angustiado (II) de Cassionei Niches Petry
03. A Delicadeza dos Hipopótamos, de Daniel Lopes de Jardel Dias Cavalcanti
04. Memorial do deserto e das ruínas de Elisa Andrade Buzzo
05. Adolescentes e a publicação prematura de Carla Ceres


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2008
01. O Presidente Negro, de Monteiro Lobato - 29/7/2008
02. Sobre o Acordo Ortográfico - 24/10/2008
03. Sobre o Caminho e o Fim - 20/3/2008
04. Sob Custódia, de Anita Desai - 15/12/2008
05. Olímpica - 26/8/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
16/12/2008
08h58min
Anita Desai é um canto do mundo, uma estrela que viaja, e ilumina, com seus raios, as paisagens diferentes.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SEQÜESTRO SANGRENTO
HOSMANY RAMOS
EDITORIAL GERAÇÃO
(2002)
R$ 10,00



O JEJUM DO CORAÇÃO DIVAGAÇÕES SOBRE O ÓBVIO ESQUECIDO
LUIZ CARLOS LISBOA (AUTOGRAFADO)- 8461
MG
(1983)
R$ 10,00



STAR ISLAND
CARL HIAASEN
SPHERE
(2011)
R$ 10,00



A CABALA E A ARTE DE SER FELIZ
IAN MECLER
SEXTANTE
(2007)
R$ 10,00



ATLAS GEOGRÁFICO ILUSTRADO
GRAÇA MARIA LEMOS FERREIRA; MARCELLO MARTINELLI
MODERNA
(2012)
R$ 10,00



SENHORA GRANDES LITERATURAS
JOSÉ DE ALENCAR
FTD
(1999)
R$ 10,00



A MÁQUINA CAPITALISTA
PEDRINHO GUARESCHI/ROBERTO RAMOS
VOZES
(1988)
R$ 10,00



A HISTÓRIA DE FERNÃO CAPELO GAIVOTA
RICHARD BACH
NÓRDICA
R$ 10,00



O HOMEM QUE SABIA JAVANÊS - LITERATURA BRASILEIRA EM QUADRINHOS
LIMA BARRETO
ESCALA
(2006)
R$ 10,00



CEM QUILOS DE OURO
FERNANDO MORAIS
CIA DAS LETRAS
(2003)
R$ 10,00





busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês